Jump to content

LipeGIG

Acionistas
  • Content Count

    23,102
  • Joined

  • Last visited

About LipeGIG

  • Rank
    Staff Contato Radar
  • Birthday 06/30/1972

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento
    30/06/1972

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Nova York

Recent Profile Visitors

4,222 profile views
  1. Desde que seja só code-share... mas jamais vai poder avançar como chegou a ser pensado , em uma joint venture. Mas... órgãos de defesa da concorrência, eu só confio nos Americanos mesmo. É o único lugar do mundo onde isso não aconteceria e nem a ideia seria levantada - no restante... dúvidas.... Vide Brasil onde tudo pode e monopólio subsidiado pelo estado foi uma constante nos últimos anos.
  2. Sim, mas creio que teria que assumir um hub no sul do país para Cone Sul. Outro dia estava avaliando profundamente a Southwest, tentando entender o modelo e como ela ganha dinheiro operando em Nashville, Houston, Fort Mayers, Baltimore... e notei que tem zero rota internacional de LAX, zero rota internacional de Nova York, zero rotas internacionais de Boston, zero rotas internacionais de SFO... não tem main hub em nenhuma delas e ganha mais dinheiro há mais tempo que qualquer outra operadora de 737 e só recentemente foi ultrapassada pela Delta em rentabilidade doméstica... São mercados diferentes do que o Brasil, mas ter voos internacionais curtos funciona bem para a Southwest. Se eu fosse da Gol investigava isso ao invés de procurar voo longo. A Gol no passado tinha um mini-hub em POA, mas falhou em continuar construindo isso (na época em que ganhava dinheiro). Pensa no desvio comparando com EZE-LIM-UIO ! Gol entrega em 13h e tem concorrente entregando em 8h30 Rota pra dar certo precisa de interação econômica, histórica. Concordo contigo num aspecto, pode se desenvolver, mas o problema é que custa caro operar antes da rota atingir o ponto de equilibrio e ainda mais quando ao seu redor tem pelo menos 2 ou 3 players que te fazem limitar sua tarifa (Latam, Copa e Avianca). Segundo player que tenta em menos de 5 anos. Meu maior receio com o Max na GOL era esse, que a empresa tivesse que "procurar" mercado pra voar.
  3. E mais ainda se imaginarmos que a Latam e a Iberia continuarão sendo parceiras.
  4. 1 mes pra frente Round/Trip GRU-SCL-GRU USD 147 Latam USD 153 Gol GIG-SCL-GIG USD 191 Latam USD 211 Gol USD 289 Sky 13% mais longe, 40% mais tarifa.
  5. Tudo depende da tarifa, mas por load - total razão. Vou fazer uns testes pra ver como andam as tarifas na rota. Talvez a idéia da Gol seja convergir um horário de GRU e outro do GIG pra ver se ambos de beneficiam com o corte de uma das frequências do GRU-SCL.
  6. Pax ? Então realmente a dependência da Gol do lado Brasileiro é maior até que eu imaginava.
  7. Eu não creio muito na viabilidade de voos BR-Australia. Precisaria de um componente VFR forte e consistente (do lado da Australia) para bancar isso, principalmente as tarifas premium. E o Brasil em geral não agrega muito ao Australiano, que tem praias e temperaturas similares. E tem o contra-ponto forte de que muita gente disputa esse mercado com tarifas relativamente baixas, mas obviamente a maior cia da Austrália tem força - resta saber qual seria a reação da Latam por exemplo que sempre foi parceira histórica da Qantas (Lan)
  8. Interessante, mas eu me pergunto com a AA investindo em mercados como BOS e SEA, é como a American enxerga Chicago na sua estratégia de longo prazo.
  9. Quero ver o resultado no fim do processo de expansão. Agora tudo fica meio nebuloso com aumento de reservas antecipadas e custos de estabelecimento de novas bases. Não é um bom período para se cravar algum direcionamento.
  10. Chineses ja dominam muitas tecnologias de ponta e avançaram muito por exemplo nas telecomunicações. Ainda existe um hiato de pelo menos uns 10 anos entre os EUA e a China em algumas áreas como defesa e por mais criativos que os Chineses sejam, precisam avançar em áreas como design próprio. Sem dúvida o C919 é um projeto e tanto, mas como alguns já comentaram, por enquanto me parece cópia, sem contar que ainda necessitam dos motores ocidentais por uma questão bem simples, vai ser dificil estabelecer alguma empresa de motores que não seja objeto de aquisição pela GE ou RR. E por mais que pensem em fazer um futuro C9X9 com motores locais, qualquer iniciativa vai ser travada pela Boeing e pela Airbus com impedimento de acesso aos seus produtos mais modernos. Aqui existe uma discussão gigantesca com muita pressão do governo para que não sejam abertas tecnologias dos motores GE para a China, mas a própria GE tem uma visão diferente. A China vai chegar lá, mas com apoio das multinacionais.
  11. Com o dumping tamanho mundo feito pela Latam e pela American em FOR, me surpreende que tenha durado tanto. A Gol não tinha como competir contra tarifas de ida e volta em executiva de US$ 800 a US$ 1000. Quanto a Quito, esperado pela falta de ligação econômica e histórica entre o Brasil e o Equador. GRU-SCL... pelo visto outra vitima da competição, e deve ter piorado com mais gente entrando na competição, mesmo com o folego dado pela saída da Avianca. Santiago não é mercado da Gol e ela depende muito fortemente do mercado Brasileiro. O que ela talvez não tenha enxergado é que a melhor chance seria concorrer fora de Guarulhos. Perdeu tempo e agora vê POA e CWB sendo dragadas pela Latam que ja controla tambem o Rio-Santiago.
  12. Não, foi quando receberam o 77w Em 2014 eram 4 voos diários sendo que o diurno por vezes operava 5x semanais A noite eram 3 voos de 772, AA906/930/998 cortaram 1 quando trocaram 3 772 por 2 77w e 1 763 vcp-mia cortado depois o diurno foi cortado mais recentemente
  13. Boulos eu ainda estou esperando o resultado positivo da Latam. GIG-CGH tem yield bom, e O&D forte e é capaz de capturar SDU-CGH facilmente. Em geral é uma rota cujo preço flutua em conexão a ponte aérea, mas o custo é baixo. Só tem uma unica razão para a Latam fechar a rota: é parte de um projeto de desmontagem da base. Não vejo outras explicações plausíveis. E lucro por lucro de rota... o balanço final segue .... fraco.
  14. Não duvido que será ajustado, Fábio. Podemos aguardar movimentos do tipo partindo as 10h da manha e retornando a tarde. Isso por que não espero um segundo voo. Não me surpreende. No final vai ser somente SCL, BSB, GRU, EZE e talvez LIM aos hubs. Quando for possível, vão fazer SDU-IGU. E se acharem um dia que podem tentar fechar a base... transferem os internacionais pra GRU e criam uns 8 GRU-SDU. Sem concorrência, a Latam emplaca. Se tiver concorrência ela morre na praia ou mata a concorrência abraçada.
×
×
  • Create New...

Important Information