Jump to content

Policia vai pedir prisão preventiva de jovem preso pela 4ª vez por pilotar aeronave irregular


T-6D

Recommended Posts

Felipe Ramos Morais, de 26 anos, foi preso nessa terça-feira depois de fazer voos rasantes em Pompéu, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais

João Henrique do Vale

 

20130925165331690862i.jpg Delegado responsável pela investigação também vai pedir o sequestro da aeronave
A polícia vai tentar novamente colocar atrás das grades o piloto Felipe Ramos Morais, de 26 anos, que foi preso pela 4ª vez, a segunda neste ano, pilotando um helicóptero sem licença. O delegado Carlos Eduardo Vieira Nunes vai entrar com pedido de prisão preventiva na Justiça e pedir o sequestro da aeronave até que o inquérito seja concluído. O jovem será indiciado por desobediência e por expor a perigo embarcação ou aeronave, própria ou alheia, ou praticar qualquer ato tendente a impedir ou dificultar navegação marítima, fluvial ou aérea. Pelos crimes, ele poderá pegar até 5 anos e seis meses de prisão, além de multa.

A prisão de Felipe aconteceu nessa terça-feira depois que vários moradores fizeram denúncias anônimas à polícia. Há cerca de duas semanas, o helicóptero fazia voos rasantes pela cidade de Pompéu, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais. Temendo um acidente, a população acionou a polícia. “Nos chamou a atenção que o piloto fez um pouso forçado no parque de exposição na última semana por falta de combustível. Isso já denota que ele não tem condições para voar”, disse o delegado Carlos Nunes, responsável pelas investigações.

Uma consulta ao prefixo da aeronave junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), apontou que, desde 2010, o jovem está com a carta de navegabilidade cancelada. Nessa terça-feira, as polícias Civil e Militar montaram uma operação conjunta para deter o piloto, que estava morando em um sítio na cidade. Eles esperaram ele levantar voo e fizeram a prisão logo após a aterrissagem. “Quando chegamos ao local ele estava com outras três pessoas. Felipe disse que estava mostrando a aeronave para eles, pois ela estaria a venda”, disse o delegado.

O helicóptero foi anunciado por Felipe em um site. A venda seria feita por R$ 250 mil. Na descrição, o piloto afirma que o comprador também teria que gastar mais R$ 200 mil para regularizar a aeronave junto à Anac. Para o delegado, o piloto usou um álibi para não comprometer as outras pessoas. “ Ele conta que eram interessados em comprar a aeronave dele, mas sempre fazia os voos junto com as mesmas pessoas há duas semanas. Inclusive fazendo manobras arriscadas”, diz.
Desde a noite dessa terça-feira, o piloto está preso na delegacia de Pompéu, onde também se encontra a cadeia da cidade.

 

Preso outras três vezes

A prisão de Felipe já não é mais uma novidade. Por outras três vezes ele foi detido por pilotar o mesmo helicóptero irregular. O homem foi preso em 4 de abril, depois de pousar a aeronave na Praça Central do Brasil, em Curvelo, Região Central de Minas Gerais, durante um evento de motociclistas. Ele deixou a cadeia depois de pagar fiança de R$ 6.780. “Não tenho informações de quando saiu, mas foi em maio ou junho. Sei que a fiança estava estipulada em R$ 50 mil, mas foi abaixada depois que ele alegou que não tinha condições de pagar o valor”, explica o delegado.

Nesta época, Felipe já era procurado pela Anac depois que retirou irregularmente a aeronave, prefixo PR-HDA, de um pátio em Santa Fé do Sul, em São Paulo. Segundo as investigações, ele teria pedido a funcionários para pegar alguns objetos dentro do helicóptero e, quando entrou, ligou a aeronave e fugiu. Algumas pessoas tentaram correr para impedir, mas não conseguiram. A aeronave estava retida pela Anac desde 24 de fevereiro por estar com a inspeção anual de manutenção vencida e o Certificado de Aeronavegabilidade cancelado.

O piloto também já havia sido preso anteriormente, transportando 200 quilos de cocaína no Piauí. Segundo a polícia, ele alegou que foi abordado por criminosos que o ameaçaram com arma de fogo e o fizeram levar o material. Ele não ficou preso pois as investigações não comprovaram a sua participação.

O delegado vai pedir a prisão preventiva de Felipe à Justiça ainda nesta quinta-feira. “Vou pedir o juiz, pois como ele é costumas no crime, não pode continuar solto para cometer os mesmos delitos”, explicou.

 

Fonte:http://www.em.com.br/app/noticia/gerais/2013/09/25/interna_gerais,453059/policia-vai-pedir-prisao-preventiva-de-jovem-preso-pela-4-vez-por-pilotar-aeronave-irregular.shtml

 

Link to comment
Share on other sites

Sem contar que foi esse sujeito nesse mesmo R44 que pousou uma vez ao lado de um pedágio numa rodovia do Paraná pra perguntar onde era o aeroporto mais próximo. Esse daí já tem a picaretagem rodando nas veias, não tem como curar. Tem que ficar preso mesmo.

Link to comment
Share on other sites

Me lembra de uma caso aqui nos entornos de Porto Alegre.... um sujeito que insistia em não se habilitar e fazia cada uma de arrepiar.... tomou um MEGA susto e pelo último que sei, está se habilitando em uma escola aqui da capital...... mas é caso perdido também.

 

Quem é daqui é provável que saiba de quem estou falando....

Link to comment
Share on other sites

Isto ocorre só neste país, num sério, êle já estaria preso fazendo trabalhos forçados há tempo.

 

Em um pais serio ele estaria em serias dificuldades e talvez (provavelmente) preso. Em paises como Libia, Iraque, Cuba, Venezuela, etc ele (se não fosse morto) estaria com trabalhos forçados.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade