Jump to content

Após voo ao Rio ser cancelado, ator reclama de companhia aérea


Shamrock

Recommended Posts

Após voo ao Rio ser cancelado, ator reclama de companhia aérea

 

American Airlines não acomodou clientes em hotel, segundo Reginaldo Faria.

'Funcionários nos trataram com desdém, arrogância e deboche', afirmou.

 

 

Passageiros de um voo que seguia de Nova York, nos Estados Unidos, para o Rio passaram por um sufoco na noite do último sábado (23). Os clientes afirmam que a American Airlines não os acomodou em um hotel, após a viagem ser cancelada por causa do mau tempo. O ator Reginaldo Faria, que estava entre os passageiros, contou que os funcionários da companhia aérea os trataram com “desdém e deboche”(...)

“Nós ficamos lá jogados de qualquer forma, sendo agredidos pelos funcionários da American Airlines. Nos tratavam com desdém, arrogância e deboche. Colocaram umas camas até a hora do voo. Ficamos lá, pegando aquele vento congelante. Nos trataram muito mal”, relatou o ator.(...)

Texto na íntegra e vídeo: http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2015/05/apos-voo-ao-rio-ser-cancelado-ator-reclama-de-companhia-aerea.html

Link to comment
Share on other sites

Nos Estados Unidos, nao tem tal obrigação.

 

No Brasil, tem.

 

 

Pois é... Obrigação de acomodar em hotel não tem.

 

Mas de ter educação e de tratar bem os clientes, isto é universal.

 

Garanto que se tivessem preocupação com sua clientela, explicando e apoiando os mesmos, a reclamação não seria tanta.

Link to comment
Share on other sites

É....este tempos não voltam mais mesmo....

 

Flight_Attendants-walking.jpg

 

Perfeito, Nobre Bonotto. Por essa razão é que não opino mais no FCR sobre procedimentos esdrúxulos de empresas aéreas em relação a situações e circunstâncias envolvendo o cruzamento entre ‘normas da companhia’ e ‘direitos do pax’. E o pior, vejo usuários, ou melhor, entusiastas, defendendo empresa.

 

Navegador

Link to comment
Share on other sites

Não é a toa que...

Why are fliers avoiding the world's largest airline?

http://www.usatoday.com/story/travel/advice/2015/05/17/american-airlines-customer-service/27360549/

 

How far will travelers go to avoid the world's largest airline? Austin Wolff paid an extra $360 to stay away from American Airlines, flying from Albuquerque, N.M., to Jacksonville, Fla., on Delta Air Lines, on a recent holiday weekend.

Why no AA? "It's more a statement toward the overall approach to customer service," says Wolff, who works for a news organization in Albuquerque. "It's the general apathy displayed by this company."

Avoiding American isn't easy. It's in the throes of a merger with US Airways, which will make it the largest airline in the world. With only three legacy carriers remaining in the USA, the number of choices is dwindling. But that's just fueling the anti-American sentiment.

Wolff's reason for staying away from American is common. He feels as if the company doesn't care. Wolff says he tried to complain about its service, writing a detailed account of what went wrong on a recent flight.

"When I submitted the actual account, the airline's website wouldn't allow it," he says. "I could only use up to 500 characters. That's really what sent me running away."

Craig Conroy steers clear of American, too. "I know what I want in an airline," says Conroy, a professional speaker who lives in Pittsburgh. "It's customer service."

He goes to great lengths to avoid flying on AA, even when the airline offers a lower price or more convenient route. Conroy would rather make a stopover in Cincinnati, Atlanta or Chicago with Delta Air Lines or United. He even prefers to fly on Southwest, despite its one-class configuration that deters some business travelers.

Conroy says he'd forfeit the ability to collect enough frequent-flier miles for elite status — that's how badly he wants to avoid the airline.

What could possibly stir such strong feelings among air travelers? A look at American's customer satisfaction scores and complaint numbers reveals one possible answer: Some passengers don't like it. American scored a 66 out of 100 points in the latest American Customer Service Index, unchanged from 2013. That's 5 points below the industry average.

 

The Department of Transportation received 3,083 service complaints about American Airlines in 2014, up 546 from the previous year. It's the third most-complained about airline, behind United Airlines and Frontier Airlines.

American acknowledges that it can do better, and says it's trying.

"This year, our customer relations teams have worked around the clock through an extremely difficult winter and the complaints that come with that," says Joshua Freed, an American Airlines spokesman. "We answer every complaint — most within a couple of days, and each one is categorized so our executives can see where the problems are, and fix them."

But industry-watchers aren't impressed by its efforts. "American Airlines proves the adage that customers will only put up with so much rudeness and discourtesy before they respond," says Harlan Platt, a finance professor at Northeastern University.

The complaints aren't all related to the weather. They're the result of airline policies, a changing corporate culture and, of course, the ongoing merger between US Airways and American. In March, American combined its loyalty programs without incident. Now, they are aligning company rules and. later this year, the carriers will combine their reservations systems, often the most difficult part of any airline combination.

In a sense, having people say they're avoiding American doesn't really matter. The fact is, they're not. The airline just reported a record quarterly profit of $1.2 billion, triple its year-ago net profit, excluding a special credit. With earnings like that, which are the result of lower fuel costs, higher fares and cutting capacity after the merger, who needs happy customers?

But that some are writing off American should worry the airline in the long term, say experts. That's because, while there may be fewer airlines, people still have options. If too many people try to avoid American, that could be a problem — and, perhaps, a reason to up the airline's customer-service game.

"Actually, most Americans still have a reasonable number of choices when it comes to air travel," says Seth Kaplan, editor of Airline Weekly. "Even if it's fewer choices than they once did."

How to avoid an airline

• Cast a wide net. Check out alternate airports near a hub city. Chicago O'Hare, for example, is home to airline hubs for American and United, but head over to Midway and you can also find a hub for Southwest Airlines.

Consider alternate transportation. Trains offer a competitive product with East Coast shuttles. But buses are growing at an impressive pace, too, and can often get you to your destination in about the same amount of time that it takes to check in, go through the TSA line, wait for your flight and fly.

Move. In some cities (Philadelphia, Dallas) American is so dominant that it's almost impossible to avoid, particularly if you're flying internationally. Ditto for other airlines in certain places. If you feel so strongly about staying away, you may have to relocate.

An image provided by American Airlines shows what its Boeing 777-300 jets will look like once they get the carrier's new paint job. (Photo: American Airlines)

Christopher Elliott is a consumer advocate and editor at large for National Geographic Traveler. Contact him at chris@elliott.org or visit elliott.org.

3761 CONNECT 171 TWEET 310 LINKEDIN 67 COMMENTEMAILMORE
Link to comment
Share on other sites

 

 

Pois é... Obrigação de acomodar em hotel não tem.

 

Mas de ter educação e de tratar bem os clientes, isto é universal.

 

Garanto que se tivessem preocupação com sua clientela, explicando e apoiando os mesmos, a reclamação não seria tanta.

Assino embaixo. :joinha:

Link to comment
Share on other sites

Mas de ter educação e de tratar bem os clientes, isto é universal.

 

Garanto que se tivessem preocupação com sua clientela, explicando e apoiando os mesmos, a reclamação não seria tanta.

No entanto, boa parte dos brasileiros age como se tivessem o rei na barriga e deixam de lado qualquer vestígio de bons modos ao lidar esses funcionários.

Link to comment
Share on other sites

Ele queria tratamento de global, por parte de funcionários americanos?

Alguem que o informe que fora do Brasil ele é apenas "mais um" na multidão...

Link to comment
Share on other sites

Quando a GOL vez voos para NY via Rep. Dominicana (Bilhetes Smiles) vi idosos exigirem embarque prioritário em JFK seguindo a regra Brasileira. Tentaram iniciar bate-boca com o funcionário que atendia pela Gol. Este simplesmente disse que nos EUA a regra era outra, deu as costas e seguiu trabalhando. Os idosos continuaram nos resmungos...

Link to comment
Share on other sites

É....este tempos não voltam mais mesmo....

 

Flight_Attendants-walking.jpg

É verdade! Tambem temos que lembrar, que os passageiros tambem mudaram. Essa é a popularizacao da aviação.

Link to comment
Share on other sites

A opinião e o pensamento é de livre-arbítrio de todos.

 

Entretanto, lamento que notícias de celebridades e outras do tipo que em nada agregam em cultura ou conhecimento geram mais comentários aqui no fórum e fora daqui.

 

Abri um tópico sobre uma competição internacional sobre inovações para a aviação promovida pela Airbus entre estudantes do mundo todo. A equipe brasileira não só se classificou como ganhou a competição.

O tópico teve somente 191 visualizações e uma única resposta colocada por mim mesmo.

Este tópico onde agora escrevo já teve até o presente momento 875 visualizações e 13 respostas, incluindo uma minha onde pareço dormir tamanha relevância do tema.

 

Não quero notoriedade alguma sobre o que escrevo aqui.

Mas lamento que notícias inócuas e desprovidas de importância repercutam mais do que aquilo que realmente importa.

E confesso que esperava um pouco mais de conteúdo, pelo menos aqui no FRC.

 

Parabéns Sr. Reginaldo Faria: conseguiu seus cinco minutos de "estrela", inclusive junto aos foristas daqui.

 

PS ... se alguém ainda se interessar por notícia relevante:

http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/115424-equipe-da-usp-se-classifica-para-final-de-campeonato-de-inovacao-da-airbus/

Link to comment
Share on other sites

Agora Em abril voltando de Miami para o Rio, com minha filha pequena, o funcionario da Tam nos tirou da fila e nos embarcou prioritarimente. Nao houve solicitaçao da minha parte. Pode nao ser uma exigencia legal la, mas foi muito cortes por parte cia. Muito melhor assim.

 

[1quote name=Propeller Head" post="1250441" timestamp="1432907648]

 

Quando a GOL vez voos para NY via Rep. Dominicana (Bilhetes Smiles) vi idosos exigirem embarque prioritário em JFK seguindo a regra Brasileira. Tentaram iniciar bate-boca com o funcionário que atendia pela Gol. Este simplesmente disse que nos EUA a regra era outra, deu as costas e seguiu trabalhando. Os idosos continuaram nos resmungos...

Link to comment
Share on other sites

A opinião e o pensamento é de livre-arbítrio de todos.

 

Entretanto, lamento que notícias de celebridades e outras do tipo que em nada agregam em cultura ou conhecimento geram mais comentários aqui no fórum e fora daqui.

 

Abri um tópico sobre uma competição internacional sobre inovações para a aviação promovida pela Airbus entre estudantes do mundo todo. A equipe brasileira não só se classificou como ganhou a competição.

O tópico teve somente 191 visualizações e uma única resposta colocada por mim mesmo.

Este tópico onde agora escrevo já teve até o presente momento 875 visualizações e 13 respostas, incluindo uma minha onde pareço dormir tamanha relevância do tema.

 

Não quero notoriedade alguma sobre o que escrevo aqui.

Mas lamento que notícias inócuas e desprovidas de importância repercutam mais do que aquilo que realmente importa.

E confesso que esperava um pouco mais de conteúdo, pelo menos aqui no FRC.

 

Parabéns Sr. Reginaldo Faria: conseguiu seus cinco minutos de "estrela", inclusive junto aos foristas daqui.

 

PS ... se alguém ainda se interessar por notícia relevante:

http://forum.contatoradar.com.br/index.php/topic/115424-equipe-da-usp-se-classifica-para-final-de-campeonato-de-inovacao-da-airbus/

 

Não tenho a menor pretensão de saber o que leva a uma pessoa a responder (ou não) a um tópico postado aqui. Mas posso imaginar que as pessoas se interessam mais por assuntos mais "próximos" delas. E a ideia de um voo cancelado, principalmente um voo internacional, certamente é uma das piores na mente do passageiro médio. Além disso, quase todo passageiro tem um história de "horror" associada a um cancelamento de voo, seja por experiência própria ou por ouvir falar ou mesmo por imaginar o pior caso sempre.

 

Esse tipo de tópico sempre atrai três tipos de respostas: (i) os que já atacam a empresa aérea sem nem saber a história completa; (ii) os que já atacam o comportamento do passageiro, principalmente se for brasileiro no exterior; e (iii) os que ficam se perguntando pq esse tipo de fato é notícia. Temos os três tipos de resposta aqui nesse post, ainda na primeira página. Pegue outros posts semelhantes e encontrará o mesmo padrão.

 

Pessoalmente não acho que faça diferença se o cara é global ou não. Vários outros tópicos semelhantes aqui tiveram o mesmo tipo de comentário e "popularidade", mesmo sem um global envolvido.

Link to comment
Share on other sites

A notícia pode ser inócua, sem importância ou "otras cositas más", porém, contém uma informação primordial, principalmente para quem viaja aos EUA e não conhece a legislação americana, (desobrigação de hospedagens, por parte das aéreas, no que se relaciona a tempo ruim). Desses mais de 1.000 "viwers", suponhamos que 5%, agora estejam informados a esse respeito, são 50 pessoas a menos a reclamar por algo sem razão, portanto, a notícia tem cunho relevante, quanto ao Reginaldo Farias, pelo menos serviu a uma causa informativa útil, apesar de a intensão ter sido outra, além do fato corporativista "midiático global"...

Link to comment
Share on other sites

A notícia pode ser inócua, sem importância ou "otras cositas más", porém, contém uma informação primordial, principalmente para quem viaja aos EUA e não conhece a legislação americana, (desobrigação de hospedagens, por parte das aéreas, no que se relaciona a tempo ruim). Desses mais de 1.000 "viwers", suponhamos que 5%, agora estejam informados a esse respeito, são 50 pessoas a menos a reclamar por algo sem razão, portanto, a notícia tem cunho relevante, quanto ao Reginaldo Farias, pelo menos serviu a uma causa informativa útil, apesar de a intensão ter sido outra, além do fato corporativista "midiático global"...

 

Sobre ou não da desobrigação dos serviços em caso de cancelamentos, já foi tema de outros tópicos aqui.

 

Cada um lê aquilo que melhor lhe apraz.

O que me chama atenção é sobre o que se lê.

 

Simples ditado: pérolas aos porcos ou palavras ao vento ...

E la nave vá ...

Link to comment
Share on other sites

Eu nao gosto da american airlines, ja presenciei uma funcionaria de checkin maltratando passageiros em Miami, e acho que eles nao gostam de pax brasileiros.

Link to comment
Share on other sites

Eu nao gosto da american airlines, ja presenciei uma funcionaria de checkin maltratando passageiros em Miami, e acho que eles nao gostam de pax brasileiros.

 

 

Depois não sabem o porque tem que cancelar vôo que sai vazio, enquanto o da concorrência sai cheio. (Ex. VCP - MIA ou MCO)

Link to comment
Share on other sites

Muita gente tem preconceito com famoso, basta eles estarem envolvidos, a culpa é deles por se acharem "a última bolacha do pacote", "ter o rei na barriga"...

Inclusive aqui no CR, quando tem caso com famoso envolvido, muitos posts já são escritos "metendo o pau" no famoso sem ao menos o autor do post ler o que ocorreu, vão pelo título.

Na maioria das vezes eles são "vítimas" de pessoas que querem tirar proveito e aparecer por eles serem quem são.

 

Se o título e o fato tivesse ocorrido com um farmacêutico, por exemplo, alguns não escreveriam nada, mas como é com famoso....

 

Se fosse com ex-bbb, cantor de funk, subcelebridades a coisa iria ser pior, em se tratando do posts "descendo a lenha" no cidadão.

 

Com relação à AA, meus familiares nunca voaram nessa empresa, e pelo que vejo, não perderam nada.

 

Pelo visto a melhor coisa da AA é a pintura dos aviões!!!

Link to comment
Share on other sites

Em caso de mau tempo, a cia tem obrigação com os passageiros?

 

Se a passagem foi emitida no Brasil ou na Europa, tem a obrigação.

Se a passagem foi emitida nos EUA, não tem.

Link to comment
Share on other sites

Mas estava nos States....sendo assim eles não vão dar hotel para 15-20 brasileiros q emitiram o bilhete aqui e no restante q emitiram o bilhete por la vão deixar esperar no salão de embarque neh?

Do outro lado, paciência, espere voltar e processa eles.... O lance é q não adianta reclamar e se reclamar fortemente ou não vão te atender mais ou vão chamar a nsa pra ter uma conversinha contigo!

 

vamos ser sinceros...ta mal tempo...ninguém decola....live with it...a AA vai ter quantos pax querendo resolver seu problema a mesma hora? quantos vão agir como estupidos? ai eles vão responder com aquela cordialidade q para brasileiro mexe com a alma, se alguém te "mal-tratar" quando para outros povos é puro objetividade!!

Link to comment
Share on other sites

Aproveitando que tão falando de como funcionam as regras por lá...

 

Se eu chegar no aeroporto e tiver um vôo 2 horas mais cedo, consigo antecipar sem custo igual aqui no Brasil? Trecho interno pela AA.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade