Jump to content

C010T3

Moderador
  • Content Count

    9,608
  • Joined

About C010T3

  • Birthday 06/14/1984

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Rio de Janeiro
  • Data de Nascimento
    14/06/1984

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    __

Contact Methods

  • Website URL
    http://
  1. Curfew é uma realidade em FRA há muito tempo. Restrições em um aeroporto grande operando em sua capacidade são absolutamente normais. As tarifas são altas, mas há quem pague.
  2. CGH é a salvação da Passaredo. A Azul pode comprar a companhia no dia seguinte.
  3. É mais do que natural que seja gerada superoferta, levando em consideração que as companhias não somente vão tentar crescer proporcionalmente para ocupar o espaço da Avianca, mas, sim, crescer para conquistar todo o espaço.
  4. O Congresso pode derrubar o decreto da Presidência, mas somente se quiser. O decreto do executivo nem é discutido, a menos que haja projeto de decreto legislativo em tramitação. É algo diferente de uma medida provisória.
  5. O fato de a AR ser estatal e operar com prejuízo monumental é, por si só, um elemento que distorce todo o mercado. Qualquer medida liberal é inócua diante disso, por isso argumentar que a desistência da Norwegian é um fracasso do livre mercado não pode ser mais distante da realidade. A falta de isonomia no mercado gerada pela interferência estatal é que não permite que a concorrência consiga se estabelecer. No fim, podemos constatar que a LATAM não estava sendo preguiçosa na Argentina, mas, sim, realista.
  6. Não acho que seja o caso. A falência de uma concorrente exige uma reação. Nenhuma outra empresa conseguiu ocupar o espaço tanto quanto a Lufthansa. O impacto foi grande, pois nenhuma outra companhia se expôs tanto. Entretanto, nenhuma outra companhia vai conseguir colher os resultados futuros que a obtenção da fatia de mercado que a Lufthansa abocanhou proporcionará. Agora é arrumar a casa.
  7. O verão passado foi caótico na Eurowings: https://m.spiegel.de/wirtschaft/unternehmen/eurowings-flugausfaelle-verzehnfacht-was-laeuft-schief-a-1214942.html Veremos este ano.
  8. Uma coisa é certa. A situação em relação à Condor é fui generis, pois a Lufthansa não precisa ocupar os mercados da Condor. Boa parte do prejuízo da Eurowings foi causado pela expansão desenfreada e os custos relacionados a uma operação pouco alinhada e desorganizada. A Lufthansa poderia absorver boa parte da Condor somente para desalavancar a operação como um todo. Antigões da Condor com perfil bem Lufthansa poderia mim ser deslocados para mainline. O restante poderia assumir voos operados pela SunExpress etc. Aliás, sinceramente, está bem na hora de a Lufthansa dar fim à SunExpress.
  9. Eu sempre fui um grande crítico da Azul, mas, desta vez, ela fez todo o processo de forma correta, obedecendo regras legais, concorrenciais, regulatórias e trabalhistas. Estava visando crescer obviamente, mas, ao mesmo tempo, garantir segurança legal tanto para o seu lado quanto para as outras partes. Lamento, mas essa quebra em diversas unidades produtivas com CHETAs tirados do chapéu, além da concentração em CGH e SDU, é algo fora do comum. Acho toda a situação lamentável.
  10. Vamos combinar que a ideia do aeroporto de Portão com estradas rápidas irradiando para POA, Vale dos Sinos, Vale do Taquari e para a Serra, seria o melhor dos mundos. Não seria necessária qualquer outro aeroporto na região e ainda daria um bom impulso para novas rotas. Sem isso, é melhor gastar esses recursos em melhorias rodoviárias na Serra. Gastar para ter um equipamento que só vai trazer mais despesa por ser inviável não faz sentido.
  11. A Eurowings está dando prejuízo, porque ainda é uma colcha de retalhos, sendo que, desde a falência da Air Berlin, a expansão desenfreada, na verdade, tornou a operação ainda menos regular. O resultado é um monte de problemas que geram pedidos de reembolso e indenização.
  12. Espero que ela não fique tentada a iniciar long-haul de GRU. Qualquer movimento nesse sentido pode funcionar no começo, mas termina como qualquer outra mundo afora. Todo mundo olha para a British Airways como exemplo de um modelo em que duplo hub na mesma RM funciona, mas a BA é, na verdade, exemplo de como um potencial não é aproveitado por falta de infraestrutura. Infelizmente, SAO está longe ainda de atingir o potencial de LON, por isso espero que a Azul não vá pelo caminho da autocanibalização.
×
×
  • Create New...