Jump to content

Processadora de passagens aéreas indica em que dias preços são mais atraentes


A345_Leadership

Recommended Posts


Por SCOTT MCCARTNEY

segunda-feira, 27 de outubro de 2014 00:03 EDT



PJ-BY001_MIDSEA_G_20141022130108.jpg

O domingo parece ser o dia da semana com preços mais baixos, segundo estudo. Getty Images


Vai comprar uma passagem aérea? Suas chances melhoram se você comprá-la no fim de semana. Um novo e amplo estudo sobre os preços das passagens sugere que o domingo é o melhor dia para obter preços mais baixos. Isso está longe da percepção geral dos últimos anos, de que o melhor dia para a compra é a terça-feira.


A Airlines Reporting Corp. (ARC), que processa bilhetes para agências de viagens e cuida de metade de todas as passagens vendidas nos Estados Unidos, calculou as vendas no período de 19 meses encerrado em julho. Foram vendidas 130 milhões de passagens domésticas e internacionais, por US$ 94 bilhões, e o dia em que o preço médio (US$ 432) foi mais barato foi o domingo. Com uma média de US$ 439, o sábado também tem é mais barato que a terça-feira, cuja média ficou em US$ 497.


Um dos fatores por trás da mudança: os executivos das empresas aéreas chegam ao trabalho na segunda-feira querendo aumentar os preços, e não reduzi-los com a intenção de ocupar mais assentos. Só na semana passada as companhias americanas reajustaram os bilhetes em US$ 2, embora o preço do petróleo (o combustível é a maior despesa das empresas) esteja caindo. Os preços das passagens continuam subindo devido à demanda crescente e pelo número limitado de assentos disponíveis.


Os preços mais baixos aos domingos e sábados também são resultado da capacidade que as mídias sociais vêm proporcionando às companhias aéreas de promover descontos a qualquer momento. Também refletem a inversão da demanda. Viajantes de negócios, que geralmente optam por classes mais caras, voam de segunda a sexta. Nos fins de semana, as viagens são predominantemente de lazer.


De qualquer forma, na busca pela passagem mais barata, a terça-feira não deve ser esquecida. Durante a semana, é o dia que possibilita melhores negócios.


A Yapta, uma firma que alerta seus clientes para quedas nos preços das passagens, informa que 21% das reduções acontecem às terças-feiras e 19% às quartas.


Andrew Watterson, vice-presidente de planejamento de redes e desempenho da Southwest Airlines, diz que as companhias aéreas continuam fazendo promoções e enviando e-mails às terças-feiras. Mas muitas permanecem abertas no fim de semana em razão do aumento das compras de viajantes a lazer. “Os tablets estão mudando bastante os hábitos de compra”, diz. “Os clientes têm mais tempo livre nos fins de semana para cuidar de viagens pessoais.”


O estudo da ARC, que analisou as passagens vendidas nos EUA via internet e pelas agências de viagens tradicionais, mas não diretamente pelas companhias aéreas, também mostrou que o período mais barato para a compra de passagens domésticas é de 57 dias antes da data de partida. A maioria das pessoas não se antecipa tanto: compra pouco mais de um mês antes. A esta altura, os preços já começaram a subir.


Nos voos internacionais, as companhias aéreas começam a subir os preços cerca de três meses antes da data de partida. É claro que a maioria das pessoas faz suas reservas tarde demais para conseguir um bilhete barato. As passagens internacionais são vendidas em média dois meses antes da partida. O preço médio: US$ 1.368.


A Hopper, uma firma que analisa preços e consultas de voos em grandes sistemas de reservas de passagens, diz que em média os consumidores gastam 12 dias para comprar um bilhete aéreo. Eles acompanham os valores subirem e baixarem - e em geral eles sobem. Em média, os preços aumentam 5% nesse intervalo. Mercados turísticos como o Havaí e a Flórida tendem a apresentar preços mais estáveis, enquanto que os destinos mais voltados para negócios, como Washington e Chicago apresentam uma volatilidade maior nos preços, observa a Hopper.


Uma dica para os consumidores indecisos: o Departamento do Transporte dos EUA exige que as companhias aéreas devolvam o dinheiro de passagens canceladas em até 24 horas após a compra, ou ofereçam uma validade de 24 horas para bilhetes comprados mais de uma semana antes da data de partida. Os sites de viagens geralmente não mencionam com destaque o cancelamento livre de multas, mas se o preço de repente cai, você pode cancelar uma reserva e fazer uma nova sem precisar pagar uma penalidade. Delta, United, US Airways e JetBlue oferecem um período de 24 horas para cancelamentos gratuitos. A American Airlines não faz isso, mas permite ao cliente manter uma reserva por 24 horas sem ter de pagar por isso.


E o fato é que, hoje, para conseguir bilhetes mais baratos, é preciso planejar as viagens com mais antecedência ainda do que nos últimos anos. Em um estudo de 2012, a ARC constatou que os menores preços para as passagens domésticas estavam a 42 dias da data de partida, mais de duas semanas mais próximos que o atual limite de 57 dias.


Nos últimos anos, as companhias aéreas se consolidaram e reduziram sua oferta, criando mais demanda para cada assento, especialmente com a recuperação da economia americana. Isso significa que os preços começam mais altos e sobem mais rapidamente.


“Algumas das passagens de preços mais baixos se esgotam mais rapidamente que antes”, afirma Chuck Thackston, especialista em dados da ARC.


Nas viagens de lazer, as companhias aéreas ficam um passo à frente do consumidor, e eles geralmente perdem os dias mais baratos para comprar, afirma a Orbitz. Esta agência de viagens informa que o melhor momento para comprar passagens aéreas para o Dia de Ação de Graças (em 25 de novembro) foi 10 de outubro. O ponto ideal para viagens no Natal foi ainda mais cedo, 8 de outubro.


Segundo a Orbitz, apenas metade das passagens costumam ser vendidas para o Dia de Ação de Graças até 16 de outubro - a expectativa é vender 75% até 7 de novembro. Mas um número significativo daqueles que deixam tudo para a última hora vai comprar as passagens nas três semanas que antecedem o feriado. Este ano, até agora, os preços subiram 2% em comparação com o mesmo período do ano passado.


Para o Natal, os preços das passagens subiram cerca de 5% este ano em comparação ao ano passado, afirma a Orbitz, que acredita que o ponto intermediário da venda de passagens para o Natal não ocorrerá antes de 9 de novembro.


Se servir de consolo, antecipar a reserva raramente proporciona muita economia nos feriados. A Hopper afirma que no ano passado os preços das passagens para o Dia de Ação de Graças não variaram muito até dez dias antes da data. Em geral, as companhias aéreas sabem que os voos estarão lotados e por isso os preços começam altos e permanecem altos.



Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade