Jump to content

LipeGIG

Acionistas
  • Content Count

    23,688
  • Joined

  • Last visited

1 Follower

About LipeGIG

  • Rank
    Staff Contato Radar
  • Birthday 06/30/1972

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento
    30/06/1972

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Nova York

Recent Profile Visitors

5,609 profile views
  1. Faltam voos diretos, mas falta também um foco de longo prazo em turismo. Temos um grupo pequeno de entusiastas que defendem a causa mas infelizmente nenhum político topa programa ou políticas de longo prazo - ensino de idiomas, qualificação de mão de obra, foco na proteção ao turista, qualidade das praias, enfim... marketing de longo prazo.. No Brasil é tudo propaganda de praia.... infelizmente nem as coisas boas que poderiamos agregar, cidades como Gramado como destino conjunto para família por exemplo, ... tudo é longe de aeroporto e basta um feriado pra mostrar como turismo é algo i
  2. Replaced by 777 The top routes operated by Emirates' A380s did not change significantly over the January to July 2019 versus January to July 2020 period: with the top five routes being Dubai International Airport to London Heathrow, Bangkok Suvarnabhumi Airport, Paris Charles de Gaulle Airport, London Gatwick Airport, and Manchester Airport. While we note some very minor utilisation of the A380s so far in July 2020, with 17 return flights to London-Heathrow and Paris-Charles de Gaulle each, Emirates traditional A380 routes are currently being served by 777s on at least the LHR route, with
  3. Workhorse While the A380 captures most of the glory, Emirates has 144 Boeing 777s that are the workhorses of the fleet. This includes a mix of dedicated freighters, operating for SkyCargo, and passenger jets. While 75% of the A380s remain grounded even today, all of Emirates’ 777s are currently flying missions.
  4. Creio que vai ser o caso. Não tem demanda após março pois os Russos passam a ter opções na Europa.
  5. Não é muito pela demanda. Eu lembro de ter visto comentários de que a frota de 77W já estava toda em uso e que pra retomar mercados ela precisaria passar rotas ao A380, colocando-os em operação, para assim liberar os 77W onde o A380 não faria sentido algum.
  6. A hora é essa! Demanda nas alturas por destinos turísticos! Bem capaz de acontecer o desvio de um dos voos para fazer DOH-GIG. Aproveitando o espaço aberto pela Emirates!
  7. Dezenas de milhões de habitantes, A345, sedentos por uma folga do frio intenso. Penso que não deve ser um problema no Inverno IATA.
  8. Esquecemos de comentar... depende também de quem está no poder! No Brasil de hoje, quem está no poder hoje não quer solução governamental mas quando está na oposição clama pelo governo para oferecer uma solução.
  9. O Brasil não sabe se é capitalista ou socialista. Ele pode ajudar o cidadão com ajudas que duram décadas, mas jamais conseguiu enxergar sua posição quanto ao suporte a industria nacional ou ao setor de serviços. A razão pela qual o governo Alemão ajudou a Lufthansa é bem simples: manter nas mãos da Alemanha um importante negócio que sempre se mostrou rentável e independente do governo. Mas o fez por saber da importância de se ter uma empresa aérea nacional, focada no país.
  10. Será que cabem 150 pessoas na sala de embarque de PET ? Eu duvido!
  11. Perfeito. Nessas horas vale mais fazer uma coisa somente: VOO CANCELADO POR MOTIVOS METEOROLOGICOS Provavelmente: 50% vai optar por voltar pra casa. Paga-se taxi de ida e de volta pra esses. Muitos nem vão querer esperar e vão se virar sozinhos. 25% vão ficar esperando o próximo voo ou uma conexão pra viajar logo. Legal, resolve a situação e emite um TKT de R$ 40 pra eles comerem algo no aeroporto automaticamente. 10% vão pedir hotel pra pernoitar por falta de opção, legal , emite o hotel pra eles e reacomoda no dia seguinte 10% vão provavelmente cancelar a viagem e
  12. Lendo tudo isso eu fico feliz de não ter que voar doméstico no Brasil , pois se isso sair, apertem os cintos e segurem os cartões de crédito. Só em mercados loucos e desvairados, sem qualquer respeito a leis de defesa a concorrência, e onde interesses privados valem mais do que a boa regulação de mercado, isso seria aprovado. Ah... esqueci, estamos falando do Brasil... Mais do mesmo (c) .... a caminho
  13. O problema disso é que o SDU não tem capacidade de tirar proveito de uma malha extensa e vai sempre ser um aeroporto com foco em tráfego Origem & Destino. Isso faz com que talvez voos como SDU-CGB, SDU-UDI, SDU-GYN, dentre outros, nunca sejam operados regularmente (talvez sazonalmente). Para o movimento atual, a experiência de ser embarcado no piso inferior é sofrível - não tem espaço, os ônibus são limitados em espaço para embarque e isso acaba atrasando qualquer voo em remota. Ou seja, o SDU no fim: * Custa mais caro pra operar e abastecer * Tem tempo de turn-over s
  14. Victor, Eu pessoalmente acho que o GIG pode conviver com um SDU forte, só vai levar mais tempo! O problema do GIG é mais da concessionária e da falta de agressividade desde o início da concessão. Aeroporto Internacional bem sucedido precisa de alguns elementos chave: * Indutor de Demanda (Turismo ou Negócios) * Carga recorrente * Uma cia que opere um hub A partir disso eu diria que o GIG tem só o indutor de demanda (que é o mais importante), mas peca por não ter os outros dois. O que ele teria que fazer ? (RioGaleão) ? Quanto custa por ano não ter iss
  15. TJ, atração de voo internacional depende da atratividade da cidade ou capacidade como mercado de origem. Campinas não tem nada disso e olha que tem um cluster de multinacionais em qualquer raio que você crie uma amostra, de causar inveja.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade