Jump to content

Abel_BSB

Usuários
  • Content Count

    2,104
  • Joined

  • Last visited

About Abel_BSB

  • Birthday 03/27/1972

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Brasilia/DF/Brasil
  • Data de Nascimento
    27/03/1972

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Brasilia
  1. Fly Caribbean Direct revela detalhes da estreia no Brasil 26/11/2019 12:00 | Marcos Martins Marcos Martins Stephan Huisman, da FLY-CD A Fly Caribbean Direct (FLY-CD), que tem previsão de chegada ao Brasil na metade de 2020, revelou mais detalhes dos voos de São Paulo (Guarulhos) e Brasília a Bonaire, no Caribe, que servirá de base para outros destinos. Todos os voos no País serão operados em aeronaves A320 com 180 assentos, mas há possibilidade de uso do A330-300 de acordo com a demanda. São Paulo terá ligações todas as quartas e sábados para Cancun, e terças e sextas-feiras para Aruba. Já Brasília terá voos para Cancun às quintas e domingos, e para Aruba às segundas. Estas rotas serão operadas via Bonaire e os voos sairão por volta de meia-noite para que os viajantes cheguem cedo aos destinos. Divulgação Mapa de rotas da FLY-CD No entanto, haverá outras ligações para Punta Cana, na República Dominicana, e Varadero, em Cuba. A nova companhia holandesa aguarda apenas os órgãos regulatórios e voará também de Buenos Aires (Ezeiza) e Córdoba, na Argentina, a Bonaire, utilizando A319 com 150 lugares. Além disso, as rotas contarão com membros brasileiros e argentinos na tripulação para estabelecer uma ligação mais próxima. “As férias vão começar assim que os passageiros entrarem no avião. Teremos serviços como wi-fi em todos os voos e, para famílias, um dos diferenciais é que as crianças receberão uma bolsa com itens de entretenimento”, adianta o CEO da FLY-CD, Stephan Huisman. “Nesta semana terei diversas reuniões com parceiros do trade brasileiro e grandes grupos estão interessados nas nossas operações, que chegam para facilitar as viagens ao Caribe.” Mais informações em: fly-cd.com. Fonte: https://www.panrotas.com.br/service-news/reader/reader.asp?cod_not=169463
  2. A Avianca Colômbia fechou esse ano um acordo de interline com a GOL e a Azul para distribuir pax no Brasil. https://www.aeroflap.com.br/avianca-holdings-estreita-acordo-de-interline-com-a-gol-e-a-azul/
  3. Também gosto desse projeto. Será que não faz mais sentido buscar alguns 738 no mercado em vez do 752 ? ... daria para montar um hub interessante e ligar a América do Sul, África e boa parte da Europa com 737 ... um modelo de negócios bem parecido com o da Copa ... daria para chegar em várias cidades brasileiras. Sei que depende também de infra em SID, mas pode ser bem interessante.
  4. Ainda tem o subsidio pago em cash pelo governo cearense. Essa bufunfa faz toda a diferença Governo do Ceará repassa R$ 12,8 milhões à companhia Air France Por Yohanna Pinheiro, yohanna.barros@diariodonordeste.com.br 22:51 / 21 de Novembro de 2018 Atualizado às 09:46 / 22 de Novembro de 2018 Valor repassado à aérea pode chegar a R$ 57,3 milhões em cinco anos. Medida deve "contribuir com parte dos custeios necessários para o estabelecimento de rotas internacionais em aeroportos cearenses", segundo SDE Negócios Air France é a maior beneficiária da subvenção, segundo as regras da medida posta pelo Estado Foto: Benito Latorre O Estado repassou R$ 12,841 milhões à companhia aérea Air France, com o objetivo de "contribuir com parte dos custos necessários para o estabelecimento de rotas internacionais em aeroportos cearenses", conforme publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) da última terça-feira (20). O valor corresponde à primeira parcela de um montante de até R$ 57,3 milhões que podem ser transferidos à companhia em cinco anos. A medida tem como base a Lei 16.580/18, que autoriza o Governo a pagar até R$ 100 milhões em cinco anos, sendo R$ 20 milhões por ano, às companhias que iniciem rotas não existentes em aeroportos do Estado até 1º de janeiro deste ano, desde que somem ao menos cinco novas frequências internacionais com aeronaves de corredor duplo, vinculadas a um hub com pelo menos 50 voos domésticos (contando pousos e decolagens). A prática corresponde a uma subvenção econômica, modalidade de transferência de recursos públicos a instituições privadas e públicas que costuma ser utilizado por entidades de fomento à inovação. A ideia é compartilhar com a empresa os custos e riscos inerentes à atividade dela - no caso, da operação do hub do grupo Air France/KLM e Gol no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento do Estado (SDE), tendo em vista o grande efeito multiplicador de novas linhas aéreas internacionais na economia cearense, a subvenção é destinada a contribuir com parte dos custos necessários para o estabelecimento de rotas internacionais em aeroportos cearenses. A pasta explica que a liberação da subvenção foi condicionada aos impactos do hub aéreo, estimados em estudo do Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), em mais de R$1,05 bilhão no PIB do Estado. "Os efeitos na economia cearense já são visíveis através do aumento do fluxo de turistas no Estado, movimentando toda uma cadeia de serviços, gerando empregos e renda; na retomada na exportações de produtos como flores, peixes e plantas ornamentais, pescado, entre outros, que estavam fora da pauta de comércio exterior por problemas de logística". A Air France já é a maior beneficiária da subvenção, uma vez que o valor que ela pode receber é de 57,3% do que o Estado está autorizado a repassar. Ainda há espaço, porém, para transferir R$ 7,1 milhões a outras companhias que se enquadram nos requisitos, como a KLM, Gol e Latam. Segundo a SDE, até o momento, a empresa Air France foi a única a pleitear a subvenção ao Estado. "O valor de R$ 12.841.500,00 é referente a uma parcela de pagamento do valor total. O processo ainda está em andamento e prevê obrigações da parte da empresa aérea e do Governo do Ceará", destaca a Secretaria. Procurada, a companhia informou que a abertura de uma nova rota intercontinental requer um investimento muito alto e o grupo Air France-KLM habilitou-se na forma da lei à percepção de incentivos do Governo do Estado do Ceará para a operação de rotas internacionais a partir do Aeroporto de Fortaleza. "Nesse contexto, desde maio, quando inaugurou o centro de conexões em Fortaleza, as rotas para Paris e Amsterdã têm sido portas de entrada importantes para o estímulo e crescimento da economia no Estado, o que vêm contribuindo de forma significativa para o desenvolvimento da região. A empresa acredita que ainda há grande potencial de turismo a lazer e corporativo e irá trabalhar para a promoção do destino na Europa e Ásia", pontua a Air France em nota. Regras A lei determina ainda que, para poder receber a subvenção, a implantação do hub deve ocorrer no intervalo de, no máximo, 12 meses a partir da primeira operação, e que pelo menos dois voos diários entre os 50 possam contemplar o Aeroporto Regional de Juazeiro do Norte, o que não é obrigatório. Ainda há a ressalva de que a utilização de aeroporto localizado no Estado como simples escala de voos internacionais não atende ao disposto na presente Lei. Isenção de ICMS Além do projeto de subvenção, que tramitou em alta velocidade na Assembleia Legislativa em junho, tendo sido aprovado apenas dois dias após sua entrada no parlamento, o Governo oferece outros benefícios a aéreas que operem um hub aéreo no Estado. Tais companhias já usufruem de isenção de ICMS sobre a aquisição de querosene de aviação e operações e serviços internos de importação de bens, máquinas, equipamentos, peças e componentes aeronáuticos; aeronaves, suas partes e peças; serviço de transporte aéreo doméstico de cargas; e a aquisição e fornecimento de alimentação e provisões de bordo. Ainda neste mês, o governador Camilo Santana decretou um novo incentivo para o mercado de aviação, desta vez em âmbito regional. As aéreas que operarem pelo menos três voos semanais com destino a três cidades do Interior (entre as quais Juazeiro do Norte, Jericoacoara e Aracati) terão direito a incentivo que reduz em 64% na base de cálculo para o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) incidente sobre o querosene de aviação Ampliação de voos Desde a implantação do hub, em maio, as companhias passaram a operar na Capital novos voos internacionais à Paris (França), Amsterdã (Holanda), Orlando e Miami (Estados Unidos), Rosário e Córdoba (Argentina), além de expandir em pelo menos 35% das operações domésticas da Gol.
  5. Excelente !!!!! Chega de Estatais .... é melhor transformar em um departamento da FAB do que criar uma empresa. Empresa precisa de Presidente, Diretores, Conselho de Administração, Conselho Fiscal, Aspones ..... no final são 200 cargos, ou melhor, ralos, para sangrar o erário.
  6. Ok, agora está bem explicado. O atual terminal internacional atende muito bem a atual demanda e ainda tem muito espaço para crescimento.
  7. A conta está errada ... são 1200 pax/hora e não pax/dia ... faltou multiplicar por 24 o seu resultado.
  8. O atual terminal internacional tem muita capacidade ociosa. Como você colocou, a capacidade atual de processamento é de 1.150 pax/hora. Dado que passam entre 50-55k pax/mês, existe muito espaço para crescimento. Em relação às pontes de embarque, o terminal internacional dispõe de 5 pontes. Atualmente não há horários em que todas as cinco pontes estejam ocupadas. Em outubro, quando o voo da Latam para LIM iniciar, em alguns dias da semana (SEG, QUI e SAB), todas as 5 pontes estarão ocupadas entre 08h20 e 9h30 (LIM latam, CUN, MIA, BUE e MCO G3). Ao longo do dia o terminal internacional seguirá muito ocioso, sendo inclusive utilizado para voos nacionais. Em relação a remota, sim existe acesso pelo térreo do satélite. Essa obra de expansão do terminal internacional deverá iniciar lá por 2021 caso a demanda cresça pois o atual terminal está sobrando.
  9. Santiago e Lima já estão à venda através dos canais da Latam.
  10. Na Praia do Guincho tem o restaurante Porto de Santa Maria ... para quem gosta de frutos do mar é imperdível.
  11. Na minha opinião faria mais sentido arrendar dois 763 e colocar para voar direto de BSB. Forçar a turma de FOR descer a BSB e ainda ter uma escala tecnica em PUJ piorou demais a experiência do passageiro. Vamos ver o custo de imagem que custará a GOL nessa história toda.
  12. Acredito que esteja relacionado ao ICMS ... ao que parece o incentivo não foi regulamentado para 2019 portanto ninguém terá o benefício.
  13. A mudança ocorreu antes do acidente com o Max 8 portanto acredito que tenha relação com a enxurrada de reclamações que a AA recebeu dos seus consumidores em relação à configuração do Max 8 inclusive com a possibilidade de cancelamento desse programa (em relação à configuração da cabine e não do Max em si). Por outro lado a empresa teve que encostar diversos 73H devido a problemas nos bins o que deve ter afetado a frota. Agora a AA terá problemas adicionais para resolver pois deve groundear os MAX.
  14. Entre o dia 17/03 e o dia 30/03 aparece voo com uma escala em PUJ. Após essa data, nos sistemas consta voo direto.
  15. A American permanecerá com o 75W em Brasília até segunda ordem. Inclusive no site da empresa já consta o 752 como equipamento em substituição ao 73M que iniciaria em maio.
×
×
  • Create New...