Jump to content

Swiss aumenta voos e deve ter nova aeronave no Brasil


PP-CJC

Recommended Posts

Boa tarde amigos Forenses.

 

Swiss aumenta voos e deve ter nova aeronave no Brasil

 

A Swiss tem um novo diretor para as Américas. Ele é Patrick Heymann, que, baseado em Nova York, iniciou na função em maio, vindo da Rússia, mas foi apresentado ao mercado brasileiro oficialmente esta manhã, em São Paulo. E chegou com novidades para o Brasil: em 27 de outubro, a companhia adiciona mais três voos semanais à rota Zurique-São Paulo, atualmente com um diário. Mais: a partir de 9 novembro e até 4 janeiro, um quarto voo será disponibilizado – eles partirão de São Paulo às segundas, quintas, sábados e domingos.

As quatro novas frequências, equivalentes a incremento de 57% na oferta, servirão como uma espécie de teste para o mercado brasileiro – se a resposta for positiva, a Swiss estudará mantê-los no futuro. “A rota do Brasil é uma das mais rentáveis”, revela Heymann, acrescentando que, historicamente, o trecho entre Zurique e São Paulo tem ocupação média perto dos 90%.

Outra novidade anunciada pelo diretor é que, a partir de 2016, a frota de A340 da companhia será substituída por aeronaves B777 para as operações de longo curso – caso da de São Paulo, a segunda mais longa da Swiss, atrás apenas de Tóquio. As primeiras rotas a serem beneficiadas com a alteração na frota ainda não foram definidas, mas o time brasileiro da companhia suíça tem grande expectativa de que a capital paulista seja contemplada.

Atualmente, além do Brasil, a Swiss voa nas Américas para os Estados Unidos (Nova York, Boston, Chicago, Miami, Los Angeles, São Francisco, Tampa e Las Vegas), Canadá (Montreal e Vancouver) e Cuba (Havana). São cerca de 20 mil assentos por semana para a região. Site: www.swiss.com.

 

Fonte – Panrotas – publicada em 15/08/2014 12h26

 

 

Abraços

 

PP-CJC

Link to comment
Share on other sites

Boa sorte a Swiss, se a ocupação esta boa na rota, um opção também seria lançar um voo 4x por semana de outra base, como por exemplo GIG, mas quem sabe em 2016 com a entrada dos 77W na rota, possa ser lançado um novo voo apartir de outra base.

 

:cheer: :cheer: :cheer:

Link to comment
Share on other sites

Boa sorte a Swiss, se a ocupação esta boa na rota, um opção também seria lançar um voo 4x por semana de outra base, como por exemplo GIG, mas quem sabe em 2016 com a entrada dos 77W na rota, possa ser lançado um novo voo apartir de outra base.

 

:cheer: :cheer: :cheer:

 

Devem optar por consolidar 14x semanais no futuro.

 

E assim a Swiss entra na enorme lista de estrangeiras que oferecem mais de 7 voos semanais. Faltam poucas.

Link to comment
Share on other sites

 

Devem optar por consolidar 14x semanais no futuro.

 

E assim a Swiss entra na enorme lista de estrangeiras que oferecem mais de 7 voos semanais. Faltam poucas.

Penso que pode voltar ser um diário quando o B777-300ER entrar em operação. Aumenta a oferta ao longo da semana, em vez de 4 pontuais.

Link to comment
Share on other sites

Desde 2011 eu pego o LX 92/93 pelo menos uma vez por ano. Esse ano eu usarei não só ele como essa outra freqüência que será diurna e está com os preços bem em conta mesmo para as ferias de fim de ano.

 

Enfim....

 

O máximo que eu vi de assentos vazios foram 2 e uma única vez só. Quase toda noite é casa cheia, e com Yields altíssimos.

 

 

Enviado do meu iPad usando o Tapatalk

Link to comment
Share on other sites

rbullara, uma pergunta. Todos os A340 da LX estão com a F e a J com os interiores mais atuais?

Digo isso pois vi um flight report no Airliners e a F era do modelo anterior (para facilitar, sem o abajur e os painéis de madeira)

Link to comment
Share on other sites

Que eu saiba a LX já padronizou a frota.

 

Mas não tenho 100% de certeza qto a F. No que diz respeito a C eu posso falar pq eu utilizo ela e está padronizada sim. Tem até um FR que eu fiz num vôo deles acho q m 2012 aqui no CR.

 

 

Enviado do meu iPad usando o Tapatalk

Link to comment
Share on other sites

Eles tem 6 777 300 encomendados. E o resto da frota como fica?

O restante deve ficar no A333. Os B77W sao para rotas onde o A333 nao tem range, como Tokyo e Sao Paulo. A Swiss poderia ter alguns A332 com crew rest para atender novas bases, como GIG, ICN e YYZ.

Link to comment
Share on other sites

O restante deve ficar no A333. Os B77W sao para rotas onde o A333 nao tem range, como Tokyo e Sao Paulo. A Swiss poderia ter alguns A332 com crew rest para atender novas bases, como GIG, ICN e YYZ.

 

Na veradade A345 os 777 são para substituir os 340 mais antigos ex-AC, que vivem dando pau por aí. Acredito que em breve deve vir uma encomenda do 777x.

Link to comment
Share on other sites

 

Na veradade A345 os 777 são para substituir os 340 mais antigos ex-AC, que vivem dando pau por aí. Acredito que em breve deve vir uma encomenda do 777x.

 

Essa encomenda não devia ter vindo junto com a da Lufthansa?!

Link to comment
Share on other sites

 

Essa encomenda não devia ter vindo junto com a da Lufthansa?!

 

 

Deveria. Mas os A340 ex AC estão em estado crítico já que além de dar muita manutenção causam muitos atrasos e transtornos. Provavelmente a LH está esperando para fazer a encomenda do 777x, para todo o grupo, mas esses A340 precisam ser substituídos o mais rápido possível.

Link to comment
Share on other sites

 

 

Deveria. Mas os A340 ex AC estão em estado crítico já que além de dar muita manutenção causam muitos atrasos e transtornos. Provavelmente a LH está esperando para fazer a encomenda do 777x, para todo o grupo, mas esses A340 precisam ser substituídos o mais rápido possível.

Tem previsão para a chegada dos 77W?

 

 

Enviado do meu iPad usando o Tapatalk

Link to comment
Share on other sites

É impressionante como um site de turismo como o panrotas é sempre tão tosco. Sempre dá informações erradas que qualquer um com um mínimo de esforço e capacidade consegue ter, tipo pra onde a companhia aérea voa. Swiss não voa pra Tampa, Havana nem Vancouver. Se quem escreveu acha irrelevante ao ponto de colocar informação errada, que não coloque nada. Site amador... toda vez vejo algum erro no que eles publicam. E provavelmente tem outros erros nessa publicação. Será que é tão difícil um jornalismo com uma qualidade mínima?

Link to comment
Share on other sites

A informação não está tão errada assim; os vôos para Havana, Tampa, Vancouver, Las Vegas etc....são operados pela Edelweiss Air que por sua vêz pertence a Swiss.

 

Tanto é que os vôos tem número da Edelweiss e da Swiss.

Link to comment
Share on other sites

Não me parece que foi discutido aqui mas, pelo que parece, o voo novo é apenas sazonal:

 

Novo diretor de vendas e marketing para as Américas da SWISS reforça a importância do mercado brasileiro para a companhia

Executivo anunciou o aumento de 7 para 11 voos semanais de outubro a março entre o Brasil e a Suíça

Patrick Heymann, o novo diretor de vendas e marketing da SWISS para as Américas, foi apresentado oficialmente ao mercado brasileiro na última sexta-feira, dia 15, em São Paulo. O executivo, vindo dos mercados da Rússia e da Ucrânia, assumiu o novo cargo no começo de maio e já esteve duas vezes em São Paulo. Ele está baseado em Nova York (EUA).

“O mercado brasileiro é muito importante para a SWISS e a rota São Paulo – Zurique está entre as mais rentáveis da companhia”, disse Heymann, ao anunciar o aumento do número de voos semanais entre o Brasil e a Europa. Atualmente, a SWISS oferece sete voos por semana de São Paulo para Zurique, mas de 27 de outubro a 28 de março, serão 11 voos por semana. Sendo 10 voos semanais de 27 de outubro a 9 de novembro e depois 11 voos semanais de 11 de novembro a 4 de janeiro, retornando a 10 voos semanais até 28 de março. Com a mudança, além dos voos diários, a empresa terá voos extras às segundas, quintas, sábados e domingos.

Os novos voos serão operados também com o Airbus A340-300, mas a empresa, que espera receber seis novos Boeing 777-300ER em 2016, deve destinar os novos jatos para a rota do Brasil. “O novo Boeing 777-300ER deve vir logo para o Brasil”, disse Heymann, ressaltando que São Paulo é o único destino da companhia na América do Sul. Além disso, a empresa tem voos regulares para 60 destinos na Europa, oito na Ásia, quatro na África e três no Oriente Médio.

Para Heymann, o mais importante para o mercado brasileiro é perceber que a SWISS é uma companhia aérea de conexão, ou seja, usada por brasileiros que queiram ir para outros destinos, não necessariamente a Suíça. Mesmo assim, de acordo com o Turismo da Suíça, o número de brasileiros que visitaram aquele país de janeiro a junho cresceu 2,7%, enquanto o número de pernoites aumentou 4,1%. Entre novembro e abril, a alta foi de 5,9%. De acordo com Gisele Sarbach, gerente de marketing do Turismo da Suíça, os destinos mais visitados por brasileiros são Zurique, Genebra, Lucerne, a região do Lago de Genebra e Oberland Bernês.

Mais informações em www.swiss.com

Link to comment
Share on other sites

rbullara, uma pergunta. Todos os A340 da LX estão com a F e a J com os interiores mais atuais?

Digo isso pois vi um flight report no Airliners e a F era do modelo anterior (para facilitar, sem o abajur e os painéis de madeira)

 

A C é atual e a F antiga.

 

GRU é candidato ao 77W porque a F é casa cheia sempre. GRU e HKG estão no prime spot aí.

 

Eu já fui entrevistado. Com o 77W vem uma C completamente nova e uma F completamente nova também!

Link to comment
Share on other sites

Não me parece que foi discutido aqui mas, pelo que parece, o voo novo é apenas sazonal:

 

Novo diretor de vendas e marketing para as Américas da SWISS reforça a importância do mercado brasileiro para a companhia

 

Executivo anunciou o aumento de 7 para 11 voos semanais de outubro a março entre o Brasil e a Suíça

 

Patrick Heymann, o novo diretor de vendas e marketing da SWISS para as Américas, foi apresentado oficialmente ao mercado brasileiro na última sexta-feira, dia 15, em São Paulo. O executivo, vindo dos mercados da Rússia e da Ucrânia, assumiu o novo cargo no começo de maio e já esteve duas vezes em São Paulo. Ele está baseado em Nova York (EUA).

 

“O mercado brasileiro é muito importante para a SWISS e a rota São Paulo – Zurique está entre as mais rentáveis da companhia”, disse Heymann, ao anunciar o aumento do número de voos semanais entre o Brasil e a Europa. Atualmente, a SWISS oferece sete voos por semana de São Paulo para Zurique, mas de 27 de outubro a 28 de março, serão 11 voos por semana. Sendo 10 voos semanais de 27 de outubro a 9 de novembro e depois 11 voos semanais de 11 de novembro a 4 de janeiro, retornando a 10 voos semanais até 28 de março. Com a mudança, além dos voos diários, a empresa terá voos extras às segundas, quintas, sábados e domingos.

 

Os novos voos serão operados também com o Airbus A340-300, mas a empresa, que espera receber seis novos Boeing 777-300ER em 2016, deve destinar os novos jatos para a rota do Brasil. “O novo Boeing 777-300ER deve vir logo para o Brasil”, disse Heymann, ressaltando que São Paulo é o único destino da companhia na América do Sul. Além disso, a empresa tem voos regulares para 60 destinos na Europa, oito na Ásia, quatro na África e três no Oriente Médio.

 

Para Heymann, o mais importante para o mercado brasileiro é perceber que a SWISS é uma companhia aérea de conexão, ou seja, usada por brasileiros que queiram ir para outros destinos, não necessariamente a Suíça. Mesmo assim, de acordo com o Turismo da Suíça, o número de brasileiros que visitaram aquele país de janeiro a junho cresceu 2,7%, enquanto o número de pernoites aumentou 4,1%. Entre novembro e abril, a alta foi de 5,9%. De acordo com Gisele Sarbach, gerente de marketing do Turismo da Suíça, os destinos mais visitados por brasileiros são Zurique, Genebra, Lucerne, a região do Lago de Genebra e Oberland Bernês.

 

Mais informações em www.swiss.com

 

Retirado do primeiro post desse tópico.....

 

"As quatro novas frequências, equivalentes a incremento de 57% na oferta, servirão como uma espécie de teste para o mercado brasileiro – se a resposta for positiva, a Swiss estudará mantê-los no futuro. “A rota do Brasil é uma das mais rentáveis”, revela Heymann, acrescentando que, historicamente, o trecho entre Zurique e São Paulo tem ocupação média perto dos 90%."

Link to comment
Share on other sites

Ela ainda tem um A333 pra receber, deve tirar um A343 de rotas médias pra colocar pra cá. Interessante que a LH só encomendou 6 77W para substituir os 6 A343 arrendados. Ainda fica com 9 próprios. Se bobear vão comprar A333 neo ou quem sabe A359. 777s são grandes demais pra certas rotas.

Link to comment
Share on other sites

As rotas da LX para os EUA também têm LF acima de 89% de março a outubro. A média de 2013 foi 87,86%. Aliás todas as européias trabalham assim acima de 85%.....

 

Mas a diferença está na ocupação da F e de tarifa cheia.

 

HKG e GRU são as rotas mais rentáveis nesse termo. A CX vai lançar ZRH, o que pode chacoalhar a LX. Enquanto isso por aqui.....

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade