Jump to content

Tam e Iberia anunciam acordo de code-share


Leonardo de Paula

Recommended Posts

Tam e Iberia anunciam acordo de code-share

tamiberia1.jpg

A Tam e a Iberia, ambas pertencentes à aliança Oneworld, anunciaram um acordo de código compartilhado (code-share) e passam a oferecer mais opções de destinos dentro da Europa e América do Sul, com a emissão de todos os trechos em um único bilhete. As passagens aéreas no novo acordo poderão ser compradas nos canais de vendas das companhias para voos a partir de 18 de dezembro de 2014.

Os passageiros que voarem com a Tam até Madri, na Espanha, terão acesso a Barcelona, Roma, Zurique, Dusseldorf, Genebra, Veneza, Tenerife, Bilbao e Asturias, utilizando a malha aérea da Iberia. Em contrapartida, os passageiros da companhia aérea espanhola poderão conhecer Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Natal, Salvador, Florianópolis, Curitiba, Manaus, Brasília, Porto Alegre e Recife, em voos Tam.

Esta nova aliança comercial do Grupo Latam amplia ainda mais as opções de destinos oferecidos e, agora com partidas de São Paulo, complementa o acordo já existente entre Iberia e Lan em suas rotas para a Espanha, com saídas do Chile, Peru e Equador. “O fortalecimento de nossa aliança com a Iberia acrescenta à nossa malha importantes destinos tanto corporativos como turísticos na Europa e, da mesma forma, coloca à disposição dos passageiros europeus mais e melhores opções de voos para conexões dentro de Brasil”, comentou a presidente da Tam Linhas Aéreas, Claudia Sender.

As companhias Tam e Iberia operam nos mesmos terminais tanto em São Paulo no T3, quanto em Madri no T4, o que facilita ainda mais as conexões entre as duas empresas.

“O Brasil é um mercado estratégico para a Iberia e um dos mais importantes da América Latina, este acordo nos permitirá oferecer melhores conexões além do Rio de Janeiro e São Paulo, que são nossos destinos com voos diretos. Queremos nos consolidar, em parceria com o grupo Latam Airlines, como uma referência para voar entre Brasil e Europa”, acrescentou Luis Gallego, presidente da Iberia.

A Tam e a Iberia oferecem ainda benefícios recíprocos em seus programas de fidelidade, permitindo que os membros Tam Fidelidade e Iberia Plus acumulem pontos/avios e resgatem passagens ao voar com as companhias.

 

Fonte: http://www.panrotas.com.br/noticia-turismo/aviacao/2014/12/tam-e-iberia-anunciam-acordo-de-code-share_108570.html

Link to comment
Share on other sites

E faz sentido, porque até recentemente as buscas na página da TAM os voos com a Iberia não eram apresentados, somente com a BA e a Lufthansa!

O serviço de bordo da TAM não é de todo ruim, mas o da Iberia chega a ser desagradável, tomara que a última aprenda com a primeira!

Link to comment
Share on other sites

  • 2 months later...

Cade aprova aditivo a acordo entre TAM e Iberia

 

size_810_16_9_iberia-460-jpg.jpg

Iberia: aval ao acordo de compartilhamento de voos com a TAM insere no contrato novas rotas a serem operadas nesse código compartilhado

 

São Paulo - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, aditivo ao contrato de compartilhamento de voos atualmente em vigor entre a TAM Linhas Aéreas, do grupo Latam Airlines, e a espanhola Iberia, que integra o International Airlines Group.

O aval ao acordo, que insere no contrato novas rotas a serem operadas em código compartilhado, consta em despacho publicado nesta quinta-feira no Diário Oficial da União.

O aditivo prevê incorporação ao acordo de compartilhamento de voos das rotas Barcelona-São Paulo e Barcelona-Rio de Janeiro, em que nenhuma das empresas atua no momento, mas em que podem começar a operar, segundo Nota Técnica do Cade sobre o acordo.

Também será incorporada a rota Madri-Rio de Janeiro, em que apenas a Iberia atua, e a rota São Paulo-Madri, operada tanto por Iberia quanto pela TAM.

Acordos de compartilhamento, ou codeshares, permitem que o código de identificação de um voo de uma empresa seja usado também em voo de outra companhia, podendo uma empresa vender e emitir bilhetes de voos operados pela parceira.

Fonte: http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/cade-aprova-aditivo-a-acordo-entre-tam-e-iberia

Link to comment
Share on other sites

Muito bom para a TAM, especialmente para a rota nova GRU-BCN. O sujeito entra no site da IB e coloca BCN-GRU/GIG e pode comprar a partir daquele site mesmo. Mais um passo para consolidar esta rota como diaria ate 2016.

Link to comment
Share on other sites

Na verdade me surpreende que a LH ainda não cancelou esse acordo

E ficar sem distribuição no Brasil? A LH só vai acabar o code-share com a TAM quando tiver uma substituta. A TAM também precisa da LH em FRA.

Link to comment
Share on other sites

A JJ pode usar a air Berlín lá na Alemanha?

Aproveito pra fazer uma outra pergunta. Existindo uma cia alemã na OneWorld, a TAM pode manter acordo com uma cia de outra aliança (LH) em detrimento da que seria sua parceira natural (AirBerlin)??

Link to comment
Share on other sites

Sim, no Brasil a Lh tem a Gol, já em Frankfurt a Tam não tem pra quem recorrer, a Air Berlin só e forte em Berlin

Sinceramente não sei o que a LH está esperando para chutar a vermelinha, fazendo isso ela reduzia drasticamente o volume de pax da TAM sem dificuldades, o apelo turistico de FRA é o menor das rotas Europeias.

Link to comment
Share on other sites

Sinceramente não sei o que a LH está esperando para chutar a vermelinha, fazendo isso ela reduzia drasticamente o volume de pax da TAM sem dificuldades, o apelo turistico de FRA é o menor das rotas Europeias.

 

porque o que há entre JJ/LH não é uma troca de favores nem caridade, mas um acordo comercial em que ambas ganham e devem ganhar o suficiente pra superar "perdas" com concorrência, seja diretamente na rota ou tendo em vista a política das alianças a que pertencem cada uma. quando romperem o acordo é porque deixou de ser proveitoso para uma ou ambas as companhias, e não por uma tramóia ou acerto de molecotes pra ser resolvido aos chutes.

Link to comment
Share on other sites

Em princípio esse acordo é melhor para a LH, porque GRU/GIG conectam melhor com todo o Cone Sul do que a alternativa mais próxima na Star, que seria BOG. Enquanto FRA é contramão para a maior parte da Europa e não ofecere muito mais para a Ásia do que LHR ou MAD.

Link to comment
Share on other sites

O acordo não terminou, como já dito, porque ele traz grandes benefícios para as duas partes. A parceria com a Lufthansa é um grande alimentador da rota GRU-FRA da TAM, que não teria uma substituta, uma vez que a Air Berlin tem presença forte apenas em Berlim e Dusseldorf, e, principalemnte, uma malha muito menor do que a da Lufthansa.

Já a Lufthansa, assim como a TAM, não tem substituta no mercado Brasil/Cone Sul, muito importante para a empresa. A Gol poderia ser uma alternativa, mas acho que o code-share e participação acionária do grupo Air France/KLM na empresa não deixariam a parceira acontecer, e a Azul tem o grande complicador de ter seus voos centrados em VCP.

A TAM também mantém muitas parcerias com empresas da Star Alliance por apresentarem grandes vantagens, como Air Canada (principalmente com a nova rota para YYZ), Air China e ANA (apesar de que essas duas poderiam ser facilmente trocadas por JAL e Cathay)

Link to comment
Share on other sites

O acordo não terminou, como já dito, porque ele traz grandes benefícios para as duas partes. A parceria com a Lufthansa é um grande alimentador da rota GRU-FRA da TAM, que não teria uma substituta, uma vez que a Air Berlin tem presença forte apenas em Berlim e Dusseldorf, e, principalemnte, uma malha muito menor do que a da Lufthansa.

Já a Lufthansa, assim como a TAM, não tem substituta no mercado Brasil/Cone Sul, muito importante para a empresa. A Gol poderia ser uma alternativa, mas acho que o code-share e participação acionária do grupo Air France/KLM na empresa não deixariam a parceira acontecer, e a Azul tem o grande complicador de ter seus voos centrados em VCP.

A TAM também mantém muitas parcerias com empresas da Star Alliance por apresentarem grandes vantagens, como Air Canada (principalmente com a nova rota para YYZ), Air China e ANA (apesar de que essas duas poderiam ser facilmente trocadas por JAL e Cathay)

 

A parceria com a Air Canada foi interrompida.

 

Continua: Grupo LH (LH, LX, SN, OS), Air China, Singapore, ANA, SAA e Turkish.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade