Jump to content

Search the Community

Showing results for tags 'Passaredo'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Principal
    • Aviação Civil
    • Aviação Militar
    • Direto da Redação
  • Classificados Patrocinados
    • Anuncie Aqui
  • Profissional
    • Tripulantes e Mercado de Trabalho
    • Técnica e Operações
  • Spotting & Outros Hobbies
    • Fotografia
    • Videos
    • Movimento de Aeronaves
    • Modelismo
    • Rádio Escuta/ACARS/Logs
    • Técnica e Equipamentos
  • Guia CR
    • Check-in (Flight Reports)
    • Frequent Flyer
  • Memorabilia & Off Topic
    • Papo de Hangar
    • Imagens e Documentos
    • Recordar é Viver
    • Classificados
  • Central Ponte Aérea by Contato Radar
    • Central de Relacionamento do CR
  • Serviços
    • Contato Radar Publicidade
  • Memorabilia

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Skype


Website URL


MSN


Yahoo


Jabber


Location


Interests


Cidade/UF/País


Data de Nascimento

Found 4 results

  1. https://diariodoturismo.com.br/gol-abre-vendas-de-passagem-para-novas-rotas-no-ceara-para-2020/ GOL abre vendas de passagem para novas rotas no Ceará para 2020 Em parceria com a TwoFlex e VoePass, a Companhia conecta o aeroporto internacional de Fortaleza a novos destinos do interior e litoral do Estado. A GOL Linhas Aéreas abriu as vendas de passagens para quatro novas rotas no Ceará, com início de operação em 2020: Crateús, Jericoacoara, São Benedito e Sobral, que se conectarão ao aeroporto internacional de Fortaleza, todas com a parceira TwoFlex. A partir de 13 de janeiro, a Companhia insere mais duas cidades: Aracati e Tauá. Além disso, com a outra parceira VoePass, a GOL voará para Natal e Juazeiro do Norte, também com passagens já à venda. EDIÇÃO DO DIÁRIO Os novos destinos entram em operação a partir de fevereiro do ano que vem, nas seguintes datas: dia 18, em Jericoacoara, Igatu e Crateús; já no dia 19, em São Benedito e Sobral; e no dia 22, em Aracati e Tauá. Se antes era preciso cerca de 5 horas para ir de Jericoacoara até a capital do Estado (pegando uma “jardineira” e em seguida um ônibus), agora será possível chegar, com esse mesmo tempo, ao Rio ou a São Paulo. Pela VoePass (com aviões ATR-72), as rotas a partir da capital são para Natal (até 4 voos diários) e Juazeiro do Norte (2 diários). Já com a TwoFlex (com Cessna Grand Caravan), os destinos são Jericoacoara (até 4 diários), Sobral (3 dias semanais), Igatu, São Benedito, Crateús e Tauá (esses, com dois dias semanais). “Somos a Companhia que democratizou a viagem aérea no Brasil e aquela que lidera a expansão da aviação regional. Nossa missão é ‘Ser a Primeira para Todos’, e estamos felizes por ampliar a oferta no Estado do Ceará, que assim fortalece o acesso ao turismo e aos negócios, reforçando também nossa posição de liderança no mercado brasileiro”, destaca Randall Aguero, diretor de Alianças da GOL. Todos os bilhetes já podem ser adquiridos no aplicativo, no site www.voegol.com.br, nas lojas VoeGOL e nas agências de viagem. Confira os horários dos voos: FORTALEZA – NATAL Origem - Destino - Frequência Natal 06:05 - Fortaleza 07:30 - Diária Fortaleza 08:15 - Natal 9:45 - Diária Natal 10:15 - Fortaleza 11:40 - Diária (exceto sábado) Fortaleza 15:40 - Natal 17:10 - Diária (exceto sábado) Natal 17:40 - Fortaleza 19:05 - Diária Fortaleza 23:05 - Natal 00:35 - Diária (exceto sábado) Fortaleza 19:35 - Natal 21:05 - Sábados FORTALEZA – JUAZEIRO DO NORTE Origem - Destino - Frequência Fortaleza 12:10 - Juazeiro do Norte 13:25 - Diária (exceto sábado) Juazeiro do Norte 13:55 - Fortaleza 15:10 - Diária (exceto sábado) Fortaleza 19:35 - Juazeiro do Norte 20:50 - Diária (exceto sábado) Juazeiro do Norte 21:20 - Fortaleza 22:35 - Diária (exceto sábado) FORTALEZA – SÃO BENEDITO Origem - Destino - Frequência Fortaleza 19:30 - São Benedito 20:40 - Domingos e Terças-feiras São Benedito 21:00 - Fortaleza 22:10 - Domingos e Terças-feiras FORTALEZA – CRATEÚS Origem - Destino - Frequência Fortaleza 19:30 - Crateús 20:25 - Terças e Quintas-feiras Crateús 21:00 - Fortaleza 22:10 - Terças e Quintas-feiras FORTALEZA – SOBRAL Origem - Destino - Frequência Fortaleza 08:20 - Sobral 09:15 - Domingos, terças e quintas-feiras Sobral 09:35 - Fortaleza 10:30 - Domingos, terças e quintas-feira FORTALEZA – IGUATU Origem - Destino - Frequência Fortaleza 07:50 - Iguatu 09:05 - Segundas e quartas-feiras Iguatu 09:25 - Fortaleza 10:40 - Segundas e quartas-feiras FORTALEZA – TAUÁ Origem - Destino - Frequência Fortaleza 07:50 - Tauá 08:50 - Sábados Tauá 09:10 - Fortaleza 10:10 - Sábados Fortaleza 16:00 - Tauá 17:00 - Segundas-feiras Tauá 17:20 - Fortaleza 18:20 - Segundas-feiras FORTALEZA – ARACATI Origem - Destino - Frequência Fortaleza 08:00 - Aracati 08:50 - Sábados Aracati 09:10 - Fortaleza 10:00 - Sábados Fortaleza 11:10 - Aracati 12:00 - Segundas-feiras Aracati 12:20 - Fortaleza 13:10 - Segundas-feiras FORTALEZA – JERICOACOARA Origem - Destino - Frequência Fortaleza 11:00 - Jericoacoara 11:55 - Diária Jericoacoara 12:15 - Fortaleza 13:10 - Quinta a Segunda-feira Fortaleza 13:30 - Jericoacoara 14:25 - Quinta a Segunda-feira Jericoacoara 14:45 - Fortaleza 15:40 - Diária Fortaleza 16:00 - Jericoacoara 16:55 - Diária Jericoacoara 17:15 - Fortaleza 18:10 - Diária Fortaleza 19:30 - Jericoacoara 20:25 - Sextas e Domingos Jericoacoara 20:45 - Fortaleza 21:40 - Sextas e Domingos
  2. Passaredo trará até cinco aeronaves até o fim do ano PonteAérea.net - disponível em https://ponteaerea.net/2019/07/26/passaredo-trara-ate-cinco-aeronaves-ate-o-fim-do-ano/ Tal ampliação tem como objetivo a entrada da empresa em Congonhas e o estreitamento dos laços com a Gol. A Passaredo Linhas Aéreas, maior regional do país ainda em operação, trará até cinco aeronaves até o final do ano. A informação foi passada ao Ponte Aérea pela própria companhia aérea. Nessa semana, a companhia anunciou três novas rotas em parceria com a Gol, ligando o hub da Gol em Brasília a Araguaína, Tocantins, Barreiras, na Bahia, e São José do Rio Preto, em São Paulo. Elas já estão à venda – exclusivamente pela Gol – e devem ser iniciadas em 1º de setembro. Entretanto, apesar de atualmente a regional contar apenas com 72-500 em sua frota, tanto o release quanto o sistema de vendas anunciavam as rotas como sendo operadas pelos ATR 72-600, o que levantou nosso questionamento. A empresa confirmou a possibilidade de trazer o ATR 72-600, bem como a intenção de, até o fim do ano, de adicionar mais cinco aeronaves à atual frota de seis ATR 72-500. “Atualmente a Passaredo conta com uma frota de 6 aeronaves ATR 72-500, a Passaredo está em negociação para aumento de sua frota com a possibilidade de agregar novos ATR 72-600.” Tal aumento de frota teria como objetivo a entrada da companhia em Congonhas, bem como alimentação dos voos da Gol. “A Passaredo está expandindo sua frota para atender aos novos destinos interline com a GOL e também para atender a nova malha do aeroporto de Congonhas. Até o final de 2019 serão agregados até 5 aeronaves adicionais na frota”, disse a companhia. Ainda, de modo a possibilitar a nova rota ligando São José do Rio Preto a Barreiras via Brasília, a Passaredo afirmou que o voo entre Guarulhos e Vitória da Conquista será encerrado a partir de 8 de agosto. No mesmo dia, a Gol assumirá esta operação com as suas próprias aeronaves. Coincidentemente, o estreitamento dos laços entre a Passaredo e a Gol vem uma semana após o estudo do Bradesco BBA que afirmava ser possível uma compra da regional pela Azul. Por fim, após a decisão da Anac que impediu Gol e LATAM de disputarem os slots remanescentes da Avianca em Congonhas, priorizando empresas com menor participação, o papel da Passaredo pode ser fundamental para a Gol. Não apenas para aumentar a operação da Gol em Congonhas, mas também para impedir que a Azul tome uma parcela maior destes slots, que devem ser distribuídos em breve. https://ponteaerea.net/2019/07/26/passaredo-trara-ate-cinco-aeronaves-ate-o-fim-do-ano/
  3. Os voos operados pela companhia aérea Passaredo ficarão impedidos de decolar do aeroporto de Vitória da Conquista, no centro-sul da Bahia, a partir de sexta-feira (14). As informações são da Socicam Administração, Projetos e Representações Ltda. Segundo a operadora do aeroporto, os voos operados pela companhia somente serão autorizados caso a empresa repasse previamente à Socicam as tarifas relativas ao voo. “Essa medida se deve ao fato de que a Passaredo vem retendo o repasse das tarifas aeroportuárias, inclusive as de embarque, relativas aos seus voos, causando um prejuízo e desordem de âmbito financeiro e operacional”, explica a Socicam em nota. Ainda de acordo com a concessionária, a Passaredo foi notificada da alteração da política tarifária e a decisão também já foi repassada para a Agência Nacional da Aviação Civil (ANAC) e para a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (AGERBA), com quem a Socicam tem mantido contato permanente, a fim de reportar suas decisões. A Socicam ressaltou que já solicitou que a Passaredo adote todas as medidas necessárias para evitar atrasos na liberação dos voos, devendo comunicar previamente aos passageiros sobre toda e qualquer ocorrência que tenha impacto sobre os voos programados. https://www.bnews.com.br/noticias/interior/bahia/237961,vitoria-da-conquista-socicam-suspende-voos-da-passaredo-a-partir-de-sexta.html?fbclid=IwAR3zuBVC2dugHgqeO9r9z7mDqGD-C_SEvLsFw_Ioc2TmW5kMY7gJQ6bzDLE
  4. November 6, 2018 Ian McMurtry Planes “The sequel is never a good as the original.” It’s a phrase often associated with TV or movies but the same could be said for Airbus Industries aircraft. Coming off the success of the A300, the Airbus A310 was supposed to provide a smaller version of the original jet for consumers. But as the A300 continues to go strong, especially in cargo operations, the A310 is rapidly decreasing from the skies as airlines transition to newer airframes in hopes of reducing the cost. The result of this is more Airbus A321s in the sky as the A310 has been reduced to just a few operators. However, there are still some chances to fly on the old bird before they are completely retired to museums and the history books. The A310 was the second aircraft to bear the Airbus Industrie name as the company looked to offer something alongside the successful Airbus A300. The A310 would begin flight testing in 1982 with its first flight occurring in April of that year. The aircraft spent one year in flight testing before its first delivery to Swissair in 1983. While not as successful as the A300, the A310 sold a reasonable 255 airframes before being removed from the order books in 1998 as the company moved forward with newer aircraft like the A320 and A340. As Airbus has progressed, the A310 has taken the title of being the worst selling of the A3XX product with the next to last being the A340 and A380 airframes. Since then, the aircraft has slowly decreased from service, disappearing from fleets like Singapore Airlines, Lufthansa, Pan Am, and KLM as these airlines either went bankrupt or moved on to newer and more efficient aircraft. Despite the massive drop in usage over the years, the A310 is still present in the skies but much more difficult to find in the ever-evolving market. Of the remaining 28 active A310s, 10 of the aircraft are based in Iran. The country’s flag carrier has slowly reduced its A310 fleet from eight to one as the airline seeks replacements for the 25-year old aircraft. Iran Air’s lone A310 (EP-IBK/MSN 671) has a route map currently dominated by European destinations, often taking trips to Frankfurt, Paris-Charles de Gaulle, London-Heathrow, Vienna, and Milan-Malpensa. Taban Airlines is also holding onto one Airbus A310 (EP-TBH/MSN 565) which operates the airline’s longer routes between Tehran and Moscow-Domodedovo, St. Petersburg and Istanbul. However, Iran’s largest A310 operator and the largest A310 operator, in general, is Mahan Air. The company is still holding onto eight A310s that average 28.7 years old despite retiring five frames already due to age and the need for spare parts. The remaining aircraft, that account for over 20 percent of Mahan’s total fleet, are responsible for everything from Middle East and European runs between Tehran and Baghdad, Dubai, Damascus, Moscow and Istanbul to domestic flights to Bandar Abbas, Assaluyeh, Ahvaz, and Zahedan. If Iran is a little far for your travels, North America provides plenty of chances for A310 seekers to find the fading aircraft. Two carriers, Air Transat, and FedEx, are responsible for flying 11 A310s but the clock is ticking for both fleets. FedEx’s fleet of A310s at one point hit 70 aircraft but the arrival of the Boeing 757F and 767F allowed the carrier to begin removing the French product as a means of cost reduction. The A310’s remaining routes are all Memphis based, with flights to Allentown, Winnipeg, West Palm Beach, Edmonton, Indianapolis and Lubbock making up a majority of the routes. FedEx plans to retire the remaining A310s within a year as the carrier continues to take delivery of new and used cargo aircraft. Meanwhile, the neighbors to the north see Air Transat refuse to give up their seven A310s. The airline’s fleet of 28 years old has yet to see a reduction in size as the airline awaits delivery of A321LRs to replace the jet. The aircraft is versatile for Air Transat, operating Canadian leisure routes that can range to Caribbean cities like Punta Cana and Montego Bay to European routes like Nice, Barcelona, Prague, and Porto. The company expects to take hold of its first A321LR in 2019, which will commence the retirement process for the A310. As for the continent of the aircraft’s origin, no passenger variants remain in operation. The last European passenger airline to retire the A310 was Azores Airlines who retired its last A310 (CS-TGV/MSN 651) on Oct. 15, 2018, as the airline transitioned from A310s to factory delivered A321neos. The only other operator of A310s is Turkish Airlines’ cargo division. But even these leased aircraft are taking a back seat to the newer Airbus A330Fs that have come to dominate Turkish Cargo’s fleet. As the for the remaining four A310s they can be found in Yemen and Afghanistan. Both government-backed airlines, Yemenia and Ariana Afghan, respectively, have two aircraft each. Ariana Afghan uses the aircraft to fly longer routes from Kabul to Moscow-Sheremetyevo, Jeddah, Istanbul, and Dubai but can also appear flying inter-Afghanistan routes from time to time. Yemenia, on the other hand, uses its A310s for flights to Cairo, Amman, Mumbai, and Jeddah. However, the airline has come under rough times as the closing of Yemen airspace due to conflicts has resulted in Yemenia seeing operations suspended for weeks at a time. Despite the commercial operations for the A310 coming to a close, there are some less accessible variants that will continue to fly for some time. Two military versions, the CC-150 Polaris and A310 MRTT are utilized by the German Luftwaffe and Royal Canadian Air Force for aerial refueling and VIP transport and their owners have not mentioned replacements for the aircraft. The French space agency CNES also owns one Airbus A310 titled Zero-G that allows zero-gravity flights for both contracted buyers and scientific purposes. https://airlinegeeks.com/2018/11/06/the-abating-airbus-the-a310-fades-into-history/ _________________________________________ No Brasil o A310 nunca conseguiu firmar de forma contínua aqui no país: - Em 1981 a Vasp encomendou 9 A310-200 mas, devido à crise econômica dos anos seguintes, os bancos recusaram financiamento e o negócio ruiu; - Quando anunciou a compra dos A330-200, a TAM pretendia operar para Miami com 2 A310-300 "tampões" até a chegada dos -200. Entretanto, a empresa achou que os clientes poderiam confundir os produtos A310 e A330 e desistiu de arrendá-los no final de 1997; - Em novembro de 1997 o "primeiro" A310 brasileiro chegou ao Brasil. PP-SFH, operado pela Ecuatoriana de Aviación. A matrícula brasileira era uma forma de contornar as restrições da FAA contra o Equador; - Um mês depois foi a vez de chegar o PP-PSD, o primeiro A310 a operar no país, pela então minúscula e desconhecida Passaredo. Era o auge da paridade cambial e um pool de operadoras era também responsável pelo leasing da aeronave. Ano seguinte chegou o PP-PSE mas problemas operacionais fizeram que a empresa se tornasse conhecida como "Passamedo", que no fundo era mais neura porque os voos atrasavam; - Em 1999, com a desvalorização cambial, a Passaredo devolve os A310-300 e um deles vai para a nova BRA, que operou com as cores básicas da P8 por pouco tempo; - Depois disso foi a vez da Whitejets Brasil a operar o A310-300 em 2010, em voos charteres. Ficou no Brasil até 2012, encerrando as atividades do modelo no país. O A310-300 seria visto bastante aqui com outros operadores. Aerolíneas Argentinas mandava ocasionalmente seus A310 na alta temporada e cogitou a fazer EZE-GRU-MIA, mas declinou. Na farra cambial era comum ver os modelos operados da Heliopolis e Aerocancun. Nos últimos suspiros, a Pan Am enviava seus A310-300 para GRU, GIG e REC, todos com destino à Miami. A TAP seria a empresa usou o máximo os A310-300 no país, usando eles para os voos entre o Nordeste e Lisboa por mais de 15 anos. Alguns A310 apareceram de forma pontual em CGH: o A310-200 nas cores da KLM (apresentação à Vasp na época de sua encomenda); o da Lufthansa (-200) trazendo uma orquestra e em 1997 o da Ecuatoriana (-300).
×
×
  • Create New...

Important Information