Jump to content

Azul pode se tornar a maior aérea do Brasil com US$ 6,5 bi em jatos


PP-CJC

Recommended Posts

Boa noite amigos Forenses.

 

Portal - UOL

Azul pode se tornar a maior aérea do Brasil com US$ 6,5 bi em jatos

Fonte - Bloomberg - Christiana Sciaudone 02/12/201412h31 - Atualizada 02/12/2014 19h25

 

2 de dezembro (Bloomberg) -- A Azul, hoje a terceira maior companhia aérea do Brasil, pode se tornar a maior na medida em que avança para além da aviação regional com US$ 6,5 bilhões em pedidos de aviões de maior porte, parcialmente financiados por uma abertura de capital.

Com locações e compras de 63 jatos A320neo, da Airbus, a Azul está pronta para operar esses aviões maiores já em rotas domésticas. Contando com sua frota de turboélices ATR, de jatos regionais da Embraer e de aeronaves de fuselagem larga da Airbus, a Azul pode oferecer cerca de 3.000 assentos a mais do que as companhias dominantes do país, a Gol e a unidade TAM, da Latam, considerando as frotas atuais das empresas.

"Nós vamos fazer o bolo crescer, não vamos roubar dos nossos concorrentes", disse Antonoaldo Neves, presidente da Azul, em entrevista no mês passado. "Nada impede que o mercado dobre de tamanho".

Abertura de capital

A Azul, companhia aérea fundada por David Neeleman, pediu ontem registro para listar ações no Brasil e nos Estados Unidos.

A empresa disse que pretende usar os fundos para aumentar a frota e adicionar serviços em lugares de demanda elevada e em rotas domésticas de longa distância.

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas disse que a demanda deve aumentar dos 100 milhões de passageiros atuais para cerca de 200 milhões até 2020.

A Azul, que começou a operar em 2008 atuando em cidades brasileiras pequenas e com pouco serviço, manteve uma participação de mercado de cerca de 17% desde que comprou a Trip Linhas Aéreas SA há dois anos. A empresa tem a maior malha do país e atende a mais de 100 destinos, disse a companhia em seu documento.

A operadora deve receber os novos aviões Airbus até 2023, no mesmo período em que a Gol vai incorporar cerca de 100 novos jatos 737 MAX, da Boeing.

Lógica semelhante

"Não é difícil de se imaginar que a lógica possa ser parecida com a nossa", disse Paulo Kakinoff, diretor-executivo da GOL, ontem em reunião com investidores. "Nosso fluxo de recebimento e nosso calendário de devolução de aeronaves ele é exatamente idêntico".

A TAM não respondeu a um pedido de comentários.

A venda de ações da Azul ocorrerá em um período com poucas ofertas brasileiras. O mercado de emissão de títulos estagnou neste ano quando a economia entrou em recessão técnica na primeira metade do ano.

Cenário

A Azul vinha analisando a possibilidade de abrir o capital desde pelo menos maio de 2013, mas as liquidações de mercado afundaram as tentativas anteriores.

A última vez que a empresa cancelou os planos de abrir o capital foi em março, quando o índice de referência Ibovespa despencou para o menor nível em quase cinco anos.

 

Um projeto de lei para subsidiar as rotas regionais expirou no Congresso no mês passado sem ter sido votado. Se tivesse sido aprovado, a nova legislação levaria a Azul a comprar novos aviões da Embraer a partir do próximo ano, para atender a cerca de 15 destinos novos por ano.

 

Sem o subsídio, a Azul vai operar aviões maiores para concorrer com as empresas rivais em cidades maiores, disse Neves. O projeto de lei deve ser reapresentado em janeiro.

 

A Azul também tem uma carta de intenção para comprar 30 E-Jets E2 da Embraer, que ela deve assinar até o fim do ano, disse a Embraer por e-mail no dia 9 de outubro.

 

Abraços

 

PP-CJC

 

Link to comment
Share on other sites

O legal é que so a azul tem planos de crescer

Ué? Até onde eu saiba TAM está encolhendo e Gol não opera WB. Avianca segue a passos de tartaruga grávida e acho que ficamos por aqui.

 

Questão de tempo. Azul vai sim ser a maior do Brasil.

Link to comment
Share on other sites

Realmente o crescimento da azul foi bem rapido, assim como gol e outras. Isso nao quer dizer que ela mantera a mesma taxa de crescimento de forma continua, tomando espaço das concorrentes.

A Gol vem a anos tentando desbancar a Tam na liderança, e isso teve um preço caro para a empresa.

Realmente a azul vive uma fase de ouro, airbus chegando etc etc.. Mas dai para ser a numero 1.... tem uma grande diferença.

Quantos wide a azul comprou? Quantos tem a Tam/Lan? Fora o domestico...

Link to comment
Share on other sites

Deixa os caras torcerem.

 

Também é feio em todo tópico da Azul ficar torcendo contra. Acaba sendo mais feio, e chato, do que a torcida organizada.

Link to comment
Share on other sites

Se tornar a maior do país acho meio difícil mas não impossível, mais fácil ela se tornar a segunda maior primeiro, mas caso se torne a maior do país tomara que ela não perca a sua boa qualidade.

 

Deixa os caras torcerem.

 

Também é feio em todo tópico da Azul ficar torcendo contra. Acaba sendo mais feio, e chato, do que a torcida organizada.

Falountudo!

 

Se falam mal da Tam, Avianca, Gol ou qualquer outra empresa descem lenha no pessoal, agora se falam bem da Azul criticam? ah, parem de frescura e deixa o pessoal que curte a Azul em paz poxa -_-

Link to comment
Share on other sites

Realmente o crescimento da azul foi bem rapido, assim como gol e outras. Isso nao quer dizer que ela mantera a mesma taxa de crescimento de forma continua, tomando espaço das concorrentes.

A Gol vem a anos tentando desbancar a Tam na liderança, e isso teve um preço caro para a empresa.

Realmente a azul vive uma fase de ouro, airbus chegando etc etc.. Mas dai para ser a numero 1.... tem uma grande diferença.

Quantos wide a azul comprou? Quantos tem a Tam/Lan? Fora o domestico...

 

Sem bairrismo e analisando friamente.

 

O crescimento da Azul x espaço de tempo é realmente admíravel, vamos ver porque?

 

1 - Quantos anos a Tam levou para ter o tamanho da frota da Azul?!

2 - Quantos anos a Tam levou para abrir seus primeiros voos internacionais, e EUA?!

3 - Concorda que o crescimento da Gol se deve principalmente ao fato do espaço deixado por TransBrasil, Vasp e Varig?!

4 - Concorda que a Azul já tinha um crescimento enorme mesmo antes de ter mercados nichos (GRU,CGH), e operar em rotas que ninguem acreditava?!

5 - Concorda que Tam e Gol ficaram brigando por muito tempo, colocando tarifa lá embaixo enquanto a Azul comia "friuzin pelas bordinhas"?!

 

Só não ver quem não quer, que mesmo utilizando influencia no governo, aproveitando ao extremo as forças de sua staff, o fato é que realmente a Azul cresceu de uma maneira que nunca vimos por aqui.

 

Torço pelo crescimento da mesma, assim como torço para as demais. Eu quero é mais ver crescimento e 100% dos aeronautas aqui voando e com emprego garantido.

Link to comment
Share on other sites

Desculpem a sinceridade, mas essa notícia chega a ser ingênua. Ou melhor, factóide completamente sem noção de uma jornalista que não conhece o nosso mundinho de aviação.

 

Usando as informações que a AD colocou no seu prospecto ao mercado, sei tem mais aviões mas parece que vão devolver. Não sei se ainda tem encomendas antigas de E190/ATR pra receber, não mencionaram.

 

Frota atual operacional: 51 AT76 + 77 E190 = 128

Aeronaves recentes/futuras: 07 A332 + 05 A359 + 30 E2 + 63 A320Neo = 105

 

Assumindo que ela vai ficar com tudo: 233

 

Usando o mesmo critério:

 

G3 3T14:

 

142 737NG vão reduzir pra 140. Operacionais: 133

Encomendas 738 e MAX 130 firmes

 

Total: 263

 

JJ, peguei no Airfleets:

 

Atual: 26 A319 + 84 A320 + 16 A321 + 13 A332 + 11 76W + 10 77W = 160

Encomendas: 34 A320Neo + 40 A321 + 27 A359 = 101

 

Total: 261

 

Nem precisa fazer conta pra saber que a JJ tem maior oferta de assentos.

 

AD, G3 e JJ vão usar suas encomendas pra substituir aviões mais antigos. Vai ter aumento de oferta se a economia/mercado reagir. Se for pra fazer guerrinha de preços alguém fica no meio do caminho.

 

Qualquer correção quanto a número de aeronaves/encomendas serão bem vindas. Já ia esquecendo, a Airbus atualizou sua planilha de Orders&Deliveries transferindo todas as encomendas da JJ para a LAJJ, que é quem vai centralizar os financiamentos.

Link to comment
Share on other sites

Essa questão de se tornar a maior ou não é muito relativa, vimos no passado recente a Gol adquirindo a Varig e assumindo um grande número de slots internacionais bem como em CGh,( embora tenga abandonado todos voos inter com exceção de ?Buenos Aires),depois comprou a Webjet e se tornou líder na maioria dos principais aeroportos em número de slots, mas ainda não é líder porque a Tam cresceu neste período sem aquisições., agora vemos a Azul comprando a Trip( aérea com maior número de destinos do país ) e dando um pulo de crescimento.....mas será lider?

Isso depende do crescimento da concorrência ou não, o AF085 deixou isso bem claro, se nenhuma das concorrentes devolvesse aeronaves já em operação, assim como a Azul, a Tam seguiria líder ,dado ao tamanho das aeronaves que estão chegando, A321 e A350 , mas isso é irrelevante, o que precisamos é de empresas boas para o cliente e sadias economicamente , o que tem sido difícil, todas com prejuízos , inclusive a Azul e com serviços que deixam muito a desejar, isso sem contar com as condições de trabalho dos funcionários e salários,que estão cada vez piores,infelizmente a Azul neste quesito está pagando salário , que ela chamou de regional, na época , para tripulantes que agora estão boa do internacional,lamentavelmente

Link to comment
Share on other sites

Olhando no Airfleets.net, minha visão sobre o plano de frota da AD:

 

03 E175 (Ainda voam?)

22 E190

25

 

Substituídos pelos 30 E2 195

 

57 E195 (não sei se ainda tem alguns a receber)

 

Substituídos pelos 63 A320Neo.

 

52 ATR-72

 

Não tem pressa, tirando 10 que têm mais de 15 anos, a grande maioria tem de 2 anos, e poucos entre 4 e 6 anos.

 

No prospecto de 2013, tem alguns dos contratos de financiamento (tanto leasings quanto BNDES) dos 195AR, a maioria é de 8 anos, terminando em 2018. Até aí os aviões já estão todos pagos e amortizados, se ela não quiser mantê-los....O PDAR ainda é uma incógnita, até se estruturar e sair alguma coisa ela já vai estar recebendo os A320, então é só uma decisão se fica com os E190/195 por mais ou menos tempo, ou aumenta as encomendas de E2.

Link to comment
Share on other sites

Meus 20 cents:

 

TAM cresceu assutadoramente pq a Varig foi pra lona.

 

GOL idem, mas tb pq Vasp e Transbrasil foram primeiro...

 

A Azul virou gigante pq fusionou com a Trip (ela não seria desse tamanho HOJE de não houvesse fusão).

 

Agora, crescimento daqui pra frente apenas com infraestrutura, q tirando os aeroportos privatizados, é o q não temos.

 

30 min de extra fuel por ATC é absurdo... 4 órbitas no FL370 pra sequenciamento é absurdo... E poderia soltar outros tantos absurdos por aí...

 

Crescimento no número de passageiros é fato que teremos, então o que EU penso (leram bem, torcedores de cias aéreas? O que EU penso) é que o crescimento se dará mais por aumento do tamanho da aeronave do que pelo número.

 

TAM aumentou número de 321 e pelo visto vem mais. A Azul encarou o 320... Sabe-se lá o que a Gol vai fazer...

 

Acredito em adição de aeronaves, mas mais no aumento de tamanho das mesmas!

 

 

Keep flying!

 

Bartender

Link to comment
Share on other sites

Olhando no Airfleets.net, minha visão sobre o plano de frota da AD:

 

03 E175 (Ainda voam?)

22 E190

25

 

Substituídos pelos 30 E2 195

 

57 E195 (não sei se ainda tem alguns a receber)

 

Substituídos pelos 63 A320Neo.

 

52 ATR-72

 

Não tem pressa, tirando 10 que têm mais de 15 anos, a grande maioria tem de 2 anos, e poucos entre 4 e 6 anos.

 

No prospecto de 2013, tem alguns dos contratos de financiamento (tanto leasings quanto BNDES) dos 195AR, a maioria é de 8 anos, terminando em 2018. Até aí os aviões já estão todos pagos e amortizados, se ela não quiser mantê-los....O PDAR ainda é uma incógnita, até se estruturar e sair alguma coisa ela já vai estar recebendo os A320, então é só uma decisão se fica com os E190/195 por mais ou menos tempo, ou aumenta as encomendas de E2.

Frota Azul para dezembro de 2019:

54 ATR

86 EMBRAER

28 A320

12 A330/A350

 

Fonte: Prospecto protocolado nos EUA para abertura de capital. Serão 4 frotas complementares.

Link to comment
Share on other sites

Valeu JG27, não tinha visto.

 

Frota atual:

15766310798_6d95a5a04c_o.jpg

 

Nas notas explicativas diz que a AD tem 10 E195 + 12 ATR pra receber entre jul/14 e dez/16. Tem mais 23 opções para ATR que podem ser exercidas até 2016.

63 A320 para entrega entre 2016 e 2023.

30 E2s a serem entregues a partir de 2020 + 20 opções.

 

Plano de Frota:

 

15927933906_88e59094c6_b.jpg

Link to comment
Share on other sites

Na notas explicativas diz também que os E190/5 gastam 20% menos que a família 737. Então +/- 2040kg/h contra 2550kg/h do 738.

 

Aí fazendo as contas, com a ocupação média de jan-out/14:

 

E195 118 x 79,42% = 93,72pax => 2040kg/93,72 = 21,77kg/pax +16,79%

B738 177 x 77,27% = 136,77pax => 2550kg/136,77 = 18,64kg/pax

 

O que salva a AD é que ela cobra mais caro que a G3, e o meu medo é que se a demanda não crescer, operando com A320 ela vai ter que reduzir muito o número de vôos.

Link to comment
Share on other sites

 

Na notas explicativas diz também que os E190/5 gastam 20% menos que a família 737. Então +/- 2040kg/h contra 2550kg/h do 738.

 

Aí fazendo as contas, com a ocupação média de jan-out/14:

 

E195 118 x 79,42% = 93,72pax => 2040kg/93,72 = 21,77kg/pax +16,79%

B738 177 x 77,27% = 136,77pax => 2550kg/136,77 = 18,64kg/pax

 

O que salva a AD é que ela cobra mais caro que a G3, e o meu medo é que se a demanda não crescer, operando com A320 ela vai ter que reduzir muito o número de vôos.

Podemos também acrescentar a carga nesta conta que tem um impacto consideravel nas receitas das empresas.

Link to comment
Share on other sites

Na notas explicativas diz também que os E190/5 gastam 20% menos que a família 737. Então +/- 2040kg/h contra 2550kg/h do 738.

 

Aí fazendo as contas, com a ocupação média de jan-out/14:

 

E195 118 x 79,42% = 93,72pax => 2040kg/93,72 = 21,77kg/pax +16,79%

B738 177 x 77,27% = 136,77pax => 2550kg/136,77 = 18,64kg/pax

 

O que salva a AD é que ela cobra mais caro que a G3, e o meu medo é que se a demanda não crescer, operando com A320 ela vai ter que reduzir muito o número de vôos.

Sim ou reduz o número de voos ou baixa a tarifa, pois se ela tem 79% de ocupação nos Ejets e Atr, imagina num A320, Tam e Avianca,operam com 82/83% de ocupação media, certamente a Azul vai ter que mudar o foco de operar inúmeras frequencias de Ejets para menos frequencias de A320..... Mas não esqueçamos que a demanda ainda pode aumentar e melhorar isso em 2016/18 quando então chegam os A320neo da Azul

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade