Jump to content

Fundo Iguaçu entrega projeto da nova pista do aeroporto de Foz


frcanhete

Recommended Posts

Presidente da Infraero, Gustavo do Vale, prevê que as obras possam começar já no segundo semestre de 2016


O presidente da Infraero, Gustavo do Vale, disse que já no começo do segundo semestre de 2016 devem ter início as obras da nova pista de pouso e decolagem do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu. Ele fez essa previsão ao receber na manhã desta quinta-feira, 11, em Brasília, os projetos de engenharia da nova pista, elaborados pelo Fundo Iguaçu, juntamente com os estudos de impacto ambiental (EIA/Rima) do empreendimento e o levantamento topográfico do sítio aeroportuário, assim como os projetos de terraplenagem, geométrico, drenagem, elétrico e balizamento do novo sistema de pistas.
nova%20pista%20aeroporto.jpg
Os documentos foram entregues pelo presidente do Fundo Iguaçu e superintendente de Comunicação Social da Itaipu, Gilmar Piolla, que estava acompanhado da procuradora do município, Letizia Jimenez Abbate Fiala, e do empresário Guilherme Paulus. Além de Gustavo do Vale, participaram da reunião os demais diretores da Infraero e também técnicos da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República. À tarde, Piolla e Guilherme Paulus estiveram no Palácio Jaburu, onde foram recebidos pelo ministro da Aviação Civil, Eliseu Padilha, e também pelo presidente da República em exercício, Michel Temer.

O projeto da nova pista tem custo estimado de R$ 276 milhões, mais as desapropriações – calculadas em cerca de R$ 15 milhões. Os recursos devem provir do Fundo Nacional de Aviação Civil (Fnac), segundo o presidente da Infraero. Em contato com o ministro Eliseu Padilha, Piolla e Paulus também conversaram sobre a possibilidade de o governo federal incluir o aeroporto de Foz do Iguaçu no programa de concessões, para possibilitar uma Parceria Público-Privada (PPP).

Bom exemplo - O presidente da Infraero, ao receber o projeto, elogiou a iniciativa de Foz do Iguaçu, considerando ser “um exemplo de como a comunidade pode, junto com a Infraero, projetar aeroportos, dentro do conceito ‘bom para a Infraero, melhor para a comunidade’”. Ele disse que a Infraero, a partir de agora, vai aprovar o orçamento, buscar os recursos e dar início às obras, num prazo que ele calcula em cerca de um ano.
nova%20pista%20aeroporto1.jpg
Gustavo do Vale disse que a nova pista se justifica por três razões principais: permitir o aumento do tráfego, já que o Aeroporto de Foz do Iguaçu é um dos que mais crescem no Brasil, tanto pela movimentação de turistas quanto por sua localização; por questão de segurança (“com duas pistas, o aeroporto é mais seguro em todos os aspectos”); e para que o aeroporto “não fique refém de uma pista só”. Ele lembrou que o aeroporto de Campinas, em 2012, ficou fechado por três dias, porque um avião cargueiro ficou preso na única pista, prejudicando mais de 500 mil pessoas. “A meta é ter duas pistas em todos os nossos aeroportos”, completou.

Pelo projeto do Fundo Iguaçu, a nova pista do aeroporto será paralela à atual e terá 3 mil metros de extensão por 45 metros de largura. Com a nova pista, o aeroporto, que já neste ano deve superar 2 milhões de passageiros - novo recorde histórico -, aumentará sua capacidade para receber entre 4 e 6 milhões de passageiros anualmente. A pista atual ficará como taxiway. Com a ampliação, o aeroporto “poderá atender sua vocação internacional, tornando-se um hub do Mercosul e dos países andinos, com voos diretos para a Europa, Estados Unidos e Caribe", segundo Piolla.

FONTE: ClickFoz

http://www.clickfozdoiguacu.com.br/foz-iguacu-noticias/fundo-iguacu-entrega-projeto-da-nova-pista-do-aeroporto-de-foz

 

Link to comment
Share on other sites

 

Presidente da Infraero, Gustavo do Vale, prevê que as obras possam começar já no segundo semestre de 2016

Gustavo do Vale disse que a nova pista se justifica por três razões principais: permitir o aumento do tráfego, já que o Aeroporto de Foz do Iguaçu é um dos que mais crescem no Brasil, tanto pela movimentação de turistas quanto por sua localização; por questão de segurança (“com duas pistas, o aeroporto é mais seguro em todos os aspectos”); e para que o aeroporto “não fique refém de uma pista só”.

Pelo projeto do Fundo Iguaçu, a nova pista do aeroporto será paralela à atual e terá 3 mil metros de extensão por 45 metros de largura. Com a nova pista, o aeroporto, que já neste ano deve superar 2 milhões de passageiros - novo recorde histórico -, aumentará sua capacidade para receber entre 4 e 6 milhões de passageiros anualmente. A pista atual ficará como taxiway.

 

FONTE: ClickFoz

http://www.clickfozdoiguacu.com.br/foz-iguacu-noticias/fundo-iguacu-entrega-projeto-da-nova-pista-do-aeroporto-de-foz

 

 

 

 

Há uma contradição aí não?

 

Dizem que vão construir a segunda pista para expansão e ter um maior nível de segurança e não ficar refém de uma pista só.

 

Logo abaixo dizem que a atual pista virará uma taxiway, ou seja, o aeroporto continuaria tendo uma pista só.

Link to comment
Share on other sites

 

Presidente da Infraero, Gustavo do Vale, prevê que as obras possam começar já no segundo semestre de 2016

Bom exemplo - O presidente da Infraero, ao receber o projeto, elogiou a iniciativa de Foz do Iguaçu, considerando ser “um exemplo de como a comunidade pode, junto com a Infraero, projetar aeroportos, dentro do conceito ‘bom para a Infraero, melhor para a comunidade’”.

 

Muito bom sim, daí a Infraero pega o projeto e joga fora, como fez em MG. A iniciativa é boa sim, mas da forma que as coisas acontecem hoje (ou melhor, que não acontecem) acaba sendo uma grande perda de tempo e dinheiro.

Link to comment
Share on other sites

Acho que não vale a pena perder tempo sobre os comentários do presidente da Infraero.

 

Perguntar não ofende, por que investir R$ 300 milhões se é possível construir uma pista de taxiway, ligando o pátio com a pista direto (e não off-line) e aumentar a extensão da pista existente?

 

E qual a necessidade daquele pátio lateral ao lado do terminal?

Link to comment
Share on other sites

 

 

Há uma contradição aí não?

 

Dizem que vão construir a segunda pista para expansão e ter um maior nível de segurança e não ficar refém de uma pista só.

 

Logo abaixo dizem que a atual pista virará uma taxiway, ou seja, o aeroporto continuaria tendo uma pista só.

 

Houve sim, Foz continuara com uma unica pista, a nova a velha sera taxiway

Link to comment
Share on other sites

Acho que não vale a pena perder tempo sobre os comentários do presidente da Infraero.

 

Perguntar não ofende, por que investir R$ 300 milhões se é possível construir uma pista de taxiway, ligando o pátio com a pista direto (e não off-line) e aumentar a extensão da pista existente?

 

E qual a necessidade daquele pátio lateral ao lado do terminal?

 

Boa pergunta A345_Leandership, vou perguntar a eles hehehe...

 

Link to comment
Share on other sites

Acredito que ele falou em não ficar refém de uma pista, se refere a ter uma taxiway homologada como pista em caso de interdição da pista principal. Na prática não vejo muitas vantagens em termos operacionais nessa proposta, a não ser que eles avaliaram que fazer uma taxiway para ligar o pátio com a pista atual custaria quase o preço de uma pista nova, então essa ideia é valida.

Link to comment
Share on other sites

Para instalação de fingers a pista atual e muito próxima de onde ficam as aeronaves.. Essa foi a informação que ouvi a uns anos atrás.

Link to comment
Share on other sites

E a turma morre e não aprende a fazer mais saídas de pista.

 

Alguém quer faturar por fora aí com a construção de uma 2a pista. Com uma só tem lenha pra queimar por muitos anos de movimento nesse aero.

Link to comment
Share on other sites

Para instalação de fingers a pista atual e muito próxima de onde ficam as aeronaves.. Essa foi a informação que ouvi a uns anos atrás.

 

Estranho essa informação. Olhando rapidamente em uma foto, aparenta ser uma boa distância. Em CGB, com aquele pátio extremamente estreito, conseguiram colocar 2 fingers e tem projeto pra mais 2, apesar que CGB as obras estão sendo feitas bem porcamente.

Link to comment
Share on other sites

É impressão minha ou estou vendo na maquina aí uma miniatura de um B747?

Desse jeito estão superestimando a anos luz anos a capacidade do aeroporto, e não tem como nao ficar pequeno mesmo. Onde que IGU terá capacidade de receber algo nesse porte tão cedo?! (Referindo-se a demanda)

Link to comment
Share on other sites

Se não me engano já pousou 747 em Foz de Iguaçú, inclusive recentemente na ocasião de um voo "volta ao mundo" operado pela Qantas. Demanda regular certamente não teria, mas essas maquetes de aeroporto aceitam tudo. Vez ou outra aparecem uns 727 e outros trimotores em maquetes de projetos recentes...

Link to comment
Share on other sites

 

Estranho essa informação. Olhando rapidamente em uma foto, aparenta ser uma boa distância. Em CGB, com aquele pátio extremamente estreito, conseguiram colocar 2 fingers e tem projeto pra mais 2, apesar que CGB as obras estão sendo feitas bem porcamente.

 

 

Foi essa a informação (Desculpa) dada na ultima reforma para a não instalação de Fingers.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade