Jump to content

Por ano, aeroporto de Congonhas pode ter mais 4 mi de usuários


tm6631

Recommended Posts

O aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, tem capacidade para receber até 4 milhões de passageiros a mais por ano --o que elevaria em 24% o atual movimento.

Segundo relatório técnico produzido pelo Decea (Departamento de Controle do Espaço Aéreo), órgão ligado à Aeronáutica, é possível ampliar de 30 para 38 a quantidade de voos comerciais por hora.

Análise: Liberar voos em Congonhas é tabu para o governo

Esses são os chamados slots fixos, espaços para pousos e decolagens com horário previamente marcado.

O documento, ao qual a Folha teve acesso, foi solicitado pelo Executivo e é o primeiro do tipo desde o acidente da TAM em Congonhas em 2007, que deixou 199 mortos.

Na época, em meio a discussões sobre o excesso de voos no aeroporto, a União decidiu limitar as operações.

Alessandro Shinoda - 22.jul.11/Folhapress 13047134.jpeg Movimentação de passageiros no aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo

O relatório do órgão da Aeronáutica leva em consideração o potencial das duas pistas de Congonhas para receber, com segurança, voos tanto de empresas que transportam grande volume de passageiros (aviação comercial) quanto de aviões de menor porte, caso de jatinhos e táxis aéreos (aviação geral).

A partir desse parecer, o próximo passo do governo será avaliar os impactos na infraestrutura para embasar uma decisão --Anac e Infraero já preparam estudos.

Os 38 movimentos/hora apontados pelo Decea equivalem a 80% da capacidade do aeroporto, cujo teto apontado pelo Decea é de 48 voos/hora. A sobra desses slots é normalmente usada para voos sem hora marcada.

Como a capacidade total é maior, o Executivo avalia não ser necessário ampliar o número total de voos, apenas melhorar a eficiência com o transporte de mais passageiros em aviões comerciais.

Hoje, há 34 movimentos fixos permitidos, sendo 30 deles destinados à aviação comercial, como TAM e Gol, e os demais às empresas de táxis aéreos e aeronaves particulares. Esses movimentos fixos dão previsibilidade --permitindo a venda de passagens com hora marcada.

Editoria de Arte/Folhapress 13136693.gif

Se os 38 movimentos forem destinados à aviação comercial, como defendem setores do Executivo, Congonhas pode chegar ao aumento anual de 4 milhões de passageiros.

O cálculo foi feito por técnicos do governo a pedido da Folha. Ele se baseia na oferta de assentos e na taxa média de ocupação das aeronaves --além da transferência dos slots da aviação geral.

Em 2012, 16,7 milhões de pessoas saíram ou chegaram em São Paulo por Congonhas.

O argumento, no governo, é que jatinhos não precisam de horários fixos --as empresas de táxi aéreo discordam.

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2013/05/1280099-por-ano-aeroporto-de-congonhas-pode-ter-mais-4-mi-de-usuarios.shtml

Link to comment
Share on other sites

Com 38 slots/hora, CGH não deixa de ter uma boa margem de conforto e segurança para os passageiros. Na minha opinião, até 40 slots hora seria possível operar com as duas pistas liberadas para operações com extensão máxima. Outra possibilidade remota, seria estender o horário de funcionamento até as 23:59, é pouco, mas já ajuda nos voos com atraso.

Com 20 milhões de pax/ano, Congonhas vai precisar é de novas pontes de embarque.

Link to comment
Share on other sites

Querem colocar a Azul de qualquer forma.

 

CGH em 16 mi está bom demais, aumentar a capacidade pode minar os passageiros de GRU.

GRU e VCP se a Azul/Avianca ficarem com esses novos slots.

Link to comment
Share on other sites

Querem colocar a Azul de qualquer forma.

 

CGH em 16 mi está bom demais, aumentar a capacidade pode minar os passageiros de GRU.

 

Bem, se querem colocar a Azul eu não sei. Agora que os Slots de CGH são mal utilizados horrores são.

Link to comment
Share on other sites

CGH não é o gargalo do TMA atualmente, precisa é se tornar um aeroporto mais O &D para a capital, na minha opinião.

Como sou contra medidas impositivas, que melhorem os acessos a GRU e VCP, bem como sua estrutura ( o que está sendo feito) como solução e os tornem mais atrativos ainda.

 

Ah claro, realmente tem slots muito mal utilizados, que tornem seus usos mais eficiente.

Link to comment
Share on other sites

Eu não acredito que vão aumentar o número de vôos antes das prometidas obras de ampliação da área de check in, que foram empurradas para 2014-16.

 

http://noticias.r7.c...4-20120824.html

 

 

Com a Logica e o planejamento dos orgaos do governo brasileiro, eu acredito e muito que isso possa acontecer!

Link to comment
Share on other sites

Gostaria de ver CGH operando os 48 voos/hora #prontofalei.

 

Poderia ser 42 para comercial e 6 para geral.O pessoal da geral não quer mais vagas em CGH?Assim teríamos mais 12 comerciais e mais 2 gerais.

 

Eu acharia legal se a sala de embarque fosse ampliada e formasse um "L" gigante Acho que caberia mais 9 ou 10 fingers...Mas isso só aumenta o conforto.Tem como aumentar o pátio de CGH?E,como já disseram, o check-in também deveria ser ampliado.

 

Enfim seria muito legal na minha cabeça que não estuda engenharia rs...Minha área é outra.Me perdoem se meu post foi um monte de shit.

Link to comment
Share on other sites

Boa noite amigos Forenses.

 

Relembrando a reforma da pista de CGH

 

 

 

 

Reforma da pista principal de CGH - 11/05/07.

 

 

 

Na segunda, 14/05, a Infraero iniciará a reforma da pista principal do Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. A pista será interditada para pousos e decolagens e será liberada para o tráfego em 45 dias, porém os serviços continuarão por mais 90 dias para a execução de obras complementares, fora do horário operacional do aeroporto.

 

 

 

Na primeira fase da obra (os primeiros 45 dias) será efetuada a recuperação geométrica dos 1.939 m x 45 m de extensão da pista de pouso e decolagem, com a correção das declividades transversais e longitudinais. Para tanto, serão executadas a fresagem (retirada das camadas desgastadas de asfalto), a regularização geométrica com massa asfáltica, um novo balizamento (sinalização luminosa das pistas para auxílio do pouso das aeronaves) e a renovação de toda a sinalização horizontal (pintura das faixas na pista).

 

 

 

Já na segunda fase, os serviços serão realizados durante a madrugada, sem a interdição da pista. Essa fase contempla a complementação dos trechos das pistas de táxi (área onde as aeronaves realizam manobras), nas alças de interligação das duas pistas, principal e auxiliar e finaliza com o grooving (ranhuras para facilitar o escoamento de água). O custo da obra será de aproximadamente R$19 milhões.

 

 

Durante o período de fechamento da pista principal, todas as operações de pousos e decolagens serão feitas pela pista auxiliar. O Aeroporto de Congonhas opera normalmente com 48 slots (movimento de pouso ou decolagem) por hora. Em virtude das obras, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) irá reduzir as operações de vôos comerciais e da aviação geral (táxis aéreos e aeronaves de pequeno porte), em Congonhas, para até no máximo 33 slots. Alguns vôos serão suspensos e outros programados para o Aeroporto de Guarulhos (conferir alterações no site da ANAC).

 

 

Informações ao público usuário

 

O Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, de 14/05 a 27/06, vai funcionar de segunda a sexta-feira das 5h30 às 0h, aos sábados das 6h às 23h e aos domingos das 7h às 0h, hora local, proporcionando, assim, um intervalo maior entre o término e o início das operações, o que atende a um pedido das associações dos moradores da região.

 

Durante esse período, esclarecimentos sobre as mudanças da malha aérea e horários de vôos podem ser obtidos junto às companhias aéreas nos seguintes telefones e endereços eletrônicos:

 

 

 

Roberto Stuckert/Infraero

 

Abraços

 

PP-CJC

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade