Jump to content

tm6631

Usuários
  • Content Count

    652
  • Joined

  • Last visited

About tm6631

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Guarulhos/SP/Brasil
  • Data de Nascimento
    14/05/1981

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Guarulhos/SP
  1. Bom quando o rodoanel norte estiver concluído será a opção mais rápida para chegar em campinas creio que em menos de uma hora será o trajeto.
  2. O passageiro de VCP tem um custo mínimo de R$ 200,00 para embarcar tanto em GRU ou CGH, então pelo tempo e distância por essa diferença é melhor embarcar em VCP.
  3. Creuo que antea de viar para GIG ou BSB, tem centros mais importantes para voar como MEX BOG ou EZE.
  4. Ou seja, VIX pela JJ será atendida apenas pelos hubs da cia que são GRU CGH e BSB.
  5. Ou seja, caso fosse operado por E190 a JJ teria um melhor rendimento?
  6. O Ministério do Turismo anunciou nesta quarta-feira a intenção de promover a vinda da companhia aérea árabe Gulf Air ao Brasil. A novidade surgiu durante reunião realizada entre representantes brasileiros e o Sheikh Khalid Bin Hamad em Manama, capital do Bahrein. Na ocasião, também foi apontado que os dois países terão uma Câmara de Comércio e Turismo para discutir a atração de investimentos para o setor no país. A base principal da Gulf Air é no Aeroporto Internacional do Bahrein, que fica em Muharraq, uma ilha no extremo norte do país a sete quilômetros do centro da capital Manama. A companhia possui voos para mais de 50 destinos em 28 países na África, Ásia e Europa. Se as operações forem realmente firmadas no Brasil, o passageiro terá a possibilidade de se conectar no aeroporto árabe em voos para lugares como Baku, Bangladesh, Cairo, Atenas, Bagdá, Amã, Bangkok, Istambul, Abu Dhabi, Dubai, entre muitas outros. Recentemente também foi anunciada uma nova rota direta para as Ilhas Maldivas a partir de outubro. De acordo com a Skytrax, empresa de consultoria do Reino Unido que analisa o mercado da aviação, a Gulf Air aparece em 71º lugar entre as 100 principais companhias do mundo em 2019, na frente até mesmo de aéreas como Alitalia, American Airlines, TAP, Copa e Royal Air Maroc. A frota da companhia atualmente é composta por 37 aeronaves, sendo 16 Airbus A320-200, 6 Airbus A321-200, 6 Airbus A330-200, 3 Airbus A320neo e mais 6 Boeing 787-9 Dreamliner. Estão encomendadas outras 17 aeronaves Airbus A321neo, com início da entrega previsto para 2020. No momento, a Gulf Air possui acordos de codeshare (compartilhamento de voos) com as seguintes companhias: Aegean Airlines, American Airlines, EgyptAir, Ethiopian Airlines, Etihad Airways, Oman Air, Philippine Airlines, Royal Jordanian, Thai Airways e Turkish Airlines. A empresa árabe patrocina diversos eventos, dos quais o mais prestigioso é o Grand Prix do Bahrein, um dos mais recentes GPs de Fórmula 1. A Gulf Air também foi a primeira patrocinadora de camisetas do Chelsea F.C. em 1983 e 1984. Mais recentemente, entre 2008 e 2011, patrocinou as camisas do também inglês Queens Park Rangers. https://www.melhoresdestinos.com.br/gulf-air-brasil.html
  7. Mais uma para o German comprar?
  8. Com seus Atrs alem de RAO poderia surgir UDI e PLU.
  9. Fora Portugal, qual país europeu a Taag teria rentabilidade para voar?
  10. sicredi_institucionalInauguração lojaInstitucional Trevosicredi_institucionalInauguração loja Home Destaque DestaqueNotíciasCidadeTransporte & Mobilidade Prefeitura de Guarulhos pretende cobrar de passageiros do Aeroporto Internacional taxa de poluição ambiental. Por Diário Zona Norte - 17/04/2019 A Prefeitura de Guarulhos prepara um projeto de lei, que deve integrar o Código Tributário Municipal, para instituir a taxa de poluição ambiental, que será paga por todos os passageiros que embarquem no Aeroporto Internacional de São Paulo, instalado no município (*). O valor que ainda será definido após estudos econômico-financeiros será incluído nas passagens aéreas e será revertido para ações de preservação do meio ambiente, como forma de compensar os danos causados pela poluição gerada pelos aviões durante os procedimentos de pouso e decolagem. A justificativa elaborada por técnicos das Secretarias Municipais do Meio Ambiente e da Fazenda aponta que o aeroporto é um polo gerador de poluição, a partir das milhares de aeronaves que aterrissam e pousam todos os dias, causado degradação ambiental. Desta forma, é fundamental criar formas de responsabilizar os agentes causadores, imputando aos usuários do transporte aéreo um pequeno valor, que será repassado a ações de recuperação do meio ambiente em âmbito municipal, mas de reflexo global. Segundo o documento que será incluído no projeto de lei, as atividades aéreas contribuem sobremaneira ao aquecimento global, mudanças climáticas e consequentes danos à saúde pública. Com isso, a instituição da taxa associada à passagem aérea irá tributar apenas o passageiro que fomenta a atividade e, que em sua maioria, é proveniente de outras localidades. Por sua vez, o cidadão guarulhense será compensado recebendo as melhorias ambientais geradas por esse ônus. A instituição da taxa de poluição ambiental vai compor o novo Código Tributário Municipal, que deverá ser apresentado pela Secretaria da Fazendo ainda no primeiro semestre deste ano, para vigorar em 90 dias após sua aprovação pela Câmara Municipal de Guarulhos ou a partir do ano-fiscal de 2020. << Com apoio de informações/ fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura Municipal de Guarulhos >> https://www.diariozonanorte.com.br/prefeitura-de-guarulhos-pretende-cobrar-de-passageiros-do-aeroporto-internacional-taxa-de-poluicao-ambiental/?fbclid=IwAR3rQcmCNACzM296WH2Msv_W8-l2O3T-Arl6FgoXBAVV3sv5Y48amizPqb0
×
×
  • Create New...