Jump to content

boulosandre

Usuários
  • Content Count

    8,228
  • Joined

  • Last visited

About boulosandre

  • Birthday 10/08/1974

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Sao Paulo- SP - Brasil
  • Data de Nascimento
    08/10/1974

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    Sao Paulo - Lisbon
  • Interests
    Travels, sports, culture, workout, airports, finance.

Contact Methods

  • Skype
    andre.m.boulos

Recent Profile Visitors

1,361 profile views
  1. Outra mudança interessante: uma cliente comprou GRU-BCN e CDG-GRU e o agente disse que podia incluir um BCN-CDG de AF, já fruto da parceria com a DL, segundo ele.
  2. Lipe, entendo vivido tanto tempo nos EUA, entendo sua defesa de uma “cabine Executiva de fato”, como existe por lá, mas não acho que valeria o investimento,. Vejo as principais cias Europeias com classe executiva, exatamente igual à que a Latam pretende acertadamente implementar e têm tanto sucesso. Talvez modificar algumas aeronaves 320, 321 para rotas específicas na Am do Sul, ok, mas dentro do Brasil, não vejo muito sentido. Tanto é que nenhuma cia implementou isto até hoje e ainda assim a Gol e Azul vêm obtendo bons resultados na sua classe mais premium. O que falta muito a Latam é ter uma Sala VIP dos moldes da Gol em GRU. UMA VERGONHA, na minha opinião!
  3. Analisando estes números, percebe-se que a Espanha (MAD) se torna um hub cada vez mais relevante entre a Europa como um todo e o Brasil. Interessante ver que as 3 grandes cias têm participações relativamente semelhantes, sendo que a IB aumentou seu equipamento em GRU pro 346, a Latam serve as 2 principais cidades Espanholas de seu maior hub (com 77W/350 na alta) e a UX vem fortalecendo sua operação no NE u tb aumentou sua oferta em GRU com os 789.
  4. Por acaso viajo bem menos que gostaria para África (conheço JNB, CPT e CMN somente e gostei muito dos dois primeiros e da expansão do último). Viajo mais mesmo pela Ásia, Europa e Américas. Sobre o Brasil ser "civilizado", como todos somos Brasileiros, cada um que tire suas próprias conclusões. Sobre infraestrutura medíocre, estamos longe ainda do padrão dos países mais desenvolvidos e, no caso dos aeroportos, daqueles da Ásia, mas estamos evoluindo e não só em SP mas de norte a sul do Brasil. Dia 6 passei por FOR e, ainda que falte terminar as obras de ampliação, gostei da melhora e de ver o voo da KLM lotado, sendo pelo menos metade de Europeus. Viva as concessões país afora.
  5. Concordo. Caso fosse em GRU, os de sempre iam estar detonando o aeroporto, mas a notícia relevante mais recente sobre ele é que é um dos mais pontuais do mundo.
  6. No minuto 5:21 se vê que há banheiros sendo reformados e ampliados, ainda na GRU Avenue. Nunca houve quiosques no meio deste grande corredor e duvido que colocarão agora. Todos os espaços comerciais estão ocupados pela primeira vez desde que unificaram as operações no T2 e criaram a GRU Avenue. No minuto 8:17 vê-se que os banheiros foram unificados (feminino de um lado e masculino do outro) ao chegar na ponta do Píer Oeste, e também reformados. Como já disse, havia funcionários da limpeza em todos os banheiros do T2 doméstico. A GRU Airport está trabalhando bem e é gratificante ver que o maior aeroporto do continente é um dos mais pontuais do mundo mesmo com as restrições de pistas que todos conhecemos.
  7. Isto é verdade. Estou neste momento no T2 Píer Oeste de GRU e quase todas as posições estão ocupadas na ponta e não há lugar para sentar, quem está lá, já está nas filas para embarcar. Os banheiros das pontas foram reformados e unificaram feminino de um lado e masculino do outro. Em todos os banheiros do T2 doméstico, vi funcionários da limpeza e em 4 que fui dar uma espiada, estavam limpos e sem odor de urina. Estão reformando os banheiros da “GRU Avenue” sentido Oeste e algo que me chamou atenção é que todos os espaços estão ocupados por lojas ou restaurantes em todo T2. Nunca tinha visto isto antes. Os Raios X estavam quase todos abertos e apesar de hoje ser dos dias mais movimentados das férias, não havia mais que 5 pax por raio-X. Espero que a GRU Airport continue com esta agilidade ao longo do ano e não só nas férias. Previstos de 145 mil passageiros em GRU no dia de hoje. Atualizando daria algo como 53 milhões de passageiros. Notei um 773 da Latam para POA. É comum isto ou uma exceção?
  8. Os fingers do SDU estão todos adesivados com propaganda da DL sobre seu GIG-JFK nonstop. Ou a DL pretende manter o voo “year-round” ou deveria ter um disclaimer dizendo que o voo termina em março. Se não, é propaganda enganosa.
  9. Não foi 80% mas uns 65%. Não tenho pressa para chegar e ainda vou aproveitar para visitar uma cliente em Fortaleza e passar o dia em Amsterdam. Nada mau. E quando tenho pressa, tenho a vantagem de ter varias opções diretas para GRU, meu aeroporto base.
  10. Adoro o Ceará. Passei último reveillon em Jeri. E por sorte e coincidência, estou com clientes em FOR, assim que irei mais vezes por aí. E De FOR para chegar na Europa, agora há opções por LIS, MAR, CDG e AMS. Merecidas adições para o Nordeste.
  11. O preço caro Igor. Pesquisei há uns 3 meses um LIS-GRU-LIS com até 2 escalas de Business. O melhor preço, disparado, foi LIS-AMS-GIG-GRU-FOR-AMS-LIS. Por sorte, conseguiram me remanejar na vinda para o AMS-GRU e foi ótimo porque me economizou umas 3hs vindo direto a GRU. A Business estava lotada, inclusive com um jogador de futebol Brasileiro que vive na Hungria e voltava c esposa, filho e sogra.
  12. Estarei em FOR dia 6, voando GRU-FOR de Gol e depois de 3 horas fazendo For-Ams pelo belo pássaro Azul. Pena não haver ainda um VIP Lounge por lá.
  13. Também prefiro, ainda que CGH melhorou os processos nos últimos tempos. Na verdade, ambos são complementares, e aquele conceito que CGH pro doméstico e GRU pro internacional caiu por terra. Latam e Gol possuem malhas extensas e abrangentes em GRU e mesmo a Azul tem uma boa malha distribuída ao longo do dia a partir do T1, que apesar de não ter fingers e ser terminal completo, é muito pratico embarcar e desembarcar por lá. Já cheguei 30 minutos antes sem mala para despachar e logo estava na porta do avião, uma facilidade rara em grandes terminais.
  14. Falando nisto, o T1 depois da quebra da AVB, tem sido utilizado por alguma das 3 cias domésticas ou não?
  15. Amigo meu está no T2 neste momento embarcando para AJU e disse que está bem lotado mas que há uma "força tarefa" nos raios X para agilizar o procedimento. Acho ótimo que a GRU Airport esteja atenta neste período para tornar os processos de embarque e desembarque mais eficientes.
×
×
  • Create New...