Jump to content

Delmo

Usuários
  • Content Count

    1,613
  • Joined

About Delmo

  • Birthday 07/27/1983

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    CDG / DXB
  • Data de Nascimento
    27/07/1983

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    CDG

Recent Profile Visitors

915 profile views
  1. Acho mais negócio jogar um ATR de SLZ pra CKS. A Azul em pré-pandemia testou CKS-SLZ. Frequentemente se vê o Emb-190 da CVRD fazendo essa rota. A Azul tem batido 90% de A320 no IMP-SLZ. Bater de frente com um A320 usando um ATR não sei se é boa ideia. Mais lógico a GOL estender seu FOR-SLZ a IMP. Carolina tem aeroporto? Quem tá doido por voo é Balsas, nova fronteira agrícola do país, mas o aeroporto deles não é apto pra voos comerciais, vendo imagens no Google é assustador.
  2. Sério?! Obrigado pela informação, fiquei mais curioso ainda sobre como se dará isso.
  3. ...Sem contar que a VoePass terá de deslocar um ATR avulso pra FOR. De onde virá? Continuação de algum SSA-XXX-FOR? (PNZ? AJU?) É arriscado um único ATR numa base pra conectar vários destinos. Se der pau, baita dor de cabeça.
  4. Neste pensamento, seria melhor concentrar PHB e BRB com voos só para FOR, conectando lá com SAO, GIG, BSB, REC, SSA, SLZ e MAO. PHB-THE já é atendido pela Azul. SLZ-BRB não tem demanda. JJD já é atendida de GRU.
  5. Nenhuma novidade, bem no estilo GOL: Está comprando só os slots. Vai devolver todos os aviões da MAP, passar 2 ou 3 737 pra ela operar em CGH, e daqui a um ano extingue.
  6. PHB continua sossegada mesmo com voos da Azul. Sensacional aquele lugar. Jeri é que virou moda. Muita gente vai só pra postar no Instagram kkkk
  7. CNF x BSB é a mesma coisa de VCP x GRU nessa hipotética fusão. CNF e VCP têm mais força com regiões de médio porte. GRU e BSB têm demanda robusta entre capitais. Não há competição direta, mas marginal. Óbvio que ajustes são necessários, tipo diminuir VCP-FOR em detrimento de GRU-FOR, ou trocar BSB-MAB em benefício de CNF-MAB. Azul com 70% do mercado doméstico classificaria seus Hubs em primariamente regionais (VCP e CNF) e em Hubs primariamente grandes mercados (BSB e GRU). Na teoria assim até que parece uma boa.
  8. Falo do ponto de vista de passageiro da categoria mais alta do programa. Te digo: é um desprazer imenso ser cliente de categoria alta na Latam. Normal pra eles: os argumentos são instrumento pra se conseguir algo, não pra expor o ponto de vista deles. Por isso se contradizem tanto.
  9. A própria Azul já operou Hub simultâneos em GRU e VCP antes da pandemia. Acredito que nada mudaria em uma eventual aquisição da Latam Brasil. VCP é forte ligando cidades de médio porte: SJP, JTC, RAO, UBA, UDI, TJL, IZA, BYO, RVD, ROO, PPB, CAC, JOI... GRU é mais voltado pra capitais.
  10. Qualquer um que compre a Latam é benéfico. Os chilenos mataram a unidade brasileira e deixaram a carniça apodrecendo em céu aberto. Ressuscitá-la após terem-na transformado no lixo atual só se separando da unidade chilena.
  11. Sou leigo, mas essa explicação me soa totalmente sensacionalista, desqualificando o copiloto com algo tão simples.
  12. Nessa JV, MCO fica à frente de MIA quanto a conexões. E não nos esqueçamos que Latam compreende Chile, Peru e Colômbia, além de Brasil. E ainda podemos considerar EZE e UIO/GYE como 5ª Liberdade. Essas 9 rotas não devem ter mais que 3 envolvendo Brasil. Não espero nada além de 1 DL pro GIG, 1 JJ de MAO e um FOR/BSB gato pingado sazonal.
  13. Realmente "mala suerte". Mas pior que isso é não se precaver contra o infortúnio querendo dar um passo maior que a perna, que o corpo, que um foguete... ...em frequências, voos, cidades...
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade