Jump to content

Aerolíneas Argentinas irá adquirir a frota A340-500 da Singapore Airlines


LAPDC8

Recommended Posts

Os da TAM parados hà anos e vão pegar os que a SQ vai parar? Deve ser bem mais vantajoso mesmo.

E olhe que ainda vão ter que gastar para reconfigurar os aviões, uma vez que os mesmos são totalmente classe executiva.

Link to comment
Share on other sites

Os A343 não conseguem fazer EZE-SYD?

 

E olhe que ainda vão ter que gastar para reconfigurar os aviões, uma vez que os mesmos são totalmente classe executiva.

 

Mas não falam que ele é tão beberrão?

Empresa estatal, pode tudo. Dinheiro dos contribuintes é que não falta.

 

 

Todo mundo fugindo do A345

Fugindo de mim :P

 

Anyway, ficará bonito o beberrão dos hermanos.

Link to comment
Share on other sites

Esse lance sobre o A345 não é bem assim: ele consome mais por ter quatro motores grandes, tem um custo maior por levar menos passageiros que um A346, por exemplo, mas tem um alcance absurdo, o que torna ele ideal para rotas ultra longas. Vale lembrar que é um caso parecido com o do B772LR, embora esse seja mais econômico por ser bimotor, mas tem restrição ETOPS.

Link to comment
Share on other sites

Independente de beber mais ou menos, avião só dá lucro pela cobrança de um yield "satisfatório". Se fosse assim, empresas americanas não operavam aquela velharia toda..... Como a AR está sozinha na rota pode cobrar um pouquinho mais por isso.

Link to comment
Share on other sites

Esse lance sobre o A345 não é bem assim: ele consome mais por ter quatro motores grandes, tem um custo maior por levar menos passageiros que um A346, por exemplo, mas tem um alcance absurdo, o que torna ele ideal para rotas ultra longas. Vale lembrar que é um caso parecido com o do B772LR, embora esse seja mais econômico por ser bimotor, mas tem restrição ETOPS.

 

Caravelle,

 

Eu também sempre pensei que o pessoal exagerava, que o problema era por ser bimotor, mas na verdade o problema dos A340-500/600 é o peso: eles são MUITO pesados para o tamanho...veja:

 

OEW - Operating Empty Weight (Peso Operacional Vazio):

 

- A340-300: 130,2 toneladas;

- A340-500: 170,9 toneladas (sendo apenas 4,3 metros mais longo);

- A340-500 HGW: 174,8 toneladas

- 777-300ER: 167,8 toneladas

- A340-600: 177,8 toneladas

- A340-600 HGW: 181,9 toneladas

 

Ou seja, se compararmos com o A340-300, um A345 tem cerca de 7% a mais de capacidade, mas pesa 30% (!) a mais...com um 77W então é covardia: no caso da TAM, os 77W são mais leves mas levam 100 passageiros a mais! (aprox. 265 x 365 assentos) E olha que os A345 não tinham First...

Link to comment
Share on other sites

E só complementando - pelo que sei, os A340-500/600 ficaram muito pesados por causa dos motores, que acabaram exigindo reforços nas asas e na "caixa de junção" (esqueci o termo correto)...

 

Quando o petróleo estava em US$ 20, US$ 30 por barril não era problema - mesmo a US$ 50 acho que o leasing mais baixo poderia compensar parte da diferença de consumo de combustível. Mas agora, com petróleo na casa dos US$ 100 por barril, é totalmente inviável...

 

Basta ver que a Thai já encostou os A340-500 dela, a Singapore está parando os dela (negociados com a Airbus em uma compra de A350 e A380), e a Emirates já anunciou que vai pará-los logo também...

 

Uma pena, mas hoje em dia o consumo de combustível é "o que manda"...

Link to comment
Share on other sites

Empresa estatal, pode tudo. Dinheiro dos contribuintes é que não falta.

 

Vai ver a Aerolineas conseguiu um belo desconto no leasing, +/- nos moldes da Avianca com os A318 ex-LAN

Link to comment
Share on other sites

Loucura... nem a Emirates e a Singapore aguentam os A345... sera que os Argentinos se perguntam por que tão poucos foram produzidos e uma boa parte deles, apesar das capacidades, estão parados ?

 

 

Independente de beber mais ou menos, avião só dá lucro pela cobrança de um yield "satisfatório". Se fosse assim, empresas americanas não operavam aquela velharia toda..... Como a AR está sozinha na rota pode cobrar um pouquinho mais por isso.

 

Nem tão sozinha. A Qantas limita um pouco o que ela pode cobrar, na realidade.

Link to comment
Share on other sites

 

Nem tão sozinha. A Qantas limita um pouco o que ela pode cobrar, na realidade.

Sozinha sim na rota EZE-SYD. A QF opera SCL-SYD.

Link to comment
Share on other sites

Boulos, acho que o que o Lipe quer dizer é que sendo parte considerável da demanda Oceania-Am.do Sul sendo criada pelo Brasil, a Qantas e Lan concorrem com a Aerolineas em partes.

Link to comment
Share on other sites

Entendi. Não fiz pesquisa de tarifas, mas considerando que QF opera 744 (10 a 24 anos), Lan A343 (13 anos) e com escala em AKL, acho que elas não devem precificar muito abaixo da AR.

Para mim eu acho que a AR não esta near,se der lucro ou prejuízo,ela quer ter mais avioes e pronto,o governo bancara o prejuízo

Link to comment
Share on other sites

Pobres argentinos.
Uma pena, se fosse para reestruturar de forma saudavel pelo governo local tudo bem, mas agora desse jeito que está sendo é lamentável para um país com tanta gente muito bem conceituada em sua população.
Vamos lavar né?
Fazer o que, desde 2001 a Argentina se afundou.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade