Jump to content

Municipalização do aeroporto de Santa Maria/RS sai na quinta-feira (9/7)


jambock

Recommended Posts

Meus prezados

Municipalização do aeroporto de Santa Maria sai na quinta-feira

Ministro da Aviação Civil e Comandante da Aeronáutica participam do evento que oficializa administração para a prefeitura

Depois de muito vaivém, finalmente será oficializada a municipalização do aeroporto civil de Santa Maria. O terminal de passageiros, que funciona junto à Base Aérea de Santa Maria (BASM), passa a ser administrado pela prefeitura a partir desta quinta-feira. A cerimônia que oficializa a transferência está marcada para ocorrer às 11h, na BASM, com a presença confirmada do ministro-Chefe da Secretaria da Aviação Civil, Eliseu Padilha, e do comandante da Aeronáutica do tenente-brigadeiro do ar Nivaldo Luiz Rossato.

Administrado pela Base Aérea de Santa Maria há dois anos, a prefeitura buscava a municipalização. Com a oficialização, será possível que as decisões envolvendo o aeroporto sejam tomadas pelo município.

A partir disso, a prefeitura poderá buscar recursos para investimentos com o Governo Federal, como parte dos R$ 310 milhões anunciados neste ano que serão destinados a 15 aeroportos do Rio Grande do Sul. Controle de tráfego, bombeiros e regulação da pista continuam sob responsabilidade da Base Aérea de Santa Maria.

Fonte: jornal Diário de Santa Maria(RS) via CECOMSAER 7 JUL 2015

Link to comment
Share on other sites

Meus prezados

FAB transfere administração do aeroporto de Santa Maria para a prefeitura

Aeródromo terá operação civil e militar compartilhada

A cidade de Santa Maria, na região central do Rio Grande do Sul, tem agora um aeroporto civil para voos comerciais. No dia 9 de julho, foi assinado o convênio de outorga e zoneamento civil-militar que passou parte da área da atual Base Aérea de Santa Maria para a prefeitura municipal, que irá administrar o aeroporto.

O chamado uso compartilhado, quando no mesmo espaço funciona a base aérea militar e o aeroporto civil, é comum no Brasil. É o caso, por exemplo, de Brasília (DF) e Guarulhos (SP). Nestes casos, os terminais de passageiros e de operações militares são separados, mas as aeronaves utilizam as mesmas pistas de taxiway e de pousos e decolagens.

Sob administração civil, o aeroporto de Santa Maria será beneficiado pelo programa de aviação regional da Secretaria de Aviação Civil, que vai investir cerca de R$7,3 bilhões em 270 aeroportos espalhados pelo Brasil. "A Aeronáutica concordou que nós usássemos uma parte do aeródromo para termos um aeroporto regional. E Santa Maria é um aeroporto estratégico para a aviação no Sul do país”, avaliou o ministro da Aviação, Eliseu Padilha, durante a assinatura do convênio.

A solenidade realizada na Base Aérea também contou com a presença do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, do Comandante da Base Aérea de Santa Maria, Coronel Ramiro Kirsch Pinheiro, e do Prefeito Municipal, Cézar Schirmer. "Acreditamos convictamente no potencial do modal aéreo de Santa Maria, inserido no contexto geográfico central de entroncamento rodoviário e, em breve, retornando a conexão ferroviária nacional, com a inserção do município no percurso da Ferrovia Norte-Sul”, comemorou o prefeito.

Santa Maria

Chamado de "Coração do Rio Grande", o município de Santa Maria está localizado no centro geográfico do Rio Grande do Sul, a 290 quilômetros de distância da capital. Com 274 mil habitantes, a cidade se destaca como um polo de serviços que atende a todo o interior do estado, além da presença de uma Universidade Federal com mais de 27 mil alunos.

Santa Maria tem ainda o segundo maior contingente militar do Brasil em uma mesma cidade, ficando atrás apenas da cidade do Rio de Janeiro. São mais de 7 mil militares, entre contingentes do Exército e da Força Aérea.

A atual Base Aérea de Santa Maria, fundada em 15 de outubro de 1971, tem como origem um campo de aviação do Exército Brasileiro datado de 1921. Hoje, a Força Aérea Brasileira mantém na área dois esquadrões equipados com caças A-1, um esquadrão de Aeronaves Remotamente Pilotadas, um esquadrão de helicópteros H-60 Black Hawk, um batalhão de infantaria, um esquadrão do grupo de comando e controle e um destacamento de controle do espaço aéreo, além de unidades de apoio.

Fonte: Agência Força Aérea via Defesanet 11 de Julho, 2015 - 11:50 ( Brasília )

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade