Jump to content

PT-KTR

Usuários
  • Content Count

    11,238
  • Joined

  • Last visited

Posts posted by PT-KTR

  1. 12 hours ago, TheJoker said:

    :lol:    2Z está contando com o ovo no fiofó. CGH não vai aumentar slots antes das obras, só daqui a 6 anos.

    Se você soubesse o que acontece nos bastidores meu amigo... você não dizia nada kkkk.

    Já diria aquele velho hoax da copa do mundo: “Se as pessoas soubessem o que aconteceu na Copa do Mundo, ficariam enojadas!”

    Vale lembrar que a GOL tinha "rotas autorizadas" antes de ter CHETA!

    • Like 4
  2. 5 minutes ago, MRN said:

    Ontem eu falei com o responsável pelo redelivery dos aviões e perguntei se não iam mais voar, me referindo a ITA, e ele respondeu: “vão voar sim…”

    ”Em outra empresa” :anta:

    Duas empresas no BR foram ao chão e retornaram

    - PASSAREDO, parou em 2002 e voltou em 2004, porém, existia aí um fator importantíssimo: PP-PSA e PP-PSB eram aviões próprios, com a confusão do PP-PSC basicamente foram quitados e a Passaredo ônibus na época estava com saúde o suficiente para bancar o retorno da Passaredo em 2004, feito apenas com um avião, pouco a pouco, daí ficaram os 2 PSA/PSB produzindo até arrendarem o OAN e começar a desenvolver ao ponto de terem 6 E120 voando e a tacada errada do E145.

    - BRA, parou em 2008 e tentou voar capengando logo em seguida com um 737-300 arrendado, voo de galinha.

    Se alguém acredita em volta da ITApemirim, é melhor se conformar, chances remotíssimas, não há grana, credibilidade, competência para isso (lembrando que a competência não vem só do grupo técnico, mas do dono). É apenas mais uma piada na história.

    • Like 1
  3. 2 hours ago, MRN said:

    Os aviões que estão em GRU estão sendo preparados pela TAP ME para serem devolvidos. O que está na DIGEX serviu de “suprimento” e foi canibalizado… 

    É por isso que uma empresa brasileira sem ter o lastro da Azul, GOL, Latam, quando vai arrendar um avião paga uma fortuna de deposito compulsório, leasing mais alto, etc

  4. 36 minutes ago, A345_Leadership said:

    De fato, a intervenção foi péssima para a Transbrasil, mas não foi que selou seu destino. Depois que voltou para as mãos de Fontana, ele mesmo vendeu suas ações na Sadia para aumentar o capital na Transbrasil, mostrando o quanto ele tinha carinho pela empresa e seus funcionários.

    O que levou a derrocada, não vou falar do caixa dois da Transbrasil Inc. e dos contrabandos usando seus aviões, foi a expansão atrapalhada para o exterior: Miami só deu lucro por dois meses, Viena era hemorragia financeira, e a TR tinha a maior proporção de widebodies do Brasil (50%), e ela olhou muito o exterior e esqueceu do mercado doméstico.

    E quando consultorias analisaram, o Omar ignorou e ungiu o ACC como cabeça da empresa, o resultado é de conhecimento geral.

    • Like 1
  5. 1 hour ago, jaampieer said:

    Cara, sem querer te contrariar, mas é porque eu acho um cúmulo que realmente isso possa ser verdade. Tem o link pra me enviar? Pode ser no privado pra não expor ninguém.

    Assista o Mochilando na Aviação, o cara tá sendo alvo das mirinzetes doentes enlouquecidas acusando ele pelo fim da empresa kkkkkkkkkkkkkkk

    • Like 1
  6. 1 hour ago, LipeGIG said:

    Idéia ruim de fazer uma cia aérea com base em uma empresa em RJ com todos os riscos inerentes, e com um histórico recente ruim na relação com credores. 

    O momento era bom, mas jogaram no lixo a oportunidade e como já disse antes, tornaram a vida de um novo player em algo dificil, bem dificil. 

    Foi a torcida de youtubers e blogueiros contra que fez a ITA quebrar...

    • Thanks 1
    • Haha 3
  7. 2 hours ago, A345_Leadership said:

    Sem falar nos lessors, combustíveis, funncionários, hotéis e outros fornecedores de menor porte. Será que chega em R$ 50 milhões?

    Facil!

    Mas os idiotas em Instagram e YouTube acusam as pessoas de terem quebrado a ITA por:

    - Torcida contra

    - Olho gordo 

    A incompetência do business plan é mero detalhe! Essa Cia vai largar 100mi de prejuízo fácil fácil.

     

     

     

     

     

    • Like 3
  8. On 07/01/2022 at 17:15, TheJoker said:

    Quem manda nos voos são as empresas, então se G3 e JJ preferiram concentrar as suas conexões em GRU e BSB, e AD em VCP, a CARJ não pode fazer nada.

    Por exemplo, VCP em nov21  935k pax dom.  O&D 278k  CNX 657k   70%

                          CNF                  700k                            485k           215k   31%

                          BSB                1.133k                            693k           440k   39%  

    Teoricamente, AD poderia fazer +CNX em CNF, ou G3/JJ em BSB, mas estrategicamente VCP tem + carga, e GRU idem.

    BSB também teve redução pra priorizar GRU, não tem carga, mas precisar ter voos pra manter a "politicagem"...

     

    E um detalhe sobre o esvaziamento +acentuado pós pandemia, AD resolveu tomar conta do SDU.

    Emb. AD+O6  11M19  1.055k     11M21   1.236k   SUL  219k  NE   233k    CO 71k   BSB  83k   CNF/VIX  176k

             G3                      1.604k                      792k             76k           50k             5k          120k                    66k

             JJ                        1.334k                      888k             43k           53k              0           178k                    74k

     

    Elas travaram CGH que está sem movimento, e dominam BSB e GRU, mas o resto elas não conseguem. :lol:

     

    Total emb. BR3

    SDU-CGH 11M19  1.864k    11M21  807k   -57%    AD 173k  share  21%

    SDU-GRU                 354k                 398k   +12%          27k               7%

    SDU-VCP                 235k                  251k    +7%         239k               95%

    SDU-BSB                  474k                  381k   -20%          83k               22%

    SDU-SSA                    28k                  162k   +479%       62k               38% e a G3 que tem hub só 29%, JJ  33%

    Qual link novo no site da ANAC para pegar a planilha ano a ano e filtrar as rotas?

  9. 13 minutes ago, IceAir said:

    Acho que isso nunca irá ocorrer.

    A Gol comprou os slots em CGH e pronto, vai usar isso para os destinos que ela preferir operar e adeus "o que a MAP operava".

    Isso passará a ser efetuado pela Regional Linhas Aéreas Ltda, que é a nova VOEPASS do Norte.

  10. 30 minutes ago, giuli said:

    Afinal de contas, como foi desatado esse nó? A MAP não tinha sido comprada/fusionada com a Voepass? A MAP foi vendida pela Voepass agora ou essa união nem aconteceu de fato?

    A MAP havia sido comprada pela Voepass e apenas o nome fantasia foi trocado, na prática eram 2 CNPJ e 2 COA separados.

  11. 1 hour ago, Ceccatto said:

    Pois é, mas aí vem aquela história do "longo hiato" de capacidade entre os 70 assentos de um ATR e os 150 de um 73G/MAX7, intervalo esse onde atualmente, em termos de eficiência operacional, só se encaixam o E195-E2 e o A220-100 ou o 300... 

    Ai eu acho que entra o 737-700 na Passaconta

  12. 48 minutes ago, Delmo said:

    O problema é que aqui no CR impera o reducionismo de pensamento de que pra rota dar certo é só uma matemática de origem e destino e acabou.

     

    A matemática envolve inúmeras variáveis e qualquer uma delas pode mudar completamente o resultado. E o resultado ao passar do tempo pode ser positivo ou negativo.


    Assim como existem rotas sazonais que dão lucro, existem voos regulares que por um período “X” (um ano por ex.), dá lucro, aí a economia vai mal, para de ser lucrativa. Depois entra mais uma variável e volta a ser interessante.

     

    TLV não deu certo na El Al. Deu na Latam. Não é lucrativo agora. Pode voltar a ser.

    SJK é um mercado "estranho", ele pode ser bom com ATR para BH, RIO ou algo um pouco maior com distribuição em BSB. Tudo depende de quem e com o que vai operar. Creio em SJK pra AD, mas pra JJ por falta de eqpto não.

  13. 49 minutes ago, Leandrinho said:

    Uma coisa me chamou atenção no pronunciamento da Gol...

    "Os ATRs serão substituídos por aeronaves maiores e mais eficientes, dando continuidade à estratégia regional da GOL, que opera com jatos Boeing 737-700 – um modelo que pode ser substituído por outro tipo de aeronave ainda mais eficiente no futuro".

    Será que teremos novidade em relação a outro tipo de aeronave na frota?

    Ou tudo isso não passa de um pronunciamento padrão?

    Eis a questão!

    pode ser é uma frase vaga... "Será que vem um A320 Sharp hoje?" "Pode ser!" e aí aparece um A318 com motores PW.

    • Confused 3
  14. 2 hours ago, A345_Leadership said:

    MP pede decretação de falência do Grupo Itapemirim, incluindo a ITA, e bloqueio de bens do dono da empresa
    Promotoria aponta série de irregularidades de modo a descapitalizar a Itapemirim e usar recursos da empresa de ônibus para constituir a agora suspensa linha aérea

    “Numa eventual deliberação da convolação (mudança) da recuperação em falência a operação aérea será atraída (...) para o conglomerado controlado e capitaneado pela Viação Itapemirim, e as sociedades sob seu jugo – Ita Transportes, Viação Caiçara, Transportes Itapemirim, Imobiliária Bianca, Cola Comercial e Flecha Turismo”, diz o Ministério Público.

    ITA TRANSPORTES - Se não me engano é a antiga transportes aéreos que foi convertida para atividade rodoviária
    VIAÇÃO CAIÇARA - Tentativa de cisão da VI... mas a ANTT/MP foram espertos.
    TRANSPORTES ITAPEMIRIM - Mais uma cisão da VI.
    IMOBILIARIA BIANCA - ???
    COLA COMERCIAL - ???
    FLECHA TURISMO - Tinham postos e hoteis nos trechos da VI.

    A arquitetura do grupo já era complicada e caiu na mão de um maluco como o Piva.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade