Jump to content

Fabrício163

Usuários
  • Content Count

    1,512
  • Joined

  • Last visited

About Fabrício163

  • Birthday 02/17/1994

Previous Fields

  • Cidade/UF/País
    Dourados/Campo Grande-MS
  • Data de Nascimento
    17/02/1994

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Location
    SP

Contact Methods

  • MSN
    fabricioszl@hotmail.com

Recent Profile Visitors

819 profile views
  1. Muito bom que Ponta Porã terá voo direto para Campinas, mas a região estava esperando que esse voo começasse durante a paralisação dos voos em Dourados (a 120km) devido às obras na pista do aeroporto. Só que o voo vai começar em Setembro, perto dos voos de Dourados voltarem. Pelo menos vai servir para o período que o SBDO ficará fechado novamente em 2022, para concluir a segunda etapa das obras na pista. Espero que consigam homologar o E195 em PMG, a pista de lá já é melhor do que será a de Dourados após as obras, pois já possui 45m de largura e 2000m de comprimento.
  2. Isso permite operações em pistas com 30m de largura? Deve ser por isso que a SAC não viu necessidade de ampliar a largura da pista de Dourados. O A320 também deve ter sido reclassificado, pois Latam e Azul andaram operando ele em pistas com 30m de largura, assim como a Gol com o 800 em CXJ, por exemplo.
  3. Sim, a infraestrutura é determinante caso essa seja a estratégia da Gol. Só pra citar um exemplo, hoje saiu a notícia sobre a ampliação do aeroporto de Dourados, vai ganhar novo terminal, novo pátio, nova seção contra incêndio, nova sala de operações, porém não vão ampliar a largura da pista, que será ampliada para 2240m de comprimento, porém continuará com 30m de largura. É mole? Se bem que hoje em dia a Latam opera A320 em JJG e a Gol 738 em CXJ, ambas com pista com 30m de largura. Então não sei até que ponto o aumento da largura é realmente necessário. Mas que é estranho fazerem todas essas
  4. Penso que o x da questão é o quão econômico é o MAX 8 em relação ao 700/800NG. Um MAX 8, mesmo sendo maior e mais pesado, consegue ter um custo por viagem menor que o 700NG graças aos novos motores? Se sim, seria possível um voo no 700NG que hoje é lucrativo rodando com média de 111 passageiros (80% de ocupação) continuar sendo lucrativo no MAX 8 rodando com os mesmos 111 passageiros (60% de ocupação)? Talvez esse seja o pensamento da Gol, ela conta com a maior eficiência do MAX 8 e pretende cobrar mais barato nesses destinos regionais para manter a ocupação média nos 80%, porém de forma que a
  5. Uma bela vitrine para o E2 na Europa. Tomara que tenha novas encomendas por lá.
  6. Maragogi fica exatamente a 125km do aeroporto do Recife e 125km do aeroporto de Maceió. Pode ser alternativa para os dois.
  7. Esqueci que a Rio Sul operava E145 também. Eu lembro de uma aeromagazine cujo "aeroporto do mês" era Santo Ângelo e o repórter voou Rio Sul/Varig de jato para a cidade. Achava que só poderia ser 737.
  8. Todas essas cidades gaúchas já operaram 737 da Rio Sul na década de 90 direto para São Paulo, ou estou enganado?
  9. Seria fazer com o 737MAX o que a Embraer fez com o E1, que é o que a Boeing já deveria ter feito com o NG e criado um MAX com novas asas e trem de pouso, com a mesma fuselagem atual do 737.
  10. Espero também que a Globália reconsidere operar no Brasil logo.
  11. Sim, por isso estou confiante quanto ao sucesso do voo da Gol.
  12. Dias 18, 19 e 20 de Abril, feriado prolongado de Tiradentes. Preferiu colocar um voo de embraer do que dois de ATR nesses dias. E o horário de partida do voo nos dias 19 e 20 é exatamente o mesmo do voo da Gol, 17hrs.
  13. Pois é, fora esses pax da Gol ainda tem os pax da Azul e VoePass. Isso só mostra como a Azul comeu bola na cidade todos esses anos em que esteve sozinha e não colocou os embraer para voar na cidade. Agora periga perder mercado. Talvez se tivesse colocado os embraer antes, a Gol não teria visto oportunidade na cidade.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade