Jump to content

Mário Dourado

Usuários
  • Content Count

    1,437
  • Joined

  • Last visited

About Mário Dourado

  • Birthday 07/14/1994

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    São Paulo SP BR
  • Data de Nascimento
    14/07/1994

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    São Paulo and Itanhaém

Contact Methods

  • MSN
    mariodbs@live.com
  1. Isso VDR, achei que ele havia pegado esse já que a Cimed comprou um novo, obrigado pela informação
  2. Eu só tenho minhas dúvidas em relação ao valor da aeronave pois creio que seja o VDC um Global 1998
  3. Meus pêsames aos ocupantes da aeronave! Menos uma ave linda nos céus do mundo :/
  4. O governo Jair Bolsonaro planeja uma mudança radical nas operações de Congonhas (SP). A ideia é fazer uma "megarreforma" no aeroporto. No lugar das duas pistas existentes hoje - principal e auxiliar -, estuda-se a substituição por uma única pista central para pousos e decolagens. Custaria mais de R$ 1 bilhão, segundo estimativas preliminares da Secretaria de Aviação Civil, e seria a maior exigência do contrato de concessão do aeroporto à iniciativa privada. Congonhas deve entrar na última rodada de privatizações no setor, entre 2021 e 2022, conforme um esboço de cronograma já traçado pelo Ministério da Infraestrutura. A pista única teria em torno de 2.000 metros, saídas rápidas para o taxiamento das aeronaves e concreto poroso nas duas cabeceiras. Esse material reforçaria a segurança em caso de freada súbita dos aviões. Outros ganhos citados são áreas de escape mais amplas e distância maior do pátio de estacionamento dos jatos. Com essas mudanças, acredita-se que o número de "slots" em Congonhas possa aumentar - uma demanda das empresas aéreas. Antes do acidente com o Airbus A320 da TAM, que matou 199 pessoas em 2007, o aeroporto operava com até 48 pousos e decolagens por hora. Esse limite caiu depois da tragédia. Hoje, na pista principal (1.940 metros), o máximo permitido é de 33 movimentos horários para voos comerciais e dois para voos executivos. A pista auxiliar (1.435 metros) só comporta operações da aviação geral. Elas não podem ser utilizadas concomitantemente. Apesar do ganho pouco significativo na extensão, a perspectiva é de um uso otimizado do aeroporto com a nova pista. Atualmente, do ponto de vista da engenharia, a construção de saídas rápidas em Congonhas é impossível. Essas saídas são em ângulo mais agudo e estão projetadas de modo que os aviões, ao pousar, livrem a pista com velocidades maiores para o taxiamento. A pista é ocupada por menos tempo e pode haver mais operações. Outra vantagem: hoje as empresas têm perdas ao fazer voos longos a partir de Congonhas, para um raio superior a 1,5 mil quilômetros, porque precisam decolar sem o tanque cheio. Isso porque, com uma pista pequena e sem áreas de escape, os aviões precisam ficar mais leves e carregam menos combustível. Rotas para o Norte e para o Nordeste tornam-se proibitivas. A "megarreforma" tende a viabilizar novas ligações aéreas às duas regiões. O detalhamento da obra e seus custos será feito nos estudos de viabilidade técnica da futura concessão. Um problema seria a eventual necessidade de fechamento temporário do aeroporto para a construção da nova pista. Os técnicos do governo, no entanto, apontam um precedente tranquilizador: a reforma do aeroporto de San Diego, na Califórnia (EUA), que também teve duas pistas com dimensões parecidas às de Congonhas substituídas por uma só. Não houve paralisação das operações durante as obras. Estudos embrionários preveem a possibilidade de aterros de pequeno porte nas duas pontas da futura pista, bem como algumas desapropriações na cabeceira voltada para a Avenida Pedro Bueno, no bairro do Jabaquara. O projeto em análise pelo governo não tem relação com a ideia que foi aventada por Nelson Jobim e Gilberto Kassab, logo após o acidente da TAM, quando eram ministro da Defesa e prefeito de São Paulo, respectivamente. Na época, eles cogitaram uma extensão da pista principal de Congonhas sobre vias elevadas que seriam construídas do lado do Jabaquara. O projeto exigiria grande número de desapropriações. Segundo maior aeroporto do país em movimentação de passageiros, atrás apenas de Guarulhos (SP), Congonhas certamente teria também ampliações do terminal. Um plano recente da estatal Infraero para a concessão de áreas comerciais previa dez novas pontes de embarque (fingers). Só que nunca foi adiante. Fonte:https://mobile.valor.com.br/brasil/6117965/nova-pista-central-deve-ser-exigencia-para-congonhas
  5. Se as investigações confirmarem isso, será mais triste saber que quase houve êxito na manobra e que ambos saíram bem. Outra testemunha disse que o passageiro pulou antes do choque mas que o helicóptero caiu em cima dele.
  6. Que perda inestimável. Forças para família das três vítimas
  7. O preço do Avgás está deixando a aviação à pistão inviável
  8. Santos infelizmente não tem capacidade para receber voos regulares, uma base aérea é feita para ser de difícil acesso. Itanhaém é longe de Santos e não teria como captar o público dessa cidade, mais fácil seria Congonhas. Ou se faz um aeroporto novo em Santos ou o povo santista terá que se conformar com Congonhas mesmo
  9. Hong Kong Wang Jian, co-fundador e co-presidente do HNA, um conglomerado chinês com presença global em setores como aviação, finanças, turismo e logística, morreu nesta segunda-feira na França, após subir um despenhadeiro numa cidade da Provença para posar para uma foto. Wang, de 57 anos, caiu de uma altura de cerca de 15 metros. O bilionário visitava a cidade de Bonnieux, local turístico famoso na região, com parentes e amigos. Ele subiu ao topo de um despenhadeiro para que sua família fizesse uma foto dele, e então caiu relatou a agência de notícias Reuters o policial francês Hubert Meriaux. O HNA é mais conhecida pela sua empresa de origem, a Hainan Airlines. Wang foi o arquiteto da expansão internacional do HNA na última década, quando a empresa adquiriu quase 10% do Deutsche Bank e assumiu o controle da rede de hoteis Hilton. Foram ao todo mais de US$ 40 bilhões em aquisições. Além de fundador e principal executivo do HNA, Wang detinha 15% de participação no grupo. Mas sua estratégia expansão no exterior acabou levando a um forte endividamento do grupo, que neste ano superou US$ 90 bilhões e forçou o HNA a começar a vender ativos. O grupo hoje atua na aviação local e internacional, investe no setor imobiliário, tem redes de varejo e supermercados e é proprietário de cerca de 450 hotéis. O conglomerado também atua no setor financeiro, em serviços de TI e em operações logísticas. Wang se formou em gerência de aviação na Universidade de Aviação Civil da China em 1983 e fez MBA na Holland Maastricht School of Management in 1995. Em 1990, ele ajudou a fundar a Hainan Provincial Airlines Co. O grupo HNA estende suas mais profundas condolências a família e aos muitos amigos de Wang, afirmou o conselho executivo da empresa em um comunicado. "Juntos, vivenciamos o luto pela perda deste excepcional líder, cuja visão e valores continuarão a ser uma inspiração para todos que tiveram a sorte de conhecê-lo, assim como para todos cujas vidas foram tocadas pelo seu trabalho e suas atividades filantrópicas", disse a nota. Fonte: https://m.extra.globo.com/noticias/economia/bilionario-chines-morre-apos-subir-despenhadeiro-para-ser-fotografado-na-franca-22850811.html
  10. Penteado, pelo menos aqui em Itanhaém o combustível (Avgas) no começo era R$5,97. A penúltima carga R$7,10 e ontem chegou a R$7,70 então creio que existiu esse aumento sim
  11. Aqui em Itanhaém, BR sem combustível, só bandeira branca. Helicóptero do Neymar saiu para abastecer em outro lugar (creio que em Santos) e voltou logo em seguida para conseguir operar amanhã.
×
×
  • Create New...