Jump to content

TAM compra 100 mil créditos de carbono para compensar emissões de voos na Copa


leelatim

Recommended Posts

Surgiu » A Cidade » PARAÍSO DO TOCANTINS

TAM compra 100 mil créditos de carbono para compensar emissões de voos na Copa. Dentre as empresas fornecedoras está a Cerâmica Milenium

 

A façanha será divulgada nos principais veículos de comunicações no Brasil, dentre eles a revista TAM

Postada em: 18/06/2014 ás 13:09:48Atualizada: 18/06/2014 ás 13:14:06Link:

A empresa Milenium na indústrialização de produtos cerâmicos na cidade de Paraíso do Tocantins foi um dos projetos escolhidos pela TAM, para a compra dos créditos de carbono, devido a empresa paraisense apoiar o futebol feminino e outras atividades que contribuem para o desenvolvimento da região.

 

Além da Milenium ter vendido seus créditos de carbono para a TAM, sua façanha será divulgada nos principais veículos de comunicações no Brasil, dentre eles a revista TAM, que é oferecida para os usuários das aeronaves durantes seus voos.

 

 

TAM

 

A TAM, maior companhia aérea do Brasil, anunciou a compra de 100 mil créditos voluntários de carbono para compensar as emissões de gases do efeito estufa de voos extras que operarão durante a Copa do Mundo 2014, que começa no próximo mês.

 

A TAM, subsidiária do Grupo Latam Airlines, do Chile, afirmou que a quantidade de créditos será mais do que suficiente para compensar as emissões dos 750 voos extras esperados que a empresa conduzirá no Brasil durante a competição, que dura um mês.

 

A companhia não divulgou o preço pago pelos créditos, que foram vendidos pela Sustainable Carbon de São Paulo, uma desenvolvedora de projetos de baixo carbono.

 

Stefano Merlin, CEO da Sustainable Carbon, declarou que os créditos foram emitidos sob o Verified Carbon Standards (VCS), um padrão de referência para os mercados voluntários de carbono.

 

 

 

Esses são créditos premium que têm certificações adicionais, tais como Social Carbon ou Gold Standard, devido aos seus co-benefícios sociais, observou ele.

 

A TAM comentou que os créditos vêm de seis projetos no Brasil que reduzem emissões através da substituição de combustíveis em usinas de energia, descartando as fontes fósseis e usando biomassa renovável.

 

Parte dos recursos obtidos dessas vendas de créditos é investida em programas sociais para comunidades situadas perto dos locais dos projetos.

 

A companhia aérea disse que apenas os voos extras relacionados à Copa do Mundo serão cobertos pelo programa neste momento.

 

A TAM afirmou ainda que está avaliando possibilidades de compensação para os próximos três anos..

 

A indústria da aviação está sob a pressão de grupos ambientalistas para reduzir sua pegada de carbono.

 

De acordo com o órgão de avião global AITA, o transporte aéreo produziu 689 milhões de toneladas de dióxido de carbono em 2012, sendo responsável por cerca de 2% das emissões globais de CO2.

 

A AITA estabeleceu uma meta para a indústria reduzir as emissões líquidas de CO2 da aviação em 50% até 2050, em comparação com os níveis de 2005.

Foto: DivulgaçãoFonte: RedaçãoPostador: Surgiu Redação

 

 

 

 

 

OUTRAS NOTICIAS

 

Fórmula Indy 2013 compensada com créditos de carbono gerados pela Cerâmica Milenium

 

 

Cerâmica Milenium encerra 1ª SIPAT com palestras e prêmios

 

 

Cerâmica Milênium em parceria com a CIPA promovem SIPAT

 

 

Título Cidadão Tocantinense para o promotor Glaydon José Freitas e Votos de Aplausos a Cerâmica Milenium

 

COMENTARIOS - FACEBOOK

 

 

 

COMENTARIOS - SURGIU

*De:

 

*E-mail:

 

Mensagem

 

Codigo da Imagem:

 

 

Atenção: Os Comentarios aqui publicados são de total responsabilidade

de seus autores e poderão ser excluídos se conterem caráter

pejorativo, ameaças ou ofensas aos visitantes ou ao artista.

 

No momento não temos nenhum Comentario

cadastrado em nosso banco de dados!

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade