Jump to content

Governo diz que TAM descarta novas demissões após cortes


leelatim

Recommended Posts

 

Governo diz que TAM descarta novas demissões após cortes

 

 

São Paulo - A TAM, empresa do grupo Latam Airlines, garantiu ao governo que não fará novas demissões de funcionários neste ano e no próximo, após ter realizado um corte de cerca de 800 pessoas nos últimos dois meses, afirmou a Secretaria de Aviação Civil (SAC) nesta sexta-feira.

 

 

"Os ajustes que tinham de ser feitos nos quadros operacional e de pessoal estão concluídos", teria afirmado o presidente da holding TAM SA, Marco Antonio Bologna, ao ministro da SAC, Moreira Franco, segundo comunicado da secretaria enviado à imprensa.

 

Procurada, a TAM não comentou o assunto de imediato.

 

A TAM, maior empresa aérea do Brasil em participação de mercado, realizou em agosto um programa demissão voluntária que teve a adesão de mais de 50 por cento dos tripulantes envolvidos.

 

A empresa havia adotado o programa formado por licença não-remunerada e desligamento voluntário de funcionários para cortar 811 postos de trabalho em meio à redução da oferta de voos no Brasil, para fazer frente ao aumento de custos.

 

A TAM também tem realizado cortes na oferta de voos domésticos devido ao forte aumento do dólar ante o real neste ano e aos altos custos com combustível. Também em agosto, a empresa não descartou rever sua estratégia de redução de oferta de voos ou de reajuste de tarifas caso o dólar continue subindo.

Fonte: Exame

Link to comment
Share on other sites

A ministro, presidente da TAM descarta novas demissões

Marco Antonio Bologna se reuniu com Moreira Franco, da SAC.

Em dois meses, aérea demitiu 780 funcionários.

Do G1, em Brasília

 

 

Comente agora

A Secretaria de Aviação Civil (SAC) divulgou nota em que afirma que, durante reunião nesta sexta-feira (11), o presidente da TAM, Marco Antonio Bologna, afirmou ao ministro Moreira Franco que a empresa não deve fazer novas demissões em 2013 ou 2014.

 

'Governo não vai injetar dinheiro na veia das aéreas', diz ministro

De acordo com a nota da SAC, Bologna disse que a empresa já concluiu os “ajustes” nos quadros “operacional e de pessoal”, e que a TAM espera “estabilidade” para os próximos meses, o que significa o fim das demissões.

 

Ainda segundo a nota, a TAM demitiu nos últimos dois meses 780 funcionários - cerca de 4% do quadro de empregados -, sendo que desse total 56% aderiram a programas de demissão voluntária e licença não remunerada.

Durante o encontro, diz ainda a nota, Bologna apresentou um plano de investimentos para os próximos 6 anos que prevê o pagamento de quase US$ 12 bilhões na compra de 200 novos aviões.

Link to comment
Share on other sites

O mesmo Bologna que disse em fevereiro que não haveria demissões.

Acho que não ha como assegurar que não haverá demissões se a economia não melhorar,porém em fevereiro,o Bologna falou isso aos funcionários,hj ele falou isso ao governo, e o mesmo não vai gostar nem um pouco de ouvir que lhe foi contado uma lorota,acredito que isso seja mais algo para pressionar e receber incentivos que por qualquer outra razão,afinal ruma empresa privada, e se a situação piorar,vai ter que demitir,ou o governo bancara a conta?

Link to comment
Share on other sites

Mas tanto TAM como Gol já fizeram uma boa lição de casa. Falar em mais demissões significaria um corte maior ainda. Não sei se há essa gordura pra queimar. O mercado pode retrair, mas o share restante vai pra mão de alguém. As líderes já enxugaram bem as coisas, inclusive o próprio Kakinnof disse que a G3 estava próxima do limite. Não acho que a TAM esteja longe.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade