Jump to content

Tam: troca de A320 para B737


Roadster

Recommended Posts

  • Replies 73
  • Created
  • Last Reply

Pior foi uma matéria que disse que as aéreas poderiam economizar milhões em DIESEL AERONÁUTICO quando surgiu aquela idéia de usar um motor só durante o taxi.

Link to comment
Share on other sites

minha opinião é um seguinte isso dificilmente ocorrerá a Lan e todas suas subsidiarias usam Airbus a Lan Colombia que tem boeing será daqui a pouco tudo airbus, e a tam tirou o que pode tirar para economizar custo não sei como ainda não tiraram as revistas até porque quase ninguém lê essas revistas de avião muito menos leva pra casa!! enfim a diferença entre boeing e airbus é quase minima ser fosse exemplo embraer 195 ou algum avião concorrente da airbus e boeing poderiamos falar que não é exagero da tam mas boeing é quase a mesma coisa no consumo não muda quase nada já pensou uma empresa de onibus de viagens interestaduais trocar a frota de mais de 300 veiculos de ''busão'' que faz 3 KM/Litro para uma frota de onibus que faz 4 KM/Litro o que adianta no final do mês ?? e outra a JJ tem se não me engano mais de 80 ou 90 Airbus 320 na frota trocar leva tempo leva até mais dinheiro a não ser que pegue de outra cia ou cia em falencia ou ganhe algum desconto ou estimulo de algum governo, só um exemplo taxista quase todo ano troca de carro e tem uma ajuda do governo que para ele sai muito barato já que o carro é ferramenta de trabalho no caso dele,enfim troca de frota de aeronave nesse caso de Lan e Tam acho muito dificil!!outra também folha de Sp,Estadão,Wikipedia,entc., não dá pra acreditar em nada que eles falam !!

Link to comment
Share on other sites

"Mei pau, ladrão!"

 

Até os 737 da Lan Colombia estão indo ou já foram pro beleleu.

 

Airbus perderia o maior cliente por aqui ? Jamais...

 

Alguém mais profissional poderia fazer o comparativo de consumo de combustível de ambas as aeronaves. Pelo que sei o Airbus consome na casa dos 2500 kg/hora, e o 737 ?

 

Não gosto da Istoé, sempre falaram muita asneira. Quando do início do processo de fusão saiu falando que até as balas iriam acabar... acabaram ?

 

Trocar uma frota inteira, treinamentos, peças, enfim, trocar TUDO gera um custo muito, muito grande. Pra isso ocorrer a Boeing tem que abrir muito as pernas e até onde isso seria viável ? Abrir as pernas pra LATAM e não abriria pra GOL, que já opera uma grande frota de 737 ?

 

Existe uma diferença entre duvidar e acreditar que isso ocorra. No mundo dos negócios já vi de tudo, então, não duvido que isso UM DIA pode acontecer, mas não acredito que aconteça.

 

Keep Flying!

Bartender

Link to comment
Share on other sites

Em tempo,

 

Ninguém notou a primeira foto da reportagem ? Olha o tanto de "MAM" operando na empresa... E os winglet dos 737 que foram pintados de vermelho pra tentar enganar, mas mesmo assim ainda deixaram uns pedaços laranja ?

 

Viva a imprensa!

Link to comment
Share on other sites

Outras pérolas da reportagem:

 

" Neste ano, as aeronaves A330 da TAM, que por mais de uma década fazem as suas rotas internacionais, serão substituídas por Boeings 767, preferidos pela LAN em voos de longa distância. Até o fim de 2014, todos os 22 aviões serão substituídos. "

 

Não sabia que a empresa chegou a operar 22 Airbus A330... Foram 20, e não 22...

 

 

"A frota de A320, o principal modelo da empresa, indicado para trechos domésticos, é de 145 aviões, de um total de 168."

 

Virge... a frota cresce a cada parágrafo... de acordo com a própria revista da empresa, são 132 Airbus narrow (29 A319 + 93 A320 + 10 A321). Cadê os outros 13 ?

 

 

Não vou nem comentar o gráfico.

Link to comment
Share on other sites

Bom, sempre existe a chance da empresa estudar o B737MAX, que promete bastante economia.

 

Mais recentemente, a Air Canada se comprometeu em trocar toda a frota de Airbus narrow por B737MAX, portanto, a chance existe, ainda que remotamente do Grupo LAN fazer o mesmo.

Link to comment
Share on other sites

Outras pérolas da reportagem:

 

" Neste ano, as aeronaves A330 da TAM, que por mais de uma década fazem as suas rotas internacionais, serão substituídas por Boeings 767, preferidos pela LAN em voos de longa distância. Até o fim de 2014, todos os 22 aviões serão substituídos. "

 

Não sabia que a empresa chegou a operar 22 Airbus A330... Foram 20, e não 22...

 

 

A reportagem esta errada ao afirmar que são 22 aviões que serão substituidos, mas a quantidade usada esta certa, pois a TAM utilizou por um tempo 2 A330 com motores R&R, que foram alugados da GulfAir, cujos as matriculas SNME eram PT-MSD e PT-MSE, que se somados aos PT-MV* chegaria a conta de 22 aviões.

Link to comment
Share on other sites

Galley,

 

Não sabia dessa informação, mas creio também que não chegaram a 22 num total, ou chegaram ?

Se for olhar assim, a empresa já passou dos 200 A320, pois uns já vieram e já foram embora e continuariam na soma...

 

=)

 

abraços!

Bartender

 

 

Outras pérolas da reportagem:

 

" Neste ano, as aeronaves A330 da TAM, que por mais de uma década fazem as suas rotas internacionais, serão substituídas por Boeings 767, preferidos pela LAN em voos de longa distância. Até o fim de 2014, todos os 22 aviões serão substituídos. "

 

Não sabia que a empresa chegou a operar 22 Airbus A330... Foram 20, e não 22...

 

 

A reportagem esta errada ao afirmar que são 22 aviões que serão substituidos, mas a quantidade usada esta certa, pois a TAM utilizou por um tempo 2 A330 com motores R&R, que foram alugados da GulfAir, cujos as matriculas SNME eram PT-MSD e PT-MSE, que se somados aos PT-MV* chegaria a conta de 22 aviões.

 

Link to comment
Share on other sites

Mais recentemente, a Air Canada se comprometeu em trocar toda a frota de Airbus narrow por B737MAX, portanto, a chance existe, ainda que remotamente do Grupo LAN fazer o mesmo.

 

Sim, só que a Air Canada tem uma frota de 78 (ou 79) A319/320/321, e não possuía nenhuma encomenda, enquanto o grupo LATAM já tem aproximadamente 228 aeronaves Airbus narrow na frota, e só de encomendas temos:

 

LAN

- A319: 3 aeronaves;

- A320: 44 aeronaves;

- A321: 19 aeronaves;

 

TAM:

- A320: 24 aeronaves;

- A321: 37 aeronaves;

 

OBS: a TAM não possui mais encomendas para o A319 - converteu todos os pedidos para A320 e A321. E boa parte das encomendas acima é da verão "NEO", com entregas a partir de 2016...

 

Fonte: planilha de Pedidos e Entregas da Airbus.

 

Ou seja, não vou dizer que é impossível, mas é MUITO, muito improvável.

Link to comment
Share on other sites

Ah, e vale dizer que grande parte dos A319/320 da Air Canada foi recebida nos anos 90 (1990, 1991, 1992, 1997), e os mais novos se não me engano são de 2003...

 

Ou seja, a frota já é razoavelmente envelhecida, fazendo todo sentido que a Air Canada fizesse uma grande compra de narrowbodies, e como não possuía encomendas, o investimento pra uma eventual troca de A320 pra 737 pode valer a pena...

 

Já a LATAM está recebendo muitos aviões novos agora, e possui encomendas para os A320NEO - faz sentido trocar pra 737 agora?

 

Se estivéssemos falando do 787 x A350, aí considero a possibilidade bem razoável...

Link to comment
Share on other sites

Se o problema das nossas aéreas se resumisse a trocar Airbus por Boeing, ou melhor, fosse somente a conta combustível, a Gol não estaria com R$700 milhões de prejuízo até setembro, podendo chegar fácil a R$1 bilhão no final do ano. Pra ter uma idéia, fala-se muito na redução de ICMS de 25% para 12%. nos estados que cobram mais. Pois bem no 3º trimestre, a G3 gastou 914 milhões, então se vc tirar os 13%, daria uma economia de +/-95 milhões. Ajudaria, mas não acabaria com o prejuízo que foi de +200 milhões. O buraco é bem mais em baixo.

 

Agora quem sabe se Boeing der de graça os aviões( troca um MAX por um Airbus usado) e ainda bancar metade da conta de combustível por uns dois anos, eu trocaria fácil. :lol:

Link to comment
Share on other sites

E tem mais uma coisa que eu estava pra dizer desde que a Gol resolveu mudar a configuração (GOL+). Assumindo hipoteticamente que B738 e A320 tenham o mesmo consumo: 2500kg/h. Antes a G3 tinha uma vantagem de -7,94% no consumo por assento em relação a JJ, considerando G3 com 189 assentos e JJ com 174. Agora inverteu, a JJ tem -4,6% no consumo por assento em relação a G3, porque apesar de ter 177 assentos, se ela vender o Gol+, são 166 lugares.

 

2500 / 189 = 13,23 kg/assento/hora

2500 / 174 = 14,37

 

2500 / 166 = 15,06

Link to comment
Share on other sites

Pessoal não está dando crédito à notícia, mas ela é bem plausível.
Obviamente a LAN não está se baseando na experiência com os 73G da LAN Colômbia para afirmar que o 737 é melhor que o A320.
O melhor a fazer hoje é se desfazer dos 6 73G remanescentes e padronizar com a família A320.

O que está em jogo é a frota de narrow bodies no longo prazo. A briga é entre A320NEO e B737MAX.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.


×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade