Jump to content

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

transvasp

Saab 1642-06 B3LM, o “A-10 de bolso” sueco!

Recommended Posts

Saab 1642-06 B3LM, o “A-10 de bolso” sueco!

SAAB-Project-1642-06-FLP-Klass-B3LM-600x

No início dos anos 70, a poderio militar soviético vivia seu esplendor, respaldado por uma economia forte, que havia sido elevada a padrões anteriormente inimagináveis, por conta da crise do petróleo, cujos preços do barril atingiram valores altíssimos, chegando a aumentar até 400% em cinco meses (17/10/73 à 18/03/74), o que provocou prolongada recessão nos EUA e na Europa, e desestabilizou a economia mundial.

Nesse contexto de incertezas, os governantes suecos, que ainda estavam em choque por conta da invasão da Tchecoslováquia em 20 e 21 de agosto de 1968 pelas tropas do Pacto de Varsóvia, tinham apenas uma certeza: a Suécia seria invadida pela União Soviética!

Diante desse cenário, os comandantes militares sabiam que precisavam de uma aeronave de ataque e que também fosse capaz de apoio aéreo aproximado, para ser empregada juntamente com o Saab Viggen.SAAB-Project-1642-06-FLP-Klass-B3LM-drawVisivelmente inspirado no Fairchild Republic A-10 Thunderbolt II, o Saab B3LM foi idealizado em dezembro de 1974, como parte do projekt/studieFlygplan 80‘.SAAB-1642-06-B3LM-600x422.pngSe desenvolvida, a aeronave teria, pelas especificações, cerca de 12m de comprimento por 11m de envergadura (contra 16,26m de comprimento e 17,53m de envergadura presentes no A-10). Seu armamento, o mesmo empregado nos Viggen, seria transportado em 7 pontos fixos (4 subalares, 1 ventral e 2 nas pontas das asas), além de um canhão de 30 mm instalado na parte dianteira da aeronave.

A motorização ficaria por conta de 2 propulsores General Electric J85-17B, sem os pós-combustores, que eram os mesmos motores utilizados no Saab 105.

Já na segunda metade dos anos 70, o enorme desenvolvimento econômico, político e militar da União Soviética começava a dar sinais de estagnação, apontando para uma profunda crise que viria nos anos seguintes. Por conta disso, na Suécia, os comandantes militares ficaram mais confiantes que uma invasão soviética não seria algo tão provável. Rapidamente, o projeto do Saab B3LM foi cancelado, abrindo espaço para o desenvolvimento de uma aeronave mais complexa e que eventualmente substituiria os Draken e Viggen à serviço da Flygvapnet (Força Aérea Sueca). Assim, em 1979, iniciavam-se os estudos que culminariam no surgimento do Saab JAS 39 Gripen, mas essa já é uma outra história.

FONTE/IMAGENS:

  • Saab
  • Coleção particular do Editor
  • Internet

EDIÇÃO: Cavok

 

 

Via: http://www.cavok.com.br/blog/?p=83327

Share this post


Link to post
Share on other sites

×
×
  • Create New...