Jump to content

Quadrilha sequestra avião e rouba ouro no interior do Pará


Mastercaptain

Recommended Posts

Uma quadrilha formada por ao menos cinco criminosos, encapuzados e armados com fuzis e metralhadoras, sequestrou um avião para roubar um quilo de ouro no interior do Pará na manhã desta quinta-feira (12). O roubo cinematográfico se deu no garimpo de Creporizinho, na região de Itaituba, a cerca de 900 km de Belém.

 

Os criminosos atacaram o avião durante o pouso. A aeronave, de pequeno porte, é da empresa de táxi aéreo Agência Pena.

Dois empresários estavam na aeronave que transportava o ouro, além do piloto e copiloto. Um dos empresários é dono de mineradora na região de Creporizinho.

 

Após atirar contra um dos passageiros e contra o copiloto do avião, os ladrões obrigaram o piloto a decolar novamente para a fuga.

Os criminosos queriam pousar em uma área às margens da rodovia Transamazônica, mas o combustível só permitiu que chegassem até Jacareacanga, a cerca de 350 km de onde haviam partido.

 

Em Jacareacanga, o piloto foi liberado pelos criminosos, que fugiram a pé para dentro uma região de mata.

Os dois feridos pelos ladrões estão internados em Santarém (PA). Um deles foi baleado na coluna e corre risco de morte ou de ficar paraplégico.

 

As polícias Militar e Civil do Pará, em conjunto com homens da Força Nacional de Segurança, realizavam na noite de hoje uma operação especial para tentar localizar e prender os ladrões.

 

No ano passado, o mesmo empresário dono do ouro roubado hoje em Creporizinho já havia sofrido um atentado.

Ele trafegava em uma picape blindada, na cidade de Várzea Grande (MS), quando criminosos atiraram 23 vezes com um fuzil contra o carro. O empresário e um amigo não foram atingidos no atentado.

FOLHA

Link to comment
Share on other sites

Nao se preocupa não.

 

Em Flores foi a mesma coisa.

 

Ja estão todos presos.

 

Ainda bem que não fizeram maldades com o piloto.

 

A contar a data de hoje mais 4 meses no máximo o ouro ja estará com o dono...valendo um jujuba??

 

Abraços

 

Lopes

Link to comment
Share on other sites

Meus prezados:

Delegado de Jacareacanga, Lucivelton Santos tomou o depoimento do comandante do avião.

"Assim que o avião pousou, houve uma rajada de tiros"

 

Cerca de 30 policiais da Força Nacional, Polícia Militar e Polícia Civil do Pará estão fazendo buscas pela quadrilha que invadiu a área de garimpo do empresário cuiabano Valdinei Mauro de Souza, no distrito de Cripurizinho, em Itaituba (PA). O garimpo pertence à Maney Mineração, de propriedade do empresário em sociedade com o prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB).

 

Os bandidos fugiram pela mata fechada localizada nas proximidades do município de Jacareacanga (900 km ao Sul de Belém), após aterrissarem em uma pista de pouso localizada na cidade.

Ao MidiaNews, o delegado de Jacareacanga, Lucivelton Ferreira de Santos, afirmou que tomou o depoimento do empresário Pena Fernandes, comandante da aeronave sequestrada pela quadrilha, na tarde desta quinta-feira (12).

 

Segundo Pena, ele decolou de Santarém em direção à Itaituba na manhã de hoje, acompanhado do filho, Valdinei, e de dois amigos de sua família.

Assim que o avião pousou na pista, eles foram surpreendidos por rajadas de tiros disparados por quatro homens, que os aguardavam escondidos na mata. O dono da mineradora (Valdinei) conseguiu fugir, disse.

 

Pena afirmou que o grupo que restou foi levado até à sede da mineradora, sob a mira dos bandidos, que portavam seis armas, sendo três fuzis com carregadores , dois revólveres e uma espingarda de dois canos.

No escritório, os bandidos renderam o gerente e o fizeram abrir o cofre da sede, que estava vazio. Eles ficaram muito nervosos e dispararam rajadas de tiros nos computadores e nos móveis do escritório, afirmou Pena, no depoimento.

 

Segundo o delegado, para não saírem de mãos vazias, os bandidos pediram para serem levados até a área onde é feita a lavagem do cascalho.

Lá eles levaram a areia que ainda estava secando, enrolada em um pano. Mas tinha mais areia do que ouro. Eram dois quilos de areia para, no máximo, 300 gramas de ouro, disse Santos.

 

Nervosos, os bandidos fizeram o grupo entrar novamente na aeronave e ordenaram à Pena que levasse a aeronave até o Km 180 da rodovia que dá acesso à Itaituba, onde um rapaz estaria esperando com um veículo para auxiliar na fuga.

Porém, Pena avisou que o combustível da aeronave não seria suficiente e que teria que pousar emergencialmente na cabeceira da pista de pouso de Jacareacanga, onde eles podiam fugir pela mata. E foi isso que ele fez, afirmou.

 

25 kg de ouro

 

O comandante afirmou, em seu depoimento, que os quatro bandidos estavam muito nervosos e brigando entre si dentro da aeronave.

Pena disse que, durante a viagem, eles falavam o tempo todo que iriam matar o informante por passar informação errada. Eles receberam a informação de que encontrariam na mineradora 25 kg de ouro, o que não ocorreu. Viemos aqui e fizemos toda essa ação por isso. Ele (o informante) tem que morrer, contou Santos.

 

Segundo o delegado, ainda no interior do avião, um dos bandidos chegou a passar mal.

Um deles vomitou dentro de um saco plástico, do Supermercado Duvalle, que fica no centro de Itaituba. O material foi apreendido e será levado para perícia, para ver se alguma identificação poderá ser feita, afirmou.

 

Além do saco, a polícia ainda apreendeu, dentro da aeronave, uma caixa vazia de projéteis calibre 9mm e um papel comum manuscrito com as coordenadas necessárias para que o comandante chegasse ao Km 180.

 

Rotas de fuga

 

Para o delegado, a quadrilha tem duas opções de fuga: fugir para Apuí (AM), localizada a 300 km do ponto onde a aeronave foi abandonada, ou retornar para Itaituba.

Estamos no meio do caminho. Eles vão precisar sair da mata, que é muito densa, e devem render alguém na rodovia ou tomar um carro de assalto. Eles só têm essas duas alternativas. A polícia está fazendo buscas dentro da mata e blitze nas rodovias, afirmou.

 

Segundo Santos, os quatro assaltantes estão usando roupas pretas.

Todos usavam capuz e camisas de mangas compridas feitas de meia preta. Dois deles usavam coletes pretos, sem identificação, disse.

Os dois homens que ficaram feridos na ação dos bandidos, o gerente da mineradora e o co-piloto da aeronave - e também amigo de Pena Fernandes - foram socorridos e encaminhados ao Hospital Municipal de Santarém.

 

O comandante, seu filho e o outro amigo que os acompanhava já retornaram para Itaituba, onde as investigações ficarão concentradas.

 

fonte: Lislaine dos Anjos para MIDIANEWS (MT), via CECOMSAER 13 set 2013

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade