Jump to content

American Airlines cortará 80% dos voos para a Venezuela em 1º de julho.


Dilson Rig

Recommended Posts

A American Airlines anunciou ontem que a partir de 1º de julho cortará cerca de 80% de suas frequências de voos para a Venezuela. O motivo é a posição do governo venezuelano de não repatriar os recursos das companhias aéreas estrangeiras, pela venda de passagens no país (veja Hot News de30.04.14). Segundo a American, o montante retido pelo governo venezuelano por problemas cambiais chega a US$ 750 milhões até março. Segundo a IATA, a dívida total com as companhias aéreas supera os US$ 4 bilhões. A American, que opera há 25 anos para o país (foi seu primeiro destino na América do Sul), manterá apenas 10 dos atuais 48 voos semanais entre os Estados Unidos e a Venezuela, mesmo assim apenas a partir de Miami. As rotas a partir de Nova York, Dallas e San Juan de Porto Rico serão suspensas.



A medida anunciada pela AA, é claro, afetará a saúde financeira das agências de viagens e da indústria turística venezuelana como um todo. Recentemente, pelos mesmos motivos, Air Canada, Alitalia e Copa Airlines suspenderam seus voos para a Venezuela e outras companhias vêm reduzindo a oferta de voos, contabilizando prejuízos cambiais ou suspendendo as vendas de bilhetes aéreos no país. O isolamento da Venezuela com o resto do mundo, por este motivo, entre outros, tende a piorar nos próximos meses.



http://www.businesstravel.com.br/hotnews_desc.php?cod=31381

Link to comment
Share on other sites

Putz, essa copa do mundo no Brasil tem atrapalhado mesmo a Venezuela hein :lol: :anta:

 

Ai o Presidente da Venezuela vai cobrar da Dna Dilma esse prejuizo de perder os voos da AA por conta da Copa do Mundo.

Cada uma desse governo chavista.

 

:anta: :secret: :sabia:

Link to comment
Share on other sites

Só não entendo por que empresas como a Copa, American, Avianca e outras deixaram o valor a chegar em mais de U$$ 3,5 bi. Deveriam ter tomado essa iniciativa antes.

 

Para a AA pode ser uma baixa contábil de U$$ 750 milhões.

Link to comment
Share on other sites

Acredito que os lucros anteriores compensaram a "paciencia" na esperanca de que resolveriam o problema e teriam suas financas liberadas.

Mas o tempo passou e o problema nao. Desistiram do mercado, acredito...

Link to comment
Share on other sites

Acredito que os lucros anteriores compensaram a "paciencia" na esperanca de que resolveriam o problema e teriam suas financas liberadas.

Mas o tempo passou e o problema nao. Desistiram do mercado, acredito...

 

Sem contar o provável custo de desmontar ou reduzir as operações... mas como tudo tem limite, chega a hora que compensa.

Link to comment
Share on other sites

Só não entendo por que empresas como a Copa, American, Avianca e outras deixaram o valor a chegar em mais de U$$ 3,5 bi. Deveriam ter tomado essa iniciativa antes.

 

Para a AA pode ser uma baixa contábil de U$$ 750 milhões.

Estranho a Latam não reduzir voos ou sair do país,bem como a Gol

Link to comment
Share on other sites

Estranho a Latam não reduzir voos ou sair do país,bem como a Gol

A TAM reduziu CCS a 3x/semana já faz um tempo. Desconheço a operação da LAN lá. A grande duvida é mesmo a GOL. Me pergunto se não seria mais vantajoso operar PUJ, AUA e CUR via MAO e BEL.

Link to comment
Share on other sites

A TAM reduziu CCS a 3x/semana já faz um tempo. Desconheço a operação da LAN lá. A grande duvida é mesmo a GOL. Me pergunto se não seria mais vantajoso operar

PUJ, AUA e CUR via MAO e BEL.

A tam inclusive não alocou o 330 pra CCS, coisa que estava prevista, e chegou até a ser vendido, mas acho que na hora, foi de 320 msm.

 

Quanto a G3: MAO/BEL, ou mesmo via SDQ, uma vez que ela está montando seu hub caribenho...

 

 

Enviado do meu iPhone usando o Tapatalk

Link to comment
Share on other sites

O vôo de CCS sofre pra chegar a 100 pax! Amigos meus q costumam fazer o vôo dizem que varia entre 50 e 80 pax, não sei como a TAM não deixou a base.

Link to comment
Share on other sites

 

Ai o Presidente da Venezuela vai cobrar da Dna Dilma esse prejuizo de perder os voos da AA por conta da Copa do Mundo.

Cada uma desse governo chavista.

 

:anta: :secret: :sabia:

Hausuausuajausushsuahshsah, verdade!

 

E não se surpreendam caso ela resolva dar uma forçinha pro maduro ;)

Link to comment
Share on other sites

Avianca bomba para cá, partindo de BOG e LIM. Copa tb marca presença com voos bem cheios, quando vim não tinha um lugar vazio. Volto em no fim de julho via COPA e para achar passagem é um parto.

 

abs

Link to comment
Share on other sites

Acredito que a AR ainda está recebendo alguma coisa, fez downgauge, mas vai aumentar pra diário em setembro.

 

Aerolineas Argentinas Caracas Operation Changes from August 2014

by JL
Update at 0700GMT 30JUN14


Aerolineas Argentinas from 08AUG14 is adjusting operations on Buenos Aires Ezeiza – Caracas route, which sees Boeing 737-800 operating, instead of Airbus A340-300 aircraft. From 08AUG14 to 31AUG14, service increases from 5 to 6 weekly. AR will operate this route on daily basis starting 01SEP14.

AR1376 EZE0700 – 1235CCS 738 D
AR1377 CCS1340 – 2220EZE 738 D

Above schedule is effective 01SEP14. From 08AUG14 to 31AUG14, service operates as Day x1 with schedule variation.

http://airlineroute.net/2014/06/30/ar-ccs-aug14/

Link to comment
Share on other sites

 

Acredito que a AR ainda está recebendo alguma coisa, fez downgauge, mas vai aumentar pra diário em setembro.

 

Aerolineas Argentinas Caracas Operation Changes from August 2014

by JL
Update at 0700GMT 30JUN14

Aerolineas Argentinas from 08AUG14 is adjusting operations on Buenos Aires Ezeiza – Caracas route, which sees Boeing 737-800 operating, instead of Airbus A340-300 aircraft. From 08AUG14 to 31AUG14, service increases from 5 to 6 weekly. AR will operate this route on daily basis starting 01SEP14.

AR1376 EZE0700 – 1235CCS 738 D

AR1377 CCS1340 – 2220EZE 738 D

Above schedule is effective 01SEP14. From 08AUG14 to 31AUG14, service operates as Day x1 with schedule variation.

http://airlineroute.net/2014/06/30/ar-ccs-aug14/

 

 

Mas isso é uma boa diminuição da oferta. Um 737 diário da uns 1190 assentos semanais e um 340 6x por semana são 1740.

Link to comment
Share on other sites

Não consegui entrar no site dela pra ver se é com 342 ou 343 (ou os dois) mas:

 

Eram 5 x 249 = 1245 (se for com 343, 5 x 280 = 1400)

 

Em set passa a 7 x 170 (738) = 1.190 nem tanta redução assim.

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

A American Airlines anunciou ontem que a partir de 1º de julho cortará cerca de 80% de suas frequências de voos para a Venezuela. O motivo é a posição do governo venezuelano de não repatriar os recursos das companhias aéreas estrangeiras, pela venda de passagens no país (veja Hot News de30.04.14). Segundo a American, o montante retido pelo governo venezuelano por problemas cambiais chega a US$ 750 milhões até março. Segundo a IATA, a dívida total com as companhias aéreas supera os US$ 4 bilhões. A American, que opera há 25 anos para o país (foi seu primeiro destino na América do Sul), manterá apenas 10 dos atuais 48 voos semanais entre os Estados Unidos e a Venezuela, mesmo assim apenas a partir de Miami. As rotas a partir de Nova York, Dallas e San Juan de Porto Rico serão suspensas.

A medida anunciada pela AA, é claro, afetará a saúde financeira das agências de viagens e da indústria turística venezuelana como um todo. Recentemente, pelos mesmos motivos, Air Canada, Alitalia e Copa Airlines suspenderam seus voos para a Venezuela e outras companhias vêm reduzindo a oferta de voos, contabilizando prejuízos cambiais ou suspendendo as vendas de bilhetes aéreos no país. O isolamento da Venezuela com o resto do mundo, por este motivo, entre outros, tende a piorar nos próximos meses.

http://www.businesstravel.com.br/hotnews_desc.php?cod=31381

 

Meus prezados:

http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/106097-aereas-tem-us-25-bilhoes-retidos-na-venezuela/

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade