Jump to content

PaxPoa

Usuários
  • Content Count

    1,047
  • Joined

  • Last visited

About PaxPoa

  • Birthday 08/06/1963

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Porto Alegre Brasil
  • Data de Nascimento
    01/08/1963

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Porto Alegre
  1. Este negócio de aviação regional sempre foi um problema... é um vai e vem. Riosul voava de EMB-120 - um voo Rio Grande, Pelotas, Santa Maria, Joinville, etc...acho que muitos nem diários eram. Depois veio a TAM com os Caravan.... varias rotas, até Blumenau tinha, tudo cancelado. Teve a NHT com os aviões LET 410 e..... FIM. Depois vem a Azul com os ATRs. Ainda tem rotas aqui, mas outro dia quis fazer um bate e volta para Chapecó e não tinha mais. No norte, nordeste a mesma novela. Eu nem conto mais com este tipo de serviço.
  2. O ano de fabricação segundo o registro na ANAC é 1981? É isso? Um avião de 38 anos tem os recursos de aviônicos de uma aeronava de manos de 10 anos?
  3. No longo prazo sim, mas no curto prazo pode fazer do limão uma limonada. Como a TAM fez no fim da Varig, pegou rapidamente MD-11 e A340 "bem usadinhos" e colocou para voar para aproveitar a oportunidade que se abriu. Não precisa abrir mão dos MAX. Mas poderia usar esta crise para trazer uma meia dúzia de wide para fazer as rotas para MCO e MIA, que são as rotas impactadas pela falta do MAX, no curto prazo.
  4. Também acho que o retorno vai ficar mais longe. Não seria prudente a G3 pensar em um plano B,C,D,....?
  5. Não gostei desta jogada da Delta. Gol é minha primeira opção no Brasil e Delta minha primeira opção para os USA. Sei que a parceria não era perfeita, em alguns casos deixou a desejar (Benefícios para Smiles Diamante não funcionaram, credito de milhas, upgrades, etc.), mas ainda assim gostaria que tivessem mantido como estava. Mas estamos na era das decisões pragmáticas e entendo a posição da Delta em buscar uma parceira para toda America Latina e não só para o Brasil.
  6. Resumo da opera: - A Azul fez uma oferta para a Avianca e aportou $ para manter operando até o leilão - O fundo Eliot correu por fora e dividiu a empresa em UPIs para aumentar a concorrência provavelmente combinando com G3 e JJ. - A Justiça protelou o leilão embolando tudo e empurrando a O6 ladeira abaixo - A ANAC diz que slots não são ativos - A Azul chuta o pau da barraca - G3 e JJ arrematam as UPIs mas provavelmente não vão levar - G3 e JJ impediram que a AD ficasse com 100% dos slots da Avianca - Valendo as regras atuais a ANAC vai distribuir os slots da O6 em 50% para novos entrantes e 50% na proporção dos atuais - A ANAC diz que AD pode ser considerada "nova entrante" (pode isto Arnaldo?) - Credores e funcionários vão ficar a ver navios - Os advogados ganharam muita grana. sds
  7. Se o leilão não for homologado, i.e., prevalecer o parecer da ANAC, não terá dindin para os funcionários e credores. Certo?
  8. "Immediate corrective action was initiated for both the Boeing mechanic and the Boeing inspector involved." Tente imaginar qual seria a ação corretiva contra o mecânico e o inspetor...
  9. Usei na quarta-feira no voo POA-BSB é muito bom!!
  10. E não é só o fator MAX... também tem o fator Germanwings...
  11. Sim, mas correndo por fora conseguiram barrar a AD de ficar com TODOS os ativos operacionais da O6. Tipo "ou nós ficamos com uma parte ou ninguém fica com nada". Vão perder uns pilas mas acho que sabiam do risco.
  12. Não é a primeira vez: https://edition.cnn.com/travel/article/man-alone-delta-flight-feat/index.html
  13. Lendo as entrelinhas..... Admissão de responsabilidade e que a solução vai ser complicada. Como já disse antes, vai demorar, hora de as empresas iniciarem o plano B.
×
×
  • Create New...