Jump to content

American não aceita mais Pesos Argentinos como forma de pagamento


AF085

Recommended Posts

Por: Pedro Menezes

Publicado em: 25/11 - 17:53

A American Airlines decidiu que não aceitará mais pesos argentinos como forma de pagamento de seus bilhetes aéreos. A justificativa para essa tomada de decisão, de acordo com o próprio Grupo, é por conta do controle de câmbio aplicado no país, fator que acaba dificultando diretamente a conversão da moeda em dólares norte-americanos.

Algo parecido acontece na Venezuela, onde atualmente US$ 3,7 bilhões em vendas de bilhetes estão presos por conta do controle de câmbio socialista articulado por lá. "Existe um risco em que a Argentina possa ir pelo mesmo caminho da Venezuela", disse o CEO Da IATA, Tony Tyler.

Não é de hoje que diversas multinacionais que atuam na Argentina reclamam da dificuldade em enviar o lucro de suas empresas para o país de origem, muito por conta do controle protecionista decretado pela atual presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, que deixa o cargo no próximo dia 10 de dezembro, após perder o segundo turno das eleições para o governista Mauricio Macri, encerrando a era de 12 anos de Kirchnerismo.

Por falar no mais novo presidente, Mauricio Macri é a favor de eliminar as políticas cambiais e monetárias que foram decretadas pela atual presidente Cristina Kirchner, como parte de uma estratégia para fomentar o livre mercado no país. Para a American Airlines, é hora de "seguir trabalhando com o Banco Central e com o novo líder na Argentina sobre esses empecilhos", disse em nota.

No entanto, a American Airlines foi clara em afirmar que nenhuma das 27 operações semanais será reduzida no país, mesmo as 35 agendadas para as férias de verão no hemisfério sul. "Não reduzimos nossos voos, embora nós atualmente não tenhamos a disponibilidade de vender passagens aéreas em pesos argentinos por conta dos trâmites que envolvem a repatriação financeira no país", disse a companhia norte-americana em nota.

 

Link to comment
Share on other sites

Diversas multinacionais usaram a criatividade para repatriar o dinheiro. Snme, a Mercedes Benz chegou a exportar vinho para retirar seu lucro do país, ou algo assim.

 

Macri ganhou, mas a Argentina terá alguns anos de penúria. Será que aguentarão? De la Rua foi quase a mesma história.

Link to comment
Share on other sites

Posted · Hidden by C010T3, November 26, 2015 - off-topic
Hidden by C010T3, November 26, 2015 - off-topic

câmbio socialista???? hahahahahahahahahahaha....as empresas e indivíduos capitalistas ou são muito ignorantes ou estão de má fé e factóides!!! haha

Link to comment

Não, não aguentarão. A história demonstra que os argentinos querem é o populismo, nos últimos 100 anos qualquer governante que não seguiu essa linha foi tirado do poder antes do final do mandato.

Link to comment
Share on other sites

Não, não aguentarão. A história demonstra que os argentinos querem é o populismo, nos últimos 100 anos qualquer governante que não seguiu essa linha foi tirado do poder antes do final do mandato.

 

Será que eles aceitam a "cumpanheirada" por lá?

Só que tem que ser só com passagem de ida.

Por mim podem até usar jatinho da FAB pra levar...

Link to comment
Share on other sites

 

Será que eles aceitam a "cumpanheirada" por lá?

Só que tem que ser só com passagem de ida.

Por mim podem até usar jatinho da FAB pra levar...

 

Acho que nem os argentinos merecem tamanho castigo.

 

O bom é que a populismo da América Latina está em cheque nesse momento e se tivermos sorte será extinto do continente.

 

  • Venezuela está no limiar de uma mudança, a fome apertou de tal forma que o povo lá precisa escolher se vai morrer de fome ou lutando contra o governo.
  • Na Argentina estamos vendo alguns sinais de mudanças, mas eles dependem da queda do resto dos governos populistas para que realmente sua mudança aconteça.
  • Na Bolívia cresce o número de relatos de manifestações que o governo começa a ter dificuldades de abafar.
  • O no Brasil se tivermos sorte e ainda restar alguma dignidade no nosso judiciário, veremos boa parte da cumpanheirada na cadeia e se deus quiser o nove dedos junto.

Nunca a América Latina esteve tão propensa a realmente evoluir, porém a maior barreira agora é o povo que está acostumado com o tal "estado provedor" que faz tudo por eles, interfere em tudo e sabe de tudo.

 

Nosso continente precisa seguir o exemplo do Chile, um país que soube seguir o rumo econômico correto e abriu sua economia. O resultado não poderia ser outro, crescimento e indicies de desenvolvimentos invejáveis.

Link to comment
Share on other sites

Archived

This topic is now archived and is closed to further replies.

×
×
  • Create New...

Important Information

Saiba os termos, regras e políticas de privacidade