Jump to content

Voe Qatar, seja picado por uma aranha.


Stratocruiser

Recommended Posts

Passageiro relata haver sido picado por uma aranha em voo de Doha à Cidade do Cabo, com perda tecidual, necessidade de enxerto, e várias outras complicações.

 

A notícia completa: http://www.theguardian.com/world/2015/sep/29/barrister-almost-lost-leg-after-flesh-eating-spider-bite

Link to comment
Share on other sites

Já tive uma inofensiva barata como companheira de viagem entre GRU e SSA pela extinta BRA. Mas um animal peçonhento? Aí já seria punk demais!

Depois te conto a história de um rato num ATR rs... mas já vi RATO no 747-300 da TAAG rs...

Link to comment
Share on other sites

Ratos e baratas sao as coisas mais comuns de se encontrarem em avioes comerciais... De qualquer empresa...

 

Qualquer outro animal, como essa aranha, muito provavelmente veio na bagagem de alguem, ou na carga

Link to comment
Share on other sites

lembram que há poucas semanas um rato (que de tao grande mais parecia um canguru) estava na 1a classe da Emirates...

 

mas acho que sempre depois de tais acontecimentos sobra pra alguem ser demitido ou levar uma baiita bronca

Link to comment
Share on other sites

lembram que há poucas semanas um rato (que de tao grande mais parecia um canguru) estava na 1a classe da Emirates...

 

mas acho que sempre depois de tais acontecimentos sobra pra alguem ser demitido ou levar uma baiita bronca

:jawdrop:

Link to comment
Share on other sites

lembram que há poucas semanas um rato (que de tao grande mais parecia um canguru) estava na 1a classe da Emirates...

 

mas acho que sempre depois de tais acontecimentos sobra pra alguem ser demitido ou levar uma baiita bronca

 

poxa, que exagero o tamanho do rato..hahaa

Link to comment
Share on other sites

Avião deve ser um dos piores lugares para a proliferação de insetos e aracnídeos.

 

Acontece, mas na QR onde é uma das 5* do mundo é estranho, falharam na higienização?

 

Como já foi dito aqui, deve ter vindo da bagagem de alguém. Essa aranha é a aranha-marrom que temos aqui. Vive bem perto das pessoas, se for longe de grandes cidades. Já soube de algumas que se esconderam em roupas e sapatos, assim como vi uma escondida na minha mala numa viagem que fiz ao interior de SP. Pelo jeito, isso deve ser mais comum do que eu pensava.

Link to comment
Share on other sites

A aranha em questão, Loxosceles reclusa, é do mesmo gênero das nossas conhecidas aranhas-marrom de Curitiba, que têm nome científico Loxosceles intermedia.

Link to comment
Share on other sites

E não muito comum, mas já houveram casos de óbito pela picada dela.

É uma aranha pequena, de habitos timidos mas que não foge ao contato; pior...resiste incrivelmente bem a detetização.

 

Aqui em Curitiba antes de vestir, calçar, dormir, etc é averiguação séria; a dita é muito comum.

 

hqdefault.jpg

 

Loxo-04.jpg

 

picada-de-aranha-marrom-4.jpg

 

Aranha-quase-destruiu-uma-perna-com-uma-

 

Aranha%2BMarrom.jpg

Link to comment
Share on other sites

Essa ai da Emirates é o "topo" do cabelo de uma cms passando... Não é rato

Não sei onde as pessoas veem rato nesse vídeo. É óbvio que é alguma comissária passando no outro corredor.

Link to comment
Share on other sites

E não muito comum, mas já houveram casos de óbito pela picada dela.

É uma aranha pequena, de habitos timidos mas que não foge ao contato; pior...resiste incrivelmente bem a detetização.

 

Aqui em Curitiba antes de vestir, calçar, dormir, etc é averiguação séria; a dita é muito comum.

 

crozis!!!

Link to comment
Share on other sites

PQP... meus pernoites em Maringá e Londrina não serão mais os mesmos !

 

Damn it.

 

Valeu, era tudo o que eu precisava saber neste pernoite em Curitiba............

 

crozis!!!

 

 

 

Nos últimos sete anos, o Paraná registrou 34.220 incidentes com o animal peçonhento, o que o torna o estado brasileiro onde há maior número de casos deste tipo.

:macumba: :macumba: :macumba:

 

Hahahahahaha caraca, calma pessoal! É como qualquer outra aranha hahaha

 

É só dar uma olhada básica geralmente em cama/sofá. Mas hoteis como tem muita circulação e limpeza então fiquem susses, em locais parados/guarda roupas é mais propício. Eu estava feliz desde que me mudei pra apartamento no início do ano, elas não tinham aparecido... até semana passada :( hahahahah

 

Mas uma noticia boa é que minha querida UFPR está desenvolvendo um veneno contra esse bixo.

Link to comment
Share on other sites

Quer achar aranha marrom em Curitiba, começa a tirar os quadros da parede e olhar atrás é quase certeza que umazinha você vai achar.... Tem que ter precaução mesmo com roupas, sapatos, pois ela pode estar aonde menos se espera... Uma vez quase apertei uma sem querer, ela estava dentro daquele nicho que a gente coloca o sabonete no banheiro! Foi sorte.

A maior frustração é quando você vê uma filha da mãe dessas, e ela se manda, sem você conseguir dar uma boa chinelada nela, é de ficar a noite inteira sem dormir se ela tiver escondida quarto, principalmente porque a primeira coisa que vem na sua cabeça é essas fotos de acidentes com aranha marrom que circulam na internet....

 

Quem for para Curitiba é melhor levar um rolo de filme plastico, se enrolar todo antes de dormir, que diminui os riscos de uma picada :D

 

 

Abraços

Link to comment
Share on other sites

Eu fui a Curitiba em 2011 pra assistir uma prova de arrancada, graças a Deus não vi nenhuma peste dessas. Tenho aracnofobia desde que fui picado por uma caranguejeira e depois tive problemas sérios no olho esquerdo com o pelo de outra que andou pelo meu rosto enquanto dormia, isto quando morava em Gurupi-TO.

 

Aqui em casa, as vezes aparecem escorpiões, mas os bichos são lerdos e não pulam em cima de vc, então é paulada e taca-le fogo!!! :coolface:

 

Li um tempo desses, que uma das causas principais da proliferação das marrons em Curitiba, foi o extermínio das lagartixas nos anos 70.

Link to comment
Share on other sites

Eu fui a Curitiba em 2011 pra assistir uma prova de arrancada, graças a Deus não vi nenhuma peste dessas. Tenho aracnofobia desde que fui picado por uma caranguejeira e depois tive problemas sérios no olho esquerdo com o pelo de outra que andou pelo meu rosto enquanto dormia, isto quando morava em Gurupi-TO.

 

Aqui em casa, as vezes aparecem escorpiões, mas os bichos são lerdos e não pulam em cima de vc, então é paulada e taca-le fogo!!! :coolface:

 

Li um tempo desses, que uma das causas principais da proliferação das marrons em Curitiba, foi o extermínio das lagartixas nos anos 70.

 

Eu acredito que o tipo de moradia que predominava em Curitiba (casas de madeira) também ajudou na proliferação dessas aranhas. Uma vez vi uma reportagem, as maiores quantidades de aranhas eram sempre encontradas em casas de madeira.

 

Quando morava em Curitiba, tinha um quarto com um armário de madeira velho, que era o "armário da bagunça" tinha de tudo entulhado dentro daquele armário, eu não colocava minha mão lá dentro mas nem que me pagasse hahahaah Certeza que era um foco de aranha marrom ali, elas adoram coisas bagunçadas, empilhadas....

 

Aqui no Rio, até pouco tempo atrás era um problema sério com lacraia, uma vez achei uma, morta na cozinha, fácil tinha uns 40 cm... A picada dela também não é nada legal... Saindo pouco do Rio, na região dos lagos por exemplo, você acha de tudo, cobra é mole achar, no sítio que meus parentes tem na região dos lagos, já achamos cobras 3 vezes... Pior é que você sempre dá de cara com uma dessa quando você está menos esperando, pra achar algo pra correr atrás da safada é díficil hahahahaha

 

Outro bicho que vim conhecer aqui no Rio, foi um tal de opilião, até lembra uma aranha marrom, porém ela é inofensiva ao homem, mas experimenta matar uma, ela solta um cheiro fortissimo, de deixar tonto, a primeira vez que matei uma, revirei a casa toda, achando que tinha algum produto quimico vazando, o cheiro é muito, muito forte.

 

 

 

Abraços

 

 

 

Abraços

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade