Jump to content

Brasil dará crédito de U$176 milhões a Cuba para modernizar aeroportos


Recommended Posts

Brasil dará crédito de U$176 milhões a Cuba para modernizar aeroportos

 

Jornal Estado de Minas

Publicação: 07/05/2013 14:37 Atualização: 07/05/2013 16:10

 

 

 

Brasil e Cuba deram outro passo de aproximação com a assinatura do memorando de entendimento em que o Brasil concede um crédito de 176 milhões de dólares para modernizar cinco aeroportos cubanos, durante a visita de um ministro brasileiro à ilha, fontes de ambos os países informaram nesta terça-feira.

 

O ministro brasileiro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, Fernando Pimentel, assinou na segunda-feira em Havana um "memorando de entendimento que estabelece os critérios para a concessão de um crédito de 176 milhões de dólares para a modernização de cinco aeroportos cubanos", disseram fontes brasileiras.

 

"Esses recursos vão financiar a exportação de bens e serviços brasileiros para a ampliação e modernização dos aeroportos de Havana, Santa Clara (centro), Holguín (oriente), Cayo Coco (na costa norte) e Cayo Largo (costa sul)", acrescentaram as fontes.

 

Pimentel, que também se reuniu na segunda-feira com o presidente cubano Raúl Castro, assinou o memorando com o ministro cubano de Comércio Exterior e Investimento Externo, Rodrigo Malmierca, segundo as fontes.

 

Raúl Castro e Pimentel conversaram "sobre o excelente estado das relações bilaterais e ratificaram a vontade de continuar fortalecendo-as", disse o jornal oficial Granma, que não informou nada sobre o crédito.

 

Os cinco aeroportos estão relacionados com o turismo, segunda fonte de receitas da economia cubana, que aporta cerca de 2,5 bilhões de dólares anuais.

 

A visita de Pimentel a Cuba coincide com a visita ao Brasil do chanceler cubano Bruno Rodríguez, que na segunda-feira se encontrou com a presidente Dilma Rousseff e seu homólogo Antonio Patriota, segundo a imprensa.

 

Rodríguez e Patriota analisaram a possível contratação de cerca de 6.000 médicos cubanos para trabalhar em áreas que carecem de profissionais de saúde no Brasil, em um acordo que envolve a Organização Panamericana da Saúde.

 

A exportação de serviços médicos é a primeira fonte de renda da economia cubana. Cerca de 40.000 médicos trabalham na Venezuela e outros países, e seus serviços rendem 6 bilhões de dólares anuais à ilha.

 

Brasil é o sexto sócio comercial de Cuba, seu principal fornecedor de alimentos e um importante comprador de medicamentos e vacinas cubanas. O comércio bilateral alcançou um recorde de 662 milhões de dólares em 2012.

 

O investimento brasileiro está em ascensão em Cuba. O gigante da infraestrutura Odebrecht amplia e moderniza o porto de Mariel, 50 km a oeste de Havana, um projeto de cerca de 1 bilhão de dólares, dos quais 600 milhões vêm de um crédito de Brasília.

http://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2013/05/07/interna_internacional,383319/brasil-dara-credito-de-u-176-milhoes-a-cuba-para-modernizar-aeroportos.shtml

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 58
  • Created
  • Last Reply

Irão melhorar os aeroportos cubanos e trazer para cá médicos cubanos para atuar em "lugares remotos".

 

Ao invés de focar em consertar a própria casa... tsc tsc tsc

 

O Brasil não tem conserto. Quiçá concerto.

Link to comment
Share on other sites

sabe qual vai ser a melhor? os cubanos usarem nosso dinheiro e renovar seus aeroportos mais rapido e mais eficiente que a nossa infraero. Ai sim vai ser vergonhoso.

Link to comment
Share on other sites

Vale lembrar que há alguns meses, Dilma mandou dois ministros para N. York e Londres, de pires na mão, pedindo a volta de investimentos estrangeiros ao país. Depois dessa notícia, duvido muito.....chineses sim porque eles querem comprar tudo por aqui.....

 

https://conteudoclippingmp.planejamento.gov.br/cadastros/noticias/2013/2/26/forca-tarefa-vai-a-nova-york-e-a-londres-expor-as-concessoes-e-tentar-mudar-pe-atras-do-investidor

Link to comment
Share on other sites

Não temos problema de ILS III nos aeroportos do Centro-Sul, temos geradores e sistemas de backup de energia em todos os aeroportos comerciais, não há terminais inacabados, nem taxiway ou saídas interditadas, todos com ar-condicionado no verão.

 

Vamos dar oportunidade aos cubanos, afinal são vítimas do capitalismo imperalista yankee.

Link to comment
Share on other sites

como criticam!! estão assistindo muito a urubóloga (mirian leitão). é lógico que tem que trazer médicos de lá, pois muitos médicos daqui são fresquinhos e mercenários. não percebem os acordos comerciais com Cuba? cadê o projeto de vocês, arautos do conhecimento?

Link to comment
Share on other sites

como criticam!! estão assistindo muito a urubóloga (mirian leitão). é lógico que tem que trazer médicos de lá, pois muitos médicos daqui são fresquinhos e mercenários. não percebem os acordos comerciais com Cuba? cadê o projeto de vocês, arautos do conhecimento?

 

Se aqui estivesse tudo as maravilhas, tudo bem dar grana pros malucos de lá, mas não está!!

 

Cada dia pior

Link to comment
Share on other sites

Sim, está tudo bem aqui no BR. Temos saúde de qualidade, temos um dos melhores níveis de educação do mundo, e tudo anda as mil maravilhas.

 

Eu queria usar os mesmos narcóticos que esse pessoal usa, para ficar assim bem doidão.

Link to comment
Share on other sites

Pessoal,

 

Atenção: isso é negócio, é exportação de serviços.

 

Não se está doando dinheiro. Se está financiando a venda de serviços brasileiros.

 

Ou seja, se está ganhando dinheiro com Cuba.

 

Simples assim.

Link to comment
Share on other sites

Só falta falar que a Infraero vai entrar de sócia rsrs .. aí teremos, ironicamente, um retrocesso em Cuba rsrs ..

Link to comment
Share on other sites

Pessoal,

 

Atenção: isso é negócio, é exportação de serviços.

 

Não se está doando dinheiro. Se está financiando a venda de serviços brasileiros.

 

Ou seja, se está ganhando dinheiro com Cuba.

 

Simples assim.

 

Exatamente. Parece que pessoal olha mais o lado ideológico que o lado prático. Só pensar um pouquinho, se é crédito isso vira débito em algum momento.

 

Podem bradar o que quiserem mas a empreiteiras brasileiras estão rindo sozinhas, pois aumentam a carteira de clientes - seja em Cuba seja nos EUA, dinheiro não tem ideologia - e ainda recebem em dólares! Esse dinheiro sai e volta para o país com juros!

Aliás, do ponto de vista da macroeconomia e da política externa, não há nada mais neoliberal que o PT.

Link to comment
Share on other sites

Pessoal,

Provável que os investimentos em Cuba nos aeroportos está atrelado as obras que serão executadas por empreiteiras brasileiras, isso na realidade o Brasil já faz há muito tempo, construindo estradas, hidrelétricas, e etc em vários Países no Mundo.

 

A questão é eficiência nacional, temos uma estatal administrando os aeroportos extremamente ineficiente, quantas vezes olhamos que a Infraero investiu menos do que ela tinha disponível?

Precisamos melhorar as políticas internas, novas leis, acelerar a privatização dos terminais desde que sejam muito bem fiscalizados...

 

Acho que estamos atrasados, mais iniciamos um bom caminho, é bonito de ver o avanço em GRU e VCP, e acho que em breve veremos mais novidades.

 

O PT que era contra e abominava a privatização viu que ela está sendo a melhor saída para desenvolver o País.

Link to comment
Share on other sites

como criticam!! estão assistindo muito a urubóloga (mirian leitão). é lógico que tem que trazer médicos de lá, pois muitos médicos daqui são fresquinhos e mercenários. não percebem os acordos comerciais com Cuba? cadê o projeto de vocês, arautos do conhecimento?

 

Lá vai a generalização. O colega aqui defende a vinda de médicos cubanos porque "muitos médicos daqui são fresquinhos e mercenários." Cara, não sei qual programa você tá vendo (pelo visto não é a Miriam), mas pela dedução eu presumo que seja algo do tipo Celso Russomano ou Casos de Família. Não sei nem se merece alguma atenção minha para tentar colocar um pouco de conhecimento mais específico sobre o que ocorre na saúde do seu, meu e de todos os brasileiros.

 

Sei que discutir saúde aqui não é lugar, então estou a disposição (via mensagem privada) para lhe prestar maiores esclarecimentos, e com o maior prazer. Estou longe de ser um arauto do conhecimento, fora disso. Sou cidadão comum, assim como você, e todos deste fórum.

 

O que chama minha atenção é o Brasil ir prestar auxílio sem antes realmente resolver os problemas daqui. Na verdade eles resolveram da seguinte forma: privatizando. Passaram a responsabilidade para terceiros e ainda receberam dinheiro por isso.

Link to comment
Share on other sites

V-E-R-G-O-N-H-A De ser Brasileiro.

 

vai embora então, cara, vai lá para a Europa, em crise...ou EUA, ah sim, tb em crise...vai lá, comer hamburger...enquanto isso, têm milhares de espanhóis esperando, ansiosamente, para vir trabalhar aqui. vamos parar de reclamar e fazer alguma coisa concreta.

Link to comment
Share on other sites

Quero ver se Cuba vai pagar, isso eu quero ver!

 

Eles lançarão um bolsa-família. Pode contar que Cuba vai lançar...

 

 

:coolface:

Link to comment
Share on other sites

Situações concretas:

 

1. O Governo Brasileiro dá crédito de US$ 176 milhões a Cuba para financiar a exportação de bens e serviços brasileiros para a ampliação e modernização de cinco aeroportos cubanos.

 

2. A dívida da American Airlines junto ao BNDES, referente ao financiamento de aeronaves produzidas pela Embraer entre 1998 e 2002, era de US$ 1,6 bilhão. Este foi o montante declarado pela empresa em julho de 2012.

http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/84730-aa-renegocia-suas-dividas-com-bndes-e-convida-a-tam-a-aderir-a-oneworld/

 

Em essência, em que essas operações se diferenciam para uma causar estranheza e indignação e a outra não? Ambas não são financiamentos com dinheiro público para estrangeiros adquirirem bens e serviços produzidos no Brasil?

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.


×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade