Jump to content

Recommended Posts

O assunto vai ficando cada vez mais distante. Imagina a angústia das famílias com todo o tipo de teorias malucas rondando a cabeça.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

  • Replies 465
  • Created
  • Last Reply

Top Posters In This Topic

Top Posters In This Topic

Popular Posts

Bom vamos ao que ja sabemos sobre o acidente: - O sistema de localizacao de caixa preta apos um acidente(especialmente no mar) não funciona adequadamente, cabe a hora de se pensar em deployable recor

Você só pode estar de brncadeira. "Aonde está a dificuldade?" Sério? Procurar um avião de 60 metros de comprimento no mar, que não se tem certeza de onde caiu, numa área de uns 15 milhões de quilô

Colegas, o outro tópico foi fechado pois continha muitas informações desencontradas, sem nexo ou com informações desatualizadas. A partir do anúncio oficial do governo malaio, decidimos abrir um novo

Malaysia Airlines Flight 370: 2 new signals in search area buoys hope
By Ed Payne and Greg Botelho, CNN
April 9, 2014 -- Updated 0356 GMT (1156 HKT)

 

(CNN) -- In a sea of uncertainty, two bits of good news emerged Wednesday.
The Australian ship Ocean Shield picked up fresh signals that officials hope are locator beacons from the data recorders of the missing Malaysia Airlines Flight 370.
The ship had first picked up the underwater pulses Saturday. But then, for the next three days, nothing.

On Tuesday, the ship once again reacquired the signals. That's four signals in the same broad area: two on Saturday; two on Tuesday.
"I believe we are searching in the right area but we need to visually identify wreckage before we can confirm with certainty that this is the final resting place of MH370," Houston said.
The second piece of good news? Authorities analyzed the signals picked up Saturday and determined they were not of
natural origin and was likely sourced from specific electronic equipment.
"They believe the signals to be consistent with the specification and description of a flight data recorder," Houston said.
Signals getting weaker
Wednesday is Day 33 in the search for Malaysia Airlines Flight 370, which went missing March 8. It was carrying 239 people.
Authorities haven't given up trying. Instead, they are pinning their hopes on the so-pings.
But time is not on their side.
The batteries powering the flight recorders' locator beacons are certified to be working for 30 days. Stored in a plane's tail, they are designed to begin sending off distinct, high-pitched signals as soon as they come in contact with water.
"The signals are getting weaker. Which means we're either moving away from the search area or the pinger batteries are dying," Houston said.
The first signal, at 4:45 p.m. Perth Time on Saturday, lasted 2 hours 20 minutes.
The second, at 9:27 p.m. Saturday, lasted 13 minutes.
The third signal was picked up Tuesday at 4:27 p.m. That lasted 5 minutes 32 seconds.
The fourth, at 10:17 p.m. Tuesday, was 7 minutes long.
"It's certainly encouraging that more signals have been detected," Pentagon spokesman Adm. John Kirby told CNN.
"There is still much work to do, however."
Four reasons to believe; six reasons to doubt

 

http://edition.cnn.com/2014/04/08/world/asia/malaysia-airlines-plane/index.html?hpt=hp_t1

 

tl;dr

Navio Australiano captou no sábado pings consistentes com os de uma caixa preta no sábado e na terça feira

Oficiais australianos estão mais confiantes que irão conseguir encontrar o avião, ou o que sobrou do mesmo em um futuro não distante

Os sinais estão enfraquecendo, o que significa uma das duas: A bateria está acabando ou eles estão se afastando.

Link to post
Share on other sites

Pessoal,

 

Uma dúvida sobre regulamentação. Neste voo existiam 2 pilotos, o comandante e o co-piloto. O que determina a quantidade de pilotos a bordo?

 

Nos últimos anos usei bastante o voo da United de 767 pra Houston e já cheguei a contar 4 pilotos a bordo...

Link to post
Share on other sites

258a1af9f2e4d90d500f6a706700f6e6.jpg(Foto: AP)

O navio australiano Ocean Shield captou dois novos sinais no Oceano Índico que podem ser da caixa-preta do avião da Malaysia Airlines, desaparecido desde o dia 8 de março (dia 7 no Brasil) com 239 pessoas a bordo, informaram nesta quarta-feira fontes oficiais.

Leia também:
Coordenador de busca do voo MH370 espera encontrar destroços em dias
Malásia não detecta anormalidade nas comunicações do voo MH370

O primeiro sinal, que durou 5 minutos e 32 segundos, foi captado na tarde de ontem, e o segundo, de 7 minutos, durante a noite (hora local da cidade de Perth, no oeste da Austrália).

"Foram captados na mesma área e vão permitir uma melhor definição das buscas", disse o chefe do Centro de Coordenação de Agências Conjuntas, Angus Houston.

O ex-militar australiano disse que "apesar de estarmos fazendo as buscas no local correto" ainda não há confirmação visual da presença dos destroços do avião desaparecido.

O Ocean Shield, que no domingo detectou dois sinais na mesma área situada a cerca de 2 mil quilômetros ao noroeste de Perth, continua buscando "meticulosamente" por novos sinais para "determinar o lugar dentro dos quatro pontos acústicos" antes que se esgotem as baterias da caixa-preta.

"É importante receber a maior quantidade de informação para determinar a possível localização do avião enquanto os sinais continuem sendo transmitidos", disse Houston.

As equipes de resgate trabalham para estabelecer a área de rastreamento antes de enviar o submarino não tripulado Bluefin-21, que é transportado pelo Ocean Shield, para buscar os destroços do avião malaio.

O submarino, que está equipado com sonares e uma câmera de vídeo, pode submergir a uma profundidade de até 4,5 mil metros, que coincide com a do local de buscas, mas seu raio de ação é limitado.

Houston destacou que o Ocean Shield pode rastrear com seu detector de sinais uma superfície seis vezes maior que a do pequeno submarino.

"Esperamos que em poucos dias possamos encontrar algo no fundo que confirme que é o destino final do (avião do voo) MH370", disse o coordenador da operação.

Participam dos trabalhos de hoje 11 aviões militares, quatro civis, e 14 embarcações, que se concentra em uma área de 75.423 quilômetros quadrados situada a cerca de 2.261 quilômetros ao noroeste de Perth.

O voo MH370 saiu de Kuala Lumpur com 239 pessoas a bordo rumo a Pequim na madrugada do dia 8 de março (tarde do dia 7 no Brasil) e desapareceu dos radares civis da Malásia cerca de 40 minutos após a decolagem.

Estavam a bordo da aeronave 153 chineses, 50 malaios, sete indonésios, seis australianos, cinco indianos, quatro franceses, três americanos, dois neozelandeses, dois ucranianos, dois canadenses, um russo, um holandês, um taiwanês e dois iranianos que utilizaram os passaportes roubados de um italiano e de um austríaco.

A polícia malaia disse na semana passada que não considera que os 227 passageiros sejam responsáveis de sequestro, sabotagem e problemas psicológicos ou pessoais, mas a tripulação de nacionalidade continua sob suspeita. EFE

Link:

https://br.noticias.yahoo.com/infla%C3%A7%C3%A3o-china-caiu-4-d%C3%A9cimos-mar%C3%A7o-3-6-030539482.html

Abraços

Lopes

Link to post
Share on other sites

Pessoal,

 

Uma dúvida sobre regulamentação. Neste voo existiam 2 pilotos, o comandante e o co-piloto. O que determina a quantidade de pilotos a bordo?

 

Nos últimos anos usei bastante o voo da United de 767 pra Houston e já cheguei a contar 4 pilotos a bordo...

Paulo basicamente tempo de voo!

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Buscas por avião desaparecido são limitadas a área do tamanho de Sergipe

Equipes de resgate estão se concentrando em uma área do tamanho do Sergipe nas buscas pelo avião desaparecido da Malaysia Airlines, após terem sido captados, no início da semana, novos sinais de áudio que poderiam ser da caixa-preta da aeronave.

As buscas da quinta-feira (10) deveriam envolver até 14 porta-aviões e 13 navios, segundo informações da agência que coordena as buscas pela aeronave desaparecida no dia 8 de março. As operações se concentrarão em uma área de 22 mil km quadrados - a menor área de buscas já realizadas desde o início das operações de procura pelo avião MH370.

 

Na quarta-feira (9), Angus Houston, que chefia o Centro de Coordenação da Agência Conjunta (JACC, na sigla em inglês), órgão criado pela Austrália para coordenar a comunicação entre os diferentes países envolvidos nos trabalhos de busca, disse acreditar que as equipes estavam procurando "na área certa".

"Estou agora otimista de que iremos encontrar a aeronave, ou o que resta da aeronave, em um futuro não muito distante", afirmou Houston.

Reportagem completa:
Link to post
Share on other sites

Pessoal,

 

Tem uma notícia neste momento no site do UOL dizendo que o celular do co-piloto tentou fazer um ligação quando o avião estava passando novamente pela Malásia já no sentido sul.

 

Não vi nada no site da CNN.

 

Alguém possui maiores detalhes?

Link to post
Share on other sites

pelo que eu li na cnn, não foi uma tentativa de ligação, mas sim que o celular conectou com uma antena de celular, depois desconectou e voltou a reconectar e foi embora de vez.

Link to post
Share on other sites

O jornal malaio New Straits Times diz que o co-piloto fez uma ligação desesperada antes do desaparecimento. Segundo o próprio jornal a ligação não chegou a ser completada, mas o celular conseguiu se conectar a ERB da operadora. Quanto ao termo "desesperado" que o jornal usou, acho que já foi sensacionalismo, já que a ligação não se completou, então não teriam elementos para comprovar o que o co-piloto queria falar. Mas de qualquer forma já é outra pista.

 

http://www.nst.com.my/nation/general/call-traced-to-co-pilot-s-phone-1.562612

Link to post
Share on other sites

Se houve uma conexão com a ERB o avião provavelmente estava baixo, mas não necessariamente devagar

 

(E o celular vai tentar se conectar com a ERB sempre, desde que esteja ligado)

 

Por curiosidade, um teste que a Ericsson fez em seus sistemas:

Link to post
Share on other sites

Acho que será um dos grandes mistérios, senão o maior, da aviação desde que o homem colocou seu mais pesado no ar.

 

Podem até achar os restos do voo, mas não acretido que será esclarecido acontento o famoso "porque" aconteceu. Espero estar errado.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

Li as reportagens e entendo que o governo malaio nega o "desesperado", mas não nega que a tentativa ocorreu.

 

Com certeza CIA e MI6 sabem muito mais do que o que nós sabemos até agora. Mas por um tempo consegue-se manter o sigilo. É permanecer acompanhando as notícias...

 

Voltando ao possível telefonema, isso leva a acreditar num cenário do tipo:

- alguém teve acesso ao celular do copila;

- se ele utilizava senha para desbloqueio (a esposa e/ou filhos podem confirmar isso), então é bem provável que estava vivo;

- se confirmada a tentativa de ligação e não apenas a conexão do aparelho com a rádio base, então ao menos uma pessoa estaria viva e consciente dentro daquele avião naquele momento.

 

Vejam, eu não sou investigador, mas imaginem o tanto de informações que CIA e MI6 já devem ter cruzado até agora...

 

Particularmente acho isso muito interessante.

  • Like 1
Link to post
Share on other sites

uma duvida rapida: o voo AF447 acharam os destroços pelo sinal da caixa preta? chegaram a detecta a sua transmissão como agora este?

Não, os destroços foram achados 48 horas depois da perca de contato por equipes de busca visual, a caixa preta só foi encontrada dois anos depois.

Link to post
Share on other sites

Aos que voam nos FL's mais altos.

 

E possivel ter sinal de telefone ??

 

Copiloto de avião desaparecido tentou ligar do celular, diz jornal

 

KUALA LAMPUR, 12 Abr (Reuters) - Investigadores do desaparecimento do voo MH370 da Malaysia Airlines suspeitam que o copiloto da aeronave tentou fazer uma ligação com seu celular depois que o avião foi desviado da rota, disse neste sábado o jornal New Straits Times, da Malásia, citando fontes não identificadas.

O jornal citou fontes da investigação segundo as quais a tentativa de ligação do copiloto Fariq Abdul Hamid foi registrada por uma torre de celular enquanto o avião estava a cerca de 200 milhas náuticas a nordeste da costa oeste do Estado de Penang. A região foi o último local em que o radar fez contato com o avião desaparecido, às 2h15 da manhã de 8 de março.

"A torre da empresa de telecomunicações registrou a ligação que ele estava tentando fazer. Mas a ligação foi cortada porque a aeronave voava rapidamente, e não entrou na cobertura de outra torre", disse o New Straits Times citando uma fonte não identificada.

Autoridades governamentais não puderam ser imediatamente contatadas para comentar a informação. O New Straits Times citou o ministro dos Transportes, Hishammuddin Hussein, segundo o qual a informação precisaria ser verificada.

Mas ele questionou a notícia, dizendo que se isso tivesse acontecido, "nós já teríamos ficado sabendo antes".

O jornal citou outras fontes ligadas à investigação, afirmando que o sinal do celular de Fariq foi captado, mas que poderia ser o aparelho sendo desligado, e não sendo usado em uma ligação.

A Malásia está focando em sua investigação criminal do pessoal de cabine e pilotos do avião -- o capitão de 53 anos Zaharie Ahmad Shah e Fariq, de 27 anos -- depois de desvincular qualquer dos 227 passageiros de envolvimento, disse a polícia.

Investigadores acreditam que pessoas com conhecimento detalhado do funcionamento do Boeing 777-200ER e de aviação comercial desligaram os sistemas de comunicação do avião antes de desviá-lo de sua rota.

As buscas pelo avião no sudeste do Oceano Índico prosseguiam neste sábado, em meio a temores de que as baterias das caixas pretas podem ter acabado.

(Por Stuart Grudgings)

Link:

https://br.noticias.yahoo.com/co-piloto-avi%C3%A3o-desaparecido-tentou-ligar-celular-diz-144001090.html

Abraços

Lopes

Link to post
Share on other sites

É pouco provável. Um dos problemas em fazer uma ligação de dentro do avião é justamente pela alta velocidade, pois a autenticação com a ERB não sera possível em virtude das trocas de protocolo. A tecnologia 4G permite uma comunicação na faixa dos 350 a 400 km/h. Outro problema é que as antenas de celulares são setoriais e inclinadas um pouco para baixo, já que não existe interesse em mandar sinal para cima. Desta forma você tem um alcance maior na cobertura do sinal de celular.

Link to post
Share on other sites

É pouco provável. Um dos problemas em fazer uma ligação de dentro do avião é justamente pela alta velocidade, pois a autenticação com a ERB não sera possível em virtude das trocas de protocolo. A tecnologia 4G permite uma comunicação na faixa dos 350 a 400 km/h. Outro problema é que as antenas de celulares são setoriais e inclinadas um pouco para baixo, já que não existe interesse em mandar sinal para cima. Desta forma você tem um alcance maior na cobertura do sinal de celular.

 

Eu ja deixei celular ligado por esquecimento mais de uma vez,ao chegar no destino verifiquei varias mensagens de texto de operadoras de paises que sobrevoamos dando as boas vindas,portanto o sinal pega sim

 

 

Obrigado pela atenção a minha pergunta.

 

Abraços

 

Lopes

Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.




×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade