Jump to content

TAM vai comprar 20 jatos para aviação regional


F-BVFA

Recommended Posts

TAM vai comprar 20 jatos para aviação regional

2 de junho de 2014

Folha de S. Paulo


DOHA (QATAR) - O presidente da TAM, Marco Antonio Bologna, afirmou que até o fim do ano a empresa vai anunciar a compra de 20 jatos regionais para operar em cidades médias do Brasil. “Já tomamos a decisão de entrar no mercado regional. Até o final do ano, decidiremos qual será o modelo do avião”, disse Bolonha, destacando que a empresa pretende operar apenas jatos — e nenhum turboélice.


O executivo acredita haver demanda de 50 a 55 cidades para uma operação com jatos regionais.


Segundo Bologna, a empresa está conversando com diferentes fabricantes, embora haja uma preferência natural pelos jatos da Embraer.


“O E2 [nova geração de jatos regionais da Embraer, mais eficiente] é um super avião. Ainda temos que avaliar as condições, mas o financiamento em real, o aspecto tecnológico e a facilidade de manutenção pesam a favor da Embraer”, disse Bologna, que está em Doha, no Qatar, para o encontro anual das empresas aéreas, promovido pela Iata, a associação internacional do setor.


O grupo Latam ainda não decidiu se a operação regional será feita com uma nova marca e uma empresa subsidiária ou se os aviões serão integrados à frota da TAM.


Segundo Bologna, a entrada no mercado regional é vista como necessária para alimentar a operação doméstica, mas para viabilizá-la a empresa conta com o plano de aviação regional do governo. “Precisamos dos investimentos em aeroportos regionais e também dos incentivos de isenção de tarifas aeroportuárias”.




Link to comment
Share on other sites

  • Replies 81
  • Created
  • Last Reply

Será que agora vai? porque se esperar pelo plano de aviação regional do governo, só em 2015 e olhe lá, pois ano de eleição ninguem vai se comprometer antes da eleição.

 

:bump: :bump: :bump:

Link to comment
Share on other sites

50 a 55 cidades brasileiras é praticamente a malha da Azul se descontado os destinos que a TAM já opera. A AD está me parece que em 100 e poucos destinos.

 

Espero que seja uma NOVA companhia ou integrada a JJ mesmo.

Link to comment
Share on other sites

Creio na volta da PANTANAL com um novo livery

Link to comment
Share on other sites

Por isso que empresa aérea só dá prejuízo nesse país, não conseguem seguir uma linha mestra... Foi a maior regional do país no passado, abandonou tudo e deixou nas mãos da concorrência, agora vai gastar fortunas para recuperar parte do mercado perdido, assim não tem caixa que aguente! Para os aviadores a notícia de mais aviões é sempre uma esperança de tempos melhores, mas quem olha de fora se assusta como as coisas são conduzidas ao longo do tempo. Claro que não é culpa só da empresa, a política de incentivos no país colabora e muito para que os administradores fiquem sem saber para onde correr.

Link to comment
Share on other sites

Por isso que empresa aérea só dá prejuízo nesse país, não conseguem seguir uma linha mestra... Foi a maior regional do país no passado, abandonou tudo e deixou nas mãos da concorrência, agora vai gastar fortunas para recuperar parte do mercado perdido, assim não tem caixa que aguente! Para os aviadores a notícia de mais aviões é sempre uma esperança de tempos melhores, mas quem olha de fora se assusta como as coisas são conduzidas ao longo do tempo. Claro que não é culpa só da empresa, a política de incentivos no país colabora e muito para que os administradores fiquem sem saber para onde correr.

Comentava exatamente isso...

Eram 88 localidades atendidas pelo grupo BRC-TAM... chegou até um pouco mais, quando operou parte das linhas da TABA....

 

Abçs

Link to comment
Share on other sites

Mas fica a pergunta, será que tem mercado para jatos com o preço do Jet-A1 e o custo menor dos ATRs?

 

Faz mais sentido realmente se comprarem alguém já com ATRs daí colocarem os jatos complementando

 

Espero que não seja mais uma de gente em Santiago achando que "sabe tudo"

Link to comment
Share on other sites

:sabia: Eu já sabia, esqueçam o nome Pantanal e outras, com relação as marcas vai ser assim:

 

TAM = Regional com os aviões Embraer.

LAN = Rotas nacionais e internacionais. Essa é a deixa perfeita pra consolidar a marca LAN no país.

Link to comment
Share on other sites

Verdade, faz sentido. Em se tratar de turboélices, creio dos Dash8.. pois já existe (existia ?) na frota LAN

Link to comment
Share on other sites

Diz que pretende, não se tem certeza ainda :kiss:

 

Mas deve ser só os EMB's msmo, nao me vem a mente mais nenhuma jato regional para concorrer com eles

Link to comment
Share on other sites

acho q o mercado regional no Brasil n comporta mais de um player.

pra mim, se vier com quê bandeira for, alguem vai rodar!

 

A ABEAR não tinha apresentado ao Governo uma lista de 61 cidades onde as empresas gostariam de operar? De repente, podem pensar nestas...

Link to comment
Share on other sites

Assim como a GOL, a TAM aguarda o pacote de incentivos do governo para aviação regional.
Evidente que esse pacote para ser liberado precisa incentivar a industria nacional, ou seja, aviões da Embraer com 100% de certeza.

 

Agora não esperem aumento significativo de frota ou destinos.
TAM e GOL vão trocar os A319 e os 737-700 pelos E195-E2 que tem capacidade similar por um custo muito menor.

Quanto os destinos, primeiro o governo precisa definir o que é aviação regional, e se for do jeito que as cias esperam, falamos das não capitais que elas ja operam.

 

Também não esperem esse delírio de CNPJ diferente, nome diferente e muito menos comprar uma cia com passivos se elas podem fazer isso com suas próprias marcas.

Link to comment
Share on other sites

Landing,

 

Um CNPJ diferente pode criar o que a LAN tinha no Chile que era a LAN EXPRESS onde tudo era igualzinho a LAN grande, menos salários e custos... faria sentido na nossa combalida aviação.

Link to comment
Share on other sites

 

A ABEAR não tinha apresentado ao Governo uma lista de 61 cidades onde as empresas gostariam de operar? De repente, podem pensar nestas...

entao, pode se que os operadores estejam esperando tal incentivo para iniciar as operaçoes.

but, se forem 2 players, tenho la minhas duvidas se essas rotas se sustentam. algumas atuais estao na curva .

Link to comment
Share on other sites

Verdade, faz sentido. Em se tratar de turboélices, creio dos Dash8.. pois já existe (existia ?) na frota LAN

 

Sim, haviam alguns herdados da Aires, mas que estão sendo devolvidos.

 

Vocês não leram que ele disse NENHUM TURBOPROP?

 

Do que conheço dos bastidores da aviação, não tome nenhuma decisão como irrevogável ou verdade absoluta. Tanto que aqui a gente até fala, "só acredito com o avião no finger e embarcado".

Link to comment
Share on other sites

Pessoal da vermelha esta ligeiro...

 

TAM e Passaredo assinam parceria de compartilhamento de voos

 

A TAM e a Passaredo assinaram um acordo interline de compartilhamento de voos. A partir da próxima segunda-feira, os passageiros da TAM poderão incluir voos para noves destinos adicionais da malha da Passaredo. Os voos compartilhados poderão ser feitos a partir do dia 1º de agosto.

Segundo comunicado enviado pela TAM, a parceria permitirá que seus passageiros voem para Araguaína (AUX), Barreiras (BRA), Cascavel (CAC), Dourados (DOU), Belo Horizonte – Pampulha (PLU), Sinop (OPS), Três Lagoas (TJL), Uberaba (UBA), e Vitória da Conquista (VDC).

A partir da próxima segunda-feira será possível reservar os voos no site da companhia. Não temos ainda detalhes de como será o acordo para a Passaredo, ou seja, se seus passageiros terão acesso a toda a malha da TAM. Vamos atualizar este post assim que tivermos mais informações.

Dica do leitor Arthur Mendonça.

Não tinha um acordo entre a laranja e Passaredo? :uhm:

Link to comment
Share on other sites

Landing,

 

Um CNPJ diferente pode criar o que a LAN tinha no Chile que era a LAN EXPRESS onde tudo era igualzinho a LAN grande, menos salários e custos... faria sentido na nossa combalida aviação.

 

 

deverá ser outra empresa pra permitir outra estrutura de custos, especialmente salários.

 

mas a questão mais interessante pra mim é mesmo a da marca, até porque pode ser um bom indicativo da estratégia que o grupo vai adotar com relação à marca TAM, se vai virar tudo LAN - como continuo não achando boa idéia.

 

 

e sou capaz de apostar que a chance de adotar a marca Pantanal é igual a zero. menor até.

 

 

E2? então é lá pra 2018/19, tem muito chão ainda.

 

 

mas a embraer pode adoçar a boca da TAM com uns EJets da geração atual a preços ultracamaradas até a chegada dos E2.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

Guest
This topic is now closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade