Jump to content

Infraero investirá R$ 6 bilhões para reformar 20 aeroportos até 2010


Renan - SAO

Recommended Posts

Estatal espera aumentar em 40,3 milhões os passageiros transportados por ano.

Pista principal de Congonhas será totalmente reconstruída por R$ 22 milhões.

G1

 

A Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero) investirá R$ 6 bilhões em obras de reforma e ampliação de 20 aeroportos em todas as regiões do país até 2010. Além disso, construirá ou ampliará os terminais de carga de quatro aeroportos: de Fortaleza, Curitiba, Vitória e o do Galeão, no Rio de Janeiro. O presidente da estatal, Brigadeiro José Carlos Pereira, informou que, do total de dinheiro necessário para as melhorias, R$ 2 bilhões são recursos garantidos pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), divulgado nessa segunda-feira (22) pelo governo Federal. O restante é recurso da própria Infraero.

 

Com as obras, a Infraero acredita que poderá praticamente triplicar a capacidade de transporte de cargas que passam pelos aeroportos do Brasil. Atualmente, essa capacidade é de 100 mil toneladas por ano. Até 2010, espera-se que esse valor suba para 291 mil toneladas anualmente. Segundo Pereira, o volume de transporte de carga nacional cresce 5% por ano. Já a carga internacional, cresce 11%.

 

A capacidade de transporte de passageiros também deve aumentar substancialmente: de 118 milhões por ano para 158,3 milhões anualmente. "Os aeroportos escolhidos foram os maiores, aqueles de maior movimento", detalha o Brigadeiro Pereira.

 

São 67 os aeroportos cuja administração cabe à Infraero. Os 47 que não estão contemplados nesse grande pacote de melhorias previstas para serem feitas até 2010, garante o Brigadeiro Pereira, continuarão sendo cuidados pela empresa e reformados à medida que for necessáriona medida do possível.

 

Congonhas

O aeroporto de Congonhas, localizado bem no meio da cidade de São Paulo, terá suas duas pistas reformadas. A pista principal, alvo de ataques de pilotos e passageiros, por já terem ocorrido ali algumas derrapagens de aeronaves, será totalmente modificada. "A pista principal precisa ser destruída", alerta o presidente da Infraero. Essa obra custará aos cofres públicos R$ 22 milhões. Com a construção de mais uma torre de controle, esse valor sobe para R$ 38 milhões. Como o edital ainda não foi publicado, ainda não se sabe quando a obra começará.

 

Até que isso ocorra, por medida de precaução, a Infraero decidiu que impedirá os pousos naquela pista quando o nível de água na superfície atingir 3 ml. "Quando chove, algumas poças se formam em alguns lugares da pista. O problema não atinge os aviões que estão decolando, mas aqueles que querem pousar", explica Pereira. Segundo ele, sempre que isso ocorrer, funcionários da Infraero tentarão "limpar" a pista com um sugador de água. Até que isso ocorra, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) redicionará os pousos para Guarulhos ou para o aeroporto de Campinas, cidade que fica a cem quilômetros da capital paulista.

 

Já as obras na pista auxiliar de Congonhas têm data para começar e terminar: começarão em abril e se encerrarão, no máximo, 75 dias depois. O preço total da obra é R$ 11 milhões.

 

Guarulhos

Em Guarulhos, cujas obras custarão R$ 1,26 bilhão, será construído mais um terminal, além dos dois que já existem, e será implantado, adequado, ampliado e revitalizado o sistema de pátios e pistas. "A construção do 3º terminal é vital", acredita o Brigadeiro Pereira, referindo-se à possibilidade de início do uso de aeronaves com capacidade para até 800 passageiros já a partir deste ano.

 

Ainda não será desta vez que a tão comentada construção da terceira de Guarulhos pista sairá do papel. Como será preciso desapropriar terras próximas ao aeroporto, não há previsão para que isso ocorra.

 

Rio de Janeiro

O presidente da estatal acredita que a obra mais importante de todas as previstas será a do aeroporto do Galeão, na capital fluminense, que sediará os jogos Pan Americanos a partir do dia 13 de julho. "Faremos uma reforma completa ali", adianta. Melhorias na iluminação, nas pistas e a construção do terminal de cargas estão entre as obras previstas. "O Galeão ainda pode ser considerado um aeroporto ocioso, que trabalha abaixo da capacidade de passageiros. As obras têm como objetivo melhorar a segurança", ressalta Pereira. As obras no Galeão custarão R$ 70 milhões e, segundo a Infraero, começarão rapidamente, tão logo saia o edital de licitação. Como o PAC foi oficialmente lançado ontem, a divulgação do edital pode acontecer a qualquer momento.

 

As reformas na infra-estrutura do aeroporto Santos Dumont custarão R$ 99 milhões. A capacidade de passageiros/ano a serem transportados subirá para 8,5 milhões. A inauguração do novo aeroporto está marcada para o mês de abril.

 

Brasília e Belo Horizonte

Na capital Federal, será construído outro satélite para embarque e desembarque de passageiros. "Isso aumentará a capacidade de passageiros dos atuais 7,4 milhões por ano para 11 milhões por ano", estima o Brigadeiro Pereira. O custo disso será de R$ 149 milhões.

 

Na capital mineira, o problema é mais simples e barato: aumentar o número de vagas do aeroporto de Confins em 700 vagas custará R$ 3 milhões. "É só colocar uma espécie de laje sobre o estacionamento que já existe.", diz o presidente da Infraero.

 

Anac e Aeronáutica

A divulgação das reformas nos aeroportos, que ampliarão as capacidades de transporte de passageiros e cargas no Brasil, trouxe à tona outra questão relativa à aviação civil: permancerão os atrasos e os cancelamentos dos vôos? A Infraero defende-se dizendo que o controle do espaço aéreo não é de sua responsabilidade.

 

Procurada pelo G1, a asssessoria de imprensa da Anac informou que os diretores da agência estão participando de uma reunião de Diretoria Colegiada e, por isso, não poderiam falar sobre o assunto.

 

A assessoria de imprensa da Aeronáutica informou que não se pronunciará sobre o caso. A Força Armada já contratou temporariamente 60 controladores de vôo. Um concurso público foi aberto para contratar outros 160 controladores militares e 64 controladores civis, que se formarão no fim deste ano.

 

Números (total de investimentos de 2007 a 2010)

Região Norte: R$ 95 milhões

Região Nordeste: R$ 151 milhões

Região Sudeste: R$ 1,8 bilhão

Região Sul: R$ 601 milhões

Região Centro-Oeste: R$ 353 milhões

Link to comment
Share on other sites

Estranho!

pq sera que na reportagem eu não li as seguintes palavras:

Taxiway, VOR, ILS, PAPI, ALS?

 

Vão investir em um terminal de carga em CWB?

Do que adinata ter um terminal de carga em um aeroporto com uma pista de 2215m?

 

Terceira pista em GRU?

pra que pensar nisso agora!

Vamos pensar só quando o aeroporto estiver saturado!

Link to comment
Share on other sites

Na capital mineira, o problema é mais simples e barato: aumentar o número de vagas do aeroporto de Confins em 700 vagas custará R$ 3 milhões. "É só colocar uma espécie de laje sobre o estacionamento que já existe.", diz o presidente da Infraero.

 

E tem mais, se a obra for igual a do terraço não tem nada de simples. Aquela porcaria demorou mais de 2 anos pra ficar pronta e em pouco mais de um ano encheu de goteiras. Enquanto uma construtora faz um condomínio de prédios as contratadas da Infraero mal fazem uma laje.

 

Outro detalhe que observei refere-se à VIX. Ouvi vários comentários que a obra do novo aeroporto está paralizada por falta de recursos. Citaram apenas a construção de um TECA. Será que pretendem embarcar os passageiros através dele?!

 

Abraço

Link to comment
Share on other sites

Rio de Janeiro

O presidente da estatal acredita que a obra mais importante de todas as previstas será a do aeroporto do Galeão, na capital fluminense, que sediará os jogos Pan Americanos a partir do dia 13 de julho. "Faremos uma reforma completa ali", adianta. Melhorias na iluminação, nas pistas e a construção do terminal de cargas estão entre as obras previstas. "O Galeão ainda pode ser considerado um aeroporto ocioso, que trabalha abaixo da capacidade de passageiros. As obras têm como objetivo melhorar a segurança", ressalta Pereira. As obras no Galeão custarão R$ 70 milhões e, segundo a Infraero, começarão rapidamente, tão logo saia o edital de licitação. Como o PAC foi oficialmente lançado ontem, a divulgação do edital pode acontecer a qualquer momento.

 

As reformas na infra-estrutura do aeroporto Santos Dumont custarão R$ 99 milhões. A capacidade de passageiros/ano a serem transportados subirá para 8,5 milhões. A inauguração do novo aeroporto está marcada para o mês de abril.

 

No GIG a situação das taxiways é uma vergonha. Está crítico. Tanto que hoje um controlador ao ser questionado por uma aeronave do porque da demora para o pushback respondeu: "É o melhor que estamos podendo fazer. Não estamos tendo condições de operar corretamente." dado o número da taxiways fechadas. Para quem conhece o GIG: a taxiway N (ponte da "frente") está fechada e boa parte da taxiway O o que obriga as aeronaves a fazer uma "chincane" (lembram da F1?) para chegar ao PE da 10....RIDICULO. Sem falar em auxilios e outras coisas.

Link to comment
Share on other sites

Mas o GIG não está com um TECA novo ?

Já ficou pequeno ?

O novo TPS de POA já nasceu pequeno, CWB faz tempo que está pequeno, e por aí vai.

Pistas, a maioria tem gargalos.

Pistas da década de 70(2200m) já não servem para os dias de hoje.

Link to comment
Share on other sites

Guest SAO SAMPA

"Guarulhos

Em Guarulhos, cujas obras custarão R$ 1,26 bilhão, será construído mais um terminal, além dos dois que já existem, e será implantado, adequado, ampliado e revitalizado o sistema de pátios e pistas. "A construção do 3º terminal é vital", acredita o Brigadeiro Pereira, referindo-se à possibilidade de início do uso de aeronaves com capacidade para até 800 passageiros já a partir deste ano."

 

 

Será que agora vai???? Acho que o Lula resolveu acreditar no"dono" de uma das melhores empresas aereas e que mais crescem no mundo (Emirates), que cita SP como o principal centro comercial, financeiro e industrial do continente e investir um pouco no principal aeroporto do pais e para onde as novas cias querem iniciar suas operacoes na America Latina.

 

Boa sorte PAC!!!

Link to comment
Share on other sites

CWB e POA ganharao ampliacoes das pistas.

 

Agora eu fico imaginando o que pretendem fazer com 8,5 milhoes de capacidade no SDU....

expandir a ponte....

Link to comment
Share on other sites

... rio-niterói até São Paulo...

 

Vamos ver no que vai dar todos esses planos...

 

Abraços,

eu aposto em obras super-faturadas e cheias de problemas.

Link to comment
Share on other sites

eu aposto em obras super-faturadas e cheias de problemas.

 

ao q me parece, as obras nao estao mto problematicas nao. a estrutura externa está praticamente 100%.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.
×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade