Jump to content

PR-GGG

Usuários
  • Content Count

    3,898
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by PR-GGG

  1. E eu na parte que o sistema de saúde do Brasil entrou em colapso...
  2. Azul e LATAM Airlines Brasil anunciam acordos de codeshare e de programas de fidelidade Clientes poderão se conectar entre as malhas domésticas da Azul e da LATAM no Brasil, com a possibilidade de acumular pontos no programa de fidelidade de sua escolha São Paulo, 16 de junho de 2020 – A Azul S.A e a LATAM Airlines Brasil anunciam hoje um acordo de codeshare para conectar rotas em suas respectivas malhas domésticas no Brasil. As duas empresas assinaram também um acordo para seus programas de fidelidade, possibilitando que 12 milhões de associados do TudoAzul e 37 milhões de membros do LATAM Pass possam acumular pontos no programa de sua escolha. O acordo de codeshare incluirá inicialmente 50 rotas domésticas não sobrepostas de/para Brasília (BSB), Belo Horizonte (CNF), Recife (REC), Porto Alegre (POA), Campinas (VCP), Curitiba (CWB) e São Paulo (GRU), oferecendo aos clientes no Brasil várias opções de conexões novas e mais convenientes. Os codeshares também irão possibilitar uma experiência de viagem mais tranquila entre os voos da Azul e LATAM, com bilhetes compartilhados para check-in e despacho de bagagem. Os bilhetes estarão à venda nos próximos meses. “Esses acordos trarão benefícios incomparáveis para os clientes. Com a malha aérea altamente conectada da Azul que atende a muitos destinos no Brasil e com os hubs da LATAM, nossa complementariedade de frota e de malha oferecerão aos clientes a mais ampla variedade de opções de viagem. Além disso, ambas as companhias aéreas têm uma história e paixão pelo atendimento ao cliente, e estamos ansiosos para mostrar isso juntos”, disse John Rodgerson, CEO da Azul. “Como sinal do compromisso de longo prazo da LATAM com o mercado brasileiro, esse acordo de codeshare oferecerá aos clientes o acesso à maior malha de voos na história do país. Entendemos que a crise do COVID-19 exige respostas inovadoras para ajudar a impulsionar a economia da região e o anúncio de hoje faz parte de nossa contribuição para esse esforço. Com os valores compartilhados de atendimento ao cliente tanto da Azul quanto da LATAM e rotas complementares esperamos oferecer uma experiência líder do setor para clientes no Brasil", afirma Jerome Cadier, CEO da LATAM Airlines Brasil. Antes da crise do COVID-19, a Azul e a LATAM Airlines Brasil atendiam um total de 137 destinos no Brasil, com 298 rotas e 1.632 partidas diárias. Em 2019, as duas companhias aéreas receberam reconhecimento por sua experiência de viagem e performance de pontualidade. Clique aqui para acessar o documento.
  3. Alice Springs, Australia https://www.facebook.com/steve.strike.01/media_set?set=a.10222653693348622&type=3 Teruel - Espanha Foto: Aeropuerto de Teruel https://twitter.com/TarmacAerosave/status/1255179502096965632/photo/1
  4. Dallas/Ft. Worth – Sao Paulo Guarulhos eff 09JUL20 Service resumption, 3 weekly 787-9 instead of 1 daily 777-300ER https://www.routesonline.com/news/38/airlineroute/290990/american-airlines-ns20-international-operation-changes-as-of-26apr20/?utm_source=passageiro_de_primeira
  5. Alguma mudança nas datas de início? Precisei mapear todos os retornos e algumas datas como DFW não batem (ou então os voos estão lotados, rs). Aparentemente o início é só em 09/07. Outra dúvida: como pode o LAX/GRU e GRU/LAX terem ambos início em 25/10? O 789 do Dallas pode cumprir a perna LAX?
  6. Sim, erraram na hora de inserir no sistema.
  7. Eu sei, mas a Gol anunciou transferência de todos os voos para o Galeão.
  8. Chances de serem barradas (Passaredo e Map) na regra do DCEA sobre espaçamento?
  9. Os critérios estão estabelecidos na 338 e e na Portaria 2.264. Já desisti de entender o processo de distribuição de slots, é bem complicado rs. Só sei que a Azul leva certa vantagem nessa distribuição em razão de já ter série histórica, maior aeronave, etc. Estes critérios são utilizados para desempate e para a própria rodada de distribuição.
  10. Por sinal, a ANAC aprovou algumas mudanças em termos de definições nesses dois RBACs. Em suma, vão simplificar algumas operações.
  11. Alguma ideia de onde saem esses resultados (e se são publicados)?
  12. Pois é, para quem ainda tinha dúvidas que esse leilão era pura fachada para a G3 e LA pagarem o que devem ao Elliot... Começa a fazer sentido a acusação da Azul de que a Gol e a Latam pagaram para fechar a Avianca (prática "comum", vide Webjet, Pantanal...). Só não contavam com a interferência do MPF e Cade no sentido de evitar mais concentração no mercado. Se existe o mínimo de segurança jurídica neste país, a justiça não vai mexer em norma reguladora para atender os interesses de alguns regulados.
  13. Não. O que se discute é o percentual de slots para empresas entrantes como a Passaredo. No modelo atual de distribuição da 338, LA e G3 ainda recebem algo do que a Oceanair tinha - e não tem mais, frise-se. O que está se propondo é distribuir 100% do banco de slots para entrantes ou incumbentes que não LA e G3, que já concentram mercado.
  14. Cara, entendo o seu questionamento mas se não estou enganado a LA e a G3 tinha obrigação contratual com o Elliot em participar do leilão e ofertar os 70mm. Na minha opinião o leilão está fadado ao fracasso, não é interessante para qualquer empresa (além da LA e G3, pelas questões acima) participar.
  15. No momento do 1º leilão eles já estavam tentando fazer com que a ANAC não considerasse essa temporada de slots para a próxima distribuição, ou seja, eles já iam perder muitos slots e queriam mudar isso judicialmente.
  16. Na minha visão, o leilão de hoje de nada valerá. Os slots já não eram da Oceanair. Mesmo que a justiça tenha garantido, o precedente da Pantanal é claro: os slots pertencem à ANAC e não cabe ao poder judiciário interferir no processo regulatório da agência. Como diria o Arnaldo, a regra é clara. A Oceanair passou 30 dias sem operação, a punição do órgão regulador é a perda imediata de slots. Se tem alguém querendo mudar a regra do jogo aqui são LA e G3. Elas alegam insegurança jurídica caso a ANAC queira "mudar" as regras presentes nas 338, sem dizer que a própria 338 tem mecanismos de mudanças de percentuais para entrantes.
  17. HHI é um índice de concentração de mercado. S = Summer W = Winter São as temporadas de alocação de slots utilizadas na aviação.
  18. Alguns dados interessantes revelados pela ANAC: - 37% dos passageiros da LATAM em Congonhas estão em conexão. O percentual é de 29,8% na GOL e 0,6% na Azul. - O índice de concentração HHI é 3.912, o que segundo o CADE já altera negativamente o ambiente concorrencial. - Desde S17 não há qualquer perda relevante de slot em dias úteis. A título exemplificativo, a disponibilidade de slots às segundas foi nula na distribuição W19.
  19. Posso estar errado, mas até onde eu sei a Two é uma empresa certificada na ANAC como táxi aéreo (RBAC 135). Ela opera voos regulares no regime da LAS - Ligação aérea sistemática, quando a ANAC permite que táxi aéreo faça voos regulares para lugares que não estejam sendo atendidos por linha aérea doméstica regular, além de outros requisitos mais.
  20. Outra coisa: a Two é RBAC 135, opera voos regulares através da LAS. Concorre pelos mesmos slots que Passaredo e Sideral?
  21. Essas companhias estão solicitando W19, confere? Engraçado que essa rodada de alocação já está quase na fase final, não lembro de nenhum mecanismo da 338 permitir essas entradas fora do prazo.
  22. Engraçado é a outorga sair sem a empresa sequer ter um COA!
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade