Jump to content

Luckert

Usuários
  • Content Count

    3,024
  • Joined

  • Last visited

About Luckert

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    São Paulo/SP/Brasil
  • Data de Nascimento
    25/01/1977

Profile Information

  • Location
    São Paulo

Recent Profile Visitors

1,290 profile views
  1. Agora ficou mais claro , dinheiro novo na verdade 1,2bi, contando que vão reverter a decisão do juiz colombiano que proibiu a Colômbia de injetar 375 milhões pelo fato da empresa colombiana não estar mais pagando impostos e registro na Colômbia, correto? Embora a AVC estava em dificuldades já antes da pandemia , o valor parece bom, proporcional a Latam, que ,sendo maior , obteve 2,45 bi de financiamento
  2. Se as empresas americanas não podem investir em outras empresas aéreas sócias e fora dos EUA por terem recebido ajuda do Governo Americano, como a United vai estar no Dip B do plano da Avianca e a Delta foi impedida de emprestar na Latam?
  3. Triste ter que ouvir isso de um aviador, mas a empresa fez isso com seus colaboradores,infelizmente
  4. Nada é impossível, por anos o Rolin tentou comprar a LAN que,por fim, comprou/fusionou a TAM
  5. Tirando o que os jornais publicaram e o que os próprios presidentes de ambas empresas falaram, não há nada oficial, mesmo porque uma empresa no Chapter 11 não pode fazer nenhuma negociação durante o processo
  6. Será que tudo estará pronto até o final de ano? Será que em janeiro darão prosseguimento ao processo de fusão com a Azul Group?
  7. Foi muito rápido, a AVC deu entrada antes e sequer tem um empréstimo aprovado , a LA surpreendeu com a agilidade, quando sairão do chapter 11 agora,tem prazo?
  8. Azul busca ampliar serviços com drone de entrega Azul trabalha para ampliar seus serviços com o uso de drone e a adoção de caixas de retirada de encomendasImagem: Juca Varella/Folhapress Luciana Dyniewicz 18/09/2020 07h15 Com o segmento de carga ganhando importância nos resultados da empresa, a Azul trabalha para ampliar seus serviços com o uso de drone e a adoção de caixas de retirada de encomendas. "Somos bastante agressivos em relação ao prazo para estarmos com o drone pronto. Gostaria de ter um já na Black Friday (27 de novembro)", afirma Izabel Reis, diretora da Azul Cargo. RELACIONADAS Mesmo com pandemia, brasileiro voltou a planejar viagens aéreas Sem passageiros, empresas aéreas apostam no transporte de cargas O projeto de entrega de encomendas por drone é desenvolvido com a Speedbird Aero, uma startup de Franca, no interior de São Paulo, que está em processo de certificação para prestar o serviço. A ideia é que a Speedbird forneça a tecnologia e a Azul, o trabalho de logística. "Já tínhamos tentado criar algo semelhante antes, mas o preço da parceria tornou inviável. Com a pandemia, as coisas mudaram", acrescenta Izabel. Alvo Ainda não está definido onde o drone deixará a encomenda. Uma possibilidade é que a pessoa que vai recebê-la estenda, por exemplo, uma toalha vermelha para o produto ser depositado em cima. Izabel afirma ainda que, apesar da pressa para começar a oferecer o serviço, a implementação dele em larga escala dependerá da demanda. Enquanto o projeto com o drone é refinado, a empresa começou a instalar caixas de retirada de encomendas em mercados e postos de gasolina. Hoje, quando a Azul precisa entregar um produto, é comum que um parceiro faça o trecho final do transporte, retirando o item do avião e o levando até a casa do cliente. Com o novo serviço, o parceiro deixa a mercadoria em uma dessas caixas e o consumidor a retira com uma senha. "Assim, vamos conseguir atingir áreas que são consideradas de risco para entrega", diz a executiva. Por enquanto, a companhia tem um posto de coleta em um supermercado no Jaguaré, na capital paulista. A meta é instalar 40 até o fim do ano. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
  9. Sim, não esperava nada melhor, mas não posso eximir de me manifestar
  10. Absurdo!!!! Nunca mudaram de fato, compraram a Map e agora não tem como pagar os salários
  11. Cade aprova aquisição pela Delta de participação na Latam Airlines Superintendência considerou que competitividade para outras companhias será mantida Por Juliano Basile, Valor — Brasília 18/09/2020 11h17 Atualizado há 13 minutos A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou a aquisição pela Delta de participação acionária na Latam Airlines, o que abrange mercados de transporte aéreo de passageiros e de cargas com destaque para procedimentos envolvendo o Brasil, o México e os Estados Unidos. Em maio, a Delta Air Lines e o grupo Latam Airlines informaram a assinatura de um acordo de joint venture para combinar as malhas aéreas das companhias entre as Américas do Norte e do Sul. Era mais um passo no acordo fechado entre as duas companhias em 2019. Além de combinar voos, a Delta adquiriu uma participação de 20% na Latam, por US$ 1,9 bilhão. O negócio envolve formalmente o conselho de administração da Aeromexico e trata de transportes envolvendo os EUA e o Canadá de um lado e Brasil, Chile, Colômbia, Paraguai, Peru e Uruguai de outro. Segundo as empresas requerentes, outros países da América do Sul serão incluídos na Aliança Estratégica somente depois de implementação de acordos entre os EUA e essas nações. Diante disso, a aquisição pela Delta de participação na Latam era o primeiro passo da parceria pretendida pelas partes envolvendo aliança estratégica delas nessa área. Ao analisar o caso, a Superintendência verificou qual será o seu impacto sobre a rivalidade com outras empresas que atuam neste setor aéreo. O órgão antitruste constatou que, ainda que a entrada de novas empresas em determinado mercado relevante não seja capaz de afastar eventuais preocupações concorrenciais, a efetividade da competição entre a empresa resultante da operação e as demais companhias instaladas nesta área, que são suas rivais, pode tornar pouco provável o exercício de poder de mercado adquirido. Logo, a competitividade para outras companhias deverá ser mantida mesmo com aval a essa operação. “Há muita incerteza em relação ao futuro do setor aéreo com o impacto da pandemia do covid-19, fator que dificulta a previsão de entrada de futuras empresas nesse mercado”, alertou a Superintendência. Por fim, foi identificado que no mercado aéreo de cargas, assim como no de transporte de passageiros, também há fatores que podem mitigar o exercício de poder de mercado por parte das requerentes. Assim, a Superintendência aprovou a operação mesmo diante de participação efetiva no setor envolvendo o México em transportes aéreos para o Brasil. “Quanto à existência de rivalidade, ainda que Latam e Aeromexico detenham participação expressiva nesta rota entre Brasil e o México, as características da rota e do mercado, associadas à incerteza provocada pelos efeitos da pandemia, levam à conclusão de que não é possível afirmar que a presente operação eleva a probabilidade de exercício de poder de mercado por parte das requerentes”, argumentou a Superintendência. “Conclui-se pela improbabilidade de exercício de poder de mercado também para as rotas entre Brasil e México”, ressaltou o órgão Fonte: VALOR PRA MIM CADE APROVOU JNB, não a aquisição da parte da Latam Airlines Group ,ano passado. Notas de outros jornais falam só da JNB
  12. Liminar obriga Passaredo (VoePass) a pagar salários até o 5º dia útil do mês Aeroflap14 De Setembro De 2020 A Justiça do Trabalho publicou no último dia 12 uma decisão liminar que obriga a Passaredo (VoePass) a depositar os salários de seus tripulantes até o 5º dia útil de cada mês. A antecipação de tutela, que garante os pagamentos futuros na data correta, se refere à ação na qual o SNA (Sindicato Nacional dos Aeronautas) cobra da companhia o pagamento de todos os salários atrasados. Caso não cumpra a liminar, a Passaredo terá que pagar multa diária de R$ 500 por trabalhador afetado. Lembramos que o SNA também apresentou manifestação na ação recentemente para buscar garantir o pagamento imediato dos atrasados. Em assembleia realizada em 3 de setembro, os tripulantes deliberaram por somente considerar um possível ACT de mudança de data de pagamento de salário caso a companhia realize o pagamento dos salários atrasados. Via – Sindicato Nacional dos Aeronautas ABSURDO PEDIR NA JUSTIÇA O QUE É PREVISTO EM LEI
  13. Só 10-15% são bem sucedidas????? Passado
  14. De fato, isso é muito relevante? Pode prejudicar significativamente a empresa?
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade