Jump to content

Dois mísseis disparados contra avião russo com 159 passageiros na Síria


MarcosFarias

Recommended Posts

Two missiles were reportedly fired at a Russian plane with at least 159 passengers on board that was flying over Syrian territory. Russian aviation authorities admit the jet ‘faced danger’, but say it’s too early to talk of a targeted attack.

 

Syrian [officials] informed us that on Monday morning, unidentified forces launched two ground-to-air missiles which exploded in the air very close to a civilian aircraft belonging to a Russian airline,” an informed source in Moscow told Interfax news agency.

 

The pilots managed to maneuver the plane in time however, “saving the lives of passengers.

 

It is believed the aircraft was intentionally targeted in the attempted strike, “but it remains unclear whether the attackers knew whether it was Russian or not,” the source added.

 

The targeted plane belongs to Nordwind Airlines – a Russian charter air carrier, says the Ministry of Transport. It was en route to the city of Kazan, in Russia’s republic of Tatarstan, from Egypt's resort city of Sharm el-Sheikh, reports RIA Novosti.

 

When the Airbus 320 passenger plane was flying over Syria, “the crew spotted signs of combat activities which, they believed, could pose a threat to the safety of the plane,” states Russia’s Transport Ministry, citing the Federal Air Transport Agency (Rosaviatsia). According to the Foreign Ministry, the incident took place at 16.55 Moscow time (12.55 GMT).

 

No one was injured, and the plane was not damaged. The aircraft landed in Kazan as it had been planned,” the Russian Federal Agency for Tourism told news agencies.

 

Russian Foreign Ministry is now “taking emergency measures to clarify all the circumstances of this situation, including making contact with the Syrian authorities,” the ministry’s spokesperson Aleksandr Lukashevich said.

 

Meanwhile, Syrian aviation authorities received no indication of the alleged attack on the Russian plane,says the director of Syrian Airlines, Ghaida Abdullatif:

 

We contacted the service that monitors traffic within Syrian airspace. None of the air traffic control services or other ground services at the airports in Damascus and Latakia have confirmed the information of a Russian plane plane being fired at".

 

The civil war in Syria between the government of President Bashar Assad and opposition forces has been raging for over two years, claiming the lives of more than 70,000 people according to UN estimates. Assad says he is fighting an insurgency which has been sponsored from abroad.

 

http://rt.com/news/r...lane-syria-575/

Link to comment
Share on other sites

Sinistro...

 

Passei duas vezes sobre a Síria durante a guerra. A terceira eu preferi aair do Iraque pela Turquia... Quem tem, tem medo...

Link to comment
Share on other sites

Sinistro...

 

Passei duas vezes sobre a Síria durante a guerra. A terceira eu preferi aair do Iraque pela Turquia... Quem tem, tem medo...

 

E fez muito bem. Se os caras estão atirando em aliado, imagine quem é neutro ou não é!

 

Navegador.

Link to comment
Share on other sites

Pergunta: um míssil desses não é do tipo "nunca erra"? Ainda mais se tratando de um objeto grande como um avião...

 

Talvez os mísseis Sírios não sejam exatamente "de último tipo"

 

Além da notícia informar que foram tomadas medidas evasivas.

Link to comment
Share on other sites

 

Talvez os mísseis Sírios não sejam exatamente "de último tipo"

 

Além da notícia informar que foram tomadas medidas evasivas.

Manobras evasivas....estranho não ? eles tinham equipamento para saber que um misil os estava rastreando em avião civil ? bom...talvez aviões civis russos tenham. Alguem tem info sobre isto ?

Link to comment
Share on other sites

Manobras evasivas....estranho não ? eles tinham equipamento para saber que um misil os estava rastreando em avião civil ? bom...talvez aviões civis russos tenham. Alguem tem info sobre isto ?

 

Bonotto,

 

Pode ser sim. Nas duas vezes que passamos, eu e o colega não tiramos a cara da janela procuranpor restro de fumaça de um "missile launch". Já vi lançamentos de foguetes em Israel e fica fácil de ver. O problema seria a falta de G disponível pra evasiva. 2,5G é pouco pra desviar de certos SAMs.

 

Abcs,

 

Sydy

Link to comment
Share on other sites

Bonotto,

 

Pode ser sim. Nas duas vezes que passamos, eu e o colega não tiramos a cara da janela procuranpor restro de fumaça de um "missile launch". Já vi lançamentos de foguetes em Israel e fica fácil de ver. O problema seria a falta de G disponível pra evasiva. 2,5G é pouco pra desviar de certos SAMs.

 

Abcs,

 

Sydy

Como seria feita essa manobra evasiva?

Voando face to face contra o missel?

Link to comment
Share on other sites

Esto me recuerda a un incidente de un TU-154 de Ucrania en ruta desde Israel que fue atacado por misiles y derribado después... Terrible.

Link to comment
Share on other sites

Toda a história necessita de ser melhor contada ainda.

As questões colocadas aqui sobre as pretensas "manobras evasivas" efetuadas são pertinentes, tal como o tipo de míssil alegadamente usado, já que a 30.000 pés de altitude ou mais, não é com um simples míssil de disparar no ombro do operador que se consegue atingir.

Manobras evasivas feitas "no momento" e não preparadas, teriam também consequências no bem estar dos passageiros e provocando provavelmente quedas, caso não tivessem cinto de segurança, o que é normal em pleno voo, como era o caso.

Em aeronaves civis não será de crer também que tenham sistema de aviso de míssil, pelo que qualquer deteção seria forçosamente visual...

Tudo muito estranho.

Link to comment
Share on other sites

Bonotto,

 

Pode ser sim. Nas duas vezes que passamos, eu e o colega não tiramos a cara da janela procuranpor restro de fumaça de um "missile launch". Já vi lançamentos de foguetes em Israel e fica fácil de ver. O problema seria a falta de G disponível pra evasiva. 2,5G é pouco pra desviar de certos SAMs.

 

Tá de brincadeira... Aí pediu a conta e foi alçar novos ares correto?

 

Abcs,

 

Sydy

 

Tá de brincadeira... Aí pediu a conta e foi alçar novos ares correto?

Link to comment
Share on other sites

Como seria feita essa manobra evasiva?

Voando face to face contra o missel?

 

Flavia,

 

Vc tem que forçar o míssil a manobrar. Vcp coloca na ponta da asa e quando chegar relativamente perto vc puxa quantos Gs disponíveis possível. Pro SAM2 o pessoal do phantom esperava ele ficar do tamanho de um cigarro e puxava. Tive um co-piloto que foi derrubado por um SAM6 que ele não viu... Fogo...

 

Tá de brincadeira... Aí pediu a conta e foi alçar novos ares correto?

 

Artcore, a gente é acostumado a voar em países com risco de guerra. A minha missão durante a campanha de 2008/2009 de Israel contra o Hammas, eu consegui cumprir, mas o piloto que veio me substituir acabou sendo retirado antes..

 

Acontece.

 

Abcs,

 

Sydy

Link to comment
Share on other sites

 

Flavia,

 

Vc tem que forçar o míssil a manobrar. Vcp coloca na ponta da asa e quando chegar relativamente perto vc puxa quantos Gs disponíveis possível. Pro SAM2 o pessoal do phantom esperava ele ficar do tamanho de um cigarro e puxava. Tive um co-piloto que foi derrubado por um SAM6 que ele não viu... Fogo...

 

 

 

Artcore, a gente é acostumado a voar em países com risco de guerra. A minha missão durante a campanha de 2008/2009 de Israel contra o Hammas, eu consegui cumprir, mas o piloto que veio me substituir acabou sendo retirado antes..

 

Acontece.

 

Abcs,

 

Sydy

 

Cada missão bruta que os senhores pegam! Deve ser bom demais sentir aquela emoção de Maverick. Toca a musiquinha no cockpit? Kkkkk

Link to comment
Share on other sites

 

Cada missão bruta que os senhores pegam! Deve ser bom demais sentir aquela emoção de Maverick. Toca a musiquinha no cockpit? Kkkkk

 

Cara,

 

Música de Maverick nunca ouvi não... Mas que a rosca aperta, aperta! kkkk

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade