Jump to content

Pane elétrica em aeroporto de Uberlândia faz avião voltar a Confins


jambock

Recommended Posts

Meus prezados

Pane elétrica em aeroporto de Uberlândia faz avião voltar a Confins

Voo 1498 deveria pousar às 23h20, mas só conseguiu duas horas depois. Superintendente da Infraero justifica falha por questões meteorológicas.

Uma falha no sistema de balizamento do aeroporto Tenente Coronel Aviador César Bombonato, em Uberlândia, fez com que uma aeronave que fazia o trajeto Belo Horizonte a Uberlândia retornasse para o aeroporto de Confins. Por causa da falta de iluminação na pista, o pouso não pôde ser feito até que a energia fosse restabelecida, durante a noite deste domingo (15).

O superintendente local da Infraero, Sérgio Kennedy Soares, disse que o balizamento ficou inoperante por menos de uma hora por causa da pane. O motivo se deu por conta da condição meteorológica, mas o sistema foi restabelecido cerca de meia hora depois.

Uma passageira que estava no voo 1498, da Gol, relatou que o piloto anunciou o retorno ao aeroporto de Belo Horizonte por causa da falta de energia no aeroporto, e que o gerador não havia funcionado. Disse, ainda, que em 20 anos de voo foi a primeira vez que algo dessa natureza aconteceu e que utilizaria o combustível extra para voltar.

Pelo rastreio de tráfego aéreo online, da FlightAware, é possível ver a distância percorrida pela aeronave em 1.450 km, quando geralmente é feita em pouco mais de 500 km. A assessoria de imprensa da companhia aérea disse que o pouso estava previsto para às 23h20 e foi feito à 1h20, assim que a iluminação na pista foi restabelecida.

Não houve qualquer dano à aeronave, nem aos passageiros, e todo o trajeto foi feito em segurança.

Fonte: Caroline Aleixo do G1 Triângulo Mineiro via CECOMSAER 17 NOV 2015

Link to comment
Share on other sites

Meus prezados

Pane elétrica em aeroporto de Uberlândia faz avião voltar a Confins

Voo 1498 deveria pousar às 23h20, mas só conseguiu duas horas depois. Superintendente da Infraero justifica falha por questões meteorológicas.

Uma falha no sistema de balizamento do aeroporto Tenente Coronel Aviador César Bombonato, em Uberlândia, fez com que uma aeronave que fazia o trajeto Belo Horizonte a Uberlândia retornasse para o aeroporto de Confins. Por causa da falta de iluminação na pista, o pouso não pôde ser feito até que a energia fosse restabelecida, durante a noite deste domingo (15).

......

Fonte: Caroline Aleixo do G1 Triângulo Mineiro via CECOMSAER 17 NOV 2015

Só um questionamento:

A GOL teve um prejuízo no gasto extra de combustível nos 900 km adicionais, pois voou 1450 km ao invés de +/- 500. A administração do aeroporto de Uberlândia vai pagar o prejuízo?

Link to comment
Share on other sites

 

 

Só um questionamento:

A GOL teve um prejuízo no gasto extra de combustível nos 900 km adicionais, pois voou 1450 km ao invés de +/- 500. A administração do aeroporto de Uberlândia vai pagar o prejuízo?

Prezado Jambock, certamente essa conta só será paga pela GOL.

Não poderiam ter pousado em Uberaba? Distante 110km de Uberlândia.

 

 

A GOL não opera em Uberaba e não há equipe para atendimento de solo da aeronave. O transtorno para os passageiros e para a empresa seria muito maior.

Link to comment
Share on other sites

Acredito que a conta do combustível extra já é embutida na passagem, vide que em todos os voos já se vai com o combustível para orbitar ou alternar.

OBS: isso é uma mera especulação de entusiasta. Quem trabalha com aviação é que pode dizer como funciona...

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade