Jump to content

Leirbag

Membro Honorário
  • Posts

    6,516
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Leirbag

  1. Me impressiona o apetite do mercado de aviação indiano. A Indigo é enorme e segue crescendo, temos Go Air, Vistara, Air Asia India, QuickJet, SpiceJet, Air India se reestruturando e planejando uma mega compra de aeronaves, Akasa iniciando operações em breve e Jet Airways renascendo. Mais interessante é que poucas empresas locais atuam no segmento long haul, que fica boa parte na mão de cias estrangeiras. É um mercado enorme e pouco explorado pelas cias indianas. Emirates, Etihad e Qatar abocanham boa parte disso ligando India à Europa, EUA/Canada e Am do Sul.
  2. Bem interessante que boa parte das empresas está reativando seus/alguns A380, mesmo com o custo do combustível nas alturas. Parte é devido à forte retomada que está acontecendo na aviação, parte devido aos atrasos na entrega de aviões long haul. A impressão que tenho é que o mercado long haul está bem mais concentrado agora, há bem menos oferta de voos ponto a ponto e as empresas que possuem grandes hubs estão se aproveitando e enchendo seus aviões, tornando o A380 viável novamente em algumas rotas.
  3. CWB está a 3000ft, afeta a performance, mas se a pista fosse longa não seria um problema significativo. A grande restrição de CWB é a pista curta. BOG está a quase 8400ft, é um impacto significativo e, mesmo com pistas longas, inevitavelmente o avião sofre restrições de peso.
  4. Problema de BOG está na altitude. Narrowbodies sofrem com restrições de peso para voos muito longos saindo de lá e nem sempre vai ser viável colocar um widebody no lugar. PTY está ao nível do mar e a Copa pode usar os 737 até o limite de performance.
  5. Não faltam pilotos na Europa. Espere uma major abrir seleção que você vai ver enxurrada de applications. O que falta é oferta de trabalhos dignos. Tirando as majors e meia dúzia de outras empresas, os salários/benefícios oferecidos pelas cias aéreas na Europa está terrível. Garanto que se as condições melhorarem inúmeros europeus voando no Oriente Médio voltariam pra casa. Aliás, não à toa vemos pilotos de determinadas low cost europeias aplicando em massa pro Oriente Médio em busca de melhores salários.
  6. Maduro está em visita oficial ao Qatar nesse momento, por sinal.
  7. Sim, mas isso já existe. É basicamente a única forma de se chegar a Berlin vindo de fora da UE. O que eu quis dizer é que voos non stop somente a United tem pra EWR. Acredito que haja uma demanda leisure significativa de Berlin para os EUA e vice-versa e esse parece ser o foco da Norse. Vão poder atuar com pouca concorrência direta nesse mercado. O plano da Norse nos próximos 5 anos é não falir, de acordo com o próprio CEO, então acredito que eles vão ser muito mais disciplinados e focados do que a Norwegian foi, que atirou pra todos os lados. Espero que dê certo.
  8. Que curiosa essa insistência da JetBlue na Spirit. Me parece que estão preocupados que a fusão com a Frontier pode criar um concorrente de peso pra eles e tão querendo melar a transação.
  9. Interessante a Norse investir em Berlin. É realmente uma grande cidade Europeia negligenciada em termos de serviço long haul devido ao foco da Lufthansa em MUC e FRA e o fim da Air Berlin deixou um vácuo no local. Vão poder atuar com pouca ou nenhuma concorrência no mercado.
  10. O mercado leisure na Escandinávia é enorme. O povo escandinavo viaja muito para destinos de praia. Destinos como BKK, HKT, DPS, ZNZ, MLE e MRU são bem tradicionais. Acho que eles poderiam investir em lugares no Caribe (CUN e PUJ) como uma segunda opção e o Brasil pode ser uma alternativa com um mix leisure/business.
  11. Obviamente o dinheiro não vai ser usado em nada que beneficie a população e só vai encarecer (ainda mais) o transporte aéreo. Mas eu ainda acho que essa medida cai na Justiça.
  12. A questão é que as regras são contraditórias. Hoje várias cidades no Brasil não exigem mais máscaras, então acontece o seguinte (e bizarro) cenário: - Você chega no aeroporto (sem máscara), faz seu check in e passa pela inspeção de segurança. A partir dali precisa usar máscara de novo. Por que? Porque a área restrita de um aeroporto é considerada sob responsabilidade da União, então segue a recomendação da Anvisa. A área pública é considerada do estado/cidade, então segue a recomendação local. Depois dessa bizarrice toda você chega no avião e precisa usar máscara? Faz sentido isso? Outra coisa: quer andar sem máscara em um aeroporto? Compra uma garrafinha de água ou um picolé e fica andando com ela/ele na mão. Ninguém vai te encher o saco. É tudo um grande teatro.
  13. Que resistência em abolir as máscaras. Na Europa já liberaram, nos EUA liberaram. Em várias cidades do Brasil não se usa mais máscaras, mas nos voos não liberam.
  14. No fim, faz sentido. Abaixo de 150 pax só precisa de 3 comissários e acredito que boa parte dos voos não sai com mais de 150 pax pra justificar o custo do comissário extra, ainda mais no cenário atual em que eles estão com problemas de falta de mão de obra.
  15. SAO PAULO — Brazilian airline Gol Linhas Aereas Inteligentes SA and Colombia’s Avianca said on Wednesday they have agreed to create a holding company called Abra Group, which will control both firms and bring together their brands under a single holding. Abra Group will be co-controlled by the principal shareholders of Avianca and the majority shareholder of Gol, they said in a press release, adding that both airlines will continue to maintain independent brands. (Reporting by Gabriel Araujo, Editing by Louise Heavens) https://financialpost.com/pmn/business-pmn/brazils-gol-and-colombias-avianca-to-create-holding-company-abra-group
  16. Curioso que mudaram o plano de operar em aeroportos secundários e vão para os principais em cada cidade. Começaram a vender com pouca antecedência também, basicamente 1 mês e meio. Torço para que dê certo. É um projeto interessante, mas em um mercado complicado.
  17. A Air Baltic já vinha investindo nesse mercado de wet lease e com a Guerra da Ucrania acabou ficando com parte de sua frota ociosa, já que voos para cidades russas e ucranianas estão suspensos. A empresa me parece muito bem administrada e caminhando na direção certa.
  18. Teoricamente o QCAA é independente da Qatar Airways, mas na prática é tudo comandado pelo Governo do Qatar. São entidades, que no fim, atendem aos interesses do Governo.
  19. Inverno tá chegando. Vamos ver quando chegar o fim de Maio/comeco de Junho e os nevoeiros matinais deixarem o SDU fechado até 9am. Vão ser 10-20 voos cancelados/atrasados em um aeroporto já saturado e que estará ainda mais cheio devido à transferência de voos do GIG. Dúvida: Todos os aviões da Azul/Latam já estão homologados para o RNP-AR do SDU?
  20. A Air Japan já existia e era uma subsidiária na ANA, eles só fizeram um rebranding e estão lançando com uma nova cara. Inclusive boa parte dos pilotos da Air Japan eram expats até o começo da pandemia, mas infelizmente todos foram mandados embora. Vamos ver se chamam o pessoal de volta.
  21. Porque, o que tudo indica, a Airbus ofereceu uma solução cosmética para a Qatar (e demais clientes) enquanto investiga mais a fundo o problema. A questão é que a Qatar não aceitou essa solução e resolveu groundear os aviões, enquanto os demais clientes acharam ok essa proposta da Airbus.
  22. Agora em Abril vai haver a audiência na corte britânica. Vamos ver o que vai sair dali.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade