Jump to content

Infraero negocia PDV para desligar 2,5 mil funcionários


jambock

Recommended Posts

Meus prezados:

 

Infraero negocia PDV para desligar 2,5 mil funcionários

Com a entrega, na próxima segunda-feira, dos aeroportos de Confins (MG) e Galeão (RJ) aos concessionários, a estatal Infraero entrará em seu mais agudo período de "vacas magras", que deve perdurar pelo menos até 2018. A partir de 2015, a estatal, até então responsável por esses dois aeroportos, deverá dar prejuízo da ordem de R$ 450 milhões ao ano, informou o presidente da empresa, Gustavo do Vale, ao jornal O Estado de S. Paulo.

Com a entrega dos principais aeroportos à iniciativa privada, a Infraero perdeu a fonte de cerca de 65% das receitas que tinha até 2012. Além de Confins e Galeão, a empresa deixou de arrecadar com Guarulhos, Viracopos (SP) e Brasília. Além disso, o Augusto Severo, no Rio Grande do Norte, foi fechado depois que o aeroporto privado de São Gonçalo do Amarante começou a operar. "Mas nós não perdemos as despesas correspondentes", disse Vale.

Cerca de 80% dos funcionários dos aeroportos já concedidos foram devolvidos à Infraero. Voltando, eles são readequados na própria empresa, já que até agora a opção foi não demitir. Para aliviar a situação, a empresa negocia com o Ministério do Planejamento um programa de redução do seu quadro de funcionários. A Infraero pede recursos, estimados inicialmente em R$ 750 milhões, para iniciar um Plano de Demissão Voluntária (PDV). Isso ajudaria a desligar 2,5 mil funcionários de um total pouco superior a 12 mil.

A medida, explicou Vale, é necessária para equilibrar as despesas de custeio da estatal a seu novo nível de receitas. "Com 10 mil funcionários, eu equilibro receitas e despesas." Sem o PDV, a Infraero terá um prejuízo de R$ 450 milhões em 2015. A empresa, que até agora conseguia bancar o próprio funcionamento com a arrecadação de taxas próprias, precisará dessa injeção dos cofres públicos. "Pela primeira vez, precisaremos de aporte do Tesouro para pagar custeio", disse Vale.

Orçamento. Além do quadro de pessoal que não é pequeno, a Infraero precisa bancar o funcionamento de 75 unidades de navegação aérea, e que não geram receita. O custo anual dessa atividade coincide com os R$ 450 milhões de prejuízo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Fonte: Jornal DIÁRIO DE PERNAMBUCO via CECOMSAER 10 ago 2014

Link to comment
Share on other sites

Não deveria ser PDV e sim PDBQ - Programa de Demissão por Baixa Qualidade, aí sim o tanto de PSA ou ADM inuteis, soberbos que tem por aí, poderia até citar uns aqui, com local e setor, mas aí o topico ia desandar.

Link to comment
Share on other sites

Já vão tarde e vão levar mais um pedaço do $$ dos impostos (mais uns pra sugarem), já que terão de pedir $$ emprestado para não ficar tão no vermelho, deveriam era sair sem direito a nada, já que muitos ai nunca fizeram nada além de sugar. Na infraero tem muito aspona e esses asponas sugam demais, virou empresa eleitoreira e não é de hoje.

Que venha a iniciativa privada, onde se tem metas e tem que trabalhar!

Link to comment
Share on other sites

Tem muitos profissionais bons na Infraero, assim como tem na Anac, mas infelizmente os ruins acabam denegrindo os demais.

 

Concordo, mas a proporção de bons para ruins é "desproporcional" para cada 1 bom em ambas tem uns 9 zé manés ou concurseiros formados em gastronomia, arquitetura, veterinário, cuidando de avião e processos de CHT

 

* nada contra os arquitetos, gastronomicos, veterinários e afins... mas quem tem o dom de projetar uma casa, não tem bem o dom de cuidar de um processo de licença e por aí vaí... ado a-ado, cada um no seu quadrado!

Link to comment
Share on other sites

  • 2 weeks later...

 

Pra quem ta se aposentando, a infraero pagara alem dos devidos custos de saida, um "Bonus" de R$250 mil :D por funcionário aposentado...

 

 

Aqui em NVT que é um aeroporto pequeno, já tem uns 4 ou 5 pra se aposentarem, só do bônus por ser aposentar, já se vão R$1 milhão... só do bônus...algo que não precisaria...

Link to comment
Share on other sites

O prejuizo já era esperado, mas fazer ajuste antes nunca seria o caso né...

E quem não sabia que a Infraero sem os grandes aeroportos seria uma empresa deficitária ?

 

Ahhh mas por que... por que não privatizaram aeroportos em BLOCO ?

Link to comment
Share on other sites

Como sempre no BR, privatizaram o lucro, e o prejuízo continua estatal.

Quero ver quem vai querer comprar os aeroportos pequenos e deficitários do BR, que nenhum gênio da administração é capaz de tirar desta condição.

O Problema de toda empresa publica é que quem manda e decide o que fazer são os apadrinhados políticos, que nunca colocam o interesse público em primeiro lugar, além de geralmente não ter competência para ocupar o cargo.

Link to comment
Share on other sites

quote name="PT-KTR" post="1195204" timestamp="1407788523"]

Concordo, mas a proporção de bons para ruins é "desproporcional" para cada 1 bom em ambas tem uns 9 zé manés ou concurseiros formados em gastronomia, arquitetura, veterinário, cuidando de avião e processos de CHT

 

* nada contra os arquitetos, gastronomicos, veterinários e afins... mas quem tem o dom de projetar uma casa, não tem bem o dom de cuidar de um processo de licença e por aí vaí... ado a-ado, cada um no seu quadrado!

 

 

Passe num concurso da ANAC e depois vem dizer se 9 em 10 são zé mané.

 

Mas no Brasil, se o indíviduo não tiver tirando a vantagem dele, tem que denegrir e falar ######...

Link to comment
Share on other sites

quote name="PT-KTR" post="1195204" timestamp="1407788523"]

Concordo, mas a proporção de bons para ruins é "desproporcional" para cada 1 bom em ambas tem uns 9 zé manés ou concurseiros formados em gastronomia, arquitetura, veterinário, cuidando de avião e processos de CHT

 

* nada contra os arquitetos, gastronomicos, veterinários e afins... mas quem tem o dom de projetar uma casa, não tem bem o dom de cuidar de um processo de licença e por aí vaí... ado a-ado, cada um no seu quadrado!

 

 

Passe num concurso da ANAC e depois vem dizer se 9 em 10 são zé mané.

 

Mas no Brasil, se o indíviduo não tiver tirando a vantagem dele, tem que denegrir e falar ######...

 

Me mostre eficiência da ANAC, me mostre que uma CHT é emitida em um prazo coerente e não a perder de vista, aíiii você diz que eu estou a falar ######... não quero tirar vantagem alguma, apenas ver que cada um cumpra seu papel dentro do prazo previsto e não vir com papinho imprevisto.

 

Quanto ao concurso, grato, minha vocação é iniciativa privada e não funcionalismo público...

Link to comment
Share on other sites

 

Me mostre eficiência da ANAC, me mostre que uma CHT é emitida em um prazo coerente e não a perder de vista, aíiii você diz que eu estou a falar ######... não quero tirar vantagem alguma, apenas ver que cada um cumpra seu papel dentro do prazo previsto e não vir com papinho imprevisto.

 

Quanto ao concurso, grato, minha vocação é iniciativa privada e não funcionalismo público...

 

Engraçado que eu participo de fóruns com maioria de minarquistas e anarco-capitalistas, e se eu questiono a postura duvidosa de qualquer empresa, a primeira resposta que me dão é: ''Há, então monte uma empresa e faça do jeito que você acha certo...'' , como se somente empresários tivessem moral para criticar ou questionar algo relacionado a isso, então acho mais do que válido o comentário dos colegas, pra se afirmar categoricamente que 9 a cada 10 servidores públicos são ''zé mané'' então faça um concurso e entre, se não ao menos tenha a dignidade de não falar a respeito do que não sabe, baseado no que vc acha que deveria ser, ou de como acha que deveria ser.

 

Sei que é chato direito administrativo, mas servidores públicos só podem realizar ações previstas em alguma normativa (lei, decreto, portaria, etc...) e se lá diz que pra aprovar uma CHT, o processo tem que passar por 10 pessoas de 10 setores diferentes ou que seja realizados 10 processos até sua aprovação, basta um ou dois serem atribuídos a pessoas não muito comprometidas, que já irá comprometer o andamento no geral, então é uma generalização burra e ignorante, fazer um comentário desse por que na sua visão o prazo dado para entrega da CHT é ''incoerente''.

Link to comment
Share on other sites

1. Veja que coloquei no final, dispenso concurso, não é objetivo meu! Pois o que noto é que grande parte da população que quer ser concursada quer só a grana, a estabilidade, o compromisso ou função não tem a mínima importância! Tem gente que se auto-denomina CONCURSEIRO... ah legal, quer fazer concurso para que? Qualquer um que saia no jornal, é pegar o edital e pau dentro!

 

2. Concordo que se faça o que está escrito, se tem que passar por 10 que passe, agora levar 10 anos para passar por 10 aí já não está escrito! O exemplo que dou de CHT é por que vivi isso de perto, existem outros... e como voce mesmo disse basta um ou dois serem DESCOMPROMISSADOS ou seja contra o principio do "SERVIDOR PÚBLICO" que já engessa, veja que aqui mesmo no CR recentemente saiu uma matéria da ANAC reclamando que tem serviço demais e gente de menos... logo eles tem poucas pessoas e serviço ineficiente... milhares de colegas aqui no fórum já dependeram da agência... é mentira que são deficientes?

 

Entenda que 9 de 10 são Zé Mané não por serem burros ou incapazes, mas sim por não terem intimidade com o meio e sequer interesse de ter, estão lá pela estabilidade e grana, nada mais além...

 

Não irei mais debater essa questão... é minha opinião e tal, o dia que eu ver, sentir, notar eficiência na Infraero e Agência, aí venho aqui e peço desculpas aos servidores ofendidos...

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade