Jump to content

Bimotor que transportava médicos para aldeia desaparece no PA


FranzDP

Recommended Posts

Um avião bimotor que saiu de Itaituba desapareceu nesta terça-feira (18). De acordo com informações preliminares, cinco pessoas estavam a bordo. Segundo a Funai de Itaituba, o avião transportava uma equipe de saúde até uma comunidade indígena de Jacareacanga. Helicópteros da Força Aérea fazem a busca pela aeronave.

De acordo com a Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa), por volta de 12h40, o piloto do avião entrou em contato com um colega e informou que havia uma pane em um dos motores da aeronave, e que por isso, tentava encontrar uma área para fazer um pouso forçado.

Segundo o major Veríssimo, do Seripa I, o piloto estava a 11 milhas de Jacareacanga quando realizou o último contato. Helicópteros da Força Aérea Brasileira estão realizando buscas para localizar o avião.

O G1 entrou em contato com a empresa Jotan Taxiaéreo, dona na aeronave desaparecida. No entanto, a empresa informou que ainda não irá se pronunciar a respeito do caso e se negou a dar informações.

 

http://g1.globo.com/pa/para/noticia/2014/03/bimotor-que-transportava-medicos-para-aldeia-desaparece-no-pa.html

Link to comment
Share on other sites

  • Replies 127
  • Created
  • Last Reply
Passageira de avião que sumiu pediu ajuda por mensagem: 'Socorro, tio' Avião levava equipe de saúde para aldeia em Jacareacanga, sudoeste do Pará. Passageira, que é técnica em enfermagem, mora em Santarém.

 

A técnica em enfermagem Rayline Campos, uma das passageiras do bimotor que levava uma equipe com profissionais de saúde de Itaituba para uma aldeia indígena em Jacareacanga, sudoeste do Pará, pediu socorro ao tio por mensagens no telefone celular minutos antes de a aeronave desaparecer.

Ela mora em Santarém, oeste do Estado, e trabalha em Jacareacanga. Duas mensagens foram enviadas do telefone celular de Rayline para o celular do tio, Rubélio Santos, que mora em Santarém.

Na primeira mensagem, às 12h47, a técnica em enfermagem avisava o tio sobre o perigo. “Tio to em temporal e um motr parou avisa a mae q amo muit tods ...to aflita..to em pânico...se eu sair bem aviso...to perto do jkre...reza por nos...n avisa a tia ainda... (sic)”, dizia a mensagem. Na segunda, às 12h48, Rayline pediu socorro. “O motor ta parando.socorro tio tio (sic)”.

Segundo Rubélio, a sobrinha saiu de Santarém na segunda-feira (17) para trabalhar na aldeia indígena. “Esteve aqui em Santarém, viajou ontem para ir para Itaituba e pegar o avião hoje para ir para Jacareacanga. Ela passa às vezes quinze dias ou vinte dias para lá e volta pra cá pra passar o dia com a gente. Na hora que estava acontecendo o problema com o avião, ela passou duas mensagens que tinha parado o motor e pedindo socorro. Depois, ninguém teve mais contato com ela”, contou.

De acordo com o tio de Rayline, para saber informações da localização da aeronave e das vítimas, ele e a esposa estão mantendo contato com familiares que moram em Itaituba e Jacareacanga.

A família ainda tem esperanças de que ela esteja com vida. Segundo o tio, o piloto do bimotor é conhecido como um profissional experiente.

Buscas suspensas
Um helicóptero da Força Aérea Brasileira foi deslocado de Manaus para realizar buscas em Jacareacanga. No entanto, no começo da noite, um tempestade impediu que o trabalho prosseguisse e as buscas foram suspensas. De acordo com a Aeronáutica, um avião pelicano do esquadrão de buscas e resgate saíra de Campo Grande (MS) para auxiliar na procura pela aeronave no Pará na manhã de quarta-feira (19).

De acordo a Agência nacional de Aviação Civil (Anac), a situação da aeronave desaparecida, de matrícula PR-LMN, estava regular. A Inspeção Anual de Manutenção (IAM) e o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) estavam em dia.

O G1 realizou novo contato com a empresa Jotan Taxiaéreo, dona na aeronave desaparecida. No entanto, a empresa informou que ainda não irá se pronunciar a respeito do caso.

 

http://g1.globo.com/pa/santarem-regiao/noticia/2014/03/passageira-de-aviao-que-sumiu-pediu-ajuda-por-mensagem-socorro-tio.html

Link to comment
Share on other sites

Meus prezados:

Foram localizados os destroços do bimotor.

Fonte: Bandnews 18 mar 2014 22:15 horas

Link to comment
Share on other sites

http://bandnewstv.band.uol.com.br/noticias/conteudo.asp?ID=707413&tc=brasil-destrocos-de-bimotor-desaparecido-sao-localizados-no-para

 

BRASIL: DESTROÇOS DE BIMOTOR DESAPARECIDO SÃO LOCALIZADOS NO PARÁ

Terça-feira, 18 de março de 2014 - 22h13


Equipes de resgate localizaram no final da tarde desta terça-feira os destroços do avião bimotor que desapareceu no Pará. A aeronave saiu da cidade de Itaituba com destino a uma comunidade indígena de Jacareacanga, no oeste do estado. O piloto e mais quatro pessoas de uma equipe médica estavam a bordo.

Os destroços foram vistos perto de um rio, em uma região de mata fechada. Equipes tentam chegar ao local em embarcações, para localizar as vítimas.

O diretor do aeroporto de Itaituba, onde está à base do avião, afirmou que a empresa Jotan Taxi Aéreo mantém a documentação e revisão de suas aeronaves em dia. De acordo com a Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos, por volta do 12h40 o piloto do avião entrou em contato com um colega e informou que havia uma pane em um dos motores da aeronave.

O piloto informou ainda que tentaria encontrar uma área para fazer um pouso forçado.

Link to comment
Share on other sites

A quem conhece a região, qual a chance de sucesso de um pouso forçado destes, no que tange aos ocupantes saírem com vida?

Fiquei tocado com o desespero da moça transmitindo os SMS´s....

Link to comment
Share on other sites

Caramba,

O que será que pode ter acontecido?

Eu li ontem a notícia e tinha entendido que era um Caravan. Mas um bimotor, pelo jeito não foi só o problema no motor né?

Link to comment
Share on other sites

A quem conhece a região, qual a chance de sucesso de um pouso forçado destes, no que tange aos ocupantes saírem com vida?

Fiquei tocado com o desespero da moça transmitindo os SMS´s....

 

 

A aeronave e uma das mais lindas que se tem aqui no norte.

 

Ela e cuidada como se fosse um filho para o dono.

 

Ja tive o prazer de entrar dentro desta maquina e posso te dizer em todas as palavras que o que aconteceu foi uma fatalidade.

 

Em relação a sua pergunta o piloto era safo no que estava fazendo ...pois pelo o que parece fez o que se pede quando se voa aqui em cima ....pousa

 

o mais perto da beira do rio para possível salvamento.

 

Conhecedor da região.

 

E espero que tenha sobrevivente pois o comando e outra pessoa magnifica.

 

Te juro que eu tinha fotos deste avião quando veio fazer manutenção aqui em Manaus, e no sábado fiz uma limpa no celular apagando tudo, inclusive

 

estas fotos.

 

Estamos rezando para que encontre sobreviventes.

 

Abraços

 

Lopes

Link to comment
Share on other sites

19/03/2014 08h32 - Atualizado em 19/03/2014 09h23

Buscas por avião desaparecido são retomadas no oeste do Pará

 

Continua desaparecido o avião que transportava uma equipe de profissionais de saúde da Funai para uma aldeia indígena de Jacareacanga, no sudoeste do Pará. De acordo com o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáutico (Cenipa), as buscas para localizar a aeronave, modelo Beechcraft BE 58 Baron, continuam nesta quarta-feira (19). Um avião de Manaus e outro de Campo Grande ajudam na localização da aeronave.

 

http://g1.globo.com/pa/para/noticia/2014/03/buscas-por-aviao-desaparecido-sao-retomadas-no-oeste-do-para.html

 

Cada um fala uma coisa pra variar...

Espero que encontrem todos bem!

Abçs.

Link to comment
Share on other sites

Na verdade, até agora, neste instante, nada foi achado. O que acharam e pensaram ser os destroços eram algumas placas de energia solar... Acabei de chegar de um voo, e falei com o pessoal lá de Jacareacanga. O pessoal da FAB decidiu afastar todo mundo de perto da operação, e não estão mais fornecendo informação alguma, justamente para evitar informações desencontradas e terminar por desprestigiar o trabalho deles.

 

A quem conhece a região, qual a chance de sucesso de um pouso forçado destes, no que tange aos ocupantes saírem com vida?

Fiquei tocado com o desespero da moça transmitindo os SMS´s....

As possibilidades são consideravelmente grandes quando se está visual e se tem a chance de decidir certinho onde realizar o pouso forçado. Até mesmo, por voarmos muito nesta região, temos sempre em mente a premissa de, à medida do possível, evitar "entrar voando" nas árvores. Costumamos ter uma ordem de escolha no caso de pouso forçado: 1 - Rio (Correnteza abaixo e com as portas abertas antes do impacto); 2 - Área descampada (para facilitar na busca e no salvamento) 3 - Meio da mata (neste caso é que se tenta o impacto com a menor velocidade possível, e com a aeronave toda "suja", ou seja, trem em baixo, flapeado e etc, para aumentar as superfícies que podem absorver impactos com galhos, evitando que a aeronave caia de uma vez ao chão, após bater nas copas das árvores. PORÉM... Sabe-se que havia um sistema convectivo violento naquela hora e naquela região, o SMS da passageira confirma isso. Portanto, as coisas mudam drasticamente de figura, pois o contato visual estava completamente degradado. Nestas horas a enorme experiência do Cmte. Luiz ajuda muito, mas as decisões ficam limitadas ao extremo. Ainda esperamos notícias boas, desejando sempre o melhor a todos!

Link to comment
Share on other sites

Putz, terrível isso.

Mal a FAB anuncia que interrompeu as buscas pelo Cirrus desaparecido há cerca de um mês nessa mesma região e já inicia outra busca por outra aeronave desaparecida em circunstâncias similáres à anterior.

:cry:

Link to comment
Share on other sites

Do blog Rastilho de Pólvora, disponível em: http://tertulino.blogspot.com.br/
20/03/2014
"Atualizado... 17h40’ Forte chuvas que se precipitam sobre a área de busca e salvamento obrigaram as aeronaves incluindo os dois helicópteros a retornarem para a base, com resultado infrutífero. É mais um dia sem resultado positivo, com certeza amanha as buscas continuarão
Atualizado... 18h00’ Informação colhida junto ao comando de busca dizem que o trabalho realizado para descobri o local do desastre, já foram feitas e refeitas todas as rotas em total de seis horas para cada das quatro aeronaves oficiais (2 Helicópteros e 2 aviões)Somando-se suas operações de voo atingem uma distancia de um percurso empregado compreendida entre Belém a Lisboa.
Atualizado... 18h05’ Conversando em off com o Comandante Noco que contribui com a operação de busca e resgate, esse disse demonstrando profundo pesar, que não se anima em acreditar que haja vida no desastre considerando as condições atmosféricas do momento e o longo tempo sem socorro e acredita que a aeronave esteja destruída na imensa floresta

Atualizado... 18h25’ Nas primeiras horas da manha (21) um avião de prospecção da FAB estará sendo deslocado de Brasília para detectar a aeronave desaparecida. Consta segundo relato de um aviador que contribui com as buscas que a aeronave de prospecção é capaz de identificar, metais e outros materiais que contem na liga da fuselagem da aeronave desaparecida, Há esperanças que amanhã seja encontrada de vez o avião dos PASSAGEIROS DA AGONIA."

Link to comment
Share on other sites

Meus prezados:
Força Aérea retoma buscas por avião desaparecido no Pará

Bimotor de táxi aéreo partiu de Itaituba com direção à Jacareacanga quando atingiu mau tempo. Radares acusam seu desaparecimento a cerca 29 km à nordeste de Jacareacanga

A operação de busca pelo bimotor modelo Beechcraft BE 58 Baron, de matrícula PR-LMN, da Jotan Taxi Aéreo, desaparecido na última terça-feira (18), próximo ao município de Jacareacanga, no sudoeste paraense, entrou no terceiro dia nesta quinta-feira (20).
O caso: Avião bimotor desaparece no Pará
Deste o dia do desaparecimento, duas aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) realizam as buscas. A aeronave de táxi aéreo partiu de Itaituba (PA) com direção à Jacareacanga quando atingiu mau tempo. Os radares acusam seu desaparecimento a aproximadamente 29 km à nordeste de destino.
Um helicóptero H-60 Black Hawk do Esquadrão Harpia (7º/8º GAV), sediado em Manaus (AM), e um SC-105 Amazonas do Esquadrão Pelicano (2º/10º GAV), de Campo Grande (MS), especializado em missões de Busca e Salvamento, estão engajados na missão que envolve cerca de 20 militares da FAB.
Uma das passageiras, a auxiliar de enfermagem Rayline Camopos, conseguiu enviar mensagem por celular para um tio. "Tio estou em temporal", diz um dos textos. Em seguida, outra mensagem afirma: "O motor está parando. Socorro, tio".
Segundo informações do Salvaero da Região Amazônica, unidade da FAB que coordena as buscas no norte do país, a área coberta até o momento foi de 72 km² e a área de cobertura estipulada é de 1.165 km². No entanto, o mau tempo na região, especialmente a formação de um nevoeiro, prejudicam a visibilidade.
Além da FAB, também auxiliam nas buscas dois aviões da empresa da aeronave desaparecida e um helicóptero da Polícia Militar do Pará.
92o6k9e17yshfg0ry61r709x4.jpg
Fonte: Ultimo Segundo via CECOMSAER 21 mar 2014
Os Barons B58, em geral (ou esse em particular) são desprovidos de radar metereológico?

Link to comment
Share on other sites

Meus prezados:

'O acesso é impossível', diz secretário sobre buscas por avião no PA

60 pessoas buscam por avião dentro de mata densa e acidentada. Mau tempo atrasa a procura por aeronave, que sumiu com cinco pessoas.

A busca pelo avião bimotor que desapareceu com cinco pessoas a bordo está sendo prejudicada pela densidade da floresta. De acordo com a Secretaria Municipal de Assuntos Indígenas de Jacareacanga, que auxilia nas buscas, ter acesso às áreas de mata fechada onde possa estar a aeronave é “quase impossível”. “É uma área de mata densa, íngreme, acidentada. O acesso é quase impossível. Estamos exaustos. A mata até prejudica a cabeça da gente. Mas não iremos esmorecer”, declarou o secretário Ivânio Nogueira em entrevista ao G1 nesta quinta-feira (20).

O avião bimotor desapareceu perto de Jacarecanga, sudoeste do Pará, na última terça-feira (18). Segundo o Ministério da Saúde, o grupo estava viajando para fazer substituição de equipes que prestavam atendimento nas aldeias da etnia mundurucu. Entre os passageiros do avião estava a técnica de enfermagem Rayline Campos, que chegou a mandar um SMS para o tio falando dos problemas enfrentados na aeronave. A busca pelo bimotor começou na terça e envolve, além de três aviões oficiais, uma equipe de mais de 60 pessoas.

De acordo com Nogueira, a equipe de buscas terrestre é formada por voluntários, profissionais da Secretaria Especial de Saúde Indigena (Sesai) e da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Os turnos de busca duram cerca de dez horas e tem o desafio de percorrer uma área estimada em 15 quilômetros. “Estamos nos baseando no depoimento de moradores que viram o avião voando baixo, momentos antes de sumir. A partir dessas informações, estabelecimentos a área de busca, que é extensa e dentro de mata fechada”, informou.
saiba mais

Piloto era dono do taxiaéreo

Duas aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) e um helicóptero da Polícia Militar também estão empenhados na procura. Outros aviões menores que estavam na busca devem suspender a participação, por motivos de segurança. “Outros bimotores estavam circulando, mas pedimos que eles cessassem a busca para evitarmos novos acidentes”, conta Nogueira.

De acordo com o secretário, a mobilização de outros pilotos ocorreu porque Luiz Feltrin, o condutor da aeronave desaparecida, era dono da empresa Jotan Taxiaéreo, proprietária do bimotor que transportava a equipe médica de Itaituba até a comunidade indígena de Jacareacanga. “Ele era dono da empresa e um conhecido piloto em Itaituba, com mais de 30 anos de experiência”, informou. A Jotan Taxiaéreo não quis se pronunciar sobre o caso.

Mau tempo atrasa buscas

As buscas sofreram atrasos devido ao mau tempo. Durante a manhã desta quinta-feira (20), as aeronaves oficiais não realizaram a procura diante do tempo nublado impossibilitou a visibilidade. Os aviões retomaram o trabalho apenas às 16h.

O capitão da Força Aérea Brasileira (FAB), Alcides Machado, que comanda as buscas pelo bimotor, conta que a sua aeronave já percorreu cerca de 750 quilômetros quadrados durante a busca e explica a dificuldade de trabalhar em mata fechada. “Muitas vezes a gente pensa que um avião que caiu na mata vai abrir uma grande clareira, algo de fácil visualização, mas na verdade não é assim, a mata, em termos gerais, realmente ‘engole’ a aeronave e caso ela tenha colidido com solo e não pegou fogo, fica mais difícil ainda a localização”.

De acordo com a FAB, após 21h de voos, já foi percorrida 90% da área apontada como provável localização da aeronave. Caso o bimotor de táxi aéreo não seja encontrado ainda nesta quinta-feira (20), outros padrões de busca devem ser adotados.

Entenda o caso

O avião de pequeno porte que transportava uma equipe de profissionais da Secretaria Especial de Saúde Indigena (Sesai) até uma aldeia indígena de Jacareacanga, no sudoeste do Pará desapareceu na última terça-feira (18). Aeronaves de Manaus e Campo Grande estão ajudando nos trabalhos de localização do bimotor, modelo Beechcraft BE 58 Baron.

De acordo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a situação da aeronave desaparecida, de matrícula PR-LMN, estava regular. A Inspeção Anual de Manutenção (IAM) e o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) estavam em dia.

Fonte: G1 via CECOMSAER 21 mar 2014

Link to comment
Share on other sites

 

 

Os Barons B58, em geral (ou esse em particular) são desprovidos de radar metereológico?

 

 

Depende.

 

E como carro tudo e opcional. Mas se não Me engano o do acidente era equipado.

 

Abraços.

 

Lopes.

Link to comment
Share on other sites

mais atualizações do blog rastilho de pólvora. disponível em: http://tertulino.blogspot.com.br/

 

Dia: 21.03.2014

-Atualizado... 06h39' Amanhece em Jacareacanga com densa neblina sobre a região e timidamente o sol aparecendo. Não ha movimentação ainda no aeroporto, muito devido as
condições meteorológicas
-Atualizado... 07h00' Equipes terrestres composta por populares índios, pescadores, coletores, mateiros)que foram para as bandas do Igarapé do Limão, retornaram ontem exaustos vencidos pela floresta. Nada foi encontrado, nem vestígios.
-Atualizado... 08h21' - Mantive contato com um dos componentes da equipe do Salvaero integrante da tripulação de um dos helicópteros, que afirmou que o dia de ontem não foi tão produtivo nas buscas devido as péssimas condições meteorológicas na região, entretanto garantiu que 90% da área mapeada para busca já foi atingida.


Atualizado... 09h20’ Hoje conforme já informado, deverá chegar nesta cidade um avião de prospecção da FAB equipado para detectar metais e outros elementos contidos na fuselagem de avião. Ontem recebemos indagações a respeito do porquê esse tipo de aeronave não estar no inicio das operações. Repassando o questionamento para um Perito do IML esse, disse-me que como supunha-se que o resgate seria imediato já que as informações que o sinistro teria ocorrido margeando ou aproximado à cidade colocaram estrutura de resgate suficiente para a operação requerida para uma busca rápida. Acrescentou que a maior dificuldade é a mata ser densa e há a desconfiança que o avião “embiocou” (caiu de bico) e a mata fechou em seguida.


Atualizado... 09h44' Informação do Blogueiro André Paxiúba que encontrou-se em Itaituba com pessoal de logística do Salvaero confirma que uma aeronave de prospecção com equipamentos de ponta decolou as 07h40’ de Brasilia e já deve estar chegando na região para iniciar os trabalhos de busca da aeronave desaparecida.

Atualizado... 10h09' Confirmado através do perito criminal do IML Adson Wender que a aeronave de prospecção ja está desenvolvendo seus trabalhos de prospecção. A aeronave fez pouso técnico em Itaituba, decolou e ja estaria na região.

Atualizado... 10h35' É péssimo, o tempo fechou, a camada densa de nuvens paira sobre Jacareacanga, mesmo assim um dos helicópteros decolou. Não chove, mas há ameaça.

Atualizado... 10h53' O tempo abre, o sol aparece, vai dar certo!

Atualizado... 11h48' O tempo continua nublado, os aviões e helicópteros retornam à base para abastecimento e continuarem a jornada

Atualizado... 11h58' - Atualizado... 11h48' O tempo continua nublado, os aviões e helicópteros retornam à base para abastecimento e continuarem a jornada

Atualizado... 11h58' - Garimpeiros do garimpo São Sebastião informaram que avistaram o avião voando baixo próximo ao garimpo e neste momento passaram a informação para o comando de busca que programou para a parte da tarde uma operação pente-fino com a utilização de toda a estrutura existente para busca e resgate. Vai dar certo!

Atualizado....12h43' Estou recebendo muitos telefonemas de varias partes do Brasil, cobrando atualização de informações, afirmo que as atualizações são feitas tão logo recebo ou coleto noticias, toda a estrutura encontra-se em operação de busca e salvamento e não retornaram daí a falta de informação.
Link to comment
Share on other sites

'Meu pai sabe cair', diz filho de piloto de Birigui desaparecido no PA

 

 

"Meu pai sabe cair", disse o estudante de ciências aeronáuticas Luiz Francisco Feltrin Júnior, 18 anos, filho do piloto de 54 anos, nascido em Guararapes, que conduzia o bimotor desaparecido desde a última terça-feira (18), no Pará. Com mais de 30 anos de experiência e cerca de 15 mil horas de voo, Feltrin já sobreviveu a outros dois acidentes envolvendo aeronaves.

 

Apesar do mau tempo e da presença de neblina na área de busca, a Aeronáutica seguia na quinta-feira (20) procurando o avião que foi contratado para transportar quatro funcionários do Ministério da Saúde. Familiares, funcionários e colegas de profissão que vivem na região de Araçatuba acreditam na possibilidade de Feltrin estar vivo.

Há três décadas o piloto deixou a região rumo ao norte. Atualmente, ele reside com a atual esposa, na cidade de Itaituba (PA). É no município que está instalada a sede de sua empresa, a Jotan Táxi Aéreo.

 

Além de Feltrin Júnior, o empresário tem uma filha de 25 anos, que trabalha com ele, e um menino de 3. A mãe do piloto e seus seis irmãos vivem em Birigui, onde Feltrin tirou a licença para voar. Além de Júnior, a reportagem conversou com a araçatubense que é mãe de dois de seus três filhos. "Estamos abalados e aflitos pela falta de informações. A única coisa que sabemos é que estão sendo feitas buscas. Pedimos que as pessoas nos ajudem com orações e que a imprensa pressione pela continuidade dos trabalhos até o resgate dos desaparecidos", declarou a mulher, que pediu para ter seu nome preservado.

 

AMIZADE

Amigo de Feltrin há 15 anos, o gestor de segurança de voo do aeroclube de Birigui, Bruno Luiz Cordeiro, 35, o considera um dos melhores pilotos em atuação na região norte. Cordeiro conta que, no final do ano passado, o amigo esteve no aeroclube. "Esporadicamente, ele costumava trazer aeronaves para manutenção com a gente", conta.

"Na ocasião, ele aproveitou para saber como o filho dele estava indo nas aulas de aviação por aqui", comenta. Na época, Júnior fazia suas primeiras horas de voo. Em fevereiro, o jovem se mudou para o Rio Grande do Sul, onde faz graduação em ciências aeronáuticas. No entanto, anteontem o jovem chegou em Araçatuba para ficar próximo da família.

 

Segue link da reportagem.

 

http://www.folhadaregiao.com.br/Materia.php?id=326192

 

Abraços

 

Lopes

Link to comment
Share on other sites

 

Do blog Rastilho de Pólvora. Disponível em: http://tertulino.blogspot.com.br/

 

21/03/2014

 

A MÃO AMIGA CHAMA-SE SOLIDARIEDADE

1966771_548580311923697_684564200_n.jpg

Uma das equipes terrestre que se formaram para fazer buscas do avião desaparecido, constituindo-se de funcionários da SESAI como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, funcionários da Prefeitura Municipal, indígenas, mateiros, coletores, pescadores; servidores da Defesa Civil do município, todos em um único proposito, fazer buscas dos PASSAGEIROS DA AGONIA, que caíram no avião comandado por Luiz Feltrin.

1235940_548578161923912_515743050_n.jpg

Mais um dia de difícil trabalho da equipe, que enfrenta as hostilidades da selva, procurando os passageiros para entregarem às famílias que choram por seus entes. Entre os equipistas ha uma certeza de que apesar dos dias estarem se passando, apesar de alguém estar com fraturas devido a queda, apesar da fome, frio, uma certeza se evidencia entre eles, que os encontrarão com vidas.

Minha solidariedade a cada funcionário do DSEI - Tapajós e nesse particular à Coordenadora Cleidiane que carrega nos ombros a responsabilidade pela gestão da promoção de saúde aos indígenas, e apesar do seu aparente estado emocional seguro, sinto que a qualquer hora pode desabar ja que acompanha passo a passo as buscas e todo o trabalho e carrega sobre si a grande responsabilidade de dirigir um trabalho que dignifica e enobrece o gênero humano. A Mão amiga retratada acima por essa que é apenas uma das equipes em busca dos passageiros, irá prosseguir os trabalhos amanhã.

 

Link to comment
Share on other sites

Do blog Rastilho de Pólvora. Disponível em: http://tertulino.blogspot.com.br/ 21/03/2014 A MÃO AMIGA CHAMA-SE SOLIDARIEDADE

1966771_548580311923697_684564200_n.jpg
Uma das equipes terrestre que se formaram para fazer buscas do avião desaparecido, constituindo-se de funcionários da SESAI como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, funcionários da Prefeitura Municipal, indígenas, mateiros, coletores, pescadores; servidores da Defesa Civil do município, todos em um único proposito, fazer buscas dos PASSAGEIROS DA AGONIA, que caíram no avião comandado por Luiz Feltrin.
1235940_548578161923912_515743050_n.jpg
Mais um dia de difícil trabalho da equipe, que enfrenta as hostilidades da selva, procurando os passageiros para entregarem às famílias que choram por seus entes. Entre os equipistas ha uma certeza de que apesar dos dias estarem se passando, apesar de alguém estar com fraturas devido a queda, apesar da fome, frio, uma certeza se evidencia entre eles, que os encontrarão com vidas.
Minha solidariedade a cada funcionário do DSEI - Tapajós e nesse particular à Coordenadora Cleidiane que carrega nos ombros a responsabilidade pela gestão da promoção de saúde aos indígenas, e apesar do seu aparente estado emocional seguro, sinto que a qualquer hora pode desabar ja que acompanha passo a passo as buscas e todo o trabalho e carrega sobre si a grande responsabilidade de dirigir um trabalho que dignifica e enobrece o gênero humano. A Mão amiga retratada acima por essa que é apenas uma das equipes em busca dos passageiros, irá prosseguir os trabalhos amanhã.

 

 

Heróis anonimos....

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.


×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade