Jump to content

topodidi

Usuários
  • Content Count

    389
  • Joined

  • Last visited

About topodidi

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    FLN
  • Data de Nascimento
    01/12/1958

Profile Information

  • Location
    Florianopolis

Recent Profile Visitors

493 profile views
  1. O governo francês doa 42 bilhões de reais à Air France para superar a crise. Portanto, é de boa guerra de dar com uma mão para recuperar com a outra mão. E gostemos ou não, o uso do trem para substituir o avião em viagens domésticas entra na mente dos viajantes. É o novo modo de boa consciência ecológica.
  2. Eu posso ser uma pessoa ignorante ... Mas por que a flor da aeronáutica brasileira tem medo dessa separação, que pode ser, ainda não se materializou. Por que pedir milhões de indemnisação, quando não houve uma única troca financeira ou técnica. Pode ser que a Embraer tenha medo de algo.
  3. Boa noite, Apenas para sua informação, o aeroporto de Chateauroux foi chamado Marcel Dassault, o fundador do grupo Dassault British Airways A380's too heavy for Chateauroux's taxiways! www.casimages.com/i/2004181238303679016749188.jpg.html] www.casimages.com/i/2004181238303679016749187.jpg.html] www.casimages.com/i/2004181238293679016749186.jpg.html]
  4. Taxa de 8% de mortalidade de gente infectados .... E nao como su calculo da mortalidade da populacao. Imagina !!!
  5. Boa tarde, Nao entendo muito bem !!! O voo AF 228 ida (e 229) continua . Entao fechou o nao fechou os voos da Europa ?
  6. Depois da Bombardier, o governo de Quebec também duvida do futuro do Airbus A220 (ex-CSeries). Em 29 de janeiro, o primeiro-ministro de Quebec garantiu que não reinvestiria no programa. https://www.usinenouvelle.com/article/le-gouvernement-quebecois-ne-veut-pas-reinvestir-dans-l-airbus-a220.N924574 https://www.bloomberg.com/news/articles/2020-01-29/quebec-rules-out-pouring-more-cash-into-a220-airbus-jet
  7. A ler um entrevista do ex-diretor comercial da Airbus Eric Schulz, e varios anos na presidencia da Rolls Royce Aerospace. O tipo analisa o futuro da industria da aviacao civil. So que e em frances ! https://www.latribune.fr/entreprises-finance/industrie/aeronautique-defense/si-boeing-voulait-remplacer-le-b737-max-que-peut-il-faire-reellement-eric-schulz-ancien-directeur-commercial-d-airbus-834401.html Traducao do gogole sobre a parte do que interessa ao possibilidade de substituicao do B737 Max: Com a crise do B737 MAX, alguns acreditam que a Boeing deve lançar um novo dispositivo. O que você acha? Mesmo que a Boeing quisesse lançar um novo avião, o que ele realmente pode fazer? O principal ganho de eficiência de um novo dispositivo é trazido pelos motores. Sem o suporte de uma tecnologia de motor que economiza cerca de 15% de eficiência operacional, os fabricantes de aeronaves não conseguem lançar um novo produto. Além disso, e mesmo que a Boeing estivesse disposta a lançar um novo produto, levaria muito tempo até que uma nova tecnologia de motor amadurecesse, já que todos os programas de aeronaves possuem motores muito recentes. Que horizonte aconteceria com esse avião na sua opinião? Se a Boeing tomou hoje a decisão de lançar um sucessor do B737MAX, esta nova aeronave voaria até 2026-27. Se adicionarmos o tempo necessário para entrar em produção, é melhor falar sobre 2030 ou mais. Tudo, com uma aeronave que provavelmente mostraria um pequeno ganho de desempenho em relação ao A320neo, pode ser da ordem de 5% no máximo, enquanto levaria um ganho de 15% para trazer companhias aéreas um produto radicalmente melhor. A conta não está lá. Nesse esquema, a Airbus poderia esperar alguns anos para lançar uma nova quebra de produto ou deveria seguir a Boeing com passos largos? Hoje, a Airbus está em uma posição dominante no mercado de médio curso e pode realmente esperar. Especialmente porque a Airbus tecnicamente, penso, está um passo à frente da Boeing com a possibilidade de melhorar o A320neo com a introdução de uma asa composta. Notavelmente no A321, como a Boeing fez no B777-X. Essa modificação reduziria a massa do avião (OEW) e ganharia ainda mais alcance. O que tornaria a vida ainda mais difícil para a Boeing. Em relação a um novo produto inovador, a Airbus tem o mesmo problema que a Boeing e não possui (ainda) uma tecnologia de motor que possa mudar fundamentalmente a situação.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade