Jump to content

deiv

Usuários
  • Content Count

    28
  • Joined

  • Last visited

About deiv

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    SBAQ / SBMO
  • Data de Nascimento
    09/10/1995

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    SBMO

Recent Profile Visitors

77 profile views
  1. Eu mesmo, se fosse contratado como copila ganhando isso com 20 anos, solteiro, iria é agradecer. Uma oportunidade de operar uma máquina de milhões de reais com uma tenra idade e experiência praticamente nula. Salário maior que a maioria esmagadora da população do país.
  2. No mercado internacional já ultrapassou a G3, só fica atrás da JJ. No doméstico, creio que dentro de 5 anos será a líder.
  3. Na minha opinião essa jogada só mostra que a saúde financeira da G3 não vai tão bem como andam propagando. Estão sentindo com força os prejuízos do ground dos Max e dos NG defeituosos.
  4. Se fosse depender da G3 os jogadores iriam chegar cansados no campeonato e com dores na coluna.
  5. Eu acredito que por GRU ser o hub da AL talvez tenha demanda sim Gol patina nesse nível de ocupação pelo altíssimo preço, seja em dinheiro, seja em milhas smiles. Consegue ser mais caro que as concorrentes que voam de widebodie .
  6. Faltam vôos saindo do Brasil direto para Ushuaia. Será que vai ter alguma brasuca que vai arriscar algum vôo direto ?
  7. TAP é estatal, acho que não preciso dizer mais nada..
  8. A Latam é até justificável, porque em todas as rotas é a cia mais barata. Mas não é incomum você ver a gol com preço próximo ou até maior que a Azul em algumas rotas com um padrão de atendimento bem inferior. Sem contar que esqueci de dizer no outro comentário, mas até os atr da azul tem classificação superior aos 737 da gol em espaço pela anac.
  9. A questão é justamente essa, a experiência do cliente. Eu já voei de gol, foram experiências pavorosas. Oferece uma piada que não pode ser chamada de serviço de bordo, aquele compactado de farelo de mãe terra. Os funcionários te atendem com uma má vontade e descortesia que até parece que são funcionários públicos. Eu particularmente dou valor ao meu dinheiro. Por isso mesmo eu pratico o boicote contra empresas que não me respeitem e me maltratem. Enquanto de Azul todos os funcionários sorridentes, sempre solícitos, serviço de bordo decente ( e a vontade!). Na minha opinião, valorizar meu dinheiro tem relação com quem valoriza o cliente.
  10. A Boeing é mestre em recauchutagem, logo quando ventilaram a possibilidade da compra da Embraer já imaginei que a Boeing pode fazer do E3 um sucessor do 737.
  11. Creio que o MAX dificilmente sai do ground antes do Q2~Q3 de 2020. Fico pensando nessa pressão que o setor financeiro faz sobre a engenharia se passa alguma falha que cause outro acidente. Vai ser literalmente o fundo do poço para a Boeing. Vou ser um pouco radical, mas acho mais viável descontinuar o Max e pedir desculpas aos parceiros, voltar a fabricar os NG e oferecer a quem tinha encomendado o Max.
  12. Longe disso. O problema da finada oceané foi o alto leasing das aeronaves em período de crise. 2013~2017 todas as áreas estavam enxugando custos e a O6 colocando A330 0KM para carga e também para os voos (SCL, MIA, MCO). Junto com o mau caratismo dos Efromovich que abriram a RJ e levaram toda a grana que estava entrando para o próprio bolso. E a pá de cal nessa história, que impediu qualquer compra por outra cia e possivel recuperação foi a vergonha atuação da Elliot em conluio com Constantino e com os chilenos da Latam.
  13. Avianca saiu da posição de melhor para a pior, nos seus momentos finais. Eu particularmente só voava Avianca, serviço de bordo exemplar, funcionários educadíssimos que trabalhavam com amor. Preços bons e aeronaves confortáveis. Me considero órfão da Avianca. A que mais se aproxima do padrão da Avianca é a Azul, apesar de em determinadas rotas ter um valor maior. Considerando que a Latam é a única low coast low fare no país, o aperto das aeronaves e a ausência de serviço de bordo é suportável. O que não acho suportável é o desconforto, péssimo serviço de bordo e funcionários de cara fechadas da Gol, tudo isso a preço de ouro. Não é incomum ver rotas em que a Gol supere em preço até mesmo a Azul. E o detalhe: Até os ATRzinhos da Azul possuem nota maior no selo ANAC de espaço que os 737 da gol.
  14. Boeing deveria ter começado a fazer isso em 1997. A NG é o limite do projeto 737, a gambiarra de achatar o motor deveria ser a última gambiarra para o projeto. Mas a Boeing esperou os NEO aparecerem para terem a brilhante ideia de ultrapassar os limites do projeto 737 e ter que fazer diversas gambiarras como alterar o local do motor colocando ele num local que traz instabilidade no comportamento do avião e resolveu como? Uma gambiarra via software.
  15. A Boeing é a menina dos olhos do Tio Sam. Nunca o Tio Sam vai deixar ela cair na bancarrota, por mais erros que ela cometa. Agora, a respeito da possível remotorização dos B767 não consigo ver com maus olhos. O avião não é de um projeto tão antigo quanto o 737, não teria tanto custo de treinamento de tripulação e manutenção (apenas atualização) e com motores e novos aviônicos creio que ainda dá para tirar um bom caldo do bimotor. Ao contrário do caso MAX. Todos nós sabemos que o limite técnico do 737 veio na Next Gen em 1997. Tanto que começaram as soluções bizarras como achatar o motor e o pickle fork. A Boeing ficou de braços cruzados até o surgimento do NEO para pensar em correr atrás. Ao invés de partirem para um projeto novo, ultrapassaram os limites do projeto do 737 e tiveram que recorrer a gambiarras para corrigir o comportamento em vôo do avião. A Boeing é vítima das próprias escolhas, na qual visaram o lucro acima de tudo.
×
×
  • Create New...