Jump to content

​Embraer entrega primeiro E-Jet à American Airlines


Recommended Posts

Fonte :http://www.embraer.com.br/pt-BR/ImprensaEventos/Press-releases/noticias/Paginas/Embraer-entrega-primeiro-EJet-a-American-Airlines.aspx

 

São José dos Campos – SP, 11 de fevereiro de 2015 - Em cerimônia realizada hoje na sede da Empresa, em São José dos Campos, a Embraer entregou à American Airlines, dos Estados Unidos, o primeiro jato E175 de 60 pedidos firmes como parte do contrato assinado entre as duas empresas em dezembro de 2013. O acordo inclui também opções para 90 jatos do mesmo modelo, tendo um potencial total para até 150 aviões.

A American Airlines selecionou a Compass Airlines, subsidiária integral da Trans States Holdings, para operar os primeiros 20 jatos E175 sob a marca American Eagle. Os E175 serão configurados com 12 assentos na primeira classe e 64 na econômica, sendo 20 com espaço extra, para um total de 76 assentos.

“Há muitos E175 já voando no mercado dos EUA com as cores da nova American, mas a entrega da primeira aeronave adquirida diretamente pela American, e que será operada pela Compass, é um momento especial para a Embraer e seus funcionários”, disse Paulo Cesar Silva, Presidente & CEO da Embraer Aviação Comercial. “A Embraer e a American têm desfrutado de uma parceria estratégica de longo prazo, construída com o sucesso operacional da família de aeronaves ERJ 145. Agora, estamos muito confiantes de que o mesmo sucesso será alcançado com o E175.”

“O E175 é uma parte importante de renovação da frota da American, proporcionando-nos a aeronave de tamanho adequado para as rotas certas”, disse Peter Warlick, Vice-Presidente de Planejamento de Frota da American. “Com uma cabine de duas classes e conectividade Wi-Fi, estas modernas e eficientes aeronaves garantem que nossos clientes tenham uma transição suave entre os voos regionais e de linhas regulares na maior malha aérea no mundo.”

A Embraer é a única fabricante a desenvolver uma moderna família de aviões especificamente para o segmento de 70 a 130 assentos. Desde o lançamento formal do programa, em 1999, os E-Jets redefiniram o conceito tradicional de aeronaves regionais por operarem em outros tipos de mercados.

A família de E-Jets entrou em serviço em 2004. Atualmente, os E-Jets estão voando com 65 companhias aéreas de 45 países, com uma participação de mercado de 62% (com base em entregas) no segmento de jatos com capacidade para até 130 lugares. Atualmente, os E-Jets voam com empresas aéreas tradicionais, de baixo custo e regionais, bem como empresas de voos fretados. Em junho de 2013, a Embraer lançou a segunda geração da família de E-Jets – os E-Jets E2 – o primeiro dos quais está programado para entrar em serviço em 2018.


Sobre a Embraer Aviação Comercial

A Embraer é líder mundial na fabricação de jatos comerciais até 130 assentos. Cerca de 900 aviões da família ERJ 145 de jatos regionais, de 37, 44 e 50 assentos, foram entregues a companhias aéreas desde a sua introdução no mercado, em 1996. A família de E-Jets inclui quatro aeronaves que têm entre 70 e 130 assentos. Com engenharia avançada, alto grau de eficiência, cabines ergonômicas e espaçosas com dois assentos por fileira, e economia operacional atraente, o E170, E175, E190 e E195 estabeleceram um novo padrão em sua categoria. Desde que os E-Jets entraram em serviço, em 2004, a Embraer recebeu mais de 1.500 pedidos firmes para esta família de aeronaves. Mais de 1.100 E-Jets foram entregues e estão voando atualmente com cerca de 65 empresas aéreas de 45 países com companhias aéreas tradicionais, regionais, operadores de turismo e baixo custo.

Em 2013, a Embraer lançou os E-Jets E2, a segunda geração da família de E-Jets de aviões comerciais composta de três novos aviões - E175-E2, E190-E2, E195-E2 – no segmento de 70 a 130 passageiros. O E190-E2 deverá entrar em serviço no primeiro semestre de 2018. O E195-E2 está programado para entrar em serviço em 2019 enquanto o E175-E2 em 2020.

Link to comment
Share on other sites

E aqui também ...

Fonte: http://www.flightglobal.com/news/articles/american-continues-regional-fleet-renewal-with-first-owned-408957/

 

American continues regional fleet renewal with first owned E175

American Airlines took delivery of its first owned Embraer 175 aircraft today, the first of 60 aircraft it will add to its regional fleet through 2017.

The aircraft, registered N200NN and MSN 17000456, will be operated by Trans States-subsidiaryCompass Airlines beginning in March. It will be used to replace smaller regional jets as American continues renewing its feeder fleet.

“The last few years really have been about restoring American Airlines to greatness and today really is the culmination of a lot of those efforts,” says Kenji Hashimoto, senior vice-president of regional carriers at American, at the handover ceremony in Sao Jose dos Campos, Brazil, today. A “key effort” in that process is fleet renewal, he says.

The 76-seat E175s are replacing small regional aircraft in the Fort Worth, Texas-based carrier’s feeder fleet. It plans to replace one Bombardier Dash 8-100 and 21 Embraer ERJ-140s, with 21 Bombardier CRJ900s and 29 E175s – including N200NN – this year, its latest fleet plan shows.

This comes after American removed two Dash 8-100s and 40 ERJ-140s, and added 25 CRJ900s and 24 E175s to its regional fleet in 2014.

The mainline carrier is also updating its mainline fleet, including replacing older Boeing 767s Boeing MD-80s with new Airbus A321s and Boeing 787s.

American will place the first 20 of 60 E175s it has on firm order with Minneapolis-based Compass. The remaining 40 will go to its Envoy subsidiary with deliveries beginning in November.

“I can’t think of two greater partners to represent American Airlines and [its] brand out to our customers -- Embraer and Compass,” says Hashimoto.

Embraer Commercial Aircraft president and chief executive Paulo Cesar Silva, American vice-president of fleet planning

Silva highlights the nearly two-decade relationship between American and Embraer at the ceremony. Citing the order for 50 Embraer ERJ-145s that the carrier placed in 1997 as helping to rejuvenate what he says was then a “broken company”.

“We would not be here now if it was not for American in 1997,” he says.

The E175 will enter service with Compass on flights to Denver International and HoustonIntercontinental airports from Los Angeles International airport on 29 March. Both routes are currently flown on Mesa Airlines-operated Bombardier CRJ900s.

Leach says that all 20 of the E175s at Compass will be based in Los Angeles.

“It builds on a strength we already have [there], it’s a natural transition for us,” he says.

American has 90 options for E175s from its December 2013 order. The airline continues to evaluate its need for regional aircraft, says Warlick, but he declines to comment further on its plans for the options.

Link to comment
Share on other sites

Ué, a American já tem 44 Ejet recebido em menos de dois anos e ainda esta recebendo.

 

Esta encomenda é da própria AA a ser alocada em suas afiliadas refionais Envoy e Compass. As demais aeronaves em operação são por contrato de terceiras.

Link to comment
Share on other sites

Opa! Valeu

 

Ps: ficou brabo?

 

Nada colega ... é que você foi mais rápido que eu .... rssssss

Tem aquela função: copiar foto, salvar foto, abrir photobucket, copiar, carregar, copiar link e postar aqui ..

E aí tem o tal do americano, o Delay ... Conhece ele ???

Link to comment
Share on other sites

Mas pela Republic, o E175 já está operando tem um tempinho.

 

 

 

Le France, estes são da própria AA. Parte irá para o hub de DFW, parte para ORD e maior parte para LAX.

 

A operação regional dos EUA é complicada por conta das "scoupe clauses". Varia de acordo com o contrato da afiliada, a quantidade de aviões mainline x regionais, quantidade de assentos e até o número de pilotos que a regional pode ter em relação à principal.

Link to comment
Share on other sites

Não só já operam pela Envoy como são muitíssimo frequentes em MIA.

 

Fonte: Wikipedia:

http://en.wikipedia.org/wiki/American_Eagle_%28airline_brand%29

 

Air carriers operating as American Eagle

American Airlines has announced that, as part of its restructuring, it plans to contract American Eagle flying to carriers other than Envoy and Executive Airlines. SkyWest, Inc. announced that through its subsidiaries SkyWest Airlines and ExpressJet Airlines, it will operate some flights under the American Eagle name starting November 15, 2012. This development is part of AMR's bankruptcy reorganization.

On January 24, 2013, Republic Airways Holdings will also operate some American Eagle flights under the Republic Airlines subsidiary after AMR Corp. and Republic Airways Holdings signed a 12-year purchase agreement. These flights are in addition to the flights already operated byChautauqua Airlines, another RAH subsidiary. The RAH flights began August 1, 2013, with an inaugural flight to New Orleans.[3]

Flights operated as AmericanConnection by Chautauqua Airlines were going to be integrated into American Eagle after the discontinuation of the AmericanConnection brand. On September 12, 2012 AMR announced the discontinuation of the AmericanConnection brand, reverting to the sole American Eagle brand for feeder services in smaller cities for which it contracts with regional airlines.[4] However, in 2014 an announcement was made that Chautauqua would not seek a renewal of its AmericanConnection contract. All AmericanConnection flights ended on August 19, 2014.

Link to comment
Share on other sites

Estou meio desatualizado.. Eu nem sabia que já tinha Embraer com esse novo winglet voando! :facepalm:

 

Todos os modelos podem receber esse novo winglet?

Lindo por sinal esse winglets, será só na AÀ que usam?

Link to comment
Share on other sites

O primeiro E175 (número de construção 302) entregue com os novos winglets foi para a Mesa Airlines que opera com as cores da United Express.

 

Os demais da frota da empresa serão modificados no momento em que entrarem para manutenção programada.

 

O "retrofit" pelos novos winglets fazem parte de um pacote de melhorias deste modelo específico e é oferecido como opcional pela Embraer para os modelos mais antigos e "de fábrica" para os modelos que saem atualmente da linha de produção.

Desconheço se a Embraer fará também um pacote para os E170, E190 e E195.

 

Sydy e Ozires, por favor, podem me ajudar nesta ...

Link to comment
Share on other sites

O primeiro E175 (número de construção 302) entregue com os novos winglets foi para a Mesa Airlines que opera com as cores da United Express.

 

Corrigindo a informação: o prefixo do avião é N87302 voou pela primeira vez em 21 de Março de 2014 e foi entregue à Mesa Airlines em 02 de Abril de 2.014

O número correto de construção é 394.

O avião foi oficialmente apresentado pela Embraer no dia 12 de Março de 2014.

 

Mais sobre as melhorias:

Fonte: Embraer

http://www.embraer.com.br/pt-BR/ImprensaEventos/Press-releases/noticias/Paginas/Embraer-apresenta-jato-E175-de-serie-com-melhorias-para-reducao-do-consumo-de-combustivel.aspx

 

"São José dos Campos, 12 de Março de 2.014 - A Embraer Aviação Comercial realizou nesta quarta-feira (12) a apresentação, ou roll-out, como o evento é conhecido em inglês, do primeiro jato E175 de série com melhorias aerodinâmicas para redução de consumo de combustível da aeronave. As modificações englobam o desenvolvimento de uma nova ponta de asa (wingtip), a otimização de sistemas e outros refinamentos aerodinâmicos.

 

O novo E175 alcançou resultados expressivos, chegando a 6,4% de economia de combustível em relação ao modelo original, superando o valor anunciado anteriormente de até 5%. A primeira entrega do E175 contendo o pacote completo de modificações está prevista para as próximas semanas.

 

A redução de 6,4% no consumo do E175 demonstra a competência das nossas equipes e nossos parceiros de desenvolvimento e fabricação, bem como nosso compromisso de prover aos nossos clientes o melhor produto”, disse Paulo Cesar Silva, Presidente & CEO da Embraer Aviação Comercial. “Entregamos no cronograma um avião sem similar no mercado. Com a cabine de passageiros mais confortável da categoria de 70 a 90 assentos, o jato E175 é o avião de menor custo operacional na sua classe.”

 

Com os aprimoramentos, o jato E175 ficou ainda mais competitivo, sendo o mais vendido em sua categoria em 2013, quando recebeu 177 pedidos firmes, além de 60 reconfirmáveis e 277 opções de quatro companhias aéreas dos Estados Unidos: Republic Airways, United Airlines, SkyWest Inc. e American Airlines Inc.

 

A versatilidade do E175 também é demonstrada quando comparada a de aeronaves turboélice de 70 a 80 passageiros. Em rotas com mais de 450 quilômetros de extensão, o E175 oferece melhor economia operacional e maior produtividade, além do conforto superior aos passageiros.

 

Além da redução no consumo de combustível, outros aprimoramentos na atual geração de E-Jets permitirão intervalos de manutenção mais longos, aumento da produtividade e diminuição dos custos de manutenção. Estas melhorias garantem que o avião permaneça competitivo até a entrada em operação da segunda geração do jato, o E175-E2, que chegará ao mercado em 2020, oferecendo ainda maior eficiência operacional."

 

MG_2723.jpg

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade