Jump to content

Mais 4 aviões são expostos no museu da TAM; um deles é feito de madeira


jambock

Recommended Posts

Meus prezados:
Em sequência a:
http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/7389-a-ressurreicao-do-connie-da-panair/?hl=%2Bmuseu+%2Btam&do=findComment&comment=47399
http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/7719-tam-e-familia-amaro-inauguram-museu-em-sao-carlos/?hl=%2Bmuseu+%2Btam
http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/7746-conheca-alguns-avioes-expostos-no-asas-de-um-sonho/?hl=%2Bmuseu+%2Btam
http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/22143-museu-da-tam-ira-receber-nova-aeronave/?hl=%2Bmuseu+%2Btam
http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/31172-fokker-100-no-museu-da-tam/?hl=%2Bmuseu+%2Btam
http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/54442-museu-tam-amplia-acervo/?hl=%2Bmuseu+%2Btam
http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/62707-museu-tam-prepara-se-para-reabertura/?hl=%2Bmuseu+%2Btam
http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/72959-museu-tam-amplia-acervo-em-exposicao/?hl=%2Bmuseu+%2Btam
http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/74594-reformulado-o-museu-tam-expoe-72-avioes-historicos/?hl=%2Bmuseu+%2Btam
http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/78692-museu-tam-tera-apresentac?hl=%2Bmuseu+%2Btam
http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/83504-museu-tam-tem-programacao-especial-para-as-ferias/?hl=%2Bmuseu+%2Btam
http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/90747-museu-da-tam-bate-recorde-de-publico-e-encerra-atividades-de-ferias/?hl=%2Bmuseu+%2Btam
Mais 4 aviões são expostos no museu da TAM; um deles é feito de madeira

 

Os 22 mil m² da área de exposição do Museu da TAM, em São Carlos (232 km de São Paulo), já são pequenos para os apaixonados pela aviação. Ainda assim, João Amaro, 68, presidente do museu, não consegue dispensar as novas aeronaves que são doadas a seu acervo.
O museu expôs ao público neste mês de março quatro novas aeronaves, que estavam em processo de restauração desde o ano passado. Com elas, agora são ao todo 91 aeronaves expostas.
Entre os novos aviões do acervo, o gerente da oficina do museu, José Hass, 52, destacou a importância histórica dos planadores Flamingo e Neiva –ambos doados por um aeroclube de Bauru (329 km de São Paulo).
Os dois aeroplanos foram construídos no Brasil na década de 40. O Flamingo, de acordo com o gerente da oficina, é considerado uma "obra de arte da aviação".
Feito totalmente em madeira, com ele foram vencidos campeonatos nacionais de voo a vela –disputado por planadores, que são aeronaves sem motor.
"Ele estava bem judiado, com a madeira apodrecida. Mas nós o recuperamos e hoje ele tem condições estruturais de voos, só não tem os instrumentos necessários para voar", disse Hass.
O modelo do Neiva exposto foi o primeiro produzido. Outros 20 foram encomendados pelo Ministério da Aeronáutica e feitos nos anos 50.
Os outros dois aviões já faziam parte da coleção pessoal do presidente do museu.
A aeronave T-6, destinada à instrução de pilotos da Força Aérea da Marinha japonesa, foi adquirida por Amaro há cerca de um ano.
ESQUADRILHA
O modelo é conhecido no Brasil por ter sido utilizado como avião oficial da Esquadrilha da Fumaça. Ele ficou seis meses em restauração e está em condições de voo, ainda segundo o gerente.
O Flea Ship, primeiro avião a ser projetado por uma mulher –a norte-americana Lillian Holden– retornou a São Carlos depois de uma temporada no Museu Catavento, na capital paulista.
"Tivemos de refazer a pintura porque ele ficou um pouco danificado depois dessa viagem", disse Hass.
Em 2008, o Museu da TAM precisou ser fechado para uma expansão. Com a reforma, o hangar que abriga os aviões passou de 9.000 m² para os 22 mil m² atuais.
"Aviação é paixão. Apesar da falta de espaço, o presidente [Amaro] não quer descartar aviões importantes. Então, vamos apertando e dando um jeitinho para abrigar todos", contou Hass.
A oficina do museu tem ainda quatro aeronaves que passam elo processo de restauração. Duas delas devem ser expostas ao público dentro de seis meses, enquanto as outras ainda não têm previsão de término.
"Algumas demoram um pouco mais porque é difícil encontrar informações para deixá-los com as características originais", afirmou Hass.
Fonte: jornal Folha de São Paulo 16 jun 204

Link to comment
Share on other sites

Enquanto isto em Bebedouro infelizmente a historia da aviacao comercial Brasileira definha a céu aberto, uma pena mesmo!!!

 

Por puro ego né... o que é a parte mais triste

Link to comment
Share on other sites

Vi próximo à pista de SDSC um Junkers Ju52 parcialmente desmontado, o Douglas DC-3 sem pintura, um DeHavilland Dove ou Heron e um hidroavião quase pronto dentro do hangar, entre outros.

 

Alguma previsão desses irem para o museu?

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade