Jump to content

Eric Breno

Usuários
  • Content Count

    99
  • Joined

  • Last visited

About Eric Breno

  • Birthday 03/31/1998

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Belo Horizonte - MG - Brasil
  • Data de Nascimento
    31/03/1998

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    SBCF/CNF

Recent Profile Visitors

249 profile views
  1. Mercado Latam foi pro saco e não cravaram se ele vai ou não voltar. (não que eu tenha lido)
  2. Exatamente. No meu ver, se o problema fosse só a judicialização extrema (é um problema? claro e evidente!!), nenhuma estrangeira voaria pra cá. Já teria geral pegado seu banquinho e saindo de fininho. Tem problemas piores e jabuticabas maiores pra resolver do que processo de cliente.
  3. https://www.panrotas.com.br/aviacao/empresas/2020/02/flybondi-desmente-que-deixara-o-brasil_171141.html FlyBondi desmentiu sua saída do Brasil...
  4. https://www.gazetadopovo.com.br/economia/o-que-falta-para-as-aereas-low-cost-aterrissarem-de-vez-no-brasil/ Enquanto a do UOL, replicada pela Diário do Centro do Mundo (que eu carinhosamente chamo de... melhor não falar), bombou com direito até a Lito replicando o link do UOL falando basicamente que ninguém quer voar pra cá pra não tomar processo "atoa", essa da Gazeta do Povo, que também saiu ontem, é muito melhor e mais elucidativo para os leigos.
  5. Exatamente. Pra mim, que não sou baixinho e nem muito magro, passou de 3 horas o conforto tem o mesmo peso do preço. Se não puder combinar um preço pagável e um conforto mediano, não rola. É o caso da SKY e JetSmart. É bom que elas estejam apostando no mercado brasileiro, inclusive em praças que tem potencial para a rota direta, mas da forma que eles configuram o A320 com 186 passageiros, sem chance. Eu quero chegar pra aproveitar o destino, não travado. 2. Comprada e bem rasa.
  6. Thayana Alvarenga 6 · FEV · 2020 · 23:36 A companhia aérea espanhola Air Nostrum quer operar voos internos pelo Brasil! A empresa entregou nesta quinta-feira um pedido à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), sendo que esta é uma das fases iniciais necessárias no processo de análise. Se aprovada, a companhia poderá solicitar horários de voos nos aeroportos para operar voos domésticos no país. Caso as operações realmente iniciem, outro nome deve ser adotado pela empresa. Este é o segundo pedido recebido oficialmente pela Anac desde o ano passado. Em 2019, a também espanhola Globalia (dona da Air Europa) foi autorizada pela agência, porém não chegou a solicitar o certificado necessário para iniciar seus voos. O movimento da companhia ocorre diante da Medida Provisória que permite 100% de capital estrangeiro nas aéreas brasileiras. Até então, o limite era 20%. Para ser considerada brasileira, a empresa precisa ter sede no Brasil e se subordinar às leis do país. Air Nostrum Também conhecida como Iberia Regional, a Air Nostrum tem seu centro de operações em Valência – sendo parceira regional da Iberia e membro afiliado da Oneworld. A empresa possui quase 100 rotas domésticas, além de voar para cerca de 50 destinos internacionais. Sua frota é composta por cerca de 50 aeronaves, sendo modelos ATR 72-600, além de alguns Bombardier CRJ200, CRJ900 e CRJ1000 – este último com capacidade para até 100 passageiros. Vamos aguardar mais detalhes! Fonte: https://www.melhoresdestinos.com.br/air-nostrum-voos-brasil.html Será que essa sai???
  7. Tanto que o GRU-MAD da Latam (LA8064) alternou BCN... Enquanto eu tava acompanhando a emergência do AC vi ele chegando em MAD.
  8. Fora SCL, que dos mercados sul-americanos com maior apelo pelos brasileiros, é o que a Azul ainda não atende.
  9. Eu não sei os outros membros, mas a única coisa que a G3 (assim como AD e JJ) por enquanto me dão são cobranças no cartão de crédito. Só isso que ganho delas. Não sou funcionário e muito menos estou em processo de seleção, portanto eu não ganho nada de nenhuma das 3 cias que voam no Brasil. A questão é que agora eu não tenho motivos pra fazer isso, por que até hoje o produto deles me satisfez, mas se por algum motivo algo incorreto acontecer no futuro, sou o primeiro a vir aqui e apontar o que tá incorreto. Pode ficar tranquilo quanto a isso.
  10. E se aproveitassem partes do projeto do 787 sairia mais em conta ainda. Esse é o famoso "barato que sai caro", tiveram esse custo todo e ainda por cima pros próximos anos vão ter que gastar com o desenvolvimento de uma nova aeronave narrow, por que o 737 não aguenta mais modificações para uma futura geração de motores, além disso em Toulouse já devem estar pensando numa aeronave já pra substituir o A320, principalmente eles vendo os erros da Boeing.
  11. Aposto que esse hate tem a ver com coisas que não podem serem ditas aqui sem que eu corra riscos de tomar sanções da moderação... Acho que nem com processo contra a cia tem a ver, tem cheiro de outra coisa mesmo.
  12. Eu cheguei a ler em algum lugar que em algumas tarifas mais baratas na América Latina a Latam já vende passagem sem direito a bagagem de mão, nem se pagar. Ou compra com direito a ela, ou compra a despachada. Aqui ela não pôde aplicar por motivos óbvios.
  13. https://www.aeroin.net/boeing-confirma-que-737-max-ira-voar-segundo-semestre/?fbclid=IwAR3mIp9M1Li9aAkbmDCxsagso0bWpVoNUYXavgV7xc1QdIQPEmXagd9yy48 Ground vai passar de 1 ano...
  14. O inaugural foi feito pelo PR-GUY, um dos poucos GU* com poltrona Recaro. Mas nas outras semanas foi o PR-VBG, PR-GUG 2x e na última, PR-GTF. E concordo sobre a diferença de produto. Depois de viajar 2 vezes seguidas num Sky Interior (ambas no PR-GXN), viajei num GT* (PR-GTV) e só foi de boa por que era um Congonhas - Confins. Se fosse de Guarulhos pro Nordeste ia ser sofrido pra mim.
×
×
  • Create New...

Important Information