Jump to content

Tráfego de passageiros do grupo Latam cresceu 0,5% em abril


leelatim

Recommended Posts

Tráfego de passageiros do grupo Latam cresceu 0,5% em abril

 

Da Redação09/05/2015 13:00

Em abril a atividade da companhia aérea sul-americana cresceu nos países de língua espanhola, mas recuou 1,8% nos voos domésticos no Brasil.

 

 

São Paulo - O tráfego de passageiros do grupo Latam, que resultou da aliança entre a brasileira TAM e a chilena LAM, aumentou 0,5% em abril, enquanto a capacidade aumentou 1,5%. Como resultado, a taxa de ocupação para o mês diminuiu 0,8 ponto percentual, alcançando um índice de 81,6%.

 

Segundo a companhia sul-americana, o tráfego internacional de passageiros representou aproximadamente 52% do tráfego total de passageiros no mês passado.

 

O tráfego doméstico de passageiros na operação da companhia em países de língua espanhola (Argentina, Chile, Peru, Equador e Colômbia) registrou 4,6% de aumento, enquanto a capacidade cresceu 5,2%. Como consequência, a taxa de ocupação doméstica diminuiu 0,4 ponto percentual, chegando a 77,4%.

 

O tráfego do mercado doméstico no Brasil diminuiu 1,8%, enquanto a capacidade diminuiu 2,7%. Como resultado, a taxa de ocupação doméstica no país cresceu 0,8 ponto percentual, chegando a 81,7%.

 

O tráfego internacional de passageiros aumentou 0,7%, e a capacidade cresceu 3,2%.

 

Já o tráfego de carga do grupo Latam teve redução de 11,2% e a capacidade de 0,2% no período. A diminuição na capacidade de carga se explica por uma menor operação de aviões cargueiros. A diminuição do tráfego de cargas foi provocada por um cenário de carga mais fraco na América Latina, principalmente devido a desaceleração econômica na região.

Fonte: Portugal digital

Link to comment
Share on other sites

Grupo Latam divulga estatísticas operacionais preliminares de abril de 2015

 

 

O Grupo Latam Airlines S.A. e suas filiais (“Grupo Latam Airlines” ou “a Companhia”) (NYSE: LFL / IPSA: LAN / Bovespa: LATM33), grupo de companhias aéreas líder em transporte de passageiros e cargas na América Latina, informa suas estatísticas preliminares de tráfego para abril de 2015, incluindo o comparativo com o mesmo mês de 2014. O tráfego de passageiros aumentou 0,5%, enquanto a capacidade aumentou 1,5%. Como resultado, a taxa de ocupação para o mês diminuiu 0,8 ponto percentual, alcançando índice de 81,6%. O tráfego internacional de passageiros representou aproximadamente 52% do tráfego total de passageiros no mês. O tráfego doméstico de passageiros na operação da companhia em países de língua espanhola (Argentina, Chile, Peru, Equador e Colômbia) registrou 4,6% de aumento, enquanto a capacidade cresceu 5,2%. Como consequência, a taxa de ocupação doméstica diminuiu 0,4 ponto percentual, chegando a 77,4%. O tráfego do mercado doméstico no Brasil diminuiu 1,8%, enquanto a capacidade diminuiu 2,7%. Como resultado, a taxa de ocupação doméstica no país cresceu 0,8 ponto percentual, chegando a 81,7%. O tráfego internacional de passageiros aumentou 0,7%, e a capacidade cresceu 3,2%. Como resultado, a taxa de ocupação internacional de passageiros para o mês recuou 2,0 pontos percentuais, chegando a 82,9%. O tráfego internacional inclui as operações internacionais de LAN e TAM nas rotas entre países da América do Sul e de longo curso. O tráfego de carga do Grupo Latam teve redução de 11,2% e a capacidade de 0,2% no período. Como resultado, o fator de ocupação diminuiu 6,7 pontos percentuais, chegando a 54,4%. A diminuição na capacidade de carga se explica por uma menor operação de aviões cargueiros. A diminuição do tráfego de cargas foi provocada por um cenário de carga mais fraco na América Latina, principalmente devido a desaceleração econômica na região. - See more at: http://www.brasilturis.com.br/noticias.php?id=22280&noticia=grupo-latam-divulga-estatisticas-operacionais-prel#sthash.nkYljGrz.dpuf

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade