Jump to content

trichesjr

Usuários
  • Content Count

    15
  • Joined

  • Last visited

About trichesjr

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    brasilia/df/brasil
  • Data de Nascimento
    27/11/1978

Profile Information

  • Location
    Brasilia
  1. Como eu disse, é apenas a minha opinião. Hj não pegaria um vôo para Caxias para ir até Gramado por causa da Br 116 (sinuosa e perigosa). Com Vila Oliva e a ampliação e pavimentação da estrada do raposo iria facilmente por Vila Oliva. Mas vamos ter q esperar até o aeroporto ficar pronto e ver a demanda. E concordo q deve haver a insralação de um Ils devido às condições meteorológicas da região. Abçs
  2. Não acho que Caxias tenha poucos vôos por causa de baixa demanda. A demanda deve ser altíssima, ainda mais agora com Gramado e Canela bem do lado deste novo aeroporto. Na verdade, o aeroporto de Caxias do Sul tem problemas sérios com cancelamento frequente de vôos e restrições para alguns modelos de aeronaves. Com isso, é um aeroporto pouco confiável no sentido de não haver garantias se o avião pousará ou se decolará, o que é péssimo para o planejamento de viagens (principalmente a trabalho, com ida e volta no mesmo dia ou no próximo dia). Sendo assim, a escolha da nova área para o aeroporto privilegia a possibilidade de ampliação da pista e é relativamente próxima a dois grandes pólos de atração de movimento (Caxias do Sul e Gramado/Canela). Não é a mesma coisa ir até Porto Alegre, porque existe uma grande diferença entre um trajeto de 30 - 45 minutos (que é o tempo que irá ser de deslocamento entre Vila Oliva e Caxias do Sul / Gramado / Canela) e de 2hs 2h30m que é o tempo de deslocamento para Porto Alegre. Sem falar que o trajeto para Porto Alegre é em rodovias, com grande possibilidade de atrasos e acidentes, o que é bastante reduzido em um trajeto mais curto. Em um trajeto de menos de uma hora você pode se planejar para sair com bem menos antecedência do que em um trajeto de 2h 2h30, em que a margem de segurança deve ser bem maior. Isso irá tornar, na minha opinião, o aeroporto bastante atrativo.
  3. As empresas poderiam prever a cobrança pelo excesso de peso da bagagem de mão, para esses casos nos quais não é possível despachá-la como bagagem de porão.
  4. Vôos da Delta que substituíram os vôos gol pousaram em Brasília hoje pela manhã: DL8878 (MCO/BSB) com 767-300 e DL8877 (MIA/BSB) com A330-300. Ambos constam no flight radar como previstos para os vôos de retorno para os USA apenas na data de amanhã. Já em Fortaleza, segundo o FlightRadar, os vôos MCO/FOR e MIA/FOR de hoje constam como cancelados. Não localizei nenhum vôo da Delta vindo dos USA na data de hoje. O vôo FOR/MCO G37654 está sendo operado pelo Boeing 737-800 PR GUH e o vôo FOR/MIA G37732 consta como cancelado.
  5. Alguém sabe se existe possibilidade de consultar qual aeronave que irá operar o vôo BSB-MCO de sexta-feira 15/03/2019? Obrigado!
  6. Na minha opinião Uber e demais aplicativos deveriam criar um sistema que permitisse que o motorista informasse qual o mínimo de valor de corrida que gostaria, quando estivesse no aeroporto. Assim seriam criadas filas de acordo com o valor da corrida. Por exemplo, motoristas que tivessem acabado de entrar na fila do aeroporto (ou seja, últimos colocados) poderiam chegar e já ser direcionados para corridas de até 20 ou 30 reais. Assim já chegariam e pegariam clientes, deixando os primeiros da fila, que já estão esperando há mais tempo, aguardando corridas maiores. No aeroporto de Brasília havia um problema com os taxistas referentes a corridas para locais próximos ao aeroporto, como por exemplo a estação do metro da asa sul (cuja corrida era considerada pequena pelos taxistas). Pelo que fiquei sabendo, corridas até este local faziam com que o taxista não perdesse o local na fila, bastando comunicar a central. Acho que essa seria uma solução.
  7. Post eliminado porque achei a informação que pensei estar omissa no site.
  8. Realmente ela não inovou em relação a outras empresas, apenas em relação ao seu produto original. Mas o resultado, ao meu ver, foi satisfatório.
  9. A gol inovou oferecendo poltronas com mais espaço para as pernas. Porém, ainda acho que há mercado para algo próximo a uma classe executiva para vôos curtos, com mais espaço para os ombros. A JAL oferece, em seus 737 configurados para vôos regionais, assentos com a configuração 3 x 2 nas primeiras fileiras o que, na minha opinião, seria mais que suficiente para os vôos operados no Brasil (na sua maioria entre 45 minutos e 2:30). Com esta configuração nas primeiras fileiras, iria ser garantido espaço adicional para as pernas e ombros. Para cada fileira haveria a diminuição de apenas 1 assento (de 6 para 5). Porém, acredito que tal produto poderia ser ofertado com preço superior e acho que há publico para isso. Para quem tiver curiosidade, aqui há um review sobre a classe J regional com esta configuração, com fotos: https://www.ausbt.com.au/japan-airlines-jal-boeing-737-class-j-business-class-osaka-itami-tokyo-narita-itm-nrt-review Abçs
×
×
  • Create New...

Important Information