Jump to content
Sign in to follow this  
Dani CV

Caças Gripen NG para a FAB: Notícias

Recommended Posts

Meus prezados

IFF brasileiro é testado com sucesso no Gripen NG 

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Meus prezados

Salto operacional do A-1 AMX para o Gripen em missões de ataque

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Meus prezados

Salto operacional do F-5M para o Gripen

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Meus prezados

Saab testa em voo o novo pod de jammer de ataque eletrônico

 por Guilherme Wiltgen

spacer.png

A Saab realizou no dia 4 de novembro, os primeiros testes em voo com seu avançado EAJP (Electronic Attack Jammer Pod), com resultados bem sucedidos. As interfaces do pod com o hardware e o software da aeronave, bem como o controle e o monitoramento da cabine, também foram testados durante o voo.

O objetivo do novo pod de EAJP da Saab é proteger aeronaves contra radares com sofisticadas funções de interferência, bloqueando assim a capacidade do oponente de atacá-los. O primeiro voo é um importante marco do programa de desenvolvimento do pod.

A Saab está aprimorando suas capacidades de ataque eletrônico e o novo pod é um elemento importante desse desenvolvimento. O EAJP é um forte complemento aos recursos internos de ataque eletrônico do sistema de guerra eletrônica a bordo do novo caça Gripen E/F da Saab, podendo também ser usado em outros tipos de aeronaves. O pod faz parte da família de sistemas de guerra eletrônica Arexis da Saab.

“Realizamos os testes de voo com um caça Gripen e este novo pod é uma parte importante do desenvolvimento de nossa nova capacidade de ataque eletrônico”, diz Anders Carp, vice-presidente sênior e Head da área de negócios da Saab Surveillance.

Os sistemas de guerra eletrônica também são usados para autoproteção, detectando passivamente sistemas de radar e mísseis hostis, protegendo a aeronave ou plataforma usando contramedidas ativas e passivas.

A guerra eletrônica ofensiva, também conhecida como ataque eletrônico, envolve o envio ativo de sinais de interferência para interromper os sensores nos sistemas de defesa aérea do inimigo, para que eles não constituam mais uma ameaça.

Fonte e foto: Saab via blog Defesa Aérea & Naval 7 nov 2019

Provavelmente a FAB estará interessada neste importante EAJP, cuja implantação no Gripen, ao lado dos equipamentos eletrônicos nele já existentes, o transformaria em uma aeronave semelhante a um Super Hornet Growler.

Share this post


Link to post
Share on other sites

Meus prezados

Motor do caça Gripen E terá manutenção feita na Suécia

spacer.png 

Devido a uma situação de segurança deteriorada na Suécia, a decisão foi alterada para que o motor do caça Gripen E seja reparado em Trollhättan, em vez de nos EUA.

– Isso deve manter em níveis mais altos de prontidão e é um passo para reter o conhecimento na Suécia, mas também obter uma solução econômica a longo prazo. Isso também significa que podemos construir peças de reposição e componentes na Suécia e lidar com isso dentro do país”, diz Göran Mårtensson, diretor geral da Administração de Materiais de Defesa da Suécia, FMV.

Desde 2013, quando ficou claro que a Suécia compraria o Gripen E, concluiu-se que a manutenção do motor seria realizada pela General Electric nos EUA.

Mas os motores do Gripen C/D de hoje são revisados em Trollhättan pela empresa GKN, um trabalho que funcionou bem e disponibilizou o conhecimento e as peças de reposição localmente. E agora as empresas envolvidas, incluindo a Saab, concordam que a manutenção, serviço e reparos continuarão a ocorrer na Suécia e não no outro lado do Atlântico, e as Forças Armadas ordenaram o arranjo da FMV.

Um dos críticos da mudança para os Estados Unidos é o político de defesa liberal Allan Widman e ele está feliz agora.

– No caso de maior preparação ou ataque armado, com manutenção do motor feita do outro lado do Atlântico teria sido uma solução inoperante. Isso levou muito tempo, mas acho que chegou em bom termo, diz Allan Widman.

Uma vantagem é que, de acordo com as análises das Forças de Defesa Suecas, os atuais Gripen C/D devem agora ser usados até a década de 2030, e então o trabalho nos motores pode ser coordenado.

Essa solução também economiza dinheiro, utilizando investimentos já feitos em tecnologia e conhecimento, de acordo com a FMV.

Stefan Oscarsson, chefe de assuntos militares da GKN, está satisfeito.

“Isso significa muito para nós a longo prazo como empresa e como capacidade de defesa para a Suécia”, diz ele.

spacer.png

Vista em corte do Motor GE F414 que equipa o Gripen E

 Fonte: Sveriges Radio via blog Poder Aéreo 17 jan 2020

 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Meus prezados

Gripen E: Equipe da Saab Aeronáutica Montagens entrega primeira fuselagem traseira de produção seriada

Primeira-fuselagem-traseira-do-Gripen-E-

Uma equipe da Saab Aeronáutica Montagens (SAM) de São Bernardo do Campo, em parceria com a equipe sueca da Saab, entregou no dia 22/01 a primeira fuselagem traseira de produção seriada do Gripen E, em Linköping, na Suécia.

Esta parte da fuselagem ainda foi produzida na Suécia, mas a SAM, que tem um papel fundamental no Programa Gripen brasileiro, vai produzir no Brasil o cone de cauda, os freios aerodinâmicos, o caixão das asas, a fuselagem traseira e a fuselagem dianteira para a versão monoposto (Gripen E) e a versão biposto (Gripen F).

A aquisição dos 36 aviões caças pela Força Aérea Brasileira representa um enorme salto tecnológico para a indústria brasileira, por meio de um extenso programa de transferência de tecnologia, que vai permitir que aviões supersônicos sejam desenvolvidos, produzidos e mantidos também aqui no Brasil.

Fonte: Blog Poder Aéreo via CECOMSAER 24 nov 2020 

Edited by jambock
inclusão de foto

Share this post


Link to post
Share on other sites

Meus prezados

 

Gripen E / F. Para sempre à frente. Derrota qualquer ameaça. Qualquer lugar.

No campo de batalha moderno, os combatentes terão que agir em ambientes de alta ameaça, como espaço aéreo contestado e lidar com os Sistemas Integrados de Defesa Aérea. O Gripen E / F possui uma variedade de medidas ativas e passivas para interromper os esforços do inimigo e proteger a si mesmo e a outras unidades amigas. Seu sistema avançado de guerra eletrônica, semelhante a um escudo eletrônico, permite interromper a capacidade do inimigo de funcionar efetivamente. Isso pode ser usado para ajudar na destruição de ativos inimigos ou simplesmente para reduzir a compreensão e a capacidade de reação do inimigo. Tudo isso enquanto garante o sucesso da missão, usando o mais recente armamento e contra-medidas.

Essa liberdade de ação permite aos pilotos do Gripen E / F derrotar qualquer ameaça - em qualquer lugar e voltar para casa em segurança.

Veja o invisível. Antes de ser visto

A capacidade de atacar ou avaliar a oposição à distância é uma característica essencial do Gripen E / F. O Gripen utiliza todos os dados disponíveis na nuvem de batalha - provenientes de caças Gripen ou de outras unidades aéreas, terrestres ou marítimas, e os funde localmente em todas as plataformas, mas também estamos nos unindo globalmente entre os caças. O resultado: vemos o invisível. O Gripen E / F reduz sua probabilidade de ser detectado confiando em seus sensores passivos ou através de congestionamento ativo. Isso significa que as armas podem ser usadas além do ponto em que as forças opostas podem responder ou sem que elas percebam que o Gripen estava lá.

Fonte: saab.com

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

Loading...
Sign in to follow this  

×
×
  • Create New...

Important Information