Jump to content

Como é voar na Primeira Classe no novo Boeing 777 da TAM


lespc

Recommended Posts

Denis Carvalho 29/10/2013

 

No fim do ano passado, a TAM recebeu quatro novos Boeings 777, equipadas com um novo design interior, desenvolvido pelo escritório inglês Priestmangoode. Entre as novidades da aeronave, que tem capacidade para 368 passageiros, está a nova Primeira Classe, que promete colocar a TAM à altura das concorrentes internacionais. Nosso leitor Leonardo Cassol fez o trajeto de São Paulo a Miami no novo “Triple Seven” e aprovou. Confira nessa avaliação exclusiva para o Melhores Destinos o que as novas aeronaves da TAM têm a oferecer aos passageiros da classe mais luxuosa:

 

FRISTCLASS_zps98dfd777.jpg

O serviço de Primeira Classe busca oferecer aos clientes uma experiência diferenciada, com maior privacidade e sofisticação. O público-alvo são altos executivos, personalidades ou pessoas que demandam um serviço mais personalizado e/ou que teriam a opção de voar em jatos fretados ou particulares. No meu caso, aproveitei uma excelente promoção, que também foi divulgada pelo Melhores Destinos e me aventurei a conhecer o serviço de Primeira Classe da TAM, na nova configuração do Boeing 777, reformulada pela empresa.

As novas aeronaves estão sendo operadas em todos os voos da rota São Paulo x Miami. Mas, como isso pode mudar, a dica é verificar no momento da compra se a Classe Executiva começa na fileira 11 (nova configuração) ou 12 (antiga configuração).

Dificilmente a cabine da 1ª Classe pode ser vista pelos passageiros que embarcam pela econômica, uma vez que a mesma fica localizada logo após a cabine dos pilotos (no caso da TAM, em todas as configurações). Destaco isso pois muitos passageiros confundem a 1ª Classe (FIRST) com a Classe Executiva (BUSINESS) ou com a 1ª classe em voos domésticos nos EUA, que são muito diferentes do que é proposto na primeira classe de voos transcontinentais. Portanto, imagino que muitos leitores do MD, como eu, tinham a curiosidade de conhecer mais como funciona esse serviço.

É importante ressaltar que considerei três aspectos importantes na avaliação: (1) comparação com os serviços oferecidos por outras empresas; (2) compatibilidade com o preço cobrado pelo serviço; (3) adequação ao perfil e às expectativas do público-alvo. Busquei ser o mais justo e imparcial possível, ilustrando com fotos minha experiência de viagem para que os demais leitores possam formar sua opinião.

1. Compra da passagem

A passagem foi comprada pela internet. Durante a compra houve um bloqueio preventivo do meu cartão de crédito por suspeita de fraude. Para minha surpresa, um minuto após o ocorrido recebi uma ligação do call center da TAM se oferecendo para concluir a compra da passagem. Eles aguardaram eu ligar para o cartão de crédito e assim concluíram a compra. Segundo o atendente, é um serviço oferecido para passageiros membros do Programa Fidelidade TAM que compram passagens de Primeira Classe e Executiva. Funcionou bem. O preço também foi excepcional, por conta da promoção, custando o valor usualmente cobrado pela Classe Executiva. Nota 10!

2. Check-in

Em Guarulhos o check-in é feito numa área totalmente exclusiva, em frente à loja da TAM. O ambiente lembra uma sala VIP. O atendimento foi imediato. Após despachar as bagagens fui encaminhado a Sala VIP TAM Primeira Classe.

1-Checkin-620x465.jpg

Check-in

Perguntei se havia serviço de banho na Sala VIP e o atendente confirmou que sim. Ao chegar à Sala VIP o atendente me informou que o local já estava pronto para meu uso. Muito eficiente. A franquia de bagagem é de três peças de até 32 quilos, mais o adicional do cartão fidelidade, se houver. Difícil de usar tudo isso. Muito bom. Nota 10!

3. Sala VIP TAM 1ª Classe

A TAM possui três salas VIP em Guarulhos, sendo uma delas exclusiva para passageiros da Primeira Classe. A sala não é muito diferente das demais salas VIP.

3-Sala-VIP-620x465.jpg

Sala VIP

Seu diferencial é que fica quase sempre vazia e possui um espaço para banho maior que o usual, com produtos da Trousseau.

Sala-vip-tam-620x620.jpg

Pontos negativos: internet lenta e difícil de acessar, pouca variedade de lanches e quase nenhuma tomada de energia. Em relação às bebidas, a TAM costumava oferecer Whisky Green Label, mas notei que não estava disponível na data que viajei.

6-Lanches-Sala-SIP1-620x465.jpg

Ao entrar na sala o atendente pergunta se você gostaria de embarcar antes ou após os demais passageiros. Feita a escolha um assistente pessoal vai buscá-lo na sala e deixá-lo na aeronave. Nota 8!

7-Bebidas-Sala-VIP1-620x465.jpg

4. Embarque

Os quatro passageiros checados na Primeira Classe embarcaram no voo JJ 8090 antes dos demais, num serviço rápido, discreto e eficiente. Caso a aeronave não esteja parada no finger, o embarque é feito por uma van exclusiva, separado dos demais passageiros. Parece frescura, mas é um diferencial para quem pagou a mais para ter privacidade. Ao chegar à aeronave champanhe ou bebida à sua escolha, com uma degustação de aperitivos com salmão, salada e queijo com geleia. Muito gostoso. Nota 10!

foto-1-620x465.jpg

5. Cabine / interior da aeronave

Os novos Boeing 777 possuem luzes de LED e maiores telas no sistema de entretenimento. A cabine da Primeira Classe é ampla e bonita, com tecidos e acabamentos diferentes da first dos Airbus A330 e dos Boeing 777 mais antigos da TAM.

foto-31-620x465.jpg

O resultado visual ficou muito bom. Nota-se uma grande evolução em relação ao modelo anterior. A Primeira Classe continua com apenas quatro assentos, na configuração 1 – 2 – 1. Todos dão acesso ao corredor. Existem dois banheiros exclusivos, ou seja, dificilmente você vai ter dificuldade para usá-los. É até um exagero, mas um diferencial positivo da TAM. Nos banheiros, decoração convencional, mas com produtos da Ritual. Nota 9!

O assento é grande, confortável e fácil de operar. Reclina 180 graus e oferece um conforto muito próximo ao de uma cama de verdade.

10-Assento1-620x465.jpg

Apesar de tantas qualidades, o produto da TAM fica atrás de algumas empresas que oferecem suítes na primeira classe, com uma cabine realmente exclusiva e com maior privacidade. A TAM até possui uma pequena baia que levanta para aumentar a privacidade, mas é muito baixa. Nota 8!

Existe um sofá na parte da frente do assento, que permite que dois passageiros possam ficar de frente ou, ainda, um jantar a dois, padrão restaurante. É uma inovação interessante e útil. O assento também possui uma opção de ajuste especial para a refeição, aproximando-se mais da mesa. Muito bom! Nota 10!

12-Tela1-620x465.jpg

A tela do sistema de entretenimento é muito grande (29 polegadas wide screen), o maior diferencial da Primeira Classe. O sistema é operado por uma espécie de Tablet touch screen, que não é muito fácil de usar pela 1ª vez.

foto-1a-225x300.jpgHavia uma boa variedade de filmes e séries de TV, o mesmo oferecido nas demais cabines, mas nada excepcional. O ponto forte para brasileiros é que a maior parte do conteúdo possuía legendas ou tradução para o português. Além disso, tomada de energia multi porta e entrada USB. Nota 8!

A cabine possui ainda um armário para cada passageiro, localizado atrás do sistema de entretenimento, com cabides e espaço para guardar a bagagem de mão. Além disso, ao lado da cadeira e abaixo da TV existem outros compartimentos onde é possível colocar objetos pessoais.

Foram entregues pelos comissários kit de amenidades com duas nécessaires, pijama, kit com travesseiro e edredom e fone de ouvido com anulador de ruídos. O material e os produtos de excelente qualidade, dentro dos padrões oferecidos por outras empresas aéreas. Após o jantar a comissária arruma a cama para o passageiro e pergunta se gostaria de ser acordado para o café da manhã. Nota 9!


15-Necessaire-620x465.jpg

6. Serviço de bordo

17-Cardapio-225x300.jpgO serviço de jantar foi iniciado 20 minutos após a decolagem. Um diferencial positivo considerando que o voo de São Paulo a Miami tem aproximadamente oito horas de duração. Isso dá mais tempo para os passageiros descansarem.

A mesa de refeição é grande e espaçosa, com acabamento em madeira. O cardápio oferecia 2 opções de entrada, 4 de pratos principais, além de sopa, sobremesa e uma boa variedade de bebidas e vinhos. A louça, talheres e copos são personalizados e de boa qualidade. As comissárias anotaram o pedido antes da decolagem e fizeram um bom trabalho durante o voo, com poucas falhas. As primeiras opções de escolha estavam disponíveis e foram servidas com agilidade, uma por vez.

18-Entrada2-620x465.jpg

Prato de entrada

A comida estava gostosa, porém abaixo das minhas expectativas. Na entrada escolhi atum. Como prato principal escolhi salmão com arroz num voo e filé mignon com batata em outro.

19-Salmao1-620x465.jpg20-File1-620x432.jpg

Como sobremesa foi oferecido como opção sorvete, frutas ou um prato com três doces.

21-sobremesa1-620x329.jpg

No café da manhã as opções eram omelete ou croissant recheado, acompanhados de frutas, pães, geleias e bebidas variadas.

22-Cafe-manha1-620x465.jpg

Em ambos os casos, não vi muita diferença do que se costuma servir na cabine da Classe Executiva da TAM ou de outras companhias.

24-Cafe-manha1-620x465.jpg

Café da manhã

Aliás, estava até um pouco abaixo do que outras empresas oferecem em termos de apresentação e sabor. Nesse quesito a primeira classe da TAM ficou devendo. Nota 7!

7. Comissários / equipe de solo da TAM

Os comissários foram gentis e atenciosos. Em alguns momentos chamavam os passageiros pelo nome em outros não, mas sempre de maneira cordial e objetiva. Fizeram um bom trabalho no voo e deixaram os passageiros muito à vontade. Na chegada fomos recebidos por outra assistente pessoal que passou conosco pela imigração, ajudou na retirada das bagagens e nos levou até o transfer gratuito oferecido aos passageiros da 1ª classe. Nota 9!

25-Transfer-620x465.jpg

Transfer

8. Programa de Fidelidade

Os passageiros da 1ª classe recebem uma generosa pontuação no Fidelidade TAM, 250% da pontuação normal, ou seja, 25.000 pontos numa viagem de ida e volta para os EUA. Com a bonificação do cartão fidelidade pode chegar a 50.000 pontos, o que já assegura algumas viagens dentro do Brasil e pontos para upgrade de cartão. Diferencial positivo, considerando que a TAM restringiu muito o acúmulo de pontos em voos domésticos. Nota 10!

9. Conclusão

Em síntese, um serviço muito bom, mas para poucos. Afinal, o preço usual de uma passagem em primeira classe para EUA ou Europa é de aproximadamente US$ 7.000,00 ou pouco mais de R$ 15.000,00. Só mesmo quem tem muita grana ou tem a passagem paga pela empresa pode desfrutar de um serviço assim.

Considerando também o serviço oferecido por concorrentes de peso como Singapore, Lufthansa, Qatar e United, creio que a Primeira Classe da TAM deixa um pouco a desejar. Algumas cabines de Classe Executiva oferecem uma experiência muito próxima a que tive na First, a um custo bem mais acessível. Isso de maneira alguma desqualifica o serviço oferecido pela empresa, mas indica que ela precisa ser competitiva no preço com serviços equivalentes ao que ela oferece nessa classe. De qualquer forma, tive uma experiência muito agradável e recomendo a TAM para os leitores do MD.

Agradecemos ao Leonardo pela excelente avaliação, que certamente matou um pouco da curiosidade de muitos leitores que sonham em voar na classe top da TAM. E você? Já voou de primeira classe com a companhia brasileira? Deixe sua opinião nos comentários. Fez ou vai fazer uma viagem com alguma empresa aérea que ainda não foi avaliada aqui no Melhores Destinos? Ficaremos felizes em publicar sua avaliação: entre em contato pelo e-mail dicas@melhoresdestinos.com.br. Você pode conferir todas as avaliações publicadas pelo MD neste post. Não esqueça de dar uma passadinha no nosso Guia de Companhias Aéreas, onde você pode avaliar a TAM e as demais empresas e ler as opiniões dos demais leitores.

Link to comment
Share on other sites

Eu vejo que a Tam só concorre com as americanas pois as europeias e asiáticas e do oriente médio é dificil. Hoje é dificil falar qual First é melhor, se é TAM ou American. Cada uma com suas qualidades.

Link to comment
Share on other sites

Eu vejo que a Tam só concorre com as americanas pois as europeias e asiáticas e do oriente médio é dificil. Hoje é dificil falar qual First é melhor, se é TAM ou American. Cada uma com suas qualidades.

Foi oque eu pensei!

Link to comment
Share on other sites

interessante relato!

 

sobre o comentário de ter sentido falta do Green Label, apenas observo que tal whisky deixou de ser produzido pela Johnnie Walker; para a faixa de preço dele, o Gold Label foi modificado e tornou-se Gold Label Reserve e se tornou mais barato, descendo para o patamar de preço que o Green Label ocupava, e o novo Platinum Label assumiu a posição que o Gold Label ocupava, em termos de preço (estou falando de categorias de preços, até porque eu sei que são whiskys de tipos distintos)

 

pena que o autor não esclareceu qual o whisky que passou a ser oferecido em substituição..

 

 

Marcelo Monteiro

Link to comment
Share on other sites

Com relação as empresas do Oriente Médio realmente as frist suites são superiores mas também são empresas subsidiadas.

 

Com relação as americanas o produto da TAM é superior as concorrentes somente a parceira AA oferece produto similar a JJ.

 

As europeia BA e principalmente a LH oferecem uma frist muito boa com relação as demais tipo IB, KL e AZ o produto da JJ é superior.

Link to comment
Share on other sites

Com relação as empresas do Oriente Médio realmente as frist suites são superiores mas também são empresas subsidiadas.

 

Com relação as americanas o produto da TAM é superior as concorrentes somente a parceira AA oferece produto similar a JJ.

 

As europeia BA e principalmente a LH oferecem uma frist muito boa com relação as demais tipo IB, KL e AZ o produto da JJ é superior.

 

IB, KL e AZ não possuem first! Portanto não concorrem nesse sentido! Das européias q oferecem, todas tem um produto melhor que a JJ.

 

Sent from my XT1058 using Tapatalk

 

 

Link to comment
Share on other sites

Das americanas a única similar a JJ é a AA que é parceira e oferece a maior malha conjunta entre BR-USA cada uma com suas particularidades de produto. Inclusive a F da JJ oferece mais espaço.

 

Das europeias a única que considero superior é a LH inclusive entre as próprias empresas europeias é superior. Com relação as demais não vejo nenhuma vantagem principalmente AF, com atendimento tradicionalmente relapso.

Link to comment
Share on other sites

Um dos diferencias de serviço de uma empresa esta no seu grupo em buscar aprimorar e entregar aquilo que o cliente espera.

 

Segue um video de funcionários que tem este espírito.

http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=S-WMYBJJFbI

 

 

 

http://www.youtube.com/watch?feature=player_detailpage&v=S-WMYBJJFbI

Link to comment
Share on other sites

Das europeias a única que considero superior é a LH inclusive entre as próprias empresas europeias é superior. Com relação as demais não vejo nenhuma vantagem principalmente AF, com atendimento tradicionalmente relapso.

 

O serviço da AF, pelo menos na Business, varia muito: de relapso a bem atencioso mas o catering é maravilhoso. Na F, não tenho dúvidas, que tanto o serviço qto o catering devem ser maravilhosos. Voei nos 77W 4 classes que servem GRU duas vezes ao dia e me lembro que eram novinhos alguns anos atrás, uma bela aeronave.

 

Mas estou certo que os novos 77W da TAM não ficam atrás.

Link to comment
Share on other sites

Quanto a nova First da Tam acho que o produto é bem similar às Europeias, tanto é que a poltrona é da mesma fabricante da Swiss. Agora em termos de Business, ela só não perde para a IB, TP, KLM, AA(nos 772) e US pois oferece um serviço praticamente igual. Todas tem o Tobogã style na C...

Link to comment
Share on other sites

interessante relato!

 

sobre o comentário de ter sentido falta do Green Label, apenas observo que tal whisky deixou de ser produzido pela Johnnie Walker; para a faixa de preço dele, o Gold Label foi modificado e tornou-se Gold Label Reserve e se tornou mais barato, descendo para o patamar de preço que o Green Label ocupava, e o novo Platinum Label assumiu a posição que o Gold Label ocupava, em termos de preço (estou falando de categorias de preços, até porque eu sei que são whiskys de tipos distintos)

 

pena que o autor não esclareceu qual o whisky que passou a ser oferecido em substituição..

 

 

Marcelo Monteiro

No final de 2011 eu usei essa sala VIP em GRU e o Whisky era Blue Label.

 

 

Sent from my iPad using Tapatalk

Link to comment
Share on other sites

Quanto a nova First da Tam acho que o produto é bem similar às Europeias, tanto é que a poltrona é da mesma fabricante da Swiss. Agora em termos de Business, ela só não perde para a IB, TP, KLM, AA(nos 772) e US pois oferece um serviço praticamente igual. Todas tem o Tobogã style na C...

A nova C da IB é bem melhor que a atual, e que a da JJ.

 

Sent from my XT1058 using Tapatalk

 

 

Link to comment
Share on other sites

A nova C da IB é bem melhor que a atual, e que a da JJ.

 

Sent from my XT1058 using Tapatalk

A nova C da IB não voa para o Brasil(ainda). Eu me referi aos voos atuais em GRU.

Link to comment
Share on other sites

Das americanas a única similar a JJ é a AA que é parceira e oferece a maior malha conjunta entre BR-USA cada uma com suas particularidades de produto. Inclusive a F da JJ oferece mais espaço.

 

Das europeias a única que considero superior é a LH inclusive entre as próprias empresas europeias é superior. Com relação as demais não vejo nenhuma vantagem principalmente AF, com atendimento tradicionalmente relapso.

 

HAHAHAHAHAHA. Você já deve ter voado várias vezes na "La Premiere" da Air France, né?!

 

Seleção de vinhos excepcionais, Amenity kits e Catering muito bons.

 

Mas nada bate o "Salon La Premiere" em CDG, no qual o catering é feito pelo Alain Ducasse. Simplesmente excepcional!

 

No conjunto da obra a LH é melhor sim. Mas acho a AF melhor que a BA. Serviço de comissários muito refinado.

 

 

Quanto a nova First da Tam acho que o produto é bem similar às Europeias, tanto é que a poltrona é da mesma fabricante da Swiss. Agora em termos de Business, ela só não perde para a IB, TP, KLM, AA(nos 772) e US pois oferece um serviço praticamente igual. Todas tem o Tobogã style na C...

 

A Iberia não utiliza mais os assentos tobogã. Mesmo a C antiga foi modificada, com 1 fileira a menos para ser full-flat.

 

 

Resumo da ópera: a TAM é uma empresa de segundo escalão. Eles conseguem ter uma F melhor que a United.

 

E esse catering fajuto da Primeira Classe?! E sim, eu já fiz GRU-CDG na First da JJ. Um lixo perto da AF.

Link to comment
Share on other sites

Os 77W da Tam são mal direcionados. A concorrência que possui um produto melhor é muito mais europeia, não americana. Ela devia jogar os aviões mais novos pra lá e não para MIA/JFK.

Link to comment
Share on other sites

Os 77W da Tam são mal direcionados. A concorrência que possui um produto melhor é muito mais europeia, não americana. Ela devia jogar os aviões mais novos pra lá e não para MIA/JFK.

 

Mas no caso como a empresa não tem muitos 777, ela usa os que tem em rotas aonde a demanda é maior. Naturamelmente o 777 e o 350 no futuro

devem seguir para mais destinos na Europa.

Link to comment
Share on other sites

 

Mas no caso como a empresa não tem muitos 777, ela usa os que tem em rotas aonde a demanda é maior. Naturamelmente o 777 e o 350 no futuro

devem seguir para mais destinos na Europa.

 

Me refiro a cada 777 em cada rota. As rotas americanas tem o avião com a nova first e economy, mas acho que seria muito mais útil colocar a nova first nos voos da Europa pois as cias europeias tem um produto superior, aí ficaria mais fácil de competir. Atualmente compete com a nova F da LH com a antiga primeira classe.

Link to comment
Share on other sites

Bom, nunca viajei de C muito menos de F, mas ao que me parece, a First da TAM consegue concorrer de igual pra igual com as Americanas (UA e AA no caso), fica um pouco atrás da europeias (Principalmente LH e LX) e não chega nem aos pés das asiáticas (EK, EY, SQ e por aí vai...), mas pelos comentários que tenho ouvido, a nova First realmente é bem melhor do que a antiga. Em compensação a Business... pelos comentários e relato que tenho visto piorou muito de qualidade (catering principalmente) e eu acho que hoje é uma das piores disponíveis para o mercado brasileiro. A esperança é que a nova business da TAM (ou deveria dizer, a atual da LAN) melhore a situação.

Link to comment
Share on other sites

Nicholas773, esses dois relatos recentes só confirmam como andam péssimos os serviços da TAM na Classe Executiva:

 

http://passageirodeprimeira.com/2013/10/31/classe-executiva-da-tam-no-boeing-777-300/

 

http://passageirodeprimeira.com/2013/11/04/classe-executiva-da-tam-no-boeing-777-300-2/

 

E os comentários feitos por dezenas de leitores do blog só confirmam o que está acontecendo. Uma vergonha.

Link to comment
Share on other sites

como eu relatei na época, (não foi bem um intercontinental, mas eu considero um vôo longo) qdo fiz GRU-LIM-GRU ainda no 330, achei o estado da executiva da JJ péssimo. O serviço foi aceitável, e achei as comissárias com um certo tom de arrogância!

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade