Jump to content

deiv

Usuários
  • Content Count

    104
  • Joined

  • Last visited

About deiv

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    SBAQ / SBMO
  • Data de Nascimento
    09/10/1995

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    SBMO

Recent Profile Visitors

152 profile views
  1. A dívida da O6 era de 2bi. Mas o acordão entre Elliot+G3+JJ impediram qualquer possibilidade de compra da cia ou recuperação. Hoje a dívida da g3 é apenas 6x a dívida que acabou com a O6, e com uma frota bem mais 'peba'
  2. Acho que não fui bem claro. Vão concentrar de forma experimental alguns voos pra MCO via MAO. Isso vai reduzir os custos operacionais enquanto o MAX está no chão porque MAO>MCO da pra ser feito com os NG com folga, sem precisar parar em PUJ. Se o grounding do MAX demorar muito tempo não duvido nada que passem a jogar pax de vários locais do país para MAO em detrimento de BSB e FOR
  3. É óbvio que esse voo não tem demanda direta. Vão fazer MAO um novo hub da empresa. Dependendo de onde você sair gasta menos tempo nas paradas e vai direito num WB
  4. Sucesso com 12bi em dívidas?
  5. A preço de ouro, com um produto beeeeeeem inferior a concorrência
  6. Com 2 737 lotados, cobrando o que eles cobram pra BSB X MCO na tarifa de 3k que cobram pagam um Porsche
  7. Tomara que dê fato venha, agora anunciar de antemão voos low cost pra MCO vai despertar a ira da laranjinha que vai mexer os pauzinhos pra cia nem sair do papel...
  8. Custo de leasing beeeeeeem menor. Pra quem está iniciando, principalmente visando ser uma low cost low fare é uma ótima estratégia.
  9. O avião foi certificado? Porque o A321XLR já voa mundo a fora... Era melhor a Boeing deixar o MAX10 de lado.. Além das gambiarras dos motores a Boeing vai ter que fazer gambiarra no trem de pouso.
  10. Se não fosse o grounding, talvez chegaria no nível do mesmo.
  11. Problema de JPA não é nada atrativo nem pra quem mora na Paraiba. Morei 1 ano e meio no sertão paraibano e nesse período foram 6 viagens. 1 desci em CPV, o resto desci/embarquei em REC. JPA além de longe das cidades interioranas da Paraiba não tem competitividade em relação a preços das passagens aéreas. Gastava praticamente o mesmo em passagem rodoviária para ir pra Recife (se comparado a ir pra JPA) mas a passagem aérea era no mínimo 40% mais barata em REC. Ainda rolava um role em BV . Até CPV consegue ser mais competitivo no tocante a preço das passagens que JPA.
  12. A321XLR foi a aeronave mais acertada em termos de custo/benefício. Vai liderar tranquilamente com folga nos próximos 15 anos. Com todo o imbróglio dos MAX, o MAX10 periga nem nascer mais.
  13. Acredito que essa opção não seja nada factível por conta do segredo industrial. Caso o MAX seja terminantemente proibido de voar acho mais provável voltarem com o NG oferecendo ele num preço beeem interessante, diria que quase a preço de custo. Outra opção seria pegar o E2, aumentar o avião, remotorizar e lançar ele como sucessor do 737.
  14. Perfeitas ponderações. Mas voltando a G3, esse modelo monofrota já é uma grande pedra no crescimento da empresa. Ou a G3 vai ir até o Japão fazendo 10 "paradas técnicas"?
×
×
  • Create New...