Jump to content

TAM economiza R$ 7,8 milhões com lavagem de motores


leelatim

Recommended Posts

TAM economiza R$ 7,8 milhões com lavagem de motores

 

 

TERESA PEROSA

06/05/2014 07h30 - Atualizado em 06/05/2014 19h44

 

 

 

Em 2014, 100% dos motores da frota de aviões da TAM foram lavados em um intervalo de quarenta dias. Segundo a empresa, a ação vai gerar uma economia anual de três milhões de litros de combustível, o equivalente a R$ 7,8 milhões. Isso acontece porque a lavagem, feita com água a 70ºC, remove partículas de sujeira, o que diminui a temperatura de operação do motor, melhorando seu desempenho e diminuindo o consumo de combustível. A TAM afirma que a ação se tornou periódica.

 

Fonte:Época

Link to comment
Share on other sites

TAM economiza combustível com lavagens de motores

 

Publicado em 07/05/2014 às 16h05

« Ir para a lista de matérias

 

 

A TAM conquistou um marco histórico: 100% dos motores da frota foram lavados em um intervalo de 40 dias. A ação, que se tornou periódica, vai gerar uma economia anual de 3 milhões de litros de combustível, equivalente a U$ 3,5 milhões.

 

Para lavar o motor das aeronaves, mecânicos treinados e habilitados, utilizando um equipamento desenvolvido especialmente para este fim, injetam água a uma temperatura média de 70ºC nos compressores, removendo partículas de sujeira que se acumulam durante a cada voo. Esta simples ação diminui a temperatura de operação do motor, melhorando a performance e, portanto, diminuindo o consumo de combustível.

 

Os motores são lavados em sete aeroportos da empresa, Guarulhos, Rio de Janeiro (Galeão e Santos Dumont), Goiânia, Florianópolis, Vitória e Salvador, no Brasil, e Assunção, no Paraguai, durante os checks preventivos, que são revisões diárias realizadas em todas as aeronaves da frota.

 

 

Informações: www.lan.com e www.tam.com.br.

 

- See more at: http://www.brasilturis.com.br/noticias.php?id=16668&noticia=tam-economiza-combustivel-com-lavagens-de-motores#sthash.bk44A9zH.dpuf

Link to comment
Share on other sites

Desde quando a TAM faz isso? Pergunto porque li que muitas cias mundo a fora como a KLM intensificaram essas lavagens, para economizar combustível, após a crise econômica de 2008, inclusive com novos processos de lavagem...

Link to comment
Share on other sites

Quanto a economia de combustível acho bem questionável,porém a lavagem de compressores com a finalidade de eliminar resíduos que possam dar futura corrosão,aí sim acho válido.

Link to comment
Share on other sites

Uma reportagem antiga, de 2008, falando sobre o processo na United Airlines:

 

 


June 12, 2008 4:33 a.m.
J. Lynn Lunsford
The Wall Street Journal
Com a busca pelas companhias aéreas de novos meios de combater a escalada nos custos de combustível, um número cada vez maior de empresas está descobrindo que um bom banho quente pode economizar milhões de dólares.
Nos últimos meses, 50 companhias aéreas contrataram a divisão Pratt & Whitney da United Technologies Corp. para lavar suas turbinas com uma nova máquina que pode limpar profundamente, ao mesmo tempo em que recolhe e purifica detritos.
Agora que o combustível é o maior componente das despesas operacionais, as aéreas têm se voltado a medidas de economia que antes dificilmente pareciam valer a pena. Desde 2001, centenas de jatos em todo o mundo receberam pontas levantadas nas asas, que aumentam a autonomia de vôo e os tornam mais eficientes em termos aerodinâmicos. Pilotos rotineiramente taxeiam com um só motor, para poupar combustível, e operam as unidades de energia auxiliar e outros equipamentos o mínimo possível. Mas as soluções fáceis estão acabando.
O sistema de lavagem de turbinas da Pratt & Whitney, chamado EcoPower, estava em desenvolvimento desde 2004, mas só recentemente as economias potenciais de combustível se tornaram um grande atrativo.
"Quando o combustível estava a um quarto de seu custo atual, lavar as turbinas não parecia tão atraente", diz Rick Wysong, um diretor de manutenção encarregado de engenharia na United Airlines, da UAL Corp., um dos maiores clientes do EcoPower.
Desde 2004, a Pratt & Whitney executou mais de 2.000 dessas lavagens. Agora, informa que a demanda pelo serviço cresceu ao ponto em que provavelmente lavará 5.000 turbinas este ano. "Esta é a tecnologia certa exatamente no momento certo na indústria", diz Jim Keenan, diretor e gerente-geral da Global Service Partners da Pratt, que administra programas como o EcoPower.
Outros fabricantes de turbinas estão trabalhando para oferecer tecnologias parecidas. Mas até agora a Pratt & Whitney tem uma vantagem sobre a concorrência com um sistema exclusivo que é montado em caminhões, de modo que pode ser usado no portão de embarque em qualquer turbina de jato, independentemente do fabricante. Os caminhões podem filtrar os detritos — muito do qual é tóxico — ao mesmo tempo. A Pratt faz então a disposição do material perigoso.
A Pratt afirma que retirar o detrito acumulado no interior de uma turbina pode reduzir o consumo em aproximadamente 1,2%. Isso pode não parecer muito, mas na conta acumulada é bastante. A Pratt argumenta que, se cada companhia aérea do mundo lavasse suas turbinas, o setor poderia economizar cerca de US$ 1 bilhão por ano em despesas de combustível e reduzir as emissões de dióxido de carbono em 1,45 bilhão de quilos. Turbinas limpas também funcionam a temperaturas mais baixas, o que permite às aéreas evitar reformas dispendiosas por até 18 meses adicionais. A lavagem leva cerca de 90 minutos e usa energia da divisão de energia auxiliar do avião e do caminhão. A lavagem se paga em questão de semanas.
Link to comment
Share on other sites

Apenas para informação, os helicópteros que atendem aos vôos offshore fazem lavagem diária dos compressores devido as partículas de sal acumuladas na operação.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade